A A A C
email
Retornando 91 resultados para a tag 'alfabetização'

Segunda-feira, 15/10/2018

Descobrindo o Egito

Tags: 1ªcre, projetos, riodeleitores, timedealfabetizadores, alfabetização, letramento.

 

Egito foi o eixo condutor do Projeto de Alfabetização da professora do Time de Alfabetizadores da 1ª CRE.

 

A Professora Kássia Portes, regente da turma 1.102 da Escola Edmundo Bittencourt, no Bairro de Benfica, Zona Norte do Rio, resolveu levar para a Sala de aula um pouco da História e da Cultura Milenar do povo egípcio.

 

 

 

“Descobrindo o Egito” trata-se de um projeto sobre um país tão peculiar, sempre abordado em filmes e desenhos, mas pouco lembrado em sua essência e importância na construção do pensamento contemporâneo e evolução das ciências. Com uma proposta interdisciplinar, a “viagem” tem como veículos o diálogo, reflexão, produção, construção coletiva, uso da imaginação e apresentação de conteúdos programáticos para o ano escolar, entrelaçando diferentes linguagens como: matemática, artística, das emoções, escrita e oral.

 

 

 

 


Os pequeninos puderam “viajar” através da história, tendo acesso a um mundo distante geograficamente, mas tão presente no imaginário.

 

Sempre com o foco voltado para a Alfabetização e Letramento, foram propostas várias atividades, que perpassaram por diferentes áreas do conhecimento.

 

 

 

 


Enfim, uma riqueza de possibilidades foi levada para a sala de aula, o que despertou o interesse e a participação ativa de toda a turma. Isso foi possível, porque a professora acreditou e acredita na potencialdade de cada aluno.

 


Parabéns professora Kássia! Através da professora Kássia, parabenizamos a todos os professores que incansavelmente procuram proporcionar sempre uma Educação de Qualidade a Todos as nossas crianças! Feliz Dia do Mestre!

 

 

E você, tem alguma experiência que queira compartilhar conosco? Estamos aguardando o trabalho de sua unidade!

 


Para Saber Mais:

Escola Municipal Edmundo Bittencourt

Direção: Márcio Viégas

Professora Responsável pelo projeto: Kássia Portes

Telefone: 3895-8651

E-mail: emebitencourt@rioeduca.net

 

Contato para publicações:

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 01/10/2018

Brincando de Mercadinho

Tags: 1ªcre, matemática financeira, alfabetização.

 

De forma lúdica, professora ensina matemática financeira aos alunos.

 

Com o objetivo principal de levar as crianças a compreender a importância e a necessidade do sistema monetário para a sociedade, a professora Tereza Cota, regente da turma 1.205 da Escola Municipal João de Camargo, no Bairro Vasco da Gama, desenvolveu com seus alunos o Projeto “Mercadinho João de Camargo”.

 

 


Através de experiências práticas, os alunos desenvolveram habilidades cognitivas e o conhecimento lógico matemático na realização de atividades que possibilitaram a autonomia em relação aos conceitos e conteúdos envolvidos no projeto.

 

Na perspectiva de proporcionar experiências práticas, os alunos partiram para a ação: elaboraram listas de compras, resolveram problemas envolvendo tabelas de preços, dentre outras.

 

 

 


O projeto abordou a importância e o papel de cada funcionário exerce dentro de um mercado. As crianças deram um nome ao mercadinho, criaram o logotipo, usaram moedas fantasia para realização das atividades de compra e venda... Enfim, todos assumiram funções: alguns alunos foram caixas, realizando as cobranças, somando as mercadorias, recebendo os pagamentos e dando troco aos alunos clientes.

 

 

 


A professora Tereza aproveitou a oportunidade para trabalhar a questão da Alimentação Saudável e a sua importância na manutenção de nossa saúde.

 

 

 


Os alunos perceberam também a importância da organização do mercado para que os produtos sejam facilmente localizados e assim o fizeram, organizando embalagens previamente selecionadas nos diversos setores: açougue, padaria, cereais, beleza, massas, frios, conservas,congelados, etc....etc...

 

 

 


Tudo organizado, começou o “Brincando de Mercadinho”: Cada criança recebeu cédulas de dois, cinco, dez e vinte reais. Os alunos ser organizaram em grupos e prepararam suas listas... Quando surgiram dúvidas nos preços, chamaram o “gerente” para resolver a situação!

 

A atividade proporcionou aos alunos uma tarde de aprendizagens significativas e prazerosas. Veja o que falaram alguns:


"Aprendi a ser consumidora consciente, não vou comprar qualquer coisa no mercado."- nos conta a aluna Ana Júlia.

