A A A C
email

Segunda-feira, 27/11/2017

EDITAL E/SUBE/EPF N° 01 - PROGRAMA ANUAL DE BOLSAS DE ESTUDOS

Tags: mestrado; doutorado, bolsa de estudos, escola de formação do professor carioca paulo freire, paulo freire.

 

 

SUBSECRETARIA DE ENSINO

ESCOLA DE FORMAÇÃO DO PROFESSOR CARIOCA PAULO FREIRE

EDITAL E/SUBE/EPF N° 01 DE 16 DE NOVEMBRO DE 2017

PROGRAMA ANUAL DE BOLSAS DE ESTUDOS DE MESTRADO E DOUTORADO PARA PROFESSORES DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO 

 

DA INSTITUIÇÃO DO PROGRAMA

Instituído, no âmbito da Secretaria Municipal de Educação, pelo Decreto nº 35674, de 30 de maio de 2012, o Programa Anual de Bolsas de Estudos de Mestrado e Doutorado tem por objetivo reafirmar a política de valorização dos professores da Rede Pública Municipal de Ensino da Cidade do Rio de Janeiro. As Bolsas de Estudos, com duração de um ano, oferecidas por este Programa, destinam-se aos professores inscritos em Programas de Pós-Graduação, em nível de Mestrado ou Doutorado, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação. Este programa é um incentivo ao desenvolvimento de projetos de pesquisa que visem à melhoria das práticas educacionais nas Unidades Escolares da Rede Pública Municipal de Ensino.

 

DO REGULAMENTO

É de fundamental importância, para efetuar a realização da inscrição no Programa, a leitura na íntegra da seguinte legislação:

  • Decreto n.º 31.613, de 18 de dezembro de 2009, que consolida as diretrizes e regulamentação aplicáveis ao afastamento de servidores da Administração Municipal;
  • Decreto n.º 31.614, de 18 de dezembro de 2009, que consolida as diretrizes e a regulamentação aplicáveis ao treinamento de servidores da Administração Municipal; 
  • Decreto n.º 35.674, de 30 de maio de 2012, que instituiu o Programa Anual de Bolsas de Estudos de Mestrado e Doutorado;
  • Resolução SME Nº 1201, de 13 de setembro de 2012, que Regulamenta o Programa Anual de Bolsas de Estudos de Mestrado e Doutorado; 
  • Resolução SME N°1225, de 31 de janeiro de 2013, que altera a redação do caput e do inciso VI do Art. 2°, da Resolução SME N.º 1201, de 13 de setembro de 2012;
  • Resolução SME N°29, de 14 de novembro de 2017, que altera na Resolução SME n° 1201, de 13 de setembro de 2012, com a redação dada pela Resolução SME n° 1225, de 31 de janeiro de 2013, os artigos que menciona.

 

I – Público - Alvo

Professores da Rede Pública Municipal de Ensino da Cidade do Rio de Janeiro com no mínimo 05 (cinco) anos de efetivo exercício na Rede Pública Municipal de Ensino do Rio de Janeiro, com homologação do Estágio Probatório; que não se encontrem no exercício de função gratificada ou de cargo em comissão e não ocupem cargo ou emprego público na administração pública de outros entes federativos.

Estar regularmente matriculado em Curso de Pós-Graduação, em nível de Mestrado e Doutorado, na disciplina correspondente ao cargo efetivo ou na área de educação que guarde compatibilidade com sua prática pedagógica no âmbito da Secretaria Municipal de Educação.


II – Inscrição

O professor deverá apresentar os documentos citados a seguir, no Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira (E/SUBE/EPF/CREP-AT), da Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire (E/SUBE/EPF), no período de 17 de novembro a 18 de dezembro de 2017: 

  • Ficha de inscrição preenchida e assinada (Anexo I);
  • Carteira de Identidade – original e cópia; 
  • Último contracheque – cópia; 
  • Comprovação de, no mínimo 05 (cinco) anos, na Rede Pública Municipal de Ensino do Rio de Janeiro;
  • Cópia do Ato de homologação da conclusão do Estágio Probatório, publicado em D.O. do Município do Rio de Janeiro;
  • Currículo Lattes, em 03 (três) vias, atualizado nos últimos 03 (três) meses;
  • Memorial, em 03 (três) vias, que aponte a articulação entre o estudo desenvolvido pelo candidato, sua prática pedagógica e a proposta educacional da Secretaria Municipal de Educação – no máximo 03 (três) laudas;
  • Declaração, em papel timbrado, da Instituição de Ensino Superior a que estiver vinculado, contendo a data da aprovação no processo seletivo, a Linha de Pesquisa e a previsão de conclusão do curso, devidamente assinada e carimbada;
  • Projeto de Pesquisa, sendo 01 (uma) cópia impressa e 01 (uma) cópia em formato digital, com arquivo em PDF (modelo de Projeto de Pesquisa, no Anexo II, apenas para os candidatos cuja instituição de ensino não o exija como pré-requisito para o processo de seleção).


