A A A C
email
Retornando 62 resultados para o mês de 'Abril de 2013'

Quinta-feira, 11/04/2013

Encontro Internacional de Educação 2012 - 2013

Tags: rioeduca, eeibrasil.

Depois de passar por países da América Latina, como Argentina, Chile, Colômbia, Peru e México, o Encontro Internacional de Educação 2012 - 2013 desembarcou no Rio de Janeiro nos dias 2 e 3 de abril, dando sequência à discussão sobre a educação no século XXI.

 

 

A Fundação Telefônica abre um espaço de diálogo que pretende dar resposta a esta pergunta: Como deve ser a educação do século XXI? Para isso, encontros presenciais e on-line estão acontecendo desde abril de 2012, iniciado com o tema Relação entre educação, sociedade e trabalho, primeiro dos nove propostos pela Fundação, que aconteceu em Buenos Aires.


No Rio de Janeiro, o Encontro Internacional de Educação 2012 - 2013 aconteceu no Vivo Rio entre os dias 2 e 3 de abril, com o sexto dos noves temas abordados: Como liderar a mudança nos centros educativos?.


A Rede Municipal de Educação da Cidade do Rio de Janeiro participou desse grande encontro tendo a presença de mais de 700 professores.


Abrindo oficialmente o primeiro e segundo encontros, Françoise Trapenard (Presidente Fundação Telefônica/Vivo) e Gabriella Bighetti (Diretora de Programas Sociais da Fundação Telefônica/Vivo), respectivamente.

 

 

A presidente da Fundação Telefônica, Françoise Trapenard, fez a abertura do Congresso Internacional. Ela introduziu o evento falando um pouco sobre o posicionamento da Fundação, o que já foi discutido em outros países  pelo #EIEBRASIL e sobre o tema  2012 - 2013: a educação do século  XXI.

 

 


"Há 10 anos, conseguíamos reunir um número muito pequeno de pessoas para discutir sobre educação. Hoje, é uma grande satisfação constatar que temos cerca de mil pessoas aqui no Vivo Rio", festejou Gabriella Bighetti da Fundação Telefônica Vivo, abrindo oficialmente o segundo dia do #EIEBRASIL. 

 


Foram dois dias de palestras, debates e exemplos de sucesso na educação, tendo a presença de grandes especialistas do mundo educativo, que falaram sobre o presente e o futuro da educação no mundo. São eles:

 

 

David Albury (Coordenador de Projetos e Desenvolvimento do Programa Global de Líderes da Educação e ex-conselheiro em Estratégia do Primeiro-Ministro da Inglaterra e Diretor do Global Education Leaders Programme).

 

 

Martina Roth (Mestre em Pedagogia e Doutora em Filosofia, Diretora de Estratégia, Pesquisa e Política de Educação Global da Intel).

 

 

Ferran Ruiz (Presidente do Conselho Escolar da Cataluña, órgão consultivo do Departamento de Ensino que reúne diferentes setores do mundo educacional catalão).

 

 

Também estiveram presentes:

 

 

Rafael Parente (Subsecretário de Novas Tecnologias Educacionais da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro) e Cláudia Costin (Secretária Municipal de Educação da Cidade do Rio de Janeiro).

 

 

Fernando Almeida (Filósofo e Pedagogo, Mestre e Doutor em Filosofia da Educação, Pós-Doutor em Informática e Educação) e Braz Rodrigues (Professor e Diretor da EMEF Campos Salles em Heliópolis, SP).

 

 

Mônica Gardelli (Diretoria de Formulação de Conteúdos Educacionais do Ministério da Educação e Cultura) e Mila Gonçalves (Gerente de Educação e Aprendizagem Fundação Telefônica).

 

 

Palestras Encontro Internacional de Educação 2012 - 2013

 


Palestras no 1º dia

 

  • “A visão do MEC sobre o papel da liderança nos centros educativos” _ Mônica Gardelli
  • “Exemplos de liderança nos centros educativos da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro” _ Cláudia Costin
  • “Por que a mudança na educação é necessária?” _ David Albury

Debatedores: David Albury e Eduardo Chaves

 

  • “Avaliação para a Aprendizagem” _ Fernando Almeida

Debatedores: Fernando Almeida com mediação de Mila Gonçalves.

 

 

Palestras no 2º dia

 

  • “Transformação da educação através da tecnologia” _ Martina Roth.
     

