A A A C
email
Retornando 90 resultados para a tag 'leitura'

Quarta-feira, 16/05/2018

Projeto Sapolê: Todos pela Alfabetização!

Tags: sala de leitura, projeto de leitura.

 

Da união entre as ações da Sala de Leitura e o envolvimento da equipe pedagógica com a alfabetização, nasceu o Projeto SapoLê, na Escola Municipal Antônio Bandeira!

 

Alunos reunidos na quadra da E.M. Antônio Bandeira

 

 

O Projeto SapoLê surge de uma iniciativa da Sala de Leitura da Escola Municipal Antônio Bandeira, em parceria com o corpo docente, coordenação pedagógica e direção. O objetivo inicial foi ampliar as ações de incentivo à leitura para além dos muros da escola.

Foi observado pela equipe pedagógica da escola que os alunos demonstravam muito prazer em fazer leituras fora do espaço da sala de aula, se organizando em duplas, grupos ou até mesmo em rodinhas. Eram momentos lúdicos, onde a troca de experiências e o desenvolvimento da leitura aconteciam de forma muito espontânea.

A partir disso, o Projeto SapoLê buscou aumentar e expandir esse comportamento de um grupo de alunos para toda a escola, vislumbrando, inclusive, alcançar a comunidade local.

 

 

 

Apresentação de dança no Projeto SapoLê

 

 

As atividades desenvolvidas oportunizaram um trabalho coletivo de acordo com Projeto Político Pedagógico da escola, que tem como eixo central o diálogo para promoção da Cultura de Paz.

Nesse sentido, o Projeto SapoLê buscou não só promover momentos para compartilhar leituras, mas também evidenciar a importância social da leitura e o protagonismo das crianças dentro e fora do espaço escolar, como transformadores em potencial.

Foi na Primeira Feira Literária da E.M. Antônio Bandeira que o Projeto SapoLê foi apresentado para a comunidade escolar e para a Comunidade do Sapo em Senador Camará, onde se localiza a escola. A Feira Literária contou com a presença de convidados e parceiros que já atuam na escola como : a contadora de histórias Verônica Marcílio, que desenvolve um trabalho de incentivo à leitura por todo Brasil, o Rapper Rafael, do grupo Rezapeka, que trouxe mensagens afirmativas sobre a favela e a importância da escola nesse contexto e a Livraria Leitura do Bangu Shopping, que pela primeira vez montou um stand em uma escola pública.

 

 

 

 

Mesmo com diferentes participações, os verdadeiros protagonistas do evento foram os alunos, que não só participaram das apresentações, como de todo processo de elaboração, construção e montagem da Feira. Foram 2 dias de apresentações de todas as turmas da unidade escolar, desde a Educação Infantil até o 5º ano, com leituras de poesias autorais, releituras de autores consagrados, apresentação teatral e musical.

 

 

“A leitura é uma forma de felicidade que só está ao alcance das mentes mais livres. Aquelas que são capazes de se desvestir de suas preocupações diárias para atravessar a barreia do conhecimento, da paixão, do deleite e adentrar aos mais sublimes mistérios.”

                                                                                                                   Portal Raízes

 

 

 

Thais Louro, professora de Educação Física, lendo para os alunos do 2º ano

 

Durante os dias 18 e 19 de abril, a Escola Municipal Antônio Bandeira mostrou toda sua força através da realização de ações que promovem a humanização, o conhecimento sobre si mesmo, a valorização da comunidade local, a formação da identidade e o fortalecimento da aprendizagem dos alunos nos anos iniciais.

Portanto, o Projeto SapoLê se apresenta como uma iniciativa que não tem data para terminar, pois a ideia é mostrar que a Comunidade do Sapo pode sim, passar a ser reconhecida como uma Comunidade de Leitores!

 

 

           

         Professora Márcia Carvalho e alunos no Projeto SapoLê e ao lado a equipe da E.M. Antônio Bandeira

 

 

Partindo da esquerda: Professor Marcos Santos, professora Adriana Miranda, Coordenadora Pedagógica Célia Regina, Diretora Geral Elisângela Gama e professora Sandra Teresa, representando a Gerência de Educação da 8ª Cre

 

 

O Rioeduca parabeniza à E.M. Antônio Bandeira pela realização de um projeto tão importante para todos os envolvidos!

 

E.M. Antônio Bandeira

Localização: Senador Camará - Comunidade do Sapo

Tel: 24045624

Email: embandeira@rioeduca.net

 

 

 

Não deixe de participar do Portal Rioeduca!

Entre em contato com o representante da sua CRE.

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 20/04/2018

Visita do Escritor Rogério Andrade Barbosa na E.M. Barão do Amparo

Tags: escritor, rogério andrade barbosa, sala de leitura, 5ªcre.

 

 

 A E.M. Barão do Amparo recebeu, no dia 28 de novembro de 2017, a visita do ilustre escritor Rogério Andrade Barbosa, que desde o dia da confirmação de sua presença, provocou um borbulhar de muita alegria e orgulho.

