A A A C
email
Retornando 114 resultados para a tag 'meioambiente'

Terça-feira, 12/12/2017

Área Verde da E. M. Camilo Castelo Branco Transforma-se em Sala de Aula

Tags: 2ªcre, literatura, meioambiente.

 

A área verde da E. M. Camilo Castelo Branco é uma grande e rica sala de aula. Nela alunos aprendem História, Matemática, Ciências, Geografia, Literatura e cuidados com o Meio Ambiente.

 


O texto abaixo foi enviado pela professora Jenny Iglesias, regente da unidade escolar, que nos conta sobre a proposta de ter uma horta colaborativa na escola.

Vizinha do imponente Jardim Botânico, a escola tem uma grande área verde, com canteiros de uma horta, muitos jardins, árvores nativas da Mata Atlântica e uma vegetação que atrai muitos animais e, por isso, a equipe pedagógica apostou no seu potencial para incluir no currículo um assunto essencial: a Educação Ambiental.

Este espaço privilegiado recebe a visita de alunos e professores que estudam e aprendem sobre a importância de preservar o meio ambiente e de torná-lo sustentável. Nesta sala de aula ao ar livre fica mais fácil entender sobre o clima na Terra, a erosão do solo, o crescimento dos vegetais, a decomposição de matérias orgânicas que se transformarão em adubo e tantos outros assuntos que escutamos e lemos nos livros didáticos.

 

Professor Roberto, de História, cuida da área verde e usa este espaço como sala de aula para ensinar arqueologia.

 

Através de algumas parcerias, a escola complementa o estudo de Ciências e de Geografia a partir de projetos como o do Ciclo Orgânico, idealizado e coordenado por Lucas Chiabi, que utiliza a escola como ponto de coleta e compostagem de material orgânico recolhido nas residências do entorno. Em troca, alunos e professores da Camilo veem de perto o processo de decomposição de restos orgânicos até a obtenção do adubo.

 

O material é recolhido nas residências em bicicletas que não poluem e ainda incentivam a diminuição de veículos na cidade.

 

Parte deste adubo é utilizado em outro projeto desenvolvido desde agosto deste ano pela profissional Renata Carijó, coordenadora do projeto socioambiental Carpe, que revitalizou os canteiros de uma horta desativada há tempos. Duas turmas de 6º ano participam desta atividade cujo objetivo é a produção de alimentos livres de agrotóxicos que complementarão a merenda escolar.

Cerca de 60 alunos fazem a manutenção dos canteiros, o plantio de alimentos orgânicos, regam as mudas sempre e aguardam ansiosos a primeira colheita de hortaliças, legumes e ervas medicinais, tudo sob a supervisão de Renata, que realiza este trabalho de forma voluntária e tem uma ajuda de custo para a compra de mudas e sementes de ex-alunos da escola.

A Matemática teve destaque no início do processo de revitalização da horta, pois os alunos aprenderam a calcular a área e o perímetro de cada canteiro para distribuir harmoniosamente as mudas. Entre centímetros e metros, os alunos usaram as unidades de medidas para chegar aos resultados! Assim, também se aprende matemática!

 

Renata Carijó, no centro, ensina como plantar as mudas de hortaliças.

 

No dia do plantio, Renata e Lucas na orientação dos alunos.

 

Também a Literatura é mais que fundamental neste projeto pedagógico que tem o apoio da Direção, da Coordenação, dos professores, dos funcionários e dos alunos da Escola Municipal Camilo Castelo Branco. Nas rodas de leitura, os alunos estão lendo um clássico de Monteiro Lobato: A Reforma da Natureza. A obra dialoga com o trabalho feito na horta e com a própria área verde da escola, fazendo-nos refletir sobre a realidade e a ficção, faz de conta e verdade. O que podemos modificar na natureza para melhorar nossas vidas? Esta é uma questão que o livro nos apresenta.

 

Parte da turma 1602 lendo na sala de leitura com a professora Jenny.

 

Ainda se desenvolvem ações em relação ao paisagismo da área e à preservação de espécies nativas da Mata Atlântica. A próxima meta é montar um pequeno orquidário na escola para estudo e ornamento desta bela planta, com a ajuda dos professores. Também conta-se com a parceria do setor de Educação Ambiental do Jardim Botânico e da Fundação Parques e Jardins, que auxiliam no plantio e na doação de mudas, e da Comlurb que faz a limpeza mensal do espaço.

É importante ressaltar que, aos poucos, toda a comunidade escolar se apropria deste espaço público e compreende que é possível preservá-lo e torná-lo mais sustentável!