Debatedores: Martina Roth, Braz Rodrigues e Rafael Parente com mediação de Mila Gonçalves.

 

  • “Visão, aprendizagem e compromisso: chaves para liderar a mudança na educação” _ Ferran Ruiz.


Debatedores: David Albury, Ferran Ruiz, Braz Rodrigues, Rafael Parente com mediação de Gabriela Bighetti.
 

Exemplos de sucesso no Encontro:


Prof. Braz Rodrigues, Rafael Parente, Profª Ana Elisa (EM Amorim Lima, Butantã/SP).

 

Fernando Ruiz, presidente do Conselho Escolar da Cataluña, falou sobre  visão, aprendizagem e compromisso: chaves para liderar a mudança na educação. Para ele, é essencial que o líder tenha visão do futuro desejado  e aposte na aprendizagem permanente.

 

 

Em seguida, Martina Roth falou sobre a economia da aprendizagem baseada em três verbos: colaborar, comunicar e criar. Para ela, o currículo escolar deve ser flexível. A escola deve ser conduzida como uma empresa. Alunos e professores podem interferir a qualquer momento. É a criação que faz as coisas acontecerem.

 

 

No segundo dia do #EIEBRASIL, os participantes puderam conferir a técnica de facilitação gráfica (Visual Thinking) que ilustra as principais conclusões do primeiro dia de encontro.

 

 

Secretária Municipal de Educação, Cláudia Costin

 

 

Cláudia Costin, Secretária Municipal de Educação da Cidade do Rio de Janeiro, afirmou que não adianta apenas existir um laboratório de informática nas escolas: é preciso fazer bom uso da tecnologia. Em sua discussão, ela apontou como exemplos a Educopédia, uma plataforma on-line colaborativa de aulas digitais, entre outros projetos.

 

Mônica Franco, do MEC, trouxe a visão do Ministério da Educação sobre o tema e seu principal desafio: modernizar a prática do professor diante da tecnologia.

 

 

Algumas falas aconteceram on-line, via Twitter e outras pessoalmente no dia dos dois encontros.

 

Achamos interessante, mediante centenas de registros e falas, que algumas sejam compartilhadas com os leitores do Portal Rioeduca:

 

“O desafio da Educação Municipal do Século XXI é aliar a tradição como inovação”;


“A afetividade supera todas as tecnologias. É preciso afetar cada aluno verdadeiramente”;


“A sala de aula deve ser interativa e educar para a cidadania global”;


“Já vivemos o desafio do Século XXI”;


“Conquistar os alunos para o trabalho colaborativo”;


“É importante refletir que lideranças precisam de mudanças. Que processos e posturas é preciso ter para educar?”;


“Desafio do Século XXI: equilibrar inovação e tradição”;
 

“O aluno não é só mais coadjuvante, ele deve ser o ator e ajudar o professor no processo de educar”;


“Muitos professores resistem aprender com os alunos”;
 

“O aluno já é globalizado, mas o que eu posso fazer para atingir mais o aluno para seu pleno aprendizado?”;


“Ser twitteiro é ser colaborador. Twitter é uma ferramenta para diálogo”;


“Falar das relações, de respeito, sem isso nada se faz”;


“A paixão. Ah, paixão... Ainda é o que move a educação”;


“Não é só com amor que se faz educação; sem incentivo público ou privado e dinheiro não se inviabiliza”;


“A brincadeira é um momento muito importante para a educação do aluno”;


“Desenhar, escrever, criar relação de cômodos usando a brincadeira “Amarelinha””;


“A sala de aula deve ser interativa e educar para a cidadania global”;


“A TIC na educação aumenta a competitividade nacional”;

 

“É a inteligência coletiva da educação no Brasil!”.

 

Momentos da Secretaria Municipal de Educação


Nos dois dias houve dois momentos exclusivos para os membros da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, com relato de experiências de professores da rede municipal.


 

Professores da rede municipal de ensino apresentaram experiências bem-sucedidas quanto ao uso das novas tecnologias na educação no primeiro dia do Congresso da Fundação Telefônica. São eles: Márcia Cristina Neves, Márcia Roberto, Raphaella Marques, Mara Malheiros, Ângela Mangarás, Lindomar, Mila Gonçalves e Rafael Parente

 

 

Na foto, da esquerda para direita: Francisco Velasques, Márcia Roberto, Adriana (Articuladora da Educopédia), Érika (Articuladora da Educopédia), Raphaella Marques, Gisele Cordeiro, Tânia Almeida e Alexandre (Articulador da Educopédia). As professoras Gisele Cordeiro e Tânia Almeida apresentaram experiências bem-sucedidas quanto ao uso das novas tecnologias no segundo dia do congresso da Fundação Telefônica.

