A A A C
email

Quinta-feira, 10/08/2017

CIEP Pontes de Miranda no Cultivo de Horta Hidropônica

Tags: 9ªcre, horta, hidroponia, técnicas agrícolas.

 

A horta hidropônica do CIEP Francisco Cavalcante Pontes de Miranda, em Campo Grande, teve início no ano de 2007 e até hoje envolve toda a comunidade escolar do CIEP Francisco Cavalcante Pontes de Miranda, que atende a 386 alunos de 1º ao 6º ano da Unidade Escolar e é realizada pelo Profº Lúcio Teixeira, de Técnicas Agrícolas.

 

O que é o CULTIVO DE HORTA HIDROPÔNICA? É uma técnica de cultivo de vegetais, dentro de uma estufa, que usa, ao invés do solo, água misturada aos nutrientes em uma caixa de solução. Diferentes hortaliças podem ser cultivadas neste modelo: alface, couve, almeirão, mostarda, salsa, rúcula, tomate, pimenta, manjericão, alho poro, aipo/salsão, por exemplo.

 

 

 

O professor Lúcio empenha-se em apresentar aos alunos, além de uma alternativa de cultivo de hortaliças economicamente mais viável, a disseminação da ideia de diminuição da agressão ao meio ambiente, uma vez que este tipo de cultivo evita a degradação do solo, tornado-se acessível a qualquer pessoa em qualquer local, desde que a área seja iluminada pelo sol.

 

Vantagens do cultivo em horta hidropônica:

  • Controle das condições climáticas dentro da estufa. Os vegetais não são atingidos por chuvas, ventos, geadas, seca, etc.
     
  • Diminuição significativa na ação de pragas e insetos;
     
  • Cultivo durante todo o ano;
     
  • Economia de água;
     
  • Uso de espaço reduzido para o cultivo;
     
  • Os vegetais são colhidos mais limpos.

 


Para ilustrar:

Informações no link http://www.multirio.rj.gov.br/index.php/assista/tv/3582-educacao-ambiental-essencial

Assista, também, https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2015/05/15/escola-no-rio-capta-agua-da-chuva-para-regar-horta-plantada-por-alunos.htm
 

 

Parabéns a toda comunidade do CIEP Pontes de Miranda pelo cuidado e cultivo com a horta hidropônica.

Um agradecimento especial ao Prof. Lucio por todo empenho e dedicação com a Natureza e a Educação.

 

 

DADOS DA UNIDADE:

CIEP Francisco Cavalcanti Pontes de Miranda

Endereço: Estr. Moriçaba, S/n - Senador Augusto de Vasconcelos, Rio de Janeiro - RJ, 23016-620

Telefone:(21) 3394-0622

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 10/08/2017

Interações Pedagógicas lança módulo para educadores do 6º ao 9º ano

Tags: multirio, interações, pedagógicas.

 

O novo módulo traz programas sobre todas as disciplinas do currículo do segundo segmento da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (SME). O projeto é uma parceria da MultiRio com a SME e busca incentivar o enriquecimento da prática pedagógica e a troca de ideias. Nos programas Interações Pedagógicas 2017 – 6º ao 9º ano, um professor da Rede Pública Municipal de Ensino é convidado a apresentar seu trabalho com os alunos. Um especialista convidado e uma plateia formada por outros professores assistem a um vídeo gravado na escola e debatem sobre as práticas em sala de aula demonstradas.

A cada semana, um novo programa fica disponível para os professores da Rede na área Interações Pedagógicas do Portal MultiRio (www.multirio.rj.gov.br/interacoespedagogicas). Cada episódio trata de uma das disciplinas do currículo: Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, Geografia, História, Artes Visuais, Artes Cênicas, Educação Física, Língua Estrangeira e Música.

O primeiro programa, disponível nesta quarta-feira (9), é sobre Artes Cênicas, com o professor Hiran da Costa Junior falando sobre sua experiência na Escola Municipal Rotary, em Freguesia (Ilha do Governador). O especialista convidado é Adilson Florentino, professor da Escola de Teatro e do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio). Junto com uma plateia de professores de Artes Cênicas da Rede, os convidados falam sobre estratégias para a disciplina e a intencionalidade do trabalho com os alunos.


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 09/08/2017

Educar e Descobrir Talentos através do Esporte

Tags: 8ªcre, esporte, educação física.

O Centro de Treinamento de Deodoro em parceria com a 8ª Coordenadoria de Educação promove um projeto que visa o desenvolvimento global dos alunos a partir da prática esportiva e da interação e participação da escola e da família.

 

 

O Centro de Treinamento de Deodoro, através do Programa de Esporte Brasil Vale Ouro, tem como objetivo promover o desenvolvimento de habilidades, capacidades e competências para a vida de crianças e adolescentes, utilizando o esporte como ferramenta primordial para esse fim.

