A A A C
email

Terça-feira, 13/09/2011

E.M. Aldebarã, uma estrela que brilha na Comunidade de Antares

Tags: 10ªcre, escolasdoamanhã, bairroeducador.



 

Hoje voltei à Comunidade de Antares. Já havia visitando a Escola Municipal Otelo de Souza Reis, e agora conheço o trabalho realizado na Escola Municipal Aldebarã. Fica faltando agendar as visitas ao CIEP Maestro Heitor Villa-Lobos, e à Creche Municipal Sempre Vida Antares.

 

O Conjunto Habitacional Antares, onde está localizada a Escola Municipal 10.19.016 Aldebarã, recebeu este nome em homenagem à estrela Antares, de maior destaque na costelação do Escorpião. Segundo os astrônomos Antares é a Estrela Alfa, isto é a mais brilhante da costelação, podendo ser vista a olho nu principalmente no Verão, sobressaindo pela sua coloração avermelhada.


As três unidades escolares, e mais a Creche Municipal Sempre Vida e o CIEP Primeiro de Maio, ficam localizados na Avenida Antares, se bem que o CIEP, já está mais voltado para um logradouro conhecido como Rollas, enquanto as outras estão situadas no Conjunto Habitacional Antares.

 

Se Antares é a "Dama de Vermelho", Aldebarã é o "Olho do Touro", por ser a estrela mais luminosa da Costelação do Touro e ficar posicionada exatamente no olho esquerdo do quadrúpede.


Para quem gosta de Astronomia, vale à pena ler o texto de José Roberto V. Costa, intitulado “Antares, a dama de vermelho”, que pode ser encontrado em http://www.zenite.nu/ com explicações bem didáticas sobre a denominação, que vem de anti-Ares, que significa rival de Marte, além de outras informações interessantes, como o ranking de Antares como a 14ª estrela mais brilhante, e a sua fama, que vem desde a Antiguidade, quando era citada pelos egípcios, persas e árabes, entre outros povos.

 

 

Sobre a estrela Aldebarã, que empresta o seu nome à Escola Municipal 10.19.016, da 10ª CRE, convém ler o artigo do astrônomo Fernando Costa, do Observatório Astronômico Frei Rosário, da Universidade Federal de Minas Gerais, intitulado “A Constelação do Touro”, da qual a estrela Aldebarã faz parte, e se destaca por ser a mais brilhante e também por ser conhecida como “Alfa”, “ Tauri” ou “Olho do Touro”.

 

A Constelação de Taurus, por Johannes Hevelius – Aldebarã aparece junto ao olho esquerdo do touro.


Segundo Fernando Costa, seu nome provém da palavra árabe al-dabar  que significa "aquela que segue" – referência à forma como a estrela parece seguir o aglomerado das Plêiades durante o seu movimento aparente ao longo do céu. Aldebarã é uma das estrelas mais facilmente identificáveis no céu noturno, tanto devido ao seu brilho como à sua localização, conforme texto que pode ser lido em http://www.observatorio.ufmg.br/dicas10.htm

 

 

Professor Pedro Silva, diretor da Escola Municipal 10.19.016 Aldebarã, da 10ª CRE, em companhia de alunas do 5º ano, turmas 1501 e 1502, antes da apresentação na Festa Cultural. Ao fundo, o mural com os nomes de todos os alunos que se destacaram com as melhores notas no último bimestre.

 

Na Escola Municipal Antares conheço outras estrelas. São alunos que se apresentaram magnificamente, na culminância da Festa do Folclore; são professores dedicados e comprometidos com uma educação de qualidade; é a diretora adjunta Ulyssia Maria Silva dos Santos, o diretor Pedro Silva e a coordenadora pedagógica Roberta Gomes, demandando esforços hercúleos, junto com toda a sua equipe de professores, para que a escola alcance e ultrapasse as metas previstas pela Secretaria Municipal de Educação, nos índices das avaliações externas, do Ideb e do Ide Rio; é a professora Ana Paula Cavadas, que vai de casa em casa, visitando a comunidade em busca dos seus alunos faltosos; é o professor de Educação Musical, Roberto de Oliveira Ferreira, apresentando-se com o seu violão e trazendo alegria melódica para aquele ambiente especial.

 

Professores e funcionários da Escola Municipal Aldebarã na foto: Professoras Adriana, Prisilla, estagiária Jaqueline, professoras Amanda Sônia Vieira, Rosicleia, Joelma, diretora-adjunta Ulyssia, professor Roberto, coordenadora pedagógica Roberta e diretor Pedro.

