A A A C
email
Retornando 89 resultados para o mês de 'Abril de 2012'

Quinta-feira, 19/04/2012

Do São Carlos Para o Mundo - E. M. Fundação Leão XIII

Tags: 1ªcre, projetos.

 

A Escola Municipal Fundação Leão XIII realiza este ano o Projeto Político Pedagógico “Do São Carlos Para o Mundo”, que destaca o reconhecimento da Comunidade como representante da cultura brasileira, através do seu potencial sócio artístico.

 

 

 

 

A Escola Municipal Fundação Leão XIII está localizada no Morro de São Carlos, no bairro do Estácio e atende crianças de 3 a 6 anos de idade. São Carlos é umas das comunidades mais antigas do Rio de janeiro, sendo também considerada um dos berços do Samba, devido a extinta e saudosa escola de samba, Deixa Falar, fundada pelos próprios moradores.

 

 

O Projeto Político Pedagógico deste ano foi inspirado, portanto, na história da comunidade, e de sua influência na cidade e no mundo.

 

 

 

Atividades Desenvolvidas em Março

 

 

A unidade escolar recebeu a visita do SESI/Rio, em parceria com o Bairro Educador, para escovação de dentes e aplicação de flúor, tanto nas crianças quanto nos funcionários. Essa iniciativa impactou positivamente os alunos, que entenderam ainda melhor a importância da higiene bucal.
 

 

 

Em comemoração ao Dia da Mulher, a escola prestou uma homenagem significativa às “Mulheres Especiais da Nossa Vida”, que com garra, força, beleza e delicadeza dedicam suas vidas a construir um país melhor para seus filhos e para as novas gerações.

 

 

Espaço Digital

 

 

A escola acredita na parceria escola/família e por isso estreitou, ainda mais, os laços com a comunidade, criando o portfólio digital http://emleaoxiii.blogspot.com.br/. Navegando neste ambiente virtual, responsáveis, alunos e professores podem encontrar os eventos realizados e os projetos desenvolvidos na unidade.

 

 

Para acessar e conhecer melhor o blog, clique na imagem abaixo: 

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 18/04/2012

Entendendo as Diferenças no Dia Mundial de Conscientização do Autismo

Tags: 8ªcre, inclusão.

 

 

 A turma 1201, da professora Isabelle Rocha, aproveitou o dia 2 de Abril, data marcada como Dia Mundial de Conscientização do Autismo, para falar sobre Inclusão.

 

Estabelecer o respeito às diferenças é o primeiro passo para a verdadeira Inclusão e isso os alunos aprenderam no convívio com Luan, um menino com Síndrome de Asperger que é da turma 1201.

 

 

 

 

 

 A turma 1201 da Escola Municipal Presidente Roosevelt preparou um dia diferente em sala de aula para refletir sobre Inclusão. Para isso, aproveitou o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, 2 de abril.

 

A turma 1201 possui um aluno incluído que apresenta Síndrome de Asperger, que é uma síndrome do espectro Autista.

 

Luan Mercês acompanha a turma desde o ano passado. A professora Isabelle pesquisou algumas informações sobre o Autismo. Ela precisou adaptar alguns termos para a compreensão da faixa etária dos seus alunos.

 

Para a surpresa da professora, ao falar com a turma sobre as características próprias dos autistas, os próprios alunos identificaram o colega, fizeram muitas colocações e entre elas a mais importante: é possível conviver com as diferenças, pois Luan é uma amiguinho querido por todos!

 

 

 

 Luan Mercês - Aluno da turma 1201

 

 

No dia 02 de abril, a professora Isabelle propôs uma atividade em que cada aluno ganhou quatro bonecos recortados em papel branco, para que criassem  personagens diferentes. Estando os bonecos lado a lado, o objetivo era representar o conceito de que todos somos diferentes e únicos, mas conviver com as diferenças é possível!