III – Temas

    Ensino/Aprendizagem – Métodos e Técnicas

    Gestão Educacional

    Avaliação de Programas e de Experiências

 

IV – Concessão

   Serão concedidas, 100 (cem) Bolsas de Estudos para Mestrado ou Doutorado pelo período de 12 (doze) meses, sem prorrogação ou renovação.

 

V – Seleção

   A análise da documentação e a seleção dos professores serão de responsabilidade do Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira (E/SUBE/EPF/CREP-AT), da Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire (E/SUBE/EPF). 

   Os Projetos de Pesquisa serão analisados por uma banca formada por profissionais convidados pela Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire.

   A relação dos profissionais integrantes da banca examinadora dos Projetos de Pesquisa será publicada no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro.

 

Serão obedecidos os seguintes critérios de classificação para a seleção dos professores:

    1. Compatibilidade da pesquisa com a prática pedagógica e com interesses de conhecimento no âmbito da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro;

    2. Frequência nos últimos 03 (três) anos;

    3. Projetos de pesquisa – consistência e qualidade;

    4. Currículo Lattes.

 

VI - Resultado

   O resultado com o nome e a matrícula dos contemplados será publicado no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro no mês de janeiro de 2018.

 

VII - Considerações

   Toda a documentação necessária para a inscrição deverá ser entregue pelo professor ou pelo seu representante legal no Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira, da Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire, Avenida Presidente Vargas nº 1.314, de 2ª a 6ª feira, no horário das 9h às 16h.

   É de máxima importância o preenchimento correto dos dados da ficha de inscrição. 

   Só será aceita a inscrição do professor que apresentar toda a documentação relacionada no item II deste Regulamento. 

   O Termo de Compromisso é documento obrigatório, na forma prevista no parágrafo 2º do inciso VII do art.4º do Decreto nº 31.614, de 18 de dezembro de 2009 e será exigido somente após a seleção do candidato.

   Os candidatos não selecionados terão o prazo de 30 (trinta) dias, a contar da publicação do resultado, para retirar os documentos no E/SUBE/EPF/CREP-AT. Após este prazo os mesmos serão descartados. 

   Os casos omissos serão resolvidos pela Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire.

 

VIII - Do Bolsista

O professor que for contemplado com a Bolsa de Estudos deverá:

  1. Disponibilizar para o acervo do Centro de Referência da Educação Pública – Anísio Teixeira (E/SUBE/EPF/CREP-AT), da Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire (E/SUBE/EPF), duas cópias da pesquisa, sendo 01 (uma) cópia impressa e 01 (uma) cópia em formato digital com arquivo em PDF, após aprovação pela Instituição de Ensino Superior;

  2. Apresentar ao Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira (E/SUBE/EPF/CREP-AT), uma publicação acadêmica durante, ou até 01 (um) ano após, o período de concessão da Bolsa de Estudos; 

  3. Comprovar junto ao Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira (E/SUBE/EPF/CREP-AT), participação em eventos tais como: Congressos, Palestras, Seminários e afins, na sua área de atuação, durante o período da concessão da Bolsa de Estudos; 

  4. Apresentar, a cada mês, ao Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira (E/SUBE/EPF/CREP-AT), relatório das atividades desenvolvidas;

  5. Apresentar, semestralmente, ao Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira (E/SUBE/EPF/CREP-AT), relatório das atividades desenvolvidas, assinado pelo Orientador ou pelo Coordenador do curso de Mestrado ou Doutorado;

  6. Atuar como parecerista de textos que assim necessitarem, de acordo com planejamento da E/SUBE/EPF e E/SUBE/EPF/CREP-AT, durante ou até 01 (um) ano após a vigência da Bolsa;

  7. Realizar uma palestra a partir do tema foco de sua pesquisa, de acordo com planejamento conjunto E/SUBE/EPF e E/SUBE/EPF/CREP-AT, para os professores desta Rede Municipal de Ensino durante, ou até 01 (um) ano após a vigência da Bolsa de Estudos.

 

Clique aqui para ler o documento na íntegra e seus anexos.