O centro vai atende crianças a partir dos 7 anos em esportes de Atletismo, Futebol e Judô. Ao chegarem, os alunos recebem uma fruta e iniciam o treinamento que dura aproximadamente 1:30 min. Em seguida tomam banho e recebem o lanche.

O CT Deo firmou uma parceria com a 8ª Coordenadoria de Educação para que os alunos das escolas próximas participem do projeto.

 

 

O CT Deo disponibiliza para a realização das atividades um campo de futebol gramado com dimensões oficiais e uma pista de atletismo no padrão classe 1A da Associação Internacional de Federações de Atletismo.

O projeto busca mais do que alto rendimento, busca a inclusão social pelo esporte, além de convivência e cidadania.

O CT Deo atende mais de 700 crianças, que têm acesso à Assistência Social, Psicólogo e Pedagogo para contribuir com o desenvolvimento global dos alunos.

 

 

A  professora Diala Azevedo, Assistente II da Gerência de Educação, foi elo para a parceria do CT Deo com a 8ª CRE. A professora juntou-se à equipe do CT Deo formada por Weldon Massi (Diretor Presidente), Michelle Barreto (Coordenadora de Esportes) e Ana Paula Hack (Coordenadora Executiva) e elaboraram um acompanhamento bem específico para os alunos do projeto.

O acompanhamento acontece desde 2015. Os alunos são observados quanto ao seu desempenho da aprendizagem, comportamento, assiduidade e participação. É feito também um levantamento de quais foram os impactos do projeto na vida desses aliunos. Os responsáveis dos alunos do CT Deo recebem atendimento da Assistência Social, se necessário, e participam de reuniões com a Gerência de Educação.

É um trabalho feito em conjunto: escola, família, Gerência de Educação e o CT Deo, onde o alvo é aumentar as perspectivas e os projetos para o futuro dessas crianças, já que no projeto também estão previstas palestras, passeios e ações para a ampliação das oportunidades e preparo para o mercado de trabalho.

 

 

 

"Muito além de descobrir talentos, é um trabalho de educar!"

                                                                                             Ana Paula Hack - Coordenadora Executiva do CT Deo

 

 

Partindo da esquerda: Michelle Barreto, Coordenadora de Esportes, Ana Paula Hack, Coordenadora Executiva, Diala Azevedo, Assistente II da Ged/8ª Cre, Weldon Massi, Diretor Presidente

 

 

O Centro de Treinamento de Deodoro oferece oportunidade para novos jovens de alto rendimento, com possibilidades de tornarem-se atletas, competindo em alto nível; porém também está aberto para receber todos os interessados na prática esportiva.

Ao participar o projeto, as crianças que vivem em áreas de risco e em situação de vulnerabilidade, encontram um espaço para desenvolver suas habilidades e motivar seus sonhos.

O projeto prevê também vivência e adaptação esportiva para alunos com deficiência, fazendo da inclusão mais um de seus pilares.

 

 

O Rioeduca parabeniza o Centro de Treinamento de Deodoro pela realização desse projeto e deseja que a parceria com a 8ª Coordenadoria perdure e alcance cada vez mais novos talentos!

 

 

Para entrar em contato com o CT Deo:

2457-3432 /  97005-9607

diretoria.tecnica@ctdeo.org.br

 

 

Entre em contato com o Rioduca para compartilhar projetos e ações das escolas da Prefeitura do Rio de Janeiro!

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 08/08/2017

Era uma vez...Um Ano de Existência de um Lugar Especial

Tags: 7ªcre, projetos.

 

O Rioeduca recebeu um email contando de uma forma diferente a comemoração de um ano de existência de uma de nossas unidades escolares. Leia o relato na íntegra e descubra também qual é a unidade escolar e um pouco da história desse lugar especial.

 

Era uma vez um lugar onde estudavam quase 900 alunos, dirigido por duas diretoras, Fernanda Barcellos e Elha Maria Aragão, com uma coordenadora, Mariana Fragale, onde ainda assim todos conviviam felizes e acreditavam que a educação era a salvação. Acreditavam também que o conhecimento era um bem maior, o qual ninguém seria capaz de tirar, e que nós somos os únicos responsáveis por aquilo que conquistaremos, cabendo também a nós o planejamento do nosso futuro.

 

Apresentação durante a comemoração da unidade escolar.
 

Nesse local, tal planejamento é realizado em dois tempos semanais nas aulas de Projeto de Vida e aquele bem maior, o estudo, é direcionado, levando os alunos a terem uma autonomia, através das aulas de Estudo Dirigido. Além disso, nesse local que não é encantado, os que nele estudam são induzidos a um Protagonismo que, ao contrário do que muitos pensam, não leva à desordem. Este leva a uma voz ativa que, na prática, os faz entender que isso é democracia, e gera responsabilidades, já que, segundo Fernando Sabino, “Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um”.