As alunas Karolline e Raylane, que atuaram como caixa nos dizem: “trabalhar como caixa de mercadinho é muito difícil, temos que ter muita atenção”.


Para a aluna Isabella, o importante é priorizar o que vai comprar. Veja o que ela falou: “não posso sair comprando qualquer coisa, só porque tenho dinheiro na mão. Tenho que comprar o que necessito naquele momento”.


A mãe representante da turma contou à professora : ”Tereza, meu filho estava ansioso por esse dia. Parabéns pelo trabalho! Lindo! Sucesso!"

 

 

 


E você, fez alguma atividade que despertou o interesse da turma e gostaria de compartilhar? Envie para nós!

 

Para Saber Mais:

Escola Municipal João de Camargo:

Telefone: 3895-8637

E-mail: emjcamargo@rioeduca.net

Direção: Mônica Xavier

Direção-Adjunta: Rosângela Castelo

Coordenação Pedagógica: Rose Nascimento

Professora Responsável pelo Projeto: Tereza Cristina Corrêa Cota

 

Contato para publicações:


   
           



Yammer Share

Domingo, 16/09/2018

Redescobrindo os dígrafos

Tags: 7ªcre, alfabetização, redescobrindo, dígrafos.

REDESCOBRINDO OS DÍGRAFOS

ORTOGRAFIA COM LUDICIDADE E TECNOLOGIA

 

Os alunos do 2º ano da Escola Municipal Desembargador Ney Palmeiro estão relembrando as questões ortográficas da nossa língua de uma forma lúdica e diferente.


Eles estão podendo vivenciar essas experiências e participar ativamente das construções da linguagem escrita que são tão importantes na alfabetização.


Como primeiro passo dessa atividade foi o momento de assistir a aula do canal Redescobrindo. Era hora de uma nova forma de redescobrir os dígrafos e exercitar de uma forma bem divertida. Confira você também como foi o ponto de partida dessa aula com o vídeo.

 

 

Nessa aula Tia Ju e Tia Ly começam com uma surpresa que as crianças adoram: mágica. E todos são convidados a refletirem junto com a tia Ly sobre as possíveis semelhanças dos objetos que aparecem misteriosamente da cartola da tia Ju.


Até que os dígrafos surgem no meio dessa história. Isso mesmo! No meio de uma brincadeira.

 

E não foi difícil. Eles acertaram direitinho qual era a semelhança entre os objetos, que no caso se dava na escrita das figuras que começavam com o dígrafo CH.

 

 

 

 

Concentração total. É hora de redescobrir!

 

 


Depois de descobrir o mistério, foi a vez da tia Ly e da tia Ju brincarem de escolinha e fizeram um ditado no vídeo. E que tal se a turma 1201 e 1202 entrassem na brincadeira e fizessem também o ditado? É claro que os nossos descobridores toparam na hora. Será que eles vão conseguir ajudar a tia Ly a descobrir quais foram as trocas que ela fez? Descobridores em ação.

 

 

 



Depois do ditado devidamente feito, vamos a correção. No vídeo as crianças conseguem ver a forma que a tia Ly escreveu as suas palavras e antes do vídeo continuar eles tinham a missão de ajudar a consertar essas palavras que tinham alguns probleminhas.

 

 

 



De forma leva e descontraída as crianças foram convidadas a viverem aquela experiência e perceberem que o erro não é um problema e que as vezes ele faz parte do percurso. E que todos podemos aprender com os nossos erros.


Depois da experiência do ditado o vídeo pôde seguir e logo o segundo ano também quis produzir palavras como as que a tia Ly usa no vídeo para ler. Mãos à obra então, porque os alunos querem aprender de todas as formas.

 

 

 

Cada um criou seu próprio recurso formando várias palavras e foram estimulados a lerem, pois queriam descobrir quais palavras tinham formado. Agora podem treinar bastante a leitura de uma forma bem legal. Ficou mais bonito ainda. Agora não vamos mais esquecer o que são dígrafos.

 

 

As crianças gostaram de assistir, produzir e participar. Aprender nunca é demais e dessa forma a escrita e a leitura foram construídas com as experiências vivenciadas.


Além dos alunos da escola municipal Desembargador Ney Palmeiro, crianças de outras escolas também estão mergulhando nessa nova forma de ver e construir suas aprendizagens. Como é o caso dos alunos da professora do CIEP Compositor Donga.

