A A A C
email
Retornando 17 resultados para o mês de 'Janeiro de 2017'

Segunda-feira, 16/01/2017

Cidade das Artes Promove Evento de Férias com Atividades Gratuitas

Tags: cultura, cidade, artes.

 

 


FUNDAÇÃO CIDADE DAS ARTES

COMUNICADO

CIDADE DAS ARTES PROMOVE EVENTO DE FÉRIAS COM ATIVIDADES GRATUITAS



Durante o período de férias escolares, o complexo cultural oferece uma programação variada com oficinas, aulas de música e dança, atividades circenses, teatro e diversas atividades interativas

A Cidade das Artes apresenta uma programação gratuita durante três sábados dedicada a crianças de todas as idades com o objetivo de promover encontros e proporcionar a pais e filhos um tempo livre de qualidade. Divididos por temas -“Arte do brincar” (21 de janeiro), “Música e movimento” (28 de janeiro) e “Circo” (04 de fevereiro) -, o evento traz oficinas, aulas de música e dança, contação de histórias, show de mágica, teatro, além de diversas atividades interativas.

Dia 21/01

14h às 15h FÁBRICA DE BRINQUEDOS
As crianças aprenderão a confeccionar brinquedos simples e tradicionais, como o cavalo de pau e a peteca, com as próprias mãos.

14h às 16h DANÇA CIRCULAR com Denise Nagem
A atividade ensina aos participantes os passos das danças de roda, promovendo a confraternização através do movimento integrado.

15h10 às 17h10 OFICINA DE ARGILA
O público poderá explorar livremente a argila, com supervisão de um arte-educador, que ensinará algumas técnicas de criação com o material.

16h “BIGORNA - SOBRE A LEVEZA INSUSTENTÁVEL DAS COISAS” A história de Bibi, uma bicicleta Berlineta 78, que experimenta junto à sua dona, companheira inseparável, momentos de aventura, questionamentos e poesia.

16h às 18h OFICINA DE BAMBOLÊS com Camila Rocha. A instrutora realizará desafios e mostrará novas maneiras de se brincar com o bambolê.

16h30 “ESCUTO HISTÓRIAS SOBRE BICICLETAS” Performance/ocupação urbana itinerante onde as crianças percorrem um circuito ouvindo histórias sobre aventuras em duas rodas narradas por um contador em uma bicicleta tandem (de dois lugares).

17h20 às 18h BOMBAS DE SEMENTE com o Grupo Organicidade. As crianças aprenderão a criar “bombas de semente”, feitas com argila, com o objetivo de cultivar frutas e hortaliças pelos canteiros da cidade.

PROGRAMAÇÃO LIVRE DO DIA 21/01

Brincadeiras tradicionais - cordas, piques, elásticos e petecas disponíveis para o público explorar com liberdade
Pintura livre - panos e tintas disponíveis para pintura
Slackline - equilíbrio sobre fitas
Árvore de livros - Espaço para leitura. É só se aventurar, colher um livro e degustar os “frutos” de boas histórias
Oficina de pipas com o Max das pipas
Estação para barcos de papel


Dia 28/01

14h Ê BOI
A narrativa do Bumba meu Boi é contada a partir da música e encenação dos participantes.

14h às 18h INSTALAÇÃO SONORA
Equipamento com parafernálias que permitem ao público experimentar um novo jeito de fazer música, incluindo estações onde podem criar o próprio instrumento musical.

15h e 16h BRINCADEIRAS MUSICAIS
Através do corpo e da voz, os participantes brincam e formam as conhecidas rodas de ciranda.

16h às 18h OFICINA DE DANÇAS POPULARES
com RIO MARACATU. Aula que aborda técnicas da dança popular brasileira, como o Maracatu e o Coco de Roda.

17h BAILINHO
Atividade voltada para o canto coletivo e movimento corporal através da dança.

Dia 04/02

14h UNIVERSO REDONDO - OS CIRCOS DE BENJAMIM Encenado pela Cia do Solo, o espetáculo infanto-juvenil apresenta a história do primeiro palhaço negro do Brasil.

