A A A C
email
Retornando 292 resultados para a tag '4ªcre'

Quinta-feira, 20/09/2018

E.M. Chile apresenta: Sarau Musical e Literário

Tags: 4ªcre, música, língua portuguesa.

 

Sarau Musical e Literário “Tempos de inovação: Recriando o Recriado no Tropicalismo”

 

Os professores Adonias Ribeiro, Amanda Aragão, Danielle Barbosa, Diogo Brandão, Eliete Vasconcelos, Elisabeth Gomes, Lucio Carvalho, Quelani Maia, Rafael Monteiro, Raquel Vasconcelos e Sara Resende relatam como desenvolveram o projeto com o tema “Tropicália” . Confira!

 

 

 

O projeto “Tropicália” foi desenvolvido por todo o primeiro semestre de 2018 e a culminância nos dias 28 e 29 de junho. Todos os alunos participaram do projeto de alguma forma, seja produzindo poesias, confeccionando a decoração do evento ou na apresentação musical e teatral. 

 

 

 


No sarau teve grupos de Coral, Percussão, Cordas e Teclado interpretando “Ando meio desligado” de Mutantes. O objetivo dessa apresentação era trazer o movimento tropicalista brasileiro aos alunos do 7º ao 9º ano do Ensino Fundamental, aplicando os conhecimentos adquiridos nas aulas de Música e Língua Portuguesa. 

 

 

 

 

O tema “Tropicália” foi escolhido para homenagear os 50 anos do lançamento do CD de mesmo nome, que foi um marco na música brasileira. Durante o primeiro semestre deste ano, as músicas foram trabalhadas com as turmas quanto ao tema, letra e melodia.

 

 

As alunos João Victor Procópio Lima (piano) e Stephany Sousa da Costa (voz) interpretando a canção “Baby” de Gal Costa .

 

 

Os alunos também produziram poemas sobre a mesma temática. Tais poemas foram declamados no Sarau ou expostos nos painéis da escola. 

Depoimentos (publicados espontaneamente na página da escola) :

 


“Muito orgulho da minha escola do coração. Acolhendo sonhos e proporcionando formas das crianças (nem tão pequenas) realizarem.” Rosa Magalhães (ex-aluna da escola)


“ Ah, como eu amo isso! Meus amores, minha família de música. Amo vocês. Obrigada! Amei tudo.” Thaysa Miranda (aluna do 8º ano)

 

 


Parabéns, E.M Chile, pelo excelente trabalho realizado!

 

 

Sobre a escola:
Unidade Escolar: E/CRE(04.10.016) - Escola Municipal Chile - 11278
Diretor: SANDRA LEITE DE MAGALHAES RODRIGUES
Bairro: Olaria
Telefone: 3885-2181 / 3885-2352
E-mail: emchile@rioeduca.net

 

Contato para publicações:

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 06/09/2018

E.M. Lino Martins da Silva - Alimentação saudável e Não-saudável

Tags: 4ªcre, alimentação, saudável.

 

A Professora Flávia Silva Gamboa de Paz, da turma 1202, da E.M. Lino Martins da Silva relata como trabalhou o tema da alimentação saudável e não-saudável na escola. Confira! 

 

O trabalho com a turma surgiu a partir da observação dos hábitos alimentares dos alunos durante as refeições servidas na escola. A maioria não gostava de frutas, legumes e outros alimentos, preferindo somente feijão e arroz no almoço.

 

 

 


Então, numa conversa com a turma sobre os motivos da dificuldade de comer a comida do almoço da escola, os alunos começaram a falar sobre o costume que possuíam em casa de apenas se alimentarem de “coisas” que gostam, como: sanduíches, doces, refrigerantes, batata-frita etc. E o mais preocupante é que em casa, geralmente trocam alimentos saudáveis por alimentos gordurosos, com muito açúcar, com muito sal, corantes entre outros. Dessa forma, ficam o dia todo sem os nutrientes necessários para um bom desenvolvimento.