INFORMAÇÕES

Escola de Formação do Professor Carioca Paulo Freire
Centro de Referência da Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro – Anísio Teixeira
E-mail: crepatsme@rioeduca.net
Telefone: 2253-1050

 

FONTE: D.O de 17/11/2017


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 27/11/2017

Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca estreia hoje na Cidade das Artes

Tags: orquestra, alunos.

 

 

Integrada por jovens de escolas da rede pública do município, a orquestra fará concerto com músicas de autores consagrados, como Villa-Lobos e Pixinguinha, e até funk.

A Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca formada por jovens músicos de escolas e de comunidades do Rio de Janeiro estreia hoje, dia 27 de novembro, às 16h, na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca.

No concerto de estreia, a Sinfônica recém-criada pela Secretaria Municipal de Educação fará uma homenagem ao maestro Antonio Carlos Jobim, que este ano completaria 90 anos, reunindo também canções dos mais consagrados autores brasileiros, desde Villa-Lobos, Pixinguinha e Guerra Peixes até Chico Buarque, Luiz Gonzaga e Vinícius de Moraes. Os meninos também tocarão funk, estilo que poucos sabem é inspirado no maculelê.

A OSJC reúne talentos dos quatros cantos do Rio - Cidade de Deus, Chapéu Mangueira, Babilônia, Leme e Madureira. Para o secretário municipal de Educação, César Benjamin, essa grande corrente de formação de novos músicos é a enorme contribuição da SME para a paz, para a cultura e para a convivência entre todos.

A OSJC é um braço do programa Orquestra nas Escolas que tem como meta a formação de 80 mil instrumentistas até 2020, buscando fazer da música um importante aliado no protagonismo juvenil dos alunos da rede pública de ensino do município.

O programa Orquestra nas Escolas prevê que até o fim do ano 11 mil alunos sejam beneficiados com aulas de iniciação musical, música instrumental, prática de orquestra e coro. Os estudantes poderão escolher os instrumentos de sua preferência entre viola, violino, contra baixo acústico, flauta doce, trompete, trombone, clarinete, percussão, além de canto coral.  

  Assessoria de Comunicação Social da Secretaria Municipal de Educação

 

 

 

Fique atento ao programa Orquestra nas Escolas - Agenda de dezembro

 

1. Segunda-feira, 4 de dezembro, teatro Net Rio: Coral de Alunos da Cidade de Deus, Orquestra de Flautas e segunda formação da Orquestra Sinfônica. Cerca de 800 alunos.

2. Sexta-feira, 8 de dezembro, escadarias do Centro Administrativo da Prefeitura: Orquestra Sinfônica e Coral. Cerca de 420 alunos.

3. Quarta-feira, 13 de dezembro, escadaria da Câmara dos Vereadores: Orquestra Sinfônica. Cerca de 300 alunos.

4. Sexta-feira, 15 de dezembro, Parque de Madureira: Orquestra Sinfônica, com a presença das escolas da área.

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 24/11/2017

Descobrindo os Parasitas na Escola

Tags: parasitas, piolho, lombriga, pse, saúde.

 

Os alunos da Escola Municipal Irineu Marinho aprenderam sobre os Parasitas e como devemos evitá-los, de uma forma lúdica e divertida. Confira!

 

 

No dia 12 de setembro de 2017, a professora Danielle fez uma apresentação aos alunos do primeiro segmento da E. M. Irineu Marinho no período da manhã e tarde. Esta apresentação foi apoiada pela direção e coordenação pedagógica, assim como professores das turmas envolvidas.

 

 

O objetivo do projeto foi proporcionar aos educandos uma vivência diferenciada da sala de aula quanto a compreensão das consequências da falta de higiene e reconhecimento de dois parasitos frequentes na infância (piolho – Pediculus humanus e lombriga – Ascaris lumbricoides) através da utilização de teatrinho com fantoches e música.

 

 

A apresentação consistiu inicialmente num questionamento às crianças sobre “o que é saúde” e sobre “o que eram os parasitas”. Os alunos foram super participativos e responderam a primeira pergunta, porém a segunda, se sentiram um pouco inseguros. A professora Danielle, então os explicou e deu dois exemplos de parasitas. Em seguida, ela perguntou se as crianças gostariam de conhecê-los um pouco mais. As crianças aceitaram e foi uma farra!

 

 

Foram apresentados a eles o piolho e a lombriga, em forma de fantoches num teatrinho. O piolho se apresentou, informando que ele causava muita coceira, porque estava sugando o sangue da cabeça de alguma pessoa, dizendo que ele poderia trazer doenças e como era importante a utilização do pente fino, muito mais importante que remédios convencionais da farmácia.

