A A A C
email
Retornando 385 resultados para a tag '10ªcre'

Sexta-feira, 20/04/2018

Água, nosso bem mais precioso!

Tags: cre10, 10ªcre.

 

A Escola Municipal Mario Lago desenvolve projeto com os alunos sobre a importância da água


A E/CRE (10.19.065) Escola Municipal Mario Lago está localizada à Rua Nilton de Souza Filho, s/n° - Conjunto Manguariba - Paciência. A unidade atende a 19 turmas em horário parcial, com 540 alunos do 1° ao 6° ano experimental do Ensino Fundamental, Classe Especial e Sala de Recursos. Tem como diretora, a professora Katia Gonçalves Bezerra, como diretora adjunta, a professora Jeane Catizano Fortunato Costa, e como Coordenadora Pedagógica, a professora Maria Cristina Machado Inácio.

 

Parte da equipe da E. M. Mario Lago

 

Em 1993, a Organização das Nações Unidas, ONU, institui o Dia Mundial da Água, buscando alertar a população mundial em relação a importância deste mineral para a vida de todos os ecossistemas e destacando a necessidade de cuidado e proteção deste bem comum.

 

Preocupada em formar cidadãos atuantes e conscientes, para a construção de uma sociedade mais digna, equilibrada e feliz, a equipe da Escola Municipal Mário Lago organizou, em consonância com o Projeto Político Pedagógico da Unidade Escolar, o projeto: “Água, nosso bem mais precioso”, com o objetivo de desenvolver nos alunos a consciência global assim como alertar a comunidade interna e externa sobre as responsabilidades individuais no cuidado com este mineral para o bem coletivo.

 

Todas as turmas, do 4° ao 6° ano Experimental, realizaram pesquisas sobre o tema e, além disso, aconteceram debates, apresentações e seminários. Como conclusão de toda esta investigação e produção, os discentes organizaram um estande externo apresentando o resultado de todo o trabalho desenvolvido ao longo do mês.

 

Alunos que participaram do projeto

 

— Alguns cartazes foram posicionados na entrada da escola, buscando conscientizar e alertar não somente quem participa do ambiente escolar, mas também aqueles que passam nas proximidades da escola, sendo convidados a participar das atividades e assistir as experiências e constatações. — afirma a diretora Katia

— Aproveitando o trabalho em relação à agua é o alerta à comunidade, realizamos atividade conjunta com o projeto “Aqui mosquito não se cria”, onde nossos alunos do 5° ano apresentaram o resultado de suas pesquisas, realizaram experiências e ofereceram sugestões do que cada um pode fazer para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti na comunidade de Manguariba e adjacências. — comenta a Coordenadora Maria Cristina

 

Alunos com cartazes sobre o Aedes Aegypti

 

Os alunos explicaram as características de cada uma das doenças transmitidas pelo mosquito, formas de contaminação, condições para proliferação e formas de prevenção. Além disso, esclareceram a comunidade quanto ao wolpto, o mosquito do bem, criado pela Fiocruz para tentar conter a doença. Destacaram suas características formas de atuação, ideologia e aplicabilidade.

 

— A comunidade recebeu bem a iniciativa do projeto, participando de forma ativa e intensa. Avaliamos, assim, o projeto como produtivo e eficaz, provocando efeitos práticos na comunidade e motivando nossos alunos. — afirma a diretora adjunta Jeane.

 

 

Equipe gestora da E. M. Mario Lago

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.065) Escola Municipal Mario Lago
E-mail: emmariolago@rioeduca.net
Telefones: 3292-6195

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 06/04/2018

É hora de sintonizar: Rádio Cantos e Encantos no Ar

Tags: cre10, 10ªcre.