Professora Ulyssia, diretora adjunta da E.M. Aldebarã, com alunas do 5º ano, turmas 1501 e 1502, que se apresentaram na Festa da Cultura, em 8 de setembro de 2011.


Percorro todas as dependências da Escola Municipal Aldebarã em companhia do diretor Pedro, e vejo os lindos murais montados pelos alunos com o apoio dos professores.

 


Logo no corredor que dá acesso à sala da direção, secretária e sala dos professores há um belo mural de Boas-Vindas à E.M. Aldebarã, com um quadro de honra, onde estão estampados os nomes dos três melhores alunos de cada ano escolar.

 

Professor Pedro Silva, diretor da E.M. Aldebarã, tendo ao fundo o mural com os nomes dos alunos que se destacaram com as melhores notas no último bimestre e foram homenageados com um certificado de mérito.


O diretor faz questão de mostrar o modelo do certificado que foi impresso para cada um dos alunos homenageados, com a presença dos pais. Todos receberam uma lembrança daquele momento festivo e de destaque, que é uma das medidas tomadas pela direção da E.M. Aldebarã para alcançar boas notas nas provas enviadas pelo nível central da SME/Rio e também na avaliação externa que será feita este ano para o Ideb.

 

Professor Pedro Silva e professora Ana Paula com seus alunos.

 


Pedro Silva não faz por menos: ele sonha e faz planos para que a Escola Aldebarã, que esteve com suas notas abaixo das médias estabelecidas pelo Ideb e Ide Rio em anos anteriores, consiga alcançar a média 7 (sete) nas provas de 2011.

 

Professora Adriana mostrando um dos murais da escola montados pelos alunos com o apoio dos professores.


Para isso o diretor diz que está contando e apostando na dedicação dos seus professores, enfatizando que os bons resultados somente serão conseguidos com o trabalho coletivo e envolvimento de todos.

 

Algumas professoras da Escola Municipal Aldebarã em companhia da diretora adjunta Ulyssia e do professor de arte musical Roberto.


No auditório da E.M. Aldebarã, em plena tarde de quinta-feira, encontro diversos pais e responsáveis que vieram prestigiar o trabalho da escola e assistir a apresentação dos seus filhos.

 

Alunos da turma 1101 devidamente caracterizados para a dramatização da cantiga de roda "A linda rosa juvenil"

Apresentação dos alunos da turma 1202 com a cantiga de roda "O cravo brigou com a rosa".

 

Alunos da turma 1501 encerrando as apresentações da Festa da Cultura da E.M Aldebarã com as músicas Peixe-vio e Bicho do Mato, acompanhadas ao som do violão pelo professor de arte musical, Roberto.


A simpática coordenadora pedagógica, professora Roberta Gomes, vai fazendo a chamada dos alunos para a apresentação na Feira Cultural da escola.

 


Cada apresentação é precedida pela leitura de um texto explicando os costumes, tradições populares, festas folclóricas, músicas, danças, jogos, receitas e crenças, que todos nós aprendemos, mesmo não sabendo precisar suas origens.

 


Com acompanhamento do professor Roberto ao som do violão, a Festa Cultural da Escola Municipal Aldebarã é encerrada com a apresentação dos alunos da turma 1501, que cantaram as músicas “Peixe-vivo” e “Bicho do Mato”.

 


Saio da escola convencido de que Aldebarã é uma estrela que brilha na Comunidade de Antares!

 

As atividades pedagogicas desenvolvidas  Escola Municipal Aldebarã têm merecido destaque nas publicações editadas pelo Programa Bairro Educador, conforme fotos acima reproduzidas de

http://bairroeducador.blogspot.com/2010/11/as-estrelas-da-em-aldebara.html

 

 

                                          

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


  
Comentário enviado com sucesso, aguardando moderação.














Sua indicação foi enviada com sucesso!









Saiba mais:

10ªcre (306)
bairroeducador (18)
escolasdoamanhã (15)

Comentários
Eu trabalhei no CIEP Maestro Heitor Villa Lobos por 2 anos. Tenho ótimas recordações da escola que é muito prejudicada pela violência da comunidade onde se localiza. A diretora Luzinete faz um ótimo trabalho, sempre pensando no aluno. Uma guerreira!!

Postado por Janaina Montal em 13/09/2011 13:46

entrei na Aldebarã com 06 anos no antigo C.A e sai já na 8° série, os professores realmente se dedicam .

Postado por Evandro Iat em 23/09/2011 03:38