A A A C
email
Retornando 539 resultados para a tag 'projetos'

Terça-feira, 10/07/2018

A Sala de Leitura Dyla e a Semana do Livro

Tags: 7ªcre, projetos.

 

A I Semana do Livro aconteceu de 16 a 20 de abril na Sala de Leitura da Escola Municipal Professora Dyla Sylvia de Sá com a participação da comunidade escolar . Vamos conferir?

 

A Sala de Leitura Polo, em parceria com a Coordenação e Direção da Escola Municipal Professora Dyla Sylvia de Sá, criou um evento para valorizar, ainda mais, a Literatura dentro do espaço escolar: a I Semana do Livro.

Aproveitando o dia 18 de abril, data de aniversário de Monteiro Lobato e também momento para comemorar o dia Nacional do livro infantil, muitas atividades foram realizadas. A cada dia uma ação envolvendo alunos, professores, funcionários, pais, enfim, todos os que participam da rotina escolar, juntos na luta para dar o devido destaque à Literatura.

 

Professora Luciana Delgado, Equipe da Sala de Leitura Polo – Maria Elisa Nista Braga, Ana Tereza Grauer, Silvia Castro e alunos protagonistas da turma 1501 – Eduarda Soeiro dos Santos, Pedro Lira Pareto, Gyovanna Ribeiro da Silva e Valentina  Nista Braga Zanini.


 

A Semana começou com a LEITURA DRAMATIZADA da adaptação da obra O PLANETA CAIQUERIA, de Hermes Bernardi. A história foi encenada pelos alunos protagonistas, ao lado da professora do EI, Luciana Delgado, quem apoiou com entusiasmo a proposta da Sala de Leitura. Os alunos vibraram com a interpretação de seus colegas e ainda se divertiram ao som das músicas de Bia Bedran, cujo conteúdo também os fazia refletir sobre o valor da leitura.

 


     Professora Luciana Delgado e alunos protagonistas : Pedro Lira Pareto e Eduarda Soeiro dos Santos.

 

No dia seguinte, terça-feira, foi dia de CINECLUBE. O debate emocionante, com direito a pipoca, teve como ponto de partida o filme O OUTRO PAR – curta metragem egípcio, dirigido por Sara Rozik. 

 

O filme foi inspirado na vida de Mahatma Gandhi, o que possibilitou a criação de um jogo intertextual  entre a vida do pacifista  com o  PPP da escola: “O mundo que a gente quer, depende do que a gente faz”.

 


        Trabalho elaborado a partir do debate (cineclube) com as turmas 1301, 1601, 1501, 1402, 1401,1302. Desenho de Emanuelle Melo Barroso – T: 1501

 

A festa continuou com um dos momentos mais alegres A HORA DO CONTO. Um evento que já acontece com frequência na escola. Quinzenalmente, toda a Unidade Escolar reserva um horário para ler um texto literário.

No dia do livro, no entanto, a ação ganhou uma roupagem nova, pois todos os textos lidos em sala eram de autoria de Monteiro Lobato e a leitura foi ampliada para os pais, direção e demais funcionários.

 

         Cineclube - Professora Silvia Castro e turma 1501.

 

Abrilhantando a festa, a funcionária BRUNA VIEIRA vestiu-se como a boneca Emília, imortal personagem de Lobato. O que deixou as crianças eufóricas de tanta alegria. Sendo a escola bilingue, professores de Inglês fizeram adaptações e algumas turmas tiveram os contos nesta versão.

Seguindo a semana marcada pelo incentivo de práticas de leitura , na quarta-feira, foi dia de empréstimo de livros para todos da escola estendendo para os pais, assim que puderam conhecer um pouco do acervo da escola.

 

       Agente Educadora : Bruna Vieira Martins.

 


Empréstimo de Livros - Professora Maria Elisa Nista Braga.

 

Alunos Protagonistas : Enzzo de Souza da Rocha, Anna Vitória Viana Romero, Maria Eduarda Nascimento Santiago Santos ( turma 1501) e Bruna Vieira Martins (agente educadora).
 

 

Na Quinta-feira foi dia de piquenique! Só que o PIQUENIQUE foi LITERÁRIO, pois o desejo era alimentar o futuro leitor. Assim, foram realizadas roda de histórias e mediação de leitura. Depois, foram apresentados alguns livros para que os jovens fizessem leitura livre. Foi um dia delicioso!

