A A A C
email

Quinta-feira, 22/05/2014

A Educópedia no Reforço da Aprendizagem no 3º Ano do Ensino Fundamental

Tags: 1ªcre, educopedia.

O desafio de fortalecer as aprendizagens de leitura e escrita no último ciclo da alfabetização tem permeado o pensamento dos educadores. Uma resposta para esse problema são os múltiplos recursos presentes na rede mundial de computadores e a biblioteca de acervo da EDUCÓPEDIA.


Depois de utilizar o conteúdo da EDUCÓPEDIA nas turmas de projeto como o “Nenhuma Criança a Menos” e “Aceleração I”, grupo de alunos que apresentam várias reprovações e dificuldades em superar a distorção idade série, fui convidado a atuar como embaixador da EDUCÓPEDIA. Percebi ao longo das aulas que, muitos alunos, estão inseridos nas relações cotidianas digitais, mesmo aqueles que não escreviam na escola, já participavam ativamente de redes sociais e interagiam com seus colegas de turma.



Utilizando esse fator ao nosso favor, meu e dos alunos, explorei ao máximo os recursos da EDUCÓPEDIA. Num primeiro momento, estudando os conteúdos das diferentes séries e trazendo novas dinâmicas para ampliar o interesse pelo conteúdo, pesquisando imagens sites e produzindo novos materiais atrativos e pautados na realidade cultural de cada grupo.


O importante nessa caminhada foi entender a aprendizagem como um processo, que em certos momentos é desenvolvido individualmente e em outros, por meio de tutorias desenvolvidas pelos próprios estudantes. Trazendo os dados práticos do trabalho:


a) Observei que cada aluno possui objetivos próprios para o uso das novas tecnologias e cabe ao professor estimular a ampliação dos mesmos sem cercear a liberdade dos internautas perante a diversidade de informação.


b) Na utilização da EDUCÓPEDIA os conteúdos podem ser utilizados além da série escolar do aluno, mas pautado em suas experiências, interesses e capacidade de estabelecer conexões com o que é ensinado em sala de aula.


c) A existência de diferentes inteligências, quando estão aprendendo a ler e escrever a navegação possibilita a construção de conexões práticas da alfabetização com o que necessita para superar desafios online.


d) O professor deve deixar claro que ele também é um explorador, construindo um universo para que a turma troque conhecimentos entre si, com os professores e as outras turmas. Gerando assim, um conjunto de aprendizagens coletivas mais significativas para a comunidade escolar.

 


Podemos encerrar esse breve artigo, assumindo, que cada escola e grupo de alunos respondem com suas particularidades. Os resultados devem ser interpretados de maneira diferente e os estímulos devem ser cotidianos. Para que, a utilização do conhecimento presentes na EDUCÓPEDIA possam ser uma ponte para múltiplas aprendizagens escolares.


Ricardo Fernandes, mestre em educação pela UNIRIO, Professor de Ensino Fundamental da Secretária Municipal do Rio de Janeiro e Embaixador da EDUCÓPEDIA na Escola Municipal Estados Unidos.
 

 

 

                               

 

 

 


   
           



   
Comentário enviado com sucesso, aguardando moderação.














Sua indicação foi enviada com sucesso!









Saiba mais:

educopedia (38)
1ªcre (2)

Comentários
Sou professora da rede. acredito no potencial das nossas crianças e jovens. Verifico que o caminho é esse. Através da cibercultura podemos promover uma aprendizagem mais significa. Ricardo, parabéns pelo seu brilhante comentário. Siga em frente,você é extremamente competente.

Postado por Tânia Moraes em 24/05/2014 22:06