A A A C
email
Retornando 86 resultados para o mês de 'Maio de 2011'

Domingo, 15/05/2011

Escolas da 10ª CRE, patronos, patronesses e designações

Tags: 10ªcre, patronos.

Escola Municipal Professor Arthur Thiré

Retrato do Patrono, Professor Arthur Thiré, cedido pela Escola de Minas de Ouro Preto, da Universidade Federal de Ouro Preto, Minas Gerais,  por intermédio da bibliotecária Renata Ferreira dos Santos,

atendendo a solicitação de Nádia Vida.

 

Nas visitas que tenho feito às escolas, e pesquisas realizadas para o Rioeduca, observo que a multiplicidade arquitetônica dos prédios escolares da 10ª Coordenadoria Regional de Educação, que abrange os bairros de Santa Cruz, Paciência, Sepetiba e Guaratiba, é análoga à designação dos patronos e patronesses, bem como a representação simbólica de algumas das nossas unidades escolares.

 

Dependendo da época da construção, inauguração e entrega do prédio escolar à comunidade, é possível verificar também certa propensão para a indicação dos patronos, patronesses ou designação do ciep, escola ou creche. Há, por exemplo, nomeação de personagens da História do Brasil, como Bento do Amaral Coutinho, Felipe Camarão, André Vidal de Negreiros, Marinheiro João Cândido, Euclides da Cunha, Padre José Maurício Nunes Garcia, Monteiro Lobato, Professor Vieira Fazenda, Ana Neri, Berta Lutz, Princesa Isabel, como também de expoentes internacionais como Gandhi, Papa João XXIII e Pestalozzi.

 

Escolas como Japão, Liberdade, IPEG, Espanha, CIEP 1º de Maio, República Árabe da Síria e Ponte dos Jesuítas, não teriam patronos nem patronesse, na acepção do significado, que remete ao tutor, defensor, padroeiro ou personalidade com características marcantes de representação patronímica da unidade escolar. São, portanto, designações simbólicas. A Escola Municipal PONTE DOS JESUÍTAS, por exemplo, recebeu tal nomeação em homenagem à histórica ponte-comporta, construída no século XVIII e tombada pelo IPHAN em 1938, que fica bem perto da escola.

 

Mas há também, na 10ª CRE, escolas homenageando políticos, prefeitos, administradores, intelectuais, artistas e funcionários, como os CIEPs Ulysses Guimarães, Maestro Villa Lobos, Barão de Itararé, Major Manuel Gomes Archer, Hildebrando de Araújo Goes, Posseiro Mário Vaz, Alberto Pasqualine, Ismael Nery e Ministro Marcos Freire, além das escolas municipais Sócrates Galvêas, Álvaro Valle, Júlio Cesário de Melo, Prefeito João Carlos Vital, Chico Mendes, entre outras.

 

Mais recentemente, as designações das escolas de Santa Cruz, Guaratiba, Paciência e Sepetiba, têm homenageado professores e professoras, sobretudo entre nomes que se destacaram no magistério aqui mesmo na região, como os professores Francisco José Antonio, Jorge Gonçalves Farinha, João Gualberto do Amaral e Darcy Araújo de Miranda e as professoras Maria Santiago, Zulmira Telles da Costa, Sílvia de Araújo Toledo, Flávia dos Santos Soares, Elizabeth Papera, Meralina de Castro, Dione Freitas Felisberto de Carvalho, Leila Mehl Menezes de Mattos e Zélia Carolina da Silva Pinho.

 

Em janeiro de 2011, o prefeito Eduardo Paes sancionou a Lei nº 5.239, tornando obrigatória a divulgação da biografia do patrono da unidade escolar, embora, na maioria dos casos, isso já vinha sendo feito, como tenho constatado pela consulta dos Projetos Políticos Pedagógicos, durante as visitas realizadas para o Rioeduca.

 

Iniciando esta série de artigos sobre os patronos, patronesses e designações das escolas e dos cieps da 10ª Coordenadoria Regional de Educação, começo falando sobre a Escola Municipal 10-19-003 PROFESSOR ARTHUR THIRÉ, situada na Rua Itatinga, sem número, localidade da Venda de Varanda, entre Santa Cruz, Paciência e Pedra de Guaratiba, onde frequentei as primeiras séries do antigo curso primário.

 

Professor Arthur Thiré

Artur Thiré, Dicionário Bio-Bibliográfico Brasileiro, de J. F. Velho Sobrinho, v. 1, Rio de Janeiro, 1937, p. 615.

 

Na época, início da década de 1950, a atual E.M. Professor Arthur Thiré era uma das inúmeras escolas rurais da região. Lembro-me, ainda bem pequeno, que havia um revezamento de horários, parte do dia era dedicada ao estudo em sala de aula e outra parte para o trabalho na horta da escola.

