A A A C
email
Retornando 85 resultados para a tag 'leitura'

Segunda-feira, 18/12/2017

Projeto: Getúlio Sem Sair do Tom!

Tags: 8ªcre, língua portuguesa, sala de leitura.

 

No ano em que Tom Jobim completaria 90 anos de idade, a Escola Municipal Getúlio Vargas faz uma linda homenagem à memória do grande compositor que marcou a história dos brasileiros. O projeto "Getúlio sem sair do Tom" foi uma combinação de arte, história, emoção e aprendizado. Confira!

 

 

 

Antônio Carlos de Almeida Jobim, mais conhecido pelo seu nome artístico Tom Jobim, foi um importante compositor, maestro e cantor, que ficou conhecido por sua genialidade e também por divulgar em suas canções a beleza da cidade do Rio de Janeiro.

Falar de Tom Jobim e de sua arte é uma maneira prazerosa de elevar a autoestima do carioca, pois suas canções falam muito de sua paixão por essa cidade.

No ano que Tom Jobim completaria 90 anos, sob a orientação da professora Tânia Regina França, a Escola Municipal Getúlio Vargas realiza o projeto "Getúlio sem sair do Tom!".

 

"Neste ano, o compositor Tom Jobim, que foi uma pessoa apaixonada pela cidade do Rio de Janeiro, completaria 90 anos. Como o amor pelo Rio de Janeiro está retratado em quase toda sua obra e nossa escola, que inicia um novo ciclo da sua história, faz parte dessa cidade, o projeto surge como uma necessidade de desenvolver a leitura, a escrita e o comportamento dos alunos perante à nova realidade escolar, que passou a ser uma unidade escolar de turno único (...) também acreditamos que a música, a poesia e os contos podem permitir que os alunos se apropriem da linguagem literária, de uma forma lúdica."

                                                                              Professora Tânia França - Professora de Língua Portuguesa na E.M. Getúlio Vargas

 

 

 

 

O início do projeto se deu pela apresentação do tema através de uma palestra e exibição de vídeo com textos biográficos.  O objetivo foi fazer com que o aluno se sentisse motivado a conhecer a obra do poeta. No decorrer do período, os alunos participaram de oficinas onde fizeram caricaturas, cartões postais, ilustrações e construção de poemas.

Os alunos realizaram uma detalhada pesquisa sobre o gênero musical Bossa Nova e em seguida, com a ajuda dos professores de Música e Língua Portuguesa, fizeram uma versão de uma das músicas de autoria de Tom Jobim.

As turmas se organizaram e pesquisaram os principais pontos turísticos do Rio de Janeiro. Em seguida fizeram maquetes representando-os. O objetivo foi levar os alunos a associar as músicas aos lugares representados nas músicas de Jobim.

Para encerrar o projeto, os alunos apresentaram uma peça teatral que foi escrita por eles e que teve como temática a música "Garota de Ipanema", dos parceiros Vinícius de Moraes e Tom Jobim.

Todo o projeto trouxe muita satisfação aos seus participantes!

 

 

O Rioeduca parabeniza os alunos do 9º ano da E. M. Getúlio Vargas e seus professores pela realização do projeto

"Getúlio sem sair do Tom!"

 

 

 

 

 

Escola Municipal Getúlio Vargas: emgvargas@rioeduca.net

Diretora: Professora Constancia Kelly

Diretora Adjunta: Professora Marilda Lucas

Coordenadora Pedagógica: Professora Luciane Antunes

 

 

Compartilhe as ações da sua escola no Portal Rioeduca.

Entre em contato!

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 05/12/2017

Maratona de Histórias na Escola França

Tags: 5ªcre, maratona de histórias, sala de leitura, escola frança.

 

 

O projeto Maratona de Histórias envolveu toda a rede no ano de 2017 e a Escola Muncipal França se  dedicou a desenvolver o projeto de acordo com as principais diretrizes da SME.

 

"É preciso que a leitura seja um ato de amor."
Paulo Freire

 

O evento, realizado no mês de outubro, foi da maior importância e alçou alguns alunos na arte de declamar poemas e contar histórias. Os professores da Sala de Leitura se dividiram por assuntos e se completaram na ampliação do conhecimento discente.

 

1º Dia: recebemos a visita da contadora de histórias Tia Dulce, que ensinou aos nossos pequenos da E. I. ao 3º ano a usarem as mãos para contar histórias.

 

 

Hora da leitura Livre:

 

2º Dia: Tivemos muitas atividades. Começamos com o professor Marcelo contando histórias da mitologia grega para o 4º e 5º anos.

 

 

 

Também tivemos a participação da turma 1101 da professora Elizabeth, interpretando "A casinha torta" de Maria Mazetti.