 

 

Foram dois dias de muito aprendizado, em que debates constantes à procura de uma educação de qualidade foi o tema principal, direcionados às lideranças escolares.


O Rioeduca esteve presente aprendendo com as ideias propostas. Registrou e compartilhou nas redes sociais - Twitter e Facebook - as experiências, que foram enriquecidas pelas diversas falas, além de adquirirem novos embasamentos para suas práticas como docentes e como redatores deste valioso Portal da educação carioca.

 

Márcia Alves, Patrícia Fernandes, Ana Accioly e Regina Bizarro fazem parte da equipe do Portal Rioeduca e participaram do Encontro Internacional da Fundação Telefônica no Rio.

 

 

Conheçam mais sobre o evento acessando a Fundação Telefônica Vivo.
http://www.fundacaotelefonica.org.br/home/

 

 

Criação do texto Prof.ª Regina Bizarro e edição de imagens Prof.ª Patrícia Fernandes


reginabizarro@rioeduca.net         e         pferreira@rioeduca.net


 

                               


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 11/04/2013

Projeto Trilhas na E. M. Guandu

Tags: 9ªcre, riocidadedeleitores, leitura, saladeleitura.

A professora Sonia Lima da Sala de Leitura da Escola Municipal Guandu, Unidade da 9ª CRE, está desenvolvendo o Projeto Trilhas e nos conta como esta experiência tem sido divertida e gratificante para alunos e professores da escola.

 

O Projeto TRILHAS é uma iniciativa do Ministério da Educação e do Instituto Natura. Tem como foco apoiar o trabalho docente no campo da leitura e escrita com o objetivo de inserir as crianças do 1º ano do Ensino Fundamental no universo letrado.

 

 

 

O TRILHAS conta com uma Rede de Ancoragem que apoia a implementação do conjunto de material do projeto nas salas de aula, incentivando o bom uso por meio de um processo de formação continuada.


Envolvendo 3.300 municípios, beneficia aproximadamente 72 mil escolas, 140 mil professores e mais de 3 milhões de crianças brasileiras.


Esta iniciativa só é possível graças às Consultoras e Consultores Natura que vendem, sem obter lucro, os produtos da Linha Natura Crer para Ver. Os recursos arrecadados viabilizam o apoio e o desenvolvimento, via Instituto Natura, de iniciativas voltadas para melhoria da qualidade da Educação Pública do Brasil.

 

 

A professora de Sala de Leitura Sonia Lima nos conta que os brinquedos cantados ou brincadeiras de roda sempre fizeram parte do seu trabalho em Sala de Leitura e, dessa vez, ela aproveitou para registrar esses momentos através de dois vídeos animados em que os alunos, além de aprenderem, se divertem muito.


Foram registrados três momentos de atividades nas quais a professora desenvolve em sala de aula, quando está trabalhando na grade, os livros do Projeto Trilha. São obras que estimulam as cantigas de roda e parlendas.


Uma delas é a brincadeira cantada TANGOLOMANGO, “que gosto muito e sempre diverte bastante todo mundo. Mas, peraí... O que é Tangolomango?”


Tangolomango é uma brincadeira folclórica, que geralmente começa com dez elementos (irmãs, filhos, filhas, gatinhos etc.), que vão diminuindo a cada estrofe e termina quando acontece alguma coisa com o último e assim não sobra nenhum. Ainda, segundo o dicionário, é um substantivo masculino que significa malefício ou doença atribuídos a feitiçaria; achaque, azar, caiporismo, infelicidade.

 

 

A disposição das crianças pode ser em roda ou simplesmente em pé. Quando se faz a brincadeira, no momento que na cantiga se diz "deu tangolomango nela", uma pessoa (se for escolhida antes) ou todas as pessoas deve(m) fazer um "remelexo" com o corpo que indique que algo está errado - como um desmoronar do corpo, ou algo parecido.
 

 

 

“A turma 1302 da professora Flavia, foram meus parceiros nessa atividade, muitos risos e atrapalhadas fizeram parte deste trabalho. Foi muito divertido!”