 

 

 

Com isto, aproveitando o mês de agosto, no qual já são tratados assuntos de Autocuidado, a alimentação passou a ser tema de conversa e reflexão. Primeiro foi feita a leitura do livro “A Cesta de Dona Maricota” que logo em seguida resultou em uma roda de conversa sobre hábitos alimentares e quais alimentos seriam saudáveis e não saudáveis.

 

 

 

 

Logo após, a turma se dividiu em dois grupos : um grupo ficou com o cartaz contendo um boneco que possuía o título de “alimentação não-saudável”; e o outro grupo com outro cartaz, também com um boneco desenhado, com o título de “alimentação saudável.


O objetivo da atividade e da divisão da turma era recortar figuras de jornais e revistas de alimentos e bebidas ( trabalhando, além da questão da alimentação, também a coordenação motora de cada um) e assim, todas as figuras recortadas foram coladas em seus respectivos cartazes (bonecos).

 

 

 

 

Foi uma atividade prazerosa e com o envolvimento de todos da turma. Durante a atividade, eles discutiram entre si e às vezes surgiram dúvidas sobre alimentos que comiam, tanto em casa quanto na escola , mas que não conseguiram encontrar nas revistas e jornais. Entretanto, descobriram, através da própria pesquisa e de suas conclusões, com a ajuda da professora, quais de seus alimentos diários eram saudáveis ou não. 

 

 

 

 

Após a colagem, as discussões e descobertas, os alunos apresentaram seus cartazes em grupo, em forma de seminário. A partir de então, a cada refeição eles lembram da atividade e comentam se estão comendo algo saudável ou não.

 

Parabéns pelo excelente trabalho!

Trabalho da Turma 1202 – Texto enviado pela Professora Flávia Silva Gamboa de Paz.


Sobre a escola:
Unidade Escolar: E/CRE(04.30.014) - Escola Municipal Lino Martins da Silva - 46626
Diretor: APARECIDA MOREIRA DE MELO
Endereço: Rua Teixeira Ribeiro ( Antiga Rua São Sebastião 46) 1000 Bloco 4
Bairro: Bonsucesso
Cep: 21044-251
Telefone: 3438-6723

 

 

Contato para publicações

 


 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 23/08/2018

E.M. Odilon Braga "Exposição de Artes Visuais"

Tags: 4ªcre, arte, exposição.

 

Escola Municipal Odilon Braga apresenta: “EXPOSIÇÃO DE ARTES VISUAIS”
 



No início do 3º bimestre, a E.M. Odilon Braga realizou uma Exposição de Artes no pátio de entrada da Unidade Escolar, com alguns dos trabalhos produzidos por alunos de todas as turmas.
 

 

 

 

O ensino de Artes apresenta um papel muito importante no processo de ensino e aprendizagem, promovendo de maneira significativa o desenvolvimento humano.

 

 

 

 

O aluno que se encontra em contato com esta disciplina consegue dimensionar seus sonhos, melhorar seu potencial comunicativo e fortalecer vínculos afetivos.

 

 

 

 

A prática das atividades artísticas em sala de aula também incentiva o desenvolvimento criativo do aluno e o ajuda a expressar seus sentimentos.

 

 

Pintura Expressionsta e Arte Óptica

 

 

A Arte implica em utilizar competências cognitivas, sociais, motoras, dentre outras, para alterar e recombinar os aspectos da vida como um todo, pois para criar é necessário sentir a plenitude do ser que está sempre em mudança.

 

 

Destaque para o mural de Isogravura do 9º ano

 

 

Permite encontrar o belo em qualquer lugar que seja. O que é considerado belo pela maioria das pessoas é, na verdade, uma repetição de padrões, muitos deles arbitrários. O belo pode estar em qualquer coisa; na singularidade ou no que é considerado fora do padrão estético.

 

 

Desenho Cubista e Arte Óptica

 

 

Texto enviado por: LUCIANE ALVES LESSA DE OLIVEIRA

Coordenadora Pedagógica da E.M. Odilon Braga

 

 

Parabéns pela excelente exposição!