 



As crianças estão se divertindo e aprendendo e é assim que deve ser. Com isso participam, se estimulam e experimentam novas propostas neste universo alfabetizador. Faça e participe também. Aprender nunca é demais!!

 

Quer saber mais sobre?

Unidade Escolar: E.M. Desembargador Ney Palmeiro

E-mail: empalmeiro@rioeduca.net

Tel.: 2408-6042 / 2408-5482

 

Contato para publicações:


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 21/08/2018

Soletrando da Copa na E.M. Alfredo de Paula Freitas

Tags: 5ªcre, soletrando, copa, alfabetização, competição, português, inglês.

 

Projeto elaborado pela professora regente Adalgisa Conceição Ferreira da Silva, da turma 1.201, na Escola Municipal Alfredo de Paula Freitas. Visa conscientizar os alunos da importância da escrita correta, ampliando o seu letramento através de uma competição saudável. Confira!

 

 

 

O Soletrando da Copa, de forma lúdica e muito mais interessante, favorece maior assimilação de palavras novas e o mesmo tempo reforça conhecimentos anteriores.

Foi realizada uma competição onde todos os alunos da turma puderam participar através de grupos com nomes de alguns países participantes da Copa do Mundo 2018.

 

 

Segunda fase do Soletrando da Copa

 

 

O objetivo deste projeto é incentivar os educandos, através de uma competição saudável, à expansão do vocabulário, da ortografia correta, ampliando o processo de alfabetização. Além de incentivar e despertar o interesse pela língua estrangeira.

 

O Soletrando da Copa foi uma competição que envolveu os vinte e cinco alunos da turma. Cada um foi inserido num grupo de cinco alunos que representavam um país participante da Copa do mundo 2018. Os responsáveis foram de suma importância, pois incentivaram e ajudaram no estudo das palavras.

 

Material de estudo

 

Na parte de Língua Portuguesa, foram utilizadas as fichas com listas de palavras trabalhadas com a turma desde o início do ano letivo através de leitura, ditado, reescrita das mesmas em sala de aula e de atividades de casa.

Em Inglês, a ideia inicial era proporcionar uma maior interação entre o corpo docente e a língua inglesa no intuito de otimizar o processo de ensino e aprendizagem, oportunizando uma qualidade maior no processo de alfabetização, e na perspectiva do letramento também em uma língua estrangeira.

O aluno que não compareceu ou que ao soletrar errou alguma letra, acento (agudo ou circunflexo) ou qualquer sinal gráfico (cedilha, hífen, til) foi desclassificado pela soletração incorreta.

Na 1ª fase uma criança por vez em cada grupo foi selecionada para soletrar a palavra lida pela professora regente. Ao final desta, foram classificados para a segunda fase dois alunos por grupo.

Nesta nova etapa (2ª fase) os alunos classificados foram colocados frente a frente, divididos pelos respectivos países ali representados. Ao final desta passaram para a semifinal cinco alunos, ou seja, um por grupo.

Na semifinal os alunos começaram a treinar com o professor de Inglês as palavras da soletração final. No dia da disputa, os concorrentes foram posicionados lado a lado. Saíram para a grande final três alunos representando os seguintes países: Argentina, Japão e Brasil.

 

Premiações

 

A grande final ocorreu no dia 11 de junho de 2018, a qual foi muito disputado entre os participantes. Os alunos que não estavam disputando o título de campeão do soletrando da Copa ficaram na torcida por seus colegas. Os concorrentes ficaram lado a lado e depois de muita emoção, o grande vencedor foi o aluno Gabriel que representava o Japão, em segundo lugar ficou o João Paulo representando a Argentina e o Terceiro lugar foi para o Henrique que não pode comparecer, mas estava na final.

Participaram deste projeto todos os alunos da turma 1.201, a estagiária Lyvia, alunas do 6ºano experimental da escola: Raysa de Oliveira e Aline Barros.

Os resultados obtidos demonstraram uma melhora na leitura, escrita e estimulou nos alunos a espírito competitivo saudável.

 

Assista ao vídeo com a demonstração de parte do projeto:

 

 

Parabéns pelo trabalho realizado pela escola, alunos e professores! 

 

Texto enviado por:
Professora Adalgisa Conceição Ferreira da Silva

 

Sobre a escola:

Unidade Escolar: Escola Municipal Alfredo de Paula Freitas
Diretor: RITA DE CASSIA BRAGA DE SOUZA
Endereço: Rua Gustavo de Andrade 290, Irajá
Telefone: 3372-5009 | 3372-5139
E-mail: empfreitas@rioeduca.net 


   
           



Yammer Share