 

   Piquenique Literário.


Finalmente, a sexta feira chegou e com ela o momento perfeito de recarregar as forças e recomeçar. Assim, os professores da escola foram convidados para um CAFÉ LITERÁRIO.

No café, além da leitura de poesias, muitas sugestões de livros pedagógicos foram apresentadas com a intenção de potencializar o trabalho. Entre um biscoito, um cafezinho e um chá, muitas ideias foram nascendo…

 

Luciana Delgado ( EI 42), Renata Fontes dos Santos ( EI 41), Ana Lúcia Alves de Santana dos Santos (secretária), Maria ângela Garcia Pinto (diretora), Maria Elisa Nista Braga ( Sala de Leitura Polo), Karla Rodrigues Cardoso (diretora adjunta), Vera Lúcia dos Santos (EI 51), Ana Tereza Grauer ( Sala de Leitura Polo), Anriete Barata da Silva ( Língua Inglesa).

 

 

Dessa forma, a Sala de Leitura Polo Dyla se fortalece nas ações que integram Literatura e comunidade escolar. O objetivo é oferecer uma sala sempre de portas abertas para que todos possam viajar nas asas da Leitura. 

 

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

 

Contato da Escola Dyla Sylvia de Sá:

emdyla@rioeduca.net

 


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 03/07/2018

A Matemática e a Copa do Mundo

Tags: 1ªcre, projetos, eventos, copadomundo.

 

Copa do Mundo na  Rússia foi  motivação da atividade de matemática no Geo de Santa Teresa.

 

A Copa do Mundo é uma competição internacional organizada pela Federação Internacional de Futebol (FIFA) a cada quatro anos. Consiste em um dos maiores eventos esportivos do planeta e bilhões de pessoas assistem aos jogos. Ela passou a ser realizada a partir de 1930, com a primeira competição sediada pelo Uruguai.

 


A Copa do Mundo foi utilizada como tema para a realização de uma atividade na Turma 1703 do Ginásio Olímpico de Santa Teresa, na disciplina de Matemática.


Um dos conteúdos pedagógicos do 2º Bimestre, no 7º Ano, na disciplina Matemática, de acordo com as Orientações Curriculares de nossa Rede, é o “Tratamento de informações”. Com a aplicação desse conteúdo espera-se que o aluno possa organizar e representar dados em gráficos ou tabelas. A Professora Lucineia Alves resolveu propor aos seus alunos da Turma 1703 que elaborassem, cada um, uma pergunta sobre qualquer assunto relacionado à Copa do Mundo 2018, elaborassem 4 ou 5 opções de respostas e realizassem uma pesquisa de opinião com, no mínimo 20 alunos da própria turma.

 

Alunos realizando a pesquisa na turma.

 

Após a realização da pesquisa, os alunos utilizando papel A4, régua, lápis de cor e canetinhas, seguiram as orientações dadas pela professora e elaboraram seus respectivos gráficos.

 

“Os alunos ficaram muito entusiasmados. Eles incorporaram o papel de “pesquisadores” e os objetivos propostos para as atividades foram superados. Foram observados momentos de integração, compartilhamento e, sobretudo, de aprendizagem sobre respeito à opinião do próximo.” – Afirma a Professora.

 

Alunos elaborando seus respectivos gráficos.

 

As perguntas elaboradas pelos alunos foram as mais variadas possíveis, contemplando os mais diversos assuntos e visões destes sobre o tema Copa do Mundo. Algumas perguntas:

 

“Quem vai ganhar a Copa do Mundo?”
“Qual é o seu jogador favorito na Copa do Mundo?” 
“Qual cor do uniforme você gostaria que o Brasil usasse?” 
“Qual é o corte de cabelo mais bonito da Copa?” 
“Qual jogador está com ótimo desempenho?” 
“Quem é o melhor jogador da seleção brasileira?” 

Os trabalhos foram expostos aos demais alunos da escola em um lindo mural, montado por alguns alunos da turma e pela professora.

 

Montagem do mural pelos alunos e pela professora

 

Após a montagem do mural, todos os alunos foram participar das fotos coletivas ao lado deste. A alegria de todos, por verem seus trabalhos expostos no mural, era contagiante, mesmo os que, por questão de espaço no mural, não tiveram seus trabalhos expostos, pois esses entenderam que contribuíram como participantes das pesquisas e, assim, mostraram-se também alegres com o mural da turma.