 


Sobre a escola:
Unidade Escolar: E/CRE(04.31.008) - Escola Municipal Odilon Braga - 11342
Diretor: LUIS CARLOS DA SILVA GOMES
Endereço: Pça. Laguna. S/Nº - Cordovil
Telefone: 3352-3617 / 2482-4609
E-mail: embraga@rioeduca.net

 

 

Contato para publicações:


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 09/08/2018

E.M. Clóvis Beviláqua "Sistema monetário e RECEITA FIT: uma mistura que deu certo"

Tags: 4ªcre, sistema monetário, receita.

 

Escola Municipal Clóvis Beviláqua

Sistema monetário e RECEITA FIT: uma mistura que deu certo.

 

Com objetivos de desenvolver a leitura e interpretação de diferentes gêneros discursivos; reconhecer a importância do Sistema monetário; reconhecer a inter-relação da linguagem textual com conceitos matemáticos; a professora Lidiane e seus alunos do Peja I/Bloco I da turma 192 trabalharam o projeto Sistema monetário e Receita Fit: uma mistura que deu certo.

 

 


A Escola Municipal Clóvis Beviláqua está no bairro de Olaria, l possui três turnos (manhã, tarde e noite) e funciona com todo o empenho e responsabilidade de sua equipe.

 

A professora Lidiane considera que a escola apresenta uma característica única:

 

“Somos uma escola inclusiva, em todos os turnos. Em nossas turmas temos alunos incluídos em todos os turnos, dessa forma, atividades adaptadas e diversificadas são necessárias, para que tenhamos qualidade em nosso trabalho.”

 

A docente, que leciona em uma turma do PEJA, ainda acrescenta: "Percebendo a necessidade de trabalhar de maneira concreta com os alunos do PEJA, para que o ensino noturno, depois de um dia de trabalho ou atarefado ajudando em casa, possa despertar a vontade de ir à escola, de aprender. Portanto, a criatividade tem que ser a aliada de nós, professores da Educação de Jovens e Adultos."

 

 

 

Seguindo os norteadores da Rede Municipal do Rio de Janeiro (Orientações Curriculares para Jovens e Adultos), se pensou em interligar conteúdos de Língua Portuguesa e Matemática que estavam sendo trabalhados em sala de aula. Nesse contexto, foi trabalhado, entre os gêneros textuais, a receita interligando com a noção de  sistema monetário, abrangendo, dessa maneira, as operações matemáticas (soma e subtração) e trazendo o conhecimento para o concreto da vida dos estudantes. 

 

 

 


Nada mais comum na vida adulta do que a necessidade de ir ao supermercado e realizar compras, nas quais situações de soma e subtração são, muitas vezes, realizadas de maneira natural. A partir disso,  a professora promoveu um dia de compras, no qual os alunos comprariam os ingredientes necessários para a receita, precisando assim calcular quantidades, dinheiro, troco, analisar cupom fical e outros elementos do sistema monetário. 

 

Após o dia de compras, os alunos retornaram a escola , refletiram sobre os itens monetários envolvidos, aprenderam de maneira concreta e coletiva e por fim, ainda puderam fazer e experimentar a receita, tornando a aprendizagem e a escola ainda mais saborosa. 

 

 

 

 

"Tive a ideia de irmos um dia no mercado, comprar os ingredientes, ver se o dinheiro daria para pagar e se teria troco. Na volta analisar todas essas situações, para finalmente fazermos o tal bolo para comer e ver se era bom mesmo. Assim, foi feito, a turma foi dividida em duplas, uma mãe amiga da escola (Cristina) e a professora itinerante (Valéria), nos acompanharam, para que todos fossem a nossa aula passeio, inclusive nossos alunos incluídos" relata a professora Lidiane

 

 


 

Parabéns pelo trabalho realizado!

 

Sobre a escola:

Diretora: LUCIANA DA COSTA MARQUES
Designação: E/CRE( 04.10.015) Escola Municipal Clóvis Beviláqua
Endereço: Rua Antonio Rego, 383
Bairro: Olaria CEP: 21073-311
E-mail: emclovis@rioeduca.net
Tel: 2573-5709
 

 


   
           



Yammer Share