 

Agradecemos à professora Jenny Iglesias por compartilhar conosco este projeto de integração do Meio Ambiente com o currículo escolar e desejamos sucesso a toda equipe da Escola Camilo Castelo Branco.

O contato da unidade escolar é: emcbranco@rioeduca.net

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 14/07/2017

Valorizando o Meio Ambiente

Tags: 10ªcre, meioambiente.

 

Alunos da escola Tenente Renato César realizam trabalho sobre a preservação do meio ambiente.

 

A E/CRE (10.19.012) Escola Municipal Tenente Renato César está localizada à Avenida Areia Branca, 1510 - Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro. A unidade escolar atende a 28 turmas, com 877 alunos, do 1° ao 6° ano e Classe Especial. Tem como diretora, a professora Dayse Gomes de Souza Bento; como diretora adjunta, a professora Tatiane Dantas de Carvalho; e como Coordenadora Pedagógica, a professora Juliane Cardozo da Silva Dantas.

 

Alunas do 2° ano apresentando trabalho sobre a preservação do meio ambiente

 

A cada dia observamos que a humanidade não se dá conta da importância da preservação do meio ambiente. Faz-se necessário conscientizar os alunos sobre a importância de efetivar ações que contribuam para esse fim e que mobilizem toda a sociedade de forma que possamos colaborar para a construção de um mundo melhor e essa é a proposta do Projeto Político Pedagógico da E. M. Tenente Renato César.

A Educação Ambiental é muito mais do que conscientizar sobre o lixo, a reciclagem e a poluição. É trabalhar situações que possibilitem a comunidade escolar a pensar propostas de intervenção na realidade que os cerca. Ela será o elo entre todas as disciplinas que favorecerá a valorização da vida e, consequentemente, do meio ambiente.

 

Alunas do 2° ano apresentando trabalho sobre a preservação do meio ambiente

 

— O objetivo deste projeto é proporcionar o conhecimento e a conscientização dos alunos acerca dos temas: meio ambiente e cidadania, desenvolvendo a construção de atitudes para preservação com desenvolvimento sustentável. Compreender o que devemos desenvolver para fazermos nossa parte é fundamental no desenvolvimento desse processo. — afirma a coordenadora Juliane.

 

Alunos do 2º ano conhecendo e valorizando a importância do plantio de árvores

 

As atividades trabalhadas sobre o meio ambiente envolveram todos os segmentos da Unidade Escolar, bem como todas as disciplinas. Em especial, a disciplina de Artes, uma vez que, foram utilizadas em diversas atividades as práticas de desenho, pintura, recorte e colagem. A professora de Artes, Juliana Rezende, conseguiu abranger o tema de maneira bem lúdica e criativa com todas as turmas da escola.

— A escola é muito tranquila. Temos uma equipe muito boa e bastante participação dos responsáveis. Durante a semana do meio ambiente, foram realizadas confecções de bolsas, de telefone sem fio, de biboques utilizando garrafa pet e cartazes inspirados no artista Vik Muniz. — afirma a professora Juliana.

 

Bolsas confeccionadas com garrafa pet (Turmas do 4º ao 6º ano)

 

Quer saber mais sobre o trabalho?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.012) E. M. Tenente Renato Cesar
Telefone: 3395-1495
Email: emtrcesar@rioeduca.net

 

 


 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 02/09/2015

Jogo Coleta Seletiva – Aprendendo a Cuidar do Meio Ambiente

Tags: 2ªcre. meioambiente.

 

 

 

A professora Vera Nácia desenvolve junto com seus alunos um projeto sobre meio ambiente. E vamos conhecer um jogo on-line criado por eles para auxiliar na aprendizagem dos educandos.

 

 

Na publicação da semana passada “Meio Ambiente no Anima Mundi”, conhecemos o trabalho da professora Vera Nácia que foi apresentado no Anima Mundi 2015.


As turmas da professora Vera realizam projetos e trabalham muito com a temática do meio ambiente. E para auxiliar nessa aprendizagem, a professora criou um jogo on-line, em que os alunos podem exercitar seus conhecimentos de uma forma dinâmica e divertida.


O jogo “Coleta Seletiva” foi produzido utilizando o Scratch, um software livre desenvolvido pelo grupo Lifelong Kindergarten no Media Lab do MIT.

 

Jogo "Coleta Seletiva."

 


Segundo a professora Vera Nácia, com esse programa crianças, jovens e adultos podem criar suas próprias histórias, jogos e animações de forma interativa e colaborativa, e compartilhar on-line com outros membros da comunidade.


O programa possui uma interface relativamente simples com tutoriais de apoio que auxiliam na compreensão do uso das ferramentas que são diversas.