 

A equipe da Creche Municipal Miriam Pires aposta sempre em um bom projeto político pedagógico e um projeto pedagógico anual expressivo, para fundamentar e nortear suas ações

 

A E/CRE (10.19.632) Creche Municipal Miriam Pires está localizada na Rua 9, s/n°, Jardim Palmares em Paciência e atende a 6 turmas, com 150 alunos distribuídos nos grupamentos: Berçário, Maternal I e Maternal II, tendo como diretora, a professora Isabel do Nascimento Andrade Leite, como diretora adjunta, a professora Karla Christina Guedes Lippi, e como Professora Articuladora, a professora Rosilane Domingos Pereira Rão.

 

Equipe de direção da Creche Municipal Mirian Pires

 

Em 2017, a unidade escolar apostou na musicalização como eixo principal do seu projeto anual e fez toda criançada dançar, cantar e aprender. As atividades foram sintonizadas na “Rádio Cantos e Encantos”, com esta temática foi realizada uma divertida viagem dos clássicos aos atuais grupos musicais infantis.

 

" A música, que passa de geração para geração é uma das linguagens mais antigas da humanidade e faz parte de nosso contexto educacional. Ela possui um papel importante na educação das crianças, contribuindo para o desenvolvimento psicomotor, socioafetivo, cognitivo e linguístico, além de ser facilitadora do processo de aprendizagem e uma grande aliada no crescimento saudável. Nesta perspectiva, foi entrelaçado a rotina e os eixos curriculares da Educação Infantil às músicas, grupos musicais e vídeos que fazem parte do dia a dia dos nossos pequenos. " afirma a diretora Isabel.

 

O projeto pedagógico anual intitulado como: “É hora de sintonizar: Rádio Cantos e Encantos no Ar!”, foi subdividido em 4 subprojetos:

 

No 1º subprojeto foi apresentado aos alunos o projeto musical “Grandes Pequeninos”. A inspiração foi embasada nas músicas e vídeos do projeto composto pela família do músico Jair Oliveira, Tânia Khalil e suas 2 filhas. O projeto aborda o universo mágico dos primeiros momentos do bebê e de sua convivência com pais e agregados. Através da música e da imaginação, a comunicação inicial do ser humano torna-se amor, arte e poesia.

 

Cartazes relacionados aos vídeos dos Grandes Pequeninos

 

O trabalho desenvolvido pela Unidade Escolar foi voltado para a essência do que é ser criança, explorando o eu (identidade), o outro (socialização) e elementos que fazem parte da rotina como, por exemplo: desfralde e ida ao banheiro, cair e levantar sem chorar, imaginação, hora da refeição, família, amigos e muitos outros assuntos próprios da idade.

 

No 2º subprojeto foi trabalhado o projeto musical “Abrindo a caixa de música – Uma viagem pelos sons e palavras de Bia Bedran”. A inspiração foi pautada nas músicas e literatura desta grande artista. Neste subprojeto foi abordada a arte de cantar e contar histórias, possibilitando, assim, o enriquecimento da criatividade e imaginação das crianças. O trabalho foi voltado, também, para a aquisição do hábito da leitura, utilizando recursos musicais e teatrais. Além disso, foi possível trabalhar o movimento e a expressão corporal, através da linguagem lúdica dos musicais da artista.

 

Os encantos da ludicidade na contação de histórias, na abertura das caixas de Bia Bedran

 

 

No 3º subprojeto, as crianças conheceram o musical “Um universo de encantos! Os brinquedos musicais da Palavra Cantada”. A inspiração foi nas músicas e vídeos do projeto composto pela dupla de músicos Paulo Tatit e Sandra Peres e na coletânea de canções infantis da Palavra Cantada, porém com o olhar mais voltado para a dança (movimento e expressão corporal) e para as atividades folclóricas, como cirandas e músicas que fazem parte do cancioneiro popular.

 

 

Apresentação da turminha EI 22 – Maternal 1 com a música “Menina Moleca” da dupla Palavra Cantada que faz menção a festa folclórica do Bumba Meu Boi

 

 

Por fim, foi trabalhado o projeto musical “Desembarcando na Estação Brincadeira! A Rádio Maluca de Zé Zuca.”. A inspiração foi nas músicas e histórias deste grande artista. Neste subprojeto foi abordada a arte do criar, cantar e contar histórias, explorando o rádio como veículo de comunicação.