Quem mora?
~~~~~~~~~~~~~
Quem mora na casa torta?
Sem janelinha e sem porta

Um gato
que usa sapato
e tem retrato no quarto.
No quarto?

Uma florzinha
pequenininha
de sainha
Curtinha?

Um elefante com rabinho de barbante?
Um papel de óculos e chapéu?
Um botão que toca violão?
Um pente com dor de dente?

Quem mora na casa? Quem?
Invente depressa alguém.

 

 

A Clássica história do Patinho Feio de Hans Christian Andersen, lembrando o dia da inclusão. A professora Luciana e Ana Lúcia com os alunos surdos ensinaram algumas palavras da história em Libras.

Em suas histórias Andersen buscava sempre passar padrões de comportamento que deveriam ser adotados pela sociedade, mostrando inclusive os confrontos entre poderosos e desprotegidos, fortes e fracos. Ele buscava demonstrar que todos os homens deveriam ter direitos iguais... - Veja mais em https://educacao.uol.com.br/biografias/hans-christian-andersen.htm?cmpid=copiaecola

 

 

A professora Bernadete convidou os alunos para viverem os personagens de Romeu e Julieta, de Ruth Rocha.

Entre 1957 e 1972 foi orientadora educacional do Colégio Rio Branco. Nessa época começou a escrever sobre educação para a revista Cláudia. Sua visão moderna sobre o tema, bem como o estilo claro e próprio, chamaram a atenção de uma amiga, Sonia Robato, que dirigia a Recreio, revista voltada para o público infantil. Certo dia, Sonia fez um convite-desafio para Ruth: em tom de brincadeira, trancou a amiga numa sala, dizendo que só saísse de lá com uma história pronta. Assim nasceu Romeu e Julieta, a primeira de uma série de narrativas originais e divertidas, todas publicadas na Recreio, que mais tarde Ruth veio a dirigir.

Fonte: http://www.ruthrocha.com.br/biografia

 

 

Encerrando o 2º dia com a apresentação das alunas Ana Beatriz e Tayná da 1503, orientadas pela professora Katia, fizeram um convite a "Bruxa, Bruxa venha a minha festa" de Arden Druce.

 

 

Sobre a Escola:

Sala de Leitura Viriato Correa (professores Kátia, Marcelo e Bernadete).

Unidade Escolar: E/CRE(05.15.038) - Escola Municipal França

Diretor: MARILIA LEAL

Endereço: Rua Padre Manoel da Nóbrega 725

Bairro: Quintino Bocaiúva

Telefone: 3073-1614 | 3273-1587

E-mail: emfranca@rioeduca.net

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 30/11/2017

Projeto: Quem lê vive mais, no CIEP Lamartine Babo

Tags: 9ªcre, leitura, projeto.

 

As histórias estão presentes em nossa cultura e o hábito de contá-las e ouvi-las tem inúmeros significados: cuidado afetivo, construção da identidade, desenvolvimento da imaginação, capacidade de ouvir o outro e à se expressar. No CIEP Lamartine Babo os alunos da Professora Elaine Sardinha vivenciam o Projeto: "QUEM LÊ VIVE MAIS!". Em diversas atividades os alunos vivem a leitura de histórias, que aproxima do universo letrado e colabora para a democratização de um de nossos mais valiosos patrimônios culturais: a escrita.

 

 

A infância é o período crucial na formação do indivíduo e a leitura de suma importância no seu processo cognitivo. A professora Elaine Nascimento, do CIEP Lamartine Babo, tem como meta principal a alfabetização de seus alunos do 1º ano de escolaridade, na interação com o lúdico, através da contação e dramatização de histórias narradas por professores do 1º ano e com a participação dos alunos do 1º ano.

 

 

Pensando nisso, através deste projeto, a professora procura formar um elo entre a criança, a família e o prazer da descoberta através do mundo encantado da leitura. A professora Elaine trabalhou ainda em seu projeto com professores aposentados e responsáveis, que vieram à Unidade para contar histórias para turma e também com alunos para o desenvolvimento do hábito de ler e dramatizar histórias. O trabalho consiste também no registro de dramatizações, estimulando a atividade artística e criativa, bem como a escrita.

 

 

Objetivo Geral: Criar formas de incentivo à leitura buscando proporcionar à criança, juntamente com a família, um estreitamento entre o mundo da literatura e o seu, visando propiciar ao aluno novas descobertas na área da leitura e escrita.

Objetivos Específicos:

  • estimular o gosto pela leitura desde a infância;
     
  • promover momentos de contação de histórias;
     
  • escolher os livros para leitura, apreciar e participar das rodas de leitura.
     
  • envolver a família com a criança no mundo literário dentro e fora da escola.
     
  • interessar-se pela leitura de diferentes tipos, como fonte de prazer.
     