 

Embora o prédio da Escola Municipal Professor Arthur Thiré já tenha passado por várias reformas e acréscimos, nos mais de sessenta anos de fundação, não percebi grandes diferenças, apenas sentindo a falta de mais árvores e da própria horta, já que se tratava de uma antiga escola rural.
De acordo com documento que faz parte do texto do Projeto Político Pedagógico, a Escola Municipal Professor Arthur Thiré, era vinculada ao antigo E/18º DEC (Distrito de Educação e Cultura) com a designação 18-19-5, sendo construída e inaugurada no ano de 1947, na administração do Prefeito do Distrito Federal, Ângelo Mendes de Morais, sendo Secretário Geral de Educação e Cultura o Professor Clóvis Rego Monteiro.

 

Livro de Geografia de autoria do Professor Arthur Thiré. Exemplar do acervo Francisco Alves/Lihed/UFF, com indicações da editora para a nova edição revista.

 

O Patrono da escola, Professor ARTHUR THIRÉ, era de nacionalidade francesa, nasceu em 9 de novembro de 1853 e veio para o Brasil em 1878, durante o Segundo Reinado, com 25 anos de idade.
Arthur Thiré participou do planejamento, fundação e consolidação da Escola de Minas em Ouro Preto, Minas Gerais, integrando o grupo liderado por Claude Henri Gorceix, e também fez parte do corpo docente e da Congregação de Professores do Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro, onde deu aulas de Construção Civil e Mecânica.

 Artithmetica dos Principiantes, de Arthur Thiré, da Francisco Alves, impresso na Typ. Aillaud, Alves & C. Paris. Exemplar do acervo Francisco Alves/Lihed/UFF.

 

Como não havia fotografia nem imagem do patrono na Escola Municipal Professor Arthur Thiré, resolvi fazer uma campanha pelo Orkut, Twitter e Facebook, solicitando ajuda para a localização do retrato. As respostas foram surpreendentes. Amigos de várias partes do Brasil se mobilizaram para localizar a imagem ou enviar dados que pudessem ajudar de alguma forma.

 

Nadia Vida, que mora em Cuiabá, pelo Twitter, conseguiu contato com a EMOP (Escola de Minas de Ouro Preto) e a bibliotecária Renata Ferreira dos Santos, especialista em gestão de arquivos e documentos da Universidade Federal de Ouro Preto, nos enviou o retrato que ilustra esta matéria.

 

Página do livro Artithmetica dos Principiantes, de Arthur Thiré, da Francisco Alves, impresso na Typ. Aillaud, Alves & C. Paris. Exemplar do acervo Francisco Alves/Lihed/UFF.

 

Arthur Thiré morreu em 30 de abril de 1924 e deixou inúmeros trabalhos didáticos publicados, como consta do acervo catalogado pelo Núcleo de Pesquisa Livro e História Editorial no Brasil (Lihed) da Universidade Federal Fluminense, coordenado pelo professor Aníbal Francisco Alves Braga.

 

Pretendo sugerir à direção da Escola Municipal Professor Arthur Thiré que seja criado um pequeno espaço de memória onde a biografia, reprodução das capas dos livros, documentos pessoais e o retrato do Patrono possam ser vistos por todos os alunos, professores, funcionários e demais pessoas que fazem parte da comunidade, quando em visita à escola.

 

Minha gratidão à Nádia Vida que tanto se empenhou para conseguir o retrato do Patrono da Escola Municipal Professor ARTHUR THIRÉ e à bibliotecária Renata Ferreira dos Santos, que tão gentil e prontamente atendeu ao pedido.

 

                              

 


  

Sábado, 14/05/2011

Resultados do IDERIO

Tags: educação, escolas, rioeduca, provario.

Confiram nesta postagem o resultado do IDERIO. 513 Escolas Municipais foram premiadas por alcançarem ou superarem as metas estipuladas.

 

Dentre as premiadas, as Escolas Municipais que se destacaram foram:

Primeiro Segmento:


CIEP 1° de Maio – Escola do Amanhã

2010: 8,1

 

 

CIEP Glauber Rocha

2010: 7,8


 

Segundo Segmento:

 

Escola Municipal Pedro Bruno

2010: 6,4

 

Escola Municipal Minas Gerais:

2010: 5,9

 

Escolas que mais evoluíram:

 

1ª Segmento:

Escola Municipal Rodrigo Mello Franco Andrade: de 3,0 evoluiu para  5,6

 

2ª Segmento:

Escola Municipal Almirante Saldanha: De 2,6 evoluiu para  4,8

 

 

O Rioeduca parabeniza todas as Escolas premiadas. Confira nos links abaixo o Resultado da prova Rio e do IDERIO:

 

Notas Padronizadas da Prova Rio de Todas as UUEE

Notas Padronizadas da Prova Rio das Escolas do Amanhã

 

Escolas Premiadas IDERIO

Melhores Escolas IDERIO

 

                              

 


  

Postado por Rioeduca Ver Comentários (7)

Sexta-feira, 13/05/2011

Queremos #educopedianoJN

Tags: educopedia.