O Scratch é uma possibilidade da criança e adolescente utilizar sua criatividade em projetos autorais que desenvolvam habilidades e competências num trabalho interdisciplinar.


Além de tornar a aquisição de conhecimentos por parte do educando mais dinâmica e divertida, o jogo tem como objetivos de aprendizagem identificar os resíduos sólidos e separá-los corretamente nas lixeiras correspondentes. Pode ser utilizado em todas as séries do ensino básico e permite uma abordagem interdisciplinar das Ciências privilegiando a Educação Ambiental como um dos temas transversais como prevê os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN), enfatizando os aspectos sociais, econômicos, políticos e ecológicos.

 

Professora Vera Nácia e seus alunos.

 


A professora Vera ressalta que, dependendo da série, podem-se realizar debates sobre o tema, construção de textos, cálculos com os pontos obtidos, inclusive com números negativos. O jogo pode ser mudado, aperfeiçoado e adaptado de acordo com a necessidade dos alunos e objetivos propostos pelo professor.


“As crianças são naturalmente curiosas e vivenciam o uso de tecnologias em seu cotidiano, embora o aspecto pedagógico normalmente não esteja presente por ser considerado papel da escola e do professor. Por esse motivo, o professor deverá ter o mínimo de conhecimento das ferramentas utilizadas para realizar projetos que tenham objetivos claros e significado para docentes e discentes.

Embora os jogos digitais educacionais apresentem um grande potencial para auxiliar o processo de aprendizagem, tornando-o mais dinâmico e motivador, seria necessário testar o software para comprovar se as crianças são capazes de utilizá-lo intuitivamente para criar seus próprios jogos de forma colaborativa, pois a criação de jogos envolve outras habilidades e competências essenciais para tornar o processo ensino e aprendizagem mais desafiador.

Esse seria o ideal da educação, um aluno criativo e motivado que consiga ser autor de seu próprio aprendizado de forma lúdica e significativa.”

 

Relato da professora Vera sobre o uso das tecnologias na sala de aula.

 

Mural sobre o meio ambiente elaborado pelos alunos após utilizarem o jogo "Coleta Seletiva".

 

 

O jogo “Coleta Seletiva” está disponível on-line para todos que desejarem acessar e embarcar nessa grande aventura de conhecimento sobre o meio ambiente.


Mais uma vez agradecemos a professora Vera Nácia Franco por compartilhar conosco essa experiência pedagógica que contribui para a formação de nossos alunos, enriquecendo-os de conhecimentos.


O contato da professora Vera Nácia Franco é: veranacia@hotmail.com.

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net
 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 29/07/2015

Verde é vida! Cuidando do Meio Ambiente

Tags: 11ªcre, meioambiente, meio.

 

 

 

A Creche Municipal Stella Maris, localizada na Ilha do Governador, realiza um belo trabalho sobre o meio ambiente. De maneira lúdica e divertida, as crianças aprendem brincando. CONFIRA!

 

A turminha EI 31, após ouvir a leitura feita pela professora Judith, realizou um cartaz coletivo ilustrando o ciclo da água e realizaram atividades relacionadas.

 

Alunos realizando atividades sobre o ciclo da água

 

Sobre os animais que vivem em meio aquático, aprenderam que os peixes são cobertos de escamas e que a foca vive em águas muito geladas. Ficou tudo muito colorido. O resultado ficou espetacular!  

Trabalho de colagem realizado com a turma

 

Para abrirmos a etapa sobre vegetações, confeccionamos uma árvore e estudamos as partes que a compõe.

Confeccionando árvore: Raiz, caule, folha, flor e fruto.

 

Na visita ao Jardim Botânico, as outras turminhas trouxeram mudinhas que ganharam lá e compartilharam com toda creche. Plantamos nossa mudinha, e nos comprometemos a cuidar dela para que vire uma grande árvore!

 

Plantar para cuidar.

 

A turma EI - 42 recebeu de presente muito especial uma muda de pitanga, que foi plantada na creche, e terá a missão de cuidar, respeitar e preservar essa planta para acompanhar seu crescimento.

 

 

 

Quer saber mais sobre a atividade? Ligue para a escola:

Diretora: Valquíria Ribeiro

Telefone: 2465-4786

E-mail: cmsmaris@rioeduca.net

 

 

Parabéns à equipe da Creche Municipal Stella Maris, por propiciar tantas atividades prazerosas e cheias de conhecimento! 

 

 

Laura Fantti Davilla Serpa
Representante Rioeduca da 11ª CRE
Facebook: https://www.facebook.com/groups/1607751852842237
Twitter: https://twitter.com/laurafanttini
WhatsApp: 96852-3714
E-mail: lauradavilla@rioeduca.net 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share