Dia 14 de abril, esse local... (tudo bem... iremos revelar...) essa escola: GINÁSIO CARIOCA ALEKSANDER HENRYK LAKS comemorou 1 ano de existência. A data foi comemorada no dia 26 de maio.

 

             De cima para baixo; da esquerda para direita: Jerson Laks, Renata Cebrian, Fernanda Barcellos (diretora do Ginásio), Mariana Grolla (coordenadora da 7ªCRE), Marcelo Arar e Herry. Convidados recebendo o carinho dos alunos.

 

Nossa escola carrega o nome de uma pessoa muito especial: ALEKSANDER HENRYK LAKS, um polonês, sobrevivente do Holocausto, que escolheu o Brasil para viver e que carregou sua mensagem de luta pela vida e igualdade por muitos anos, como uma missão de vida.

 

                        De cima para baixo; da esquerda para direita: Renata, Suzan, Mariana Grolla, Herry, Marcelo Arar e alunos do grupo de dança "Somos Laks". Convidados aplaudindo o final da apresentação do grupo de dança "Somos Laks".
 

 

Aleksander dizia que “judeus, brasileiros, negros, brancos, indígenas não são de raças diferentes. Pertencem a uma só raça. E o nome dessa raça é raça humana”. A partir dessa premissa, nossa escola construiu o seu Projeto de Vida e embarcou nessa viagem, que levou as “doces abelhinhas”, forma carinhosa como Aleksander se referia as crianças, a serem encorajadas ao voo.

 

                       De cima para baixo; da esquerda para direita:Oficinas da Festa: QUIZ; Dobrando para não repetir a história; Pudim Laks; Conhecendo Aleksander.

 

Durante a festa, os alunos participaram de diferentes Oficinas, tais como: Língua Polonesa, Dobrando para não repetir a História, Campos de Concentração, Holocausto, Pudim Laks, entre outras. Além disso, assistiram ao espetáculo de dança sobre o Holocausto, apresentado pelo grupo de dança da escola, participaram da Banda Laks, cantando a música que conta a história de Aleksander e, ao final, fizeram uma grande homenagem ao patrono dessa escola, representado por seu filho, Jerson Laks. Cantaram a paz, pedindo por dias melhores, através do Coral Laks, coral formado pelos alunos da escola que participam de tal eletiva e ainda distribuíram os 1000 Tsurus confeccionados pelos alunos, com o intuito de pedir a paz para o mundo em que vivemos.

 

 

           Na foto superior a apresentação do Coral Laks. Na de baixo o aluno Jones e Jerson Laks, vestindo a camisa da escola.

 

Também estiveram presentes o Vereador Marcelo Arar, que sugeriu o nome da escola, um representante da comunidade judaica no Rio de Janeiro e representantes da Secretaria Municipal de Educação e da Sétima Coordenadoria Regional de Educação.

Festejamos a existência desse espaço, onde cada aluno passa sete horas de seu dia aprendendo a ser um cidadão de verdade. Brindamos à vida! Fizemos nosso grito de guerra diário, que deixou Jerson Laks imensamente emocionado, o presenteamos com a blusa da escola “Eu Sou Laks” e dividimos a esperança, através do olhar emocionado e feliz de cada uma daquelas crianças e adolescentes presentes que, juntos, cantaram um forte “parabéns”, não só à escola, mas a todos que fazem, dentro dos sacrifícios diários, ela existir. E o bolo? Hum... estava uma delícia!

Todas as personagens dessa história merecem um agradecimento especial: alunos, direção, coordenação, professores, agentes educadores, funcionários da limpeza, funcionários da merenda, familiares dos funcionários, convidados e mais aqueles todos que fazem parte dos bastidores. Afinal, cada um em seu papel, faz desse espaço um lugar mais que especial. A prova de que um sonho, quando sonhado junto, pode se tornar realidade.

 

                 Momentos de homenagem. Diretora adjunta: Elha Maria Aragão; ex-aluno: Matheus; Jerson Laks (filho do patrono); Herry (Presidente da FIERJ); Vereador Marcelo Arar; diretora: Fernanda Barcellos; coordenadora pedagógica: Mariana Fragale; Miguel, aluno do sétimo ano.
 

 

Ah, o final dessa história? Ainda não tem... é que ela está só começando! Mas acreditamos que vem por aí mais um"...viveram felizes para sempre”.

                                                                                                                                   Texto de Mariana Fragale

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 

GINÁSIO CARIOCA ALEKSANDER HENRYK LAKS

DIREÇÃO: FERNANDA BARCELLOS / ELHA MARIA ARAGÃO (ADJUNTA)
COORDENAÇÃO: MARIANA FRAGALE

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

Contato do Ginásio Carioca Aleksander Henryk Laks:

emalaks@rioeduca.net

 

 


   
           



Yammer Share