 

Este trabalho teve como foco o desenvolvimento da imaginação, da criatividade e da percepção auditiva, utilizando recursos musicais e teatrais. Também foram trabalhados alguns temas como animais, alimentação, meios de transporte e outros, através da linguagem lúdica do Projeto Estação Brincadeira – Na Escola, onde foram reproduzidos os programas de rádio realizados pela Rádio Nacional em parceria com a Rádio MEC.

 

Em 2018, “O caldeirão de ideias fervilham”, brinca a diretora Isabel que compara o trabalho de desenvolvimento de projetos com um enredo de escola de samba. Idealizar a temática juntamente com o grupo e acompanhar o planejar e o executar é muito gratificante, pois você pode ver saindo do papel ao longo do ano, tudo que foi elaborado em conjunto. Realmente é ver a sua escola “desfilar” apresentando tudo o que for de mais bonito e lúdico. É um trabalho de um ano inteiro, com toda uma equipe envolvida e comprometida em fazer o melhor repasse dos primeiros conhecimentos pedagógicos aos nossos bebês. Ver o desenvolvimento dos alunos, através de práticas pedagógicas bem executadas, não tem preço. — afirma Isabel.

 

Parte da equipe da Creche Municipal Mirian Pires

 

 

Acreditando sempre que o projeto pedagógico anual é o coração da escola, a mola propulsora e o que impulsiona todas as práticas, a Creche Municipal Miriam Pires inicia o ano de 2018 com mais um Projeto Pedagógico Anual que promete ser bem sucedido.

O Projeto Político Pedagógico deste ano é “COM PEQUENAS MÃOS, CONSTRUÍMOS O NOSSO MUNDINHO”, que também é uma grande aposta em um trabalho que envolve os temas geradores: Sustentabilidade e Solidariedade.

A proposta da equipe é fazer um trabalho de conscientização e valores entre crianças e familiares, inspirado na coletânea de livros “O Mundinho” da autora Ingrid Biesemeyer Bellinghausen.

 

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.632) Creche Municipal Miriam Pires
E-mail: cmpires@rioeduca.net
Telefones: 3395-5928 / 3354-1786

 

 


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 29/12/2017

No Mundo Animal

Tags: 10ªcre.

 

Professora e alunos do 1º ano realizam homenagem ao Dia Mundial dos Animais na Escola Municipal Robson Donato da Conceição

 

A E/CRE (10.19.084) Escola Municipal Medalhista Olímpico Robson Donato da Conceição está localizada à Avenida Cesário de Mello, 13510 – Bloco 4, Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro. A Unidade atende a 23 turmas, sendo 20 turmas em horário integral e 3 turmas em horário parcial, num total de 652 alunos, do 1° ao 6° ano do Ensino Fundamental. A Unidade Escolar tem como diretora, a professora Glaucia Valéria Menezes da Silva e como Coordenador Pedagógico, o professor Roberto Dana.

 

Parte da equipe da Unidade Escolar

 

No decorrer do 3º bimestre, conforme o conteúdo do caderno pedagógico do 1º ano, a professora Bárbara Dana, desenvolveu o projeto social e ambiental. A docente levou para sala de aula seu casal de Porquinhos da Índia, a fim de conscientizar sobre o zelo com os animais.

Os principais objetivos do projeto foram: organizar os diferentes tipos de reino animal (mamíferos, aves e répteis), diferenças entre animais domésticos e selvagens, diferentes formas de gestação, nascimento e alimentação.

O projeto foi executado na seguinte sequência:

1 – Apresentação do casal de Porquinhos da Índia e suas características.

 

Alunos observando os Porquinhos da Índia

 

2 – Os alunos falaram e desenharam seus animais de estimação e os cuidados que devemos ter com eles.

 

Desenho do aluno Arthur

 

3 – Elaboração de uma roda de conversa, onde cada aluno com uma máscara de animal falava sobre o que conhecia desse animal (lugar onde morava, como se reproduzia, tipo de alimentação).