 

 


Durante o ano letivo, a escola trabalhou o Projeto Contos, Cantos e Encantos, e entre muitos livros, a Professora de Sala de Leitura, Marcia Brum, apresentou aos alunos e ao corpo docente, algumas das inúmeras obras do escritor Rogério Andrade Barbosa. Todos ficaram encantados com os Contos e Histórias Africanas, recontadas pelo estimado autor.

 

 


Professores e alunos, prepararam várias atividades, murais, cartazes, músicas, paródias, danças para apresentar no dia tão aguardado: a visita do escritor. A escola ficou bela com a exposição dos trabalhos!

Com a presença tão agradável do competente, premiado e carismático escritor, o dia foi maravilhoso e inesquecível.

 

 


As crianças sentiram-se encantadas e felizes ao conhecer o autor de muitos livros lidos por eles. Os professores ficaram contentes com o resultado obtido, pois a Unidade Escolar ficou enriquecida com a experiência de vida e a obra literária do escritor Rogério Andrade Barbosa, que os presenteou com uma conversa agradável  e com muita troca na Sala de Leitura da escola.

 

Autor conta histórias trazidas da África e rege os alunos ao som da Kalimba!

Sobre o autor:


Rogério Andrade Barbosa é um escritor brasileiro que percorre a África em busca de histórias infantis dos países de Língua Portuguesa. Nas histórias recolhidas pelo autor, cruzam-se lendas e narrativas da cultura oral africana povoadas por animais e seres mitológicos. 

Para recolher os contos, o escritor, viaja com frequência para vários países africanos, onde visita escolas, pedindo às crianças que lhe contem as histórias ouvidas dos pais e avôs. A especialidade do autor Rogério Andrade Barbosa, através de seus livros e vivências, é descortinar a África para as crianças e jovens do Brasil.

Ele possui mais de 90 livros publicados, milhões de exemplares vendidos para vários países e diversos prêmios literários. A paixão pelas narrativas africanas, começou quando foi professor voluntário da ONU, na Guiné-Bissau, de 1979 a 1981. Quando regressou ao Brasil, em 1981, tinha dois grossos diários com histórias e lendas, e decidiu passar a escrito os contos que recolheu. (Informação do site http://portocanal.sapo.pt/noticia/67057)

 

Sobre a escola:

Unidade Escolar: Escola Municipal Barão do Amparo
Diretor: Eloisa Jesus da Silva

Endereço: Rua Ana Teles 30, Campinho
Telefone: 3018-2319 | 3018-2463
E-mail: emamparo@rioeduca.net 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 18/12/2017

Projeto: Getúlio Sem Sair do Tom!

Tags: 8ªcre, língua portuguesa, sala de leitura.

 

No ano em que Tom Jobim completaria 90 anos de idade, a Escola Municipal Getúlio Vargas faz uma linda homenagem à memória do grande compositor que marcou a história dos brasileiros. O projeto "Getúlio sem sair do Tom" foi uma combinação de arte, história, emoção e aprendizado. Confira!

 

 

 

Antônio Carlos de Almeida Jobim, mais conhecido pelo seu nome artístico Tom Jobim, foi um importante compositor, maestro e cantor, que ficou conhecido por sua genialidade e também por divulgar em suas canções a beleza da cidade do Rio de Janeiro.

Falar de Tom Jobim e de sua arte é uma maneira prazerosa de elevar a autoestima do carioca, pois suas canções falam muito de sua paixão por essa cidade.

No ano que Tom Jobim completaria 90 anos, sob a orientação da professora Tânia Regina França, a Escola Municipal Getúlio Vargas realiza o projeto "Getúlio sem sair do Tom!".

 

"Neste ano, o compositor Tom Jobim, que foi uma pessoa apaixonada pela cidade do Rio de Janeiro, completaria 90 anos. Como o amor pelo Rio de Janeiro está retratado em quase toda sua obra e nossa escola, que inicia um novo ciclo da sua história, faz parte dessa cidade, o projeto surge como uma necessidade de desenvolver a leitura, a escrita e o comportamento dos alunos perante à nova realidade escolar, que passou a ser uma unidade escolar de turno único (...) também acreditamos que a música, a poesia e os contos podem permitir que os alunos se apropriem da linguagem literária, de uma forma lúdica."

                                                                              Professora Tânia França - Professora de Língua Portuguesa na E.M. Getúlio Vargas

 

 

 

 

O início do projeto se deu pela apresentação do tema através de uma palestra e exibição de vídeo com textos biográficos.  O objetivo foi fazer com que o aluno se sentisse motivado a conhecer a obra do poeta. No decorrer do período, os alunos participaram de oficinas onde fizeram caricaturas, cartões postais, ilustrações e construção de poemas.

Os alunos realizaram uma detalhada pesquisa sobre o gênero musical Bossa Nova e em seguida, com a ajuda dos professores de Música e Língua Portuguesa, fizeram uma versão de uma das músicas de autoria de Tom Jobim.