 

 

Outras brincadeiras cantadas usadas pela professora foram as cantigas FiFi e Zé Maluco que são cantigas alegres e que proporcionam muitas viagens no aprendizado e na imaginação. 

 

 

 

A brincadeira cantada é o primeiro passo que a criança dá para a socialização. O resto fica por conta da espontaneidade e isso não faltou na atividade, como nos conta a professora:

"Eles me surpreenderam, pois deram um show!"

 

Parabéns, professora Sonia, pelo belo trabalho que vem desenvolvendo, e por gentilmente compartilhá-lo conosco aqui neste "canal feito para e por todos aqueles que ultrapassam barreiras, superam obstáculos e provam que nada é impossível"!

 

 

 

Profª Márcia Cristina Alves Representante da 9ª CRE:

E-mail: marciacerqueira@rioeduca.net

Twitter: @marciacrisalves

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 11/04/2013

A Educação pela Paz!

Tags: 4ªcre, projetos.

Como educadores, devemos assumir o compromisso de propiciar momentos para a construção de uma cidadania planetária, baseada na responsabilidade universal de desenvolver valores importantes para a convivência com outras pessoas, como a cooperação, a solidariedade, a gentileza, o respeito, a consideração e a responsabilidade. Promovendo a verdadeira Educação para a Paz!

 

A educação do futuro deve levar em consideração que a aprendizagem acontece através de um processo de interação, que estabelece relações, compartilha e faz emergir ideias,  questiona e aprende, compreende, busca a pluralidade de conceitos e tem consciência que a Educação é uma formação continuada, que dura toda a existência.

 

“Não há caminho para a paz, a paz é o caminho.”

(Gandhi)

 

 

"Fomos convidadas pela Christiane Moraes, CGG/SME, para fazer a abertura do Encontro de Sensibilização e Formação Cultura de Paz, que aconteceu no Centro de Convenções Bolsa de Valores, dia 02 de abril de 2013.

 

 

Alunos da Escola Municipal Suíça com a Professora Fátima, Gestora da Unidade.


Esta oficina é uma das oficinas do Programa Mais Educação. Escolhemos por vários motivos, principalmente, como o próprio nome já diz: CULTURA DE PAZ! Trabalhar as diferentes identidades, que temos dentro de uma turma, desenvolver a paz e não a violência no ambiente escolar e familiar na perspectiva da educação emocional e social desenvolvendo discussões quanto a nossa prática pedagógica. Trabalhar a aceitação da diversidade, tolerância dele consigo mesmo e com o próximo, respeito, solidariedade etc. Educar para as emoções, observando o valor das emoções em cada um de nós, em cada um de nossos alunos.

 

Qual o objetivo disto tudo para nós? É fazer com que o nosso aluno se perceba e tenha ciência de que aquela emoção ou sentimento, que ele não acha bom ou não gosta, ele pode trabalhar e mudar com o tempo. Porém, esta visão, ele teria desde novinho, ainda criança, pois estaríamos estudando sentimentos e exercendo estes sentimentos melhorados através de reflexões, conversas, discussões etc.

 

Na palestra do Prof. João Roberto de Araújo, ouvi algo que chamou a minha atenção: “As crianças precisam aprender a Não Violência”, que ninguém pede a Deus para aprender a somar sem exercitar na prática. Desta forma, a paz requer a interiorização sobre os conflitos que vivemos e, para isto, precisamos trabalhar ou exercitar a compreensão de si mesmo e do próximo. O tema será trabalhado de forma sistemática. O Sistema Liga pela Paz trabalha de forma lúdica.

 

 

Isto foi mais um dos fatores que nos chamou a atenção. Escolhemos trabalhar através do livro digital, que seria mais uma diferente opção para os nossos alunos, mais um novo aprendizado e, a partir daí, teríamos um bom número de alunos na inclusão digital.

 

Da esquerda para direita: João Alberto, Consultor do MEC do Programa Mais Educação, Christiane Moraes, CGG/SME, responsáveis pelos programas federais, Prof. João Roberto de Araújo, Fundador e Presidente da Fundação Inteligência Relacional e a Professora Fátima.

 


Sabemos o quão trabalhosa será introduzir esta oficina, mas também temos certeza dos benefícios que trará para cada um dos 180 alunos deste Programa, que terá na escola ações que contribuam para a construção de uma convivência harmoniosa com paz e sem violência.