 

Nas fotos acima e abaixo, alunos da  1703 junto ao mural finalizado.

 

O interesse dos alunos pela atual Copa do Mundo foi usado estrategicamente como fator motivador para a aprendizagem do conteúdo curricular na disciplina de Matemática. A atividade de elaboração de gráficos realizada por eles foi bastante animada e pôde-se perceber o quanto eles adoraram utilizar o evento mundial para elaborarem seus próprios trabalhos.

 

Para Saber Mais:

E.M. Juan Antônio Samaranch

Diretora: Ana Christina Quintella

Diretora-Adjunta: Vera Regina Pacheco

Coordenadora Pedagógica: Mariane Fernandes de Catanzano

Professora Responsável: Lucineia Alves

Telefone: 3972-0916

E-mail: geo@rioeduca.net

 


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 26/06/2018

A Bola Vai Rolar na Creche Dina Sfat

Tags: 7ªcre, projetos.

 

A bola vai rolar na Creche Dina Sfat

 

O Projeto A bola vai rolar na Creche Dina Sfat está acontecendo durante o período da Copa do Mundo 2018. A atividade tem como objetivo principal o estímulo da curiosidade das crianças sobre o futebol e sobre os movimentos corporais que podem ser explorados para o desenvolvimento.

 

 

 

Em 2018, o futebol está ainda mais em evidência por ser ano de Copa do Mundo. Pensando nisso, a creche Dina Sfat está desenvolvendo um projeto em que os bebês aproveitarão a experiência de viver a primeira Copa do Mundo de suas vidas.

 

 

O projeto “A bola vai rolar na creche Dina Sfat" visa trabalhar os movimentos do corpo como: chutar, correr, saltar; desenvolver a curiosidade dos pequenos sobre os países que irão participar da copa e estimular o respeito, a colaboração e autonomia durante os jogos propostos.

 

Trabalhando os movimentos do corpo com a atividade bola na rede.

 

 

    Jogo da Memória com cores e símbolos da Copa.

 

Entre as atividades planejadas para a mini copa da Dina Sfat, estão:

 

> Criação de novos uniformes para equipes;

> Brincadeiras com as cores das bandeiras;

> Pinturas usando bola de gás nas cores da bandeira do Brasil;

> Confecção de um mascote e escolha de seu nome, através de eleição na comunidade;

> Passeio pela Rússia, através de sua cultura, sua culinária e curiosidades sobre esse país;

> Estudo nutricional a partir da observação do desempenho dos jogadores e estimulando uma alimentação saudável;

> Partida coletiva de futebol com a participação dos responsáveis.

 

A fim de proporcionar uma experiência enriquecedora tanto para as crianças quanto para os responsáveis, foi programado um dia para o lançamento do projeto.

 

      Atividade coletiva com bola envolvendo crianças e responsáveis.

 

 

No dia 6 de junho, com a colaboração da comunidade, os responsáveis foram organizados em duas equipes para responderem perguntas com curiosidades sobre as Copas anteriores. Para finalizar, os dois grupos foram participar de diferentes jogos com bolas.

 

 

   Jogo com perguntas sobre a Copa com a participação dos responsáveis.

 

 

        Jogo de bola com a participação dos responsáveis.

 

Pensando na importância do esporte para o desenvolvimento de diferentes aspectos, a creche Dina Sfat espera com esse projeto, oferecer oportunidades de crescimento nas variadas áreas do conhecimento de nossas crianças, além de estimular o envolvimento dos responsáveis, fator essencial para o sucesso no processo de desenvolvimento e aprendizagem.

 

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

 

Creche Municipal Dina Sfat:

cmdinasfat@rioeduca.net

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 25/06/2018

Samba e História

Tags: 1ªcre, eventos, projetos.

 

Projeto Pedagógico comemora os 90 Anos da Estação Primeira de Mangueira

 

Com o objetivo de articular conhecimentos do contexto sociocultural da comunidade, atravessando diferentes aspectos pedagógicos e multidisciplinares, de forma a sensibilizar o aluno para o desenvolvimento da criticidade, memória, identidade e cidadania e desenvolver a prática da pesquisa histórica e musical tendo como eixo norteador o aniversário de 90 anos da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, motivando os alunos ao reconhecimento do gênero samba no cenário social e cultural do Rio de Janeiro, com suas particularidades, intérpretes e composições, toda comunidade escolar da E.M. Marechal Trompowsky, com apoio da equipe gestora, se envolveu no planejamento e implantação do Projeto MANGUEIRA, 90 Anos de Samba e História.