 

Os alunos adoraram desenhar e colorir os bonecos! Surgiram bonecos com camisa de time, diferentes expressões, bonecos que representavam adultos, crianças e muito mais!

 

Ao final da atividade, foi montado um cartaz com a pesquisa realizada pela professora e com os bonecos criados pelos alunos, todos de mãos dadas, representando a união da sociedade pelo Dia Mundial de Conscientização do Autismo.

 

 

 

 

As famílias precisam conhecer as características do autismo, para identificarem os possíveis casos com maior rapidez, e com o diagnóstico, iniciar imediatamente o tratamento que pode trazer ao autista a chance de levar uma vida com mais qualidade em sociedade.

 

A Inclusão Escolar é um assunto sério e sempre precisa ser inserido nas ações das escolas.

 

A Escola Municipal Presidente Roosevelt vestiu-se de azul e abraçou a ideia!

 

 

 Partindo da esquerda: Diretora Márcia Cristina, o aluno Luan Mercês, a professora Isabelle Rocha, a Coordenadora Pedagógica Zaide Maria e a Diretora Adjunta Andréa Moraes

 

 

 

 O mistério em torno do Autismo inspira emoção, curiosidade e poesia...

 

"Encerrado no teu mundo
perfeito e impenetrável,
onde é difícil entrar
e interpretar os sinais,
desvendar os teus mistérios,
poder contigo brincar ...

Crias rotinas de vida
Que não deixas partilhar.
E finges que nem me vês.
No autismo dos teus sonhos
és um menino diferente...
Criança tão especial!

... a mim tu não te revelas,
sou só um simples mortal!


Maria Fernanda Reis Esteves

 

 

 Clique na imagem abaixo e veja mais sobre o Dia Mundial de Conscientização do Autismo:

 

 

 

 

O Rioeduca parabeniza a E.M. Presidente Roosevelt pelo exemplo de ação que favorece a Inclusão.

 

 

Sua escola também realiza projetos e atividades que beneficiam a Inclusão?

Nossa Rede precisa conhecer você!

 

 

Entre em contato com o Rioeduca.

 

 

 

 


                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 18/04/2012

Mergulhando na Leitura, Nadando na Cultura, Ler é um Prazer!

Tags: 10ªcre.

 


“Momento de Acolhimento” e  “Momento Literário” são duas situações que demarcam e caracterizam a Escola Municipal 10.19.020 Professora Maria Santiago, que se destacou, em 2011, no âmbito da 10ª CRE e da SME/Rio, obtendo o nível de proficiência 175 em Língua Portuguesa e 200 em Matemática.
 

 

 

 

1. Localização, breve histórico da escola e informações sobre a Patronesse.

 


A Escola Municipal Professora Maria Santiago é considerada de fácil acesso. Localizada em parte elevada da pequena Rua Dr. Samuel Duarte, sem número, tem  uma das fachadas laterais voltada para a principal via de ligação da área central do bairro de Santa Cruz, a Rua Felipe Cardoso. A unidade escolar teve a sua origem em um projeto modelo.

 


 

Fundada em 1986, a E. M. Professora Maria Santiago matriculava alunos para o estudo regular, que também eram inscritos nas oficinas de artes plásticas, artes cênicas, técnicas agrícolas, ludicidade e produção artesanal.

 

 

 


 

Maria Santiago, professora e catequista muito querida no bairro e conhecida popularmente como “Dona Cotinha”, dedicou-se, durante toda a sua vida profissional, a alfabetizar alunos das diversas comunidades mais pobres de Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro, dando aulas em sua própria casa, tanto para adultos como para crianças.

 

 

2. Estrutura física da escola no estilo “Lelé”

 


O prédio da E.M. Professora Maria Santiago é composto por seis salas de aula, uma sala de leitura, uma sala de professores, refeitório, banheiros para meninos e para meninas, banheiro para professores e funcionários, cozinha, almoxarifado e sala da direção.