 

Alunos com as máscaras dos animais

 

4 – Leitura do livro “A centopeia com 99 pernas” de Mônica Padilha, onde foi trabalhado uma mensagem positiva e encorajadora para crianças especiais, percebendo seu real valor e sua capacidade de ser igual aos outros.

— O interessante foi ver a curiosidade e surpresa nos olhos de cada criança, ao se deparar com animais que pouco conheciam. O trabalho proporcionou aos alunos a possibilidade de entenderem seu papel social na preservação e zelo com os animais – afirma o coordenador pedagógico Roberto

 

Quer saber mais sobre nossas aulas?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

 

E/CRE (10.19.084) E. M. Medalhista Olímpico Robson Donato da Conceição
Email: emconceicao@rioeduca.net

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 27/12/2017

Pequeno Passeio às Influências Africanas

Tags: 10ªcre.


Alunos do GEC Princesa Isabel realizam trabalhos sobre escravidão e resistência dos negros para preservar sua identidade cultural religiosa.

 

O E/CRE (10.19.015) Ginásio Experimental Carioca Princesa Isabel está localizado na Travessa Boa Vista, 135 - Santa Cruz, zona oeste da cidade do Rio de Janeiro. Atende a 458 alunos, com 5 turmas de 7° ano, 4 turmas de 8° ano e 3 turmas de 9° ano do Ensino Fundamental, em horário integral. Tem como diretor, o professor Luiz Claudio de Souza e como diretora adjunta, a professora Cyntia Bulkool Gomes Brito.

Além das disciplinas curriculares tradicionais são oferecidas aos alunos outras disciplinas como Estudo Dirigido, Projeto de Vida e Eletiva. Cada uma oferece recursos significativos para a formação dos alunos. Além disso, a Unidade Escolar conta com o Protagonismo Juvenil, que é a participação do aluno em atividade que extrapolam âmbitos de seus interesses individuais. A ideia é que possa estimular a participação social dos jovens, contribuindo não apenas com o desenvolvimento pessoal dos jovens atingidos, mas com o desenvolvimento dos demais alunos da escola.

 

Trabalhos realizados pelos alunos

 

Durante o ano letivo, a professora Aldinea Sevilha realizou diversos trabalhos com os alunos utilizando materiais reciclados e, com a ajuda das professoras Ivane Silva da sala de leitura e Andreza Soares de Língua Portuguesa, foi realizado o evento: “Pequeno passeio às influências africanas”, uma exposição em homenagem ao dia nacional da Consciência Negra.

— O evento foi pensado com enfoque no exemplo de resiliência dos negros sofredores que, apesar de tudo, nos deixaram o legado de uma índole afetuosa, festeira e produtiva. Com esse trabalho, podemos colocar em prática a interatividade entre as disciplinas Língua Portuguesa, Artes e o trabalho realizado pela professora da Sala de Leitura. — afirma a professora Aldinea Sevilha.

 

Trabalho na exposição

 

Foram trabalhados diversos textos em sala de aula sobre o tema da escravidão e da resistência dos negros para preservar sua identidade cultural religiosa, principalmente, os textos “Navio Negreiro” e “A Canção do Africano”, de Castro Alves e exibição de vários filmes com foco nas questões sobre o preconceito racial. Houve encenação da lenda do “Negrinho do Pastoreio”, culminando com a exposição de trabalhos de pesquisa e artesanato com materiais reciclados, ligados à temática dos textos trabalhados: escravidão e a cultura de origem africana moldada em nossa brasilidade.

A exposição dos trabalhos ocorreu nos espaços do Centro Cultural de Santa Cruz entre os dias 21/11/2017 e 06/12/2017, com visitação aberta a toda comunidade escolar.

 

Máscaras produzidas pelos alunos

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.015) GEC Princesa Isabel
Telefone: 3395-1613
Email: empisabel@rioeduca.net

 


   
           



Yammer Share