 

 

 

 

No decorrer desta semana, assistimos a uma série sobre Educação veiculada diariamente pelo Jornal Nacional. No entanto, percebemos que somente o lado ruim da Educação foi mostrado. Este portal é uma das provas de que nossos educadores, a despeito das dificuldades enfrentadas, comuns a outros educadores deste país, desempenham seu papel com excelência pedagógica.


Por isso, a professora Gabriela Silva, da Escola Municipal Grécia - que esteve entre os 60 primeiros professores da rede que começaram há um ano a produzir aulas digitais de qualidade, resolveu tomar uma iniciativa e criou uma tag especialmente direcionada ao redator chefe do Jornal Nacional, Willian Bonner (@realwbonner): #EducopedianoJN


Em se tratando de um projeto que começou com a única pretensão de ser mais um instrumento de reforço escolar de Língua Portuguesa e de Matemática para nossos alunos e que, atendendo à demanda e solidificado pela qualificação de nossos docentes, conta hoje com mais de 200 produtores - que são igualmente professores da nossa rede – criadores de aulas digitais e de objetos de aprendizagem para todas as disciplinas do segundo segmento, Língua Portuguesa e Matemática do primeiro segmento, além dos cursos de Grandes Obras Literárias, Sonhos com Degraus e Pé de Vento (auxiliar à Alfabetização) e que já começou a elaborar aulas de Educação Infantil, Educação Especial , Educação de Jovens e Adultos e demais disciplinas de primeiro segmento, a equipe deste portal acha mais do que justa a reivindicação da professora Gabriela - "@tiamiau"


Muitos outros educadores também já concordaram e rapidamente aderiram à campanha... E você?


A Educopédia é uma plataforma produzida e utilizada por professores de excelência que fazem dela o grande sucesso que temos observado nas salas de aula cariocas. Excelente prova da competência e do envolvimento dos nossos docentes!


Prezado @realwbonner, clique na imagem, acesse como visitante e seja bem-vindo! Quem sabe até mesmo não lhe forneçamos um login, para que possa explorar o “ir além” dessas aulas digitais?!

 

 

www.educopedia .com.br


 

                              


  

Sexta-feira, 13/05/2011

Jornal InformAÇÂO da E.M. Francisco Frias da Mesquita

Tags: 5ªcre, blogsdeescolas, visitas.

Hoje visitei à EM 05.15.007 Francisco Frias da Mesquita, primeira escola que trabalhei na rede municipal. Coincidência ou não ser esta primeira visita, mas voltava da minha apresentação como representante do Rioeduca na 5ª CRE à sua Gerente, Profª. Célia Napole, quando resolvi dar uma “esticada” até a U.E.


Chegando à escola fui recebida pela diretora Sandra Coutinho e pela adjunta Julieta Filomena, com a intenção em saber das novidades que tinham para mostrar a Rede, afinal este é o objetivo principal do Rioeduca, valorizar o trabalho das escolas, dos professores, dos alunos e funcionários da Rede Municipal.

Já na entrada observei sobre a mesa da Profª Celeste Parga-Coordenadora Pedagógica, o Jornal InformAÇÃO, edição de abril de 2011, produzido por alunos da escola.

 

Após algum tempo de conversa com a direção e professores ratifiquei o que já esperava: projetos, sempre vinculados ao PPP, e um turbilhão de atividades entrelaçadas pelas turmas da EI ao 5º ano, com muito amor e carinho, afinal, a empolgação da sua direção e de seus professores nas atividades que eles se propõem, é um marco na escola.

 

A equipe da escola ficou empolgada com a publicação do Jornal InformAÇÃO, além de estarem incrementando o Blog da escola com muitas novidades.

 

Segue abaixo a edição do mês de abril do Jornal InformAÇÃO.

 

Equipe de produção:

André, Eyshila, Luana, Lucas, Matheus e Pámela da turma 1401; Guilherme, Richard e Warlley Luiz da turma1501.

Diretor e editor Carlos Carvalho, Estagiário da U.E.

 

 

 

 

Quer saber mais sobre a vida na EM Francisco Frias?
Então, acessem o blog http://emfranciscofrias.blogspot.com