  • confeccionar livros de histórias;
     
  • criar peças teatrais.

 

Atividades de leitura que acontecem no CIEP Lamartine Babo:

  • Família na escola: mamães do 1º ano contando histórias para as turmas;
  • Alunos do 6º ano contando histórias para o 1 º ano;
  • Momento literário( cada aluno escolhe o seu livro para ler na sala para um colega );
  • MALETA VIAJANTE: a cada semana 4 alunos levam as maletas para casa e dentro delas têm: 1 livro (escolhido pelo aluno), 1 caderno de registros, lápis, borracha, apontador e giz de cera. As crianças fazem a leitura e o registro em casa com a ajuda dos responsáveis e na sala de aula relatam aos colegas e professores como foi a experiência. 

 

 

Parabéns à Professora Elaine e toda equipe do CIEP Lamartine Babo! 

 

QUER SABER MAIS SOBRE A UNIDADE: 

CIEP LAMARTINE BABO

Endereço: R. Campo Maior - Campo Grande, Rio de Janeiro - RJ, 23015-160
Telefone: (21) 3394-6154


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 15/11/2017

Matemática na Maratona de Histórias Malba Tahan

Tags: 8ªcre, sala de leitura, matemática.

 

A Matemática não ficou de fora da Maratona de Histórias na Escola Municipal General Tasso Fragoso. O livro O Homem que Calculava, de Malba Tahan, foi o cenário para aprendizagens muito importantes, de maneira divertida e dinâmica. O evento envolveu alunos e professores num clima de mistério e desafios, como em um conto das Mil e Uma Noites.

 

Grupo de alunos tentando resolver o enigma dos 21 Vasos

 

Júlio César de Melo e Sousa nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 06 de maio de 1895. Ele foi um dos grandes matemáticos brasileiros, que ficou conhecido pelo pseudônimo Malba Tahan.

Como professor, Malba Tahan transformava a sala de aula em um palco, no qual atuava de forma brilhante. Sua metodologia conquistava a atenção e a admiração de seus alunos. 

Com enorme imaginação, Malba Tahan foi o autor de livros que encantam jovens e adultos, fazendo-os perceber que a Matemática é viva, dinâmica e que pode ser muito, muito divertida!

 

Alunos resolvendo um dos enigmas na sala em ambiente das Mil e Uma Noites

 

No dia 10 de outubro foi realizada a Maratona de Histórias na Escola Municipal General Tasso Fragoso.

A professora regente da Sala de Leitura, Eliane Mentzingen, sugeriu que a Matemática não ficasse de fora desse projeto de leitura, portanto apresentou aos professores de Matemática da escola a proposta de trabalharem o livro O Homem que Calculava, de Malba Tahan.

A proposta consistiu em oferecer uma oficina com os  desafios que estão nesse livro, que é um dos mais famosos do autor.

A professora de Matemática Lídia do Amaral Chagas fez a orientação e a supervisão dos alunos que criaram materiais concretos, para que os desafios do livro ganhassem vida e as resoluções dos problemas ficassem mais dinâmicas e divertidas.

 

Professora Lídia Amaral e alunos da E.M. Tasso Fragoso

 

Os alunos confeccionaram personagens em papelão, objetos em emborrachado e também usaram materiais recicláveis.

A decoração do ambiente ficou por conta da criatividade dos alunos nas aulas de História, do professor Luiz Valentim, que elaborou um cenário árabe de acordo com o livro.

Todos que entravam na sala podiam se encantar com o clima das Mil e Uma Noites, se divertir e aprender com os desafios matemáticos.

Foram propostos 7 desafios, que ficaram dispostos nas mesas com os objetos que auxiliaram na resolução dos problemas.

 

Resolução do desafio "Caso dos Soldados", do livro O Homem que Calculava

 

Um dos desafios do livro O Homem que Calculava é o Caso dos Soldados:

“Eis agora o problema escrito a carvão na cela de um condenado:

Colocar 10 soldados em cinco filas, tendo cada fila 4 soldados.”

 

Foram apresentadas 5 fitas de emborrachado e 10 soldadinhos de papelão. Ao redor da mesa os alunos tentavam as diferentes possibilidades para resolver o desafio. Todos queriam participar e a aprendizagem se tornou uma prazerosa brincadeira! 

 

A maratona de Histórias da E.M. General Tasso Fragoso foi um grande sucesso! 

 

 

O Rioeduca parabeniza à E. M. Tasso Fragoso e em especial às professoras Lídia do Amaral e Eliane Mentzingen pela realização desse projeto.

 

Para entrar em contato com a escola e se informar mais sobre o projeto, envie email para:

emgfragoso@rioeduca.net

 

Entre em contato com o Rioeduca e compartilhe as ações da sua escola!

 


   
           



Yammer Share