As turmas se organizaram e pesquisaram os principais pontos turísticos do Rio de Janeiro. Em seguida fizeram maquetes representando-os. O objetivo foi levar os alunos a associar as músicas aos lugares representados nas músicas de Jobim.

Para encerrar o projeto, os alunos apresentaram uma peça teatral que foi escrita por eles e que teve como temática a música "Garota de Ipanema", dos parceiros Vinícius de Moraes e Tom Jobim.

Todo o projeto trouxe muita satisfação aos seus participantes!

 

 

O Rioeduca parabeniza os alunos do 9º ano da E. M. Getúlio Vargas e seus professores pela realização do projeto

"Getúlio sem sair do Tom!"

 

 

 

 

 

Escola Municipal Getúlio Vargas: emgvargas@rioeduca.net

Diretora: Professora Constancia Kelly

Diretora Adjunta: Professora Marilda Lucas

Coordenadora Pedagógica: Professora Luciane Antunes

 

 

Compartilhe as ações da sua escola no Portal Rioeduca.

Entre em contato!

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 05/12/2017

Maratona de Histórias na Escola França

Tags: 5ªcre, maratona de histórias, sala de leitura, escola frança.

 

 

O projeto Maratona de Histórias envolveu toda a rede no ano de 2017 e a Escola Muncipal França se  dedicou a desenvolver o projeto de acordo com as principais diretrizes da SME.

 

"É preciso que a leitura seja um ato de amor."
Paulo Freire

 

O evento, realizado no mês de outubro, foi da maior importância e alçou alguns alunos na arte de declamar poemas e contar histórias. Os professores da Sala de Leitura se dividiram por assuntos e se completaram na ampliação do conhecimento discente.

 

1º Dia: recebemos a visita da contadora de histórias Tia Dulce, que ensinou aos nossos pequenos da E. I. ao 3º ano a usarem as mãos para contar histórias.

 

 

Hora da leitura Livre:

 

2º Dia: Tivemos muitas atividades. Começamos com o professor Marcelo contando histórias da mitologia grega para o 4º e 5º anos.

 

 

 

Também tivemos a participação da turma 1101 da professora Elizabeth, interpretando "A casinha torta" de Maria Mazetti.

Quem mora?
~~~~~~~~~~~~~
Quem mora na casa torta?
Sem janelinha e sem porta

Um gato
que usa sapato
e tem retrato no quarto.
No quarto?

Uma florzinha
pequenininha
de sainha
Curtinha?

Um elefante com rabinho de barbante?
Um papel de óculos e chapéu?
Um botão que toca violão?
Um pente com dor de dente?

Quem mora na casa? Quem?
Invente depressa alguém.

 

 

A Clássica história do Patinho Feio de Hans Christian Andersen, lembrando o dia da inclusão. A professora Luciana e Ana Lúcia com os alunos surdos ensinaram algumas palavras da história em Libras.

Em suas histórias Andersen buscava sempre passar padrões de comportamento que deveriam ser adotados pela sociedade, mostrando inclusive os confrontos entre poderosos e desprotegidos, fortes e fracos. Ele buscava demonstrar que todos os homens deveriam ter direitos iguais... - Veja mais em https://educacao.uol.com.br/biografias/hans-christian-andersen.htm?cmpid=copiaecola

 

 

A professora Bernadete convidou os alunos para viverem os personagens de Romeu e Julieta, de Ruth Rocha.

Entre 1957 e 1972 foi orientadora educacional do Colégio Rio Branco. Nessa época começou a escrever sobre educação para a revista Cláudia. Sua visão moderna sobre o tema, bem como o estilo claro e próprio, chamaram a atenção de uma amiga, Sonia Robato, que dirigia a Recreio, revista voltada para o público infantil. Certo dia, Sonia fez um convite-desafio para Ruth: em tom de brincadeira, trancou a amiga numa sala, dizendo que só saísse de lá com uma história pronta. Assim nasceu Romeu e Julieta, a primeira de uma série de narrativas originais e divertidas, todas publicadas na Recreio, que mais tarde Ruth veio a dirigir.

Fonte: http://www.ruthrocha.com.br/biografia

 

 

Encerrando o 2º dia com a apresentação das alunas Ana Beatriz e Tayná da 1503, orientadas pela professora Katia, fizeram um convite a "Bruxa, Bruxa venha a minha festa" de Arden Druce.

 

 

Sobre a Escola:

Sala de Leitura Viriato Correa (professores Kátia, Marcelo e Bernadete).

Unidade Escolar: E/CRE(05.15.038) - Escola Municipal França

Diretor: MARILIA LEAL

Endereço: Rua Padre Manoel da Nóbrega 725

Bairro: Quintino Bocaiúva

Telefone: 3073-1614 | 3273-1587

E-mail: emfranca@rioeduca.net

 


   
           



Yammer Share