Logo após, veio a lombriga, que os informou como a presença dela na barriguinha poderia causar muitas dores e o mais importante era a prevenção. As crianças questionaram como prevenir e a lombriga disse que lavar as mãos quando saísse do banheiro, assim como, antes das refeições ajudaria bastante. Cortar as unhas e não pegar comidas que caíssem no chão seria uma maneira bem legal de não contrair a lombriga em forma de ovo, porque o ovo ao chegar na barriga se transformaria em uma nova lombriga. Após as explicações, a professora apresentou a eles uma pequena música que explica a importância de lavar as mãos e todos cantaram animadamente.


“As minhas mãos,
Eu vou lavar!
Para os parasitas
No meu corpo
Não entrar!”


“Parasitas Pequenos” – Paródia de “Mundo Pequeno” (Turma Do Re Mi).

Tradução de It’s a small world – Robert Sherman (Walt Disney)

 

Impressões das crianças participantes:

“Eu gostei muito. No final cantamos uma música muito legal!” (Mayara Reis – T: 1302)

“O piolho vai para a sua cabeça quando você abraça outra pessoa. Quando ele encontra um piolho fêmea, tem filhotes (lêndeas). Se cuide passando pente fino.” (Carlos Eduardo Torres – T: 1301)

“Na minha escola teve uma tia de Ciências, a tia Danielle Moura. Ela ensinou coisas de piolho e da lombriga.” (Anna Clara – T: 1301)

 


Impressão da coordenação e direção:

“O trabalho foi exposto de maneira lúdica para os pequenos que gostaram e participaram muito bem. O objetivo foi atingido: apresentou às crianças o tema com humor, mas sem perder a seriedade necessária.” (Geralda Cristina – Dir. Adjunta)

“Achei pertinente visto que as crianças aprendem a ter noções de higiene, reconhecer e evitar a proliferação de alguns parasitas.” (Priscila Bastos – Coordenadora Pedagógica)

 

Sobre o Projeto:

Nome do projeto: Descobrindo os Parasitas na Escola
Idealizadora: Prof. Danielle Fonseca de Moura
Professores colaboradores: Ana Claudia Soeiro, Márcia Bueno Pacheco, Renata Pessoa, Conceição Miranda, Maria de Fátima, Raquel Leal.
Turmas participantes: Manhã – 1101, 1201, 1301, 1302
Tarde – 1102, 1202, 1303
Local da apresentação do Projeto: Escola Municipal Irineu Marinho (5º CRE – Marechal Hermes)

 

Sobre a Escola:

Unidade Escolar: E/CRE(05.15.030) - Escola Municipal Irineu Marinho - 10975
Diretor: Deise Barroso da Silva e adjunta Geralda Cristina da Silva.
Endereço: Rua Américo Rocha 821 - Bairro: Marechal Hermes
Cep: 21555-300
Telefone: 3018-2593 | 3833-5965
E-mail: emirineu@rioeduca.net 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 24/11/2017

OBMEP - Resultado 2017

Tags: obmep, resultado, 2017.

A OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas) divulga o resultado de sua 13ª Edição. Confira abaixo os alunos, os professores e as escolas premiadas da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro.

 

 

 

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) é uma realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada - IMPA, com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), e tem como objetivo estimular o estudo da matemática e revelar talentos na área. Em 2017, as escolas privadas de todo o Brasil também foram convidadas a participar. 

As provas ocorreram em junho e em setembro. Ontem, dia 22/11/2017, foi divulgado o resultado com os premiados de cada categoria.

 

I. Nível 1 – alunos matriculados em 2017 no 6º ou 7º ano do Ensino Fundamental:

 

  • Medalhistas

 

Acesse a lista completa em: http://premiacao.obmep.org.br/2017/verRelatorioPremiadosGeral-RJ.1.do.htm

 

 

II. Nível 2 – alunos matriculados em 2017 no 8º ou 9º ano do Ensino Fundamental:

 

  • Medalhistas

 

Acesse a lista completa em: http://premiacao.obmep.org.br/2017/verRelatorioPremiadosGeral-RJ.2.do.htm

 

 

Professores Premiados:

 

Acesse a lista completa em: http://premiacao.obmep.org.br/2017/verRelatorioProfessoresPremiados-RJ.do.htm

 

 

Escolas Premiadas: 

 

Acesse a lista completa em: http://premiacao.obmep.org.br/2017/verRelatorioEscolasPremiadas-RJ.do.htm

 


   
           



Yammer Share