 


 

Quem passa pela Rua Felipe Cardoso  observa o destaque da arquitetura em pré-moldados, bem característica do estilo idealizado pelo arquiteto João Filgueiras Lima, o “Lelé”, que serviu de inspiração para quase todas as escolas construídas em meados da década de 1980, na Cidade do Rio de Janeiro.

 

 


 

Segundo informações da diretora adjunta, professora Mery de Souza Pinto Moraes Moreira, o clima na escola é bastante frio no inverno e muito quente no verão, o que se procurou amenizar com a instalação de aparelhos de ar condicionado e de bebedouros em todas as salas de aula.

 

As salas também possuem televisão, DVD e recursos pedagógicos multimídia, sempre utilizados em benefício dos alunos.

 

Alunos e professores têm acesso a computadores ligados à Internet, disponibilizados na sala de leitura.

 

 

3. Direção, professores, funcionários e alunos.

 

 


 

Tanto a diretora, professora Monica Esteves Ururahy, como a diretora adjunta, professora Mery de Souza Pinto Moraes Moreira, são duas gestoras com grande experiência profissional e extrema dedicação à escola.

 


Com a participação de toda a equipe, a coordenadora pedagógica, Cláudia Correia Lima Bernardo, tem sugerido e incentivado a realização de diversos projetos, sempre contando com total apoio da direção.

 


A diretora adjunta Mery Moreira, com quem conversei durante a visita à E. M. Professora Maria Santiago, citou especialmente, o “Momento de acolhimento” e o “Momento literário”.

 


Segundo Mery, o acolhimento acontece todos os dias, antes que as crianças sejam conduzidas às suas salas. Em companhia dos professores, são lembrados e homenageados todos os aniversariantes da semana, com músicas e palavras de dedicação e carinho.

 


Com relação ao “Momento literário”, a diretora adjunta fala que, semanalmente, as aulas sempre são iniciadas, em determinado dia, com a leitura de um texto previamente selecionado, de prosa ou poesia, podendo ser em forma de convite, prospecto, carta, história, bula, etc.

 


Além desses dois momentos especiais, a E. M. Professora Maria Santiago também participa de alguns projetos da SME, como o “Nenhuma Criança a Menos”, “Rio, uma Cidade de Leitores” e “Ciência Hoje”.

 


A E. M. Professora Maria Santiago possui dez turmas regulares, desde a Educação Infantil até o 5º ano, além de uma turma de classe especial para deficientes auditivos e uma turma de Sala de Recursos para apoio aos deficientes auditivos inclusos em turmas regulares, que funcionam nos dois turnos de 4 horas e 30 minutos, cada. Ao todo, neste ano letivo de 2012, encontram-se matriculados 301 alunos.

 

 


 

 

O Corpo Docente da E.M. Maria Santiago é composto por treze professores: Luciano Peixoto e Maíra Vaz Pereira, como regentes de Sala de Leitura; Agripina Maria de Jesus da Silva, na Sala de Recursos e Educação Especial; Ana Paula e Joice Sant’Ana, no 4º ano; Caroline Rodrigues, no 2º ano; Rachel Malta e Raquel Cristina de Oliveira, no 3º ano; Roseli Cardia, na Educação Infantil; Suzana Carvalho Silva, no 5º ano; Juliana Costa, PI de Língua Inglesa e Maurílio Lino da Silva, PI de Educação Física.

 

 

 


Entre funcionários de apoio, estagiários, voluntários e apoio terceirizado, há merendeiras, porteiros, seguranças, serventes, instrutor de Libras e servidores readaptados, no total de 25 funcionários.

 

 

4. E. M. Professora Maria Santiago, uma escola de leitores.

 


Ao mesmo tempo em que se procura incentivar a participação de todos, professores, funcionários e alunos, no Programa “Rio, uma Cidade de Leitores”, da Secretaria Municipal de Educação, a E. M. Professora Maria Santiago vem desenvolvendo, para este ano letivo de 2012, um projeto de trabalho que tem como objetivo geral dar resignificação à leitura como ato de cidadania.