Texto da Professora Fátima - Gestora da Unidade

 

Dessa forma, a educação deve ser o veículo fundamental no processo de mudança de uma sociedade sobre as concepções dos direitos universais, dos valores humanos e, inclusive, da construção de uma nova  percepção de mundo, em que a convivência pacífica, o exercício da liberdade e o respeito à diversidade sejam vistos como ações essenciais para a consolidação da paz no mundo.  


 

 

Parabéns, equipe Suíça, por contribuir com a proposta para a efetivação do direito fundamental à educação a partir  de um plano de ação constitucionalmente adequado aos direitos humanos.

 

 

Ana Accioly é Professora da Rede Municipal

e Representante Rioeduca da 4ª Coordenadoria Regional de Educação

E-mail: anaaccioly@rioeduca.net

Twitter: @Ana_Accioly

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 10/04/2013

Primeiros Passos do Projeto Cantando e Encantando com Vinicius

Tags: 8ªcre.

 

No ano do centenário de Vinicius de Moraes, a Escola Municipal Ernesto Franciscone lança o Projeto "Cantando e Encantando com Vinicius".

Na comemoração do aniversário do Rio de Janeiro e do Dia Internacional da Mulher, o projeto dá seus primeiros passos e homenageia a cidade e as mulheres com belas canções e poesias de Vinicius de Moraes.

 

 

Professora Ana Claudia exibindo com orgulho o mural feito pelos alunos do 4º ano da E.M. Ernesto Franciscone.

 

Vinicius de Moraes foi um poeta que marcou a literatura e a música brasileira. Até hoje o artista é lembrado, inclusive em nomes de avenidas e ruas.

 

Pela sua importância, o poeta é o tema do projeto que está sendo desenvolvido na Escola Municipal Ernesto Franciscone. Assim, suas belas canções e poemas, além de apreciados, direcionaram as ações na unidade escolar em 2013.

 

Para iniciar o trabalho, no mês em que se comemora o aniversário da cidade do Rio de Janeiro e o Dia Internacional da Mulher, as professoras Ana Claudia e Giselle Coutinho prepararam atividades para as turmas do 4º ano, priorizando a criatividade, a livre expressão e a manifestação poética.

 

Homenagens à Cidade do Rio de Janeiro foram expostas na escola. Imagens, poesia e arte!

 

Para o dia 01 de março, aniversário do Rio de Janeiro, as turmas do 4º ano prepararam um lindo mural, que retratou as imagens dos pontos turísticos da cidade.

Os alunos demonstraram o orgulho de ser carioca através de belos desenhos e textos. 

 

Já no Dia Internacional da Mulher, foram as bolsinhas enfeitadas de versos e frases feitas pelos alunos que homenagearam todas mulheres.

Reunidas, as bolsinhas formaram também um mural repleto de poesia e declarações de admiração à mulher!

 

Bolsinhas que levam o registro de frases e versinhos feitos pelos alunos da E.M. Ernesto Franciscone.

 

Ao apresentar as criações de Vinicius de Moraes aos alunos, a equipe pedagógica da Escola Municipal Ernesto Franciscone espera despertar não só a apreciação do aluno às obras poéticas e musicais, mas também despertar a capacidade criadora de cada um deles.

 

Refletir sobre a arte amplia o conhecimento e a sensibilidade, portanto é importante para a formação dos alunos.

 

O projeto está dando os primeiros passos, mas já promete se revelar como um grande sucesso!

 

O projeto Cantando e Encantando com Vinicius presta homenagem ao centenário do grande poeta!

 

Turma 1401 em mais um dia de muitas atividades e aprendizagem na E.M. Ernesto Franciscone.

 

O Rioeduca parabeniza a equipe pedagógica da E.M. Ernesto Franciscone e deseja que as próximas ações do projeto encham o espaço escolar de poesia e beleza!

 

 

Professor, procure o representante da sua CRE e compartilhe as ações e projetos da sua escola!

 

Clique aqui

 

 

 

E se você quer conhecer melhor a escola Ernesto Franciscone, clique abaixo:

 

http://em-francisconi.blogspot.com.br/

 

 

Professora Neilda Silva - Rioeduca 8ª CRE

neildasilva@rioeduca.net

Twitter: Prof_Neilda

 

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share