 


O projeto pretende desenvolver um conjunto de atividades em homenagem aos 90 anos de fundação da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueir. As atividades foram iniciada no mês de abril e percorreram os demais meses do ano com seu encerramento em setembro de 2018. O fato da Escola Municipal Marechal Trompowsky estar situada na própria comunidade da Mangueira viabiliza a pertinência e o sentido de buscar um entrelaçamento de conteúdos pedagógicos que permeiam a história do samba, da escola de samba e da própria comunidade.

 

 


Dando início às nossas atividades, foi realizada uma exposição com trabalhos dos alunos e outros elementos cenográficos. A exposição foi inaugurada no dia 27 de abril com apresentações à comunidade escolar. Algumas atividades foram realizadas nesse período como: montagem de mural com desenhos de bandeiras com as cores verde e rosa (turmas 1401 e 1402); montagem de mural com criação de palavras a partir da técnica do acróstico com a palavra MANGUEIRA (turmas 1501 e 1502); construção de um painel apresentando a comunidade, sua geografia, casas, população e arredores (turmas 1601 e 1602). O 6º ano experimental também participou da abertura do evento e do projeto com a apresentação da exposição e a coreografia do samba enredo “Atrás da verde e rosa só não vai quem já morreu”.

 

 


Dentre as ações do projeto, ainda estão previstas:


• Debate coletivo sobre o do surgimento do samba na Comunidade da Mangueira;


• Pesquisa sobre os preâmbulos simbólicos e históricos da organização e fundação da Escola de Samba;


• Resgate da memória dos fundadores da Escola de Samba;


• Debate livre com audição de DVD sobre o aparecimento do samba, suas raízes e historicidade;


• Discussão e estudo sobre a estrutura de trabalho na escola de samba, observando suas profissões e as peculiaridades da rotina de trabalho;


• Atividade de audição, leitura de letras e canto coletivo de sambas enredo;


• Montagem coreográficas com as turmas participantes do projeto;


• Desenvolvimento de um repertório de diferentes compositores e intérpretes do gênero samba, pelos alunos das oficinas de canto coral e percussão.

 


A comunidade abraçou o projeto, podemos perceber a partir de alguns dos depoimentos:


“Percebi o empenho e a motivação dos alunos que participaram ativamente da confecção das bandeiras verde e rosa, e que abrilhantaram os murais da nossa escola. Fico contente em ter vivenciado um momento tão marcante para nossa comunidade escolar” Profa. Andréa Telepho – turmas 1401 e 1402.


“Gostei muito da exposição e achei muito interessante porque fala da escola de samba da Mangueira e de nossa comunidade. Achei legal as fantasias e o painel do Morro da Mangueira feito pelos alunos do 6º ano” Lorraine Magalhaes Barbosa – aluna da turma 1601 – 6º ano experimental.


“Gostei muito porque o projeto é o retrato da comunidade. Na árvore genealógica dos alunos são bisavós, avós e pais que estão inseridos no contexto do samba (identidade). Os conteúdos inseridos no projeto abarcam a matemática - através da linha do tempo, a geografia - com o mapa do município, a história e língua portuguesa - na letra do samba” Prof. Etiene Solange Freitas– 6º ano experimental.


“Sou bisneta direta do 1º presidente fundador da Escola de Samba da Mangueira, Sr. Saturnino Gonçalves e neta de D. Neuma – a tia Nelma da Mangueira. É uma honra dirigir a escola Marechal Trompowsky e saber que alunos e professores empreendem nesse projeto uma jornada de pesquisa, tanto de caráter pedagógico quanto cultural, na busca de saberes da memória do acervo do samba. Fiquei muito feliz” Profa. Adair Machado – diretora.

 

 


PARA SABER MAIS:

ESCOLA MUNICIPAL MARECHAL TROMPOWSKY

Direção: Adair Machado

Direção-Adjunta: Adriana Serafim

Professor : Nilson Roberto

Telefone: 2214-1638

E-mail: emtrompowsky@rioeduca.net

 


 


   
           



Yammer Share