 


Desde o primeiro bimestre, iniciado na segunda semana de fevereiro, com previsão de encerramento em maio de 2012, fica marcante a preocupação com o envolvimento de toda a escola em situações de leitura prazerosa.

 


O tema do 2º bimestre será: “Ler para crescer em prazer e cultura”.

 


No terceiro bimestre, o objetivo é trabalhar a produção própria e a criatividade dos alunos, a partir do tema intitulado “Quem conta um conto aumenta um ponto”.

 


“Maria Santiago: uma história de leitores” será o tema do quarto bimestre, que terá como objetivo divulgar e ampliar as produções dos alunos.

 


Para alcançar os resultados esperados por todos, inúmeras atividades serão desenvolvidas paralelamente aos temas relacionados à leitura, como concurso de redação, apresentação de peças, participação na “Feira de Ciências”, mostra de danças, exposições, etc.

 


Toda essa produção, que serve para comprovar o quanto a Escola Municipal Professora Maria Santiago é ativa, baseia-se no Projeto Político Pedagógico “Educar para transformar”, que se fundamenta na frase “Sem afetividade a aprendizagem não se instala...”, que, segundo a diretora adjunta Mery, é o pilar construído diariamente na relação recíproca de respeito, solidariedade, companheirismo e amizade entre todos que fazem parte da comunidade escolar, incluindo alunos, professores, funcionários, pais e responsáveis.

 

 

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 18/04/2012

CIEP Glauber Rocha comemora 25 anos!

Tags: 6ªcre.

 

 

No dia 04/04/2012,  o CIEP Glauber Rocha  comemorou o seu 25º aniversário.
 

 


O CIEP Glauber Rocha fica localizado na Pavuna. Funciona em horário integral. No turno da manhã, é oferecido o Núcleo Comum. No turno da tarde, acontecem as oficinas.

 


O  CIEP Glauber Rocha tem como tema do Projeto Político Pedagógico:  Busque a Paz e Siga! Você faz parte deste caminho! Prioriza o desenvolvimento dos valores fundamentais: Ética, Cidadania, Solidariedade, Fraternidade e Amor ao Próximo .

 

 

 

 

 

 

A equipe da escola estava feliz com o evento pois essa data possui um significado especial para todos que lá estudam e trabalham, bem como para alunos, pais e professores que por lá passaram. São 25 anos de superação e conquistas.

 

 

A Comunidade Escolar e visitantes ilustres estiveram presentes no evento de comemoração dos 25 anos do CIEP Glauber Rocha.

 

 

 

 

 

Veja o vídeo da comemoração dos 25 anos do CIEP Glauber Rocha. 

 

 

 

 

 

 

O  Rioeduca parabeniza a todos os professores, alunos e funcionários pelas conquistas alcançadas. Estamos orgulhosos em compartilhar as alegrias do CIEP Rubens Gomes com todos os nossos leitores.

 

 

 

 PARTICIPEM TAMBÉM DESTE ESPAÇO QUE É NOSSO, DAS ESCOLAS, DOS PROFESSORES, DOS ALUNOS E DEMAIS FUNCIONÁRIOS QUE FAZEM A EDUCAÇÃO CARIOCA!
CONFIRAM NO LINK A SEGUIR QUAL O REPRESENTANTE DE SUA CRE
E DIVULGUEM O QUE SUA ESCOLA REALIZA!
RIOEDUCA NET - A REVOLUÇÃO ACONTECE: QUEM SOMOS NÓS?

 

http://portalrioeduca.mstech.com.br/sobrenos.php

 

 

 

Fatima Lucia Braga
Representante Rioeduca 6a CRE.
fatimabraga@rioeduca.net


 

 

                                       

 

 

 


   
           



Yammer Share