14h às 17h OFICINA BRINCANDO DE PALHAÇO com Teatro do Sopro. Em turnos variados com até 25 pessoas em cada, a atividade traz jogos e brincadeiras sobre a arte da palhaçaria.

14h às 17h OFICINA DE CIRCO com Churumello Circus
Malabares Com bolas, aros, argolas diabolôs, swing-po e claves, a atividade promove o desenvolvimento de coordenação motora, superação de limites, trabalho em equipe e diversão.
Bolhas de Sabão Gigantes Atividade de criação de bolhas de sabão com o palhaço e pesquisador de bolhas Tiago Carva.
Acrobacia de solo e Perna de Pau Oficina que estimula o uso do corpo humano como instrumento de arte.

15h ESPETÁCULO DE MÁGICA com Gabriel
Montenegro. Sequência de truques, dança, música e interpretação, “Jovem Mágico” é um espetáculo repleto de ilusionismo.

17h “TEM AREIA NO MAIÔ” com a trupe As Marias da Graça. A peça conta a história de quatro palhaças que resolvem ir à praia de Copacabana num belo domingo de sol. No percurso, contam piadas, jogam frescobol e dançam coreografias ao som de Roberto Carlos e Elza Soares, entre outros.

 

Fonte: http://doweb.rio.rj.gov.br/do/navegadorhtml/mostrar.htm?id=395609&edi_id=3325


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 16/01/2017

Auxílio Moradia

Tags: auxílio, educação.

 

 

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO- PREVI-RIO

COMUNICADO (PUBLICADO NO DO DE 16/01/2017)

SERVIDORES IDOSOS DE BAIXA RENDA TÊM DIREITO AO AUXÍLIO MORADIA DO PREVI-RIO

 

Servidores estatutários de baixa renda, com mais de 65 anos e que não possuam casa própria têm direito ao Auxílio Moradia do Previ-Rio para ajudar no custeio do aluguel.

Para obter o auxílio de R$ 200 mensais, o servidor deve residir no imóvel alugado e ter recebido, no mês anterior ao pedido, no máximo, até três vezes o menor vencimento vigente no Município, além de não possuir financiamento imobiliário nem imóvel no Rio ou Região Metropolitana.

Para a inscrição no Auxílio Moradia são necessários o contrato de aluguel firmado por escrito, de acordo com a lei 8.245/91 (lei de locações), com firma reconhecida das assinaturas do locador e do locatário (segurado); documento de identidade válido em todo território nacional; último contracheque do segurado, além da declaração de que não é proprietário de imóvel ou promitente comprador de imóvel residencial; que não é titular de financiamento para aquisição de casa própria; que não possui grau de parentesco até o 2º (segundo) grau civil com o locador; que reside no imóvel locado e que o contrato continua vigente.

A inscrição deve ser feita na Central de Atendimento do Previ-Rio, no térreo do Bloco 2 , do Centro Administrativo da Prefeitura, na Cidade Nova, das 9 às 16 horas.

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 13/01/2017

Contribuição Sindical Obrigatória

Tags: aviso, sindicato, contribuição.

 

 

GABINETE DO PREFEITO
SUBSECRETARIA DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS
COORDENADORIA GERAL DO SUBSISTEMA DE RECURSOS HUMANOS


AVISO

A CONTRIBUIÇÃO SINDICAL OBRIGATÓRIA será efetivada por desconto geral em contracheque, no pagamento referente ao mês de março de 2017, atingindo a todos os servidores municipais.

Os servidores efetivos, celetistas, fiduciários e à disposição, percebendo qualquer retribuição deste Município, que pretendam obter ISENÇÃO dessa contribuição, no âmbito municipal, deverão apresentar ao Órgão de lotação, impreterivelmente, até o dia 03/02/2017, cópia do Comprovante de Quitação da Contribuição Sindical.

Para efeito de isenção da contribuição sindical é necessário que o comprovante de quitação supramencionado seja para o Sindicato referente à profissão liberal ocupada pelo servidor no Município do Rio de Janeiro. Segundo a Análise do Processo nº 431/2010/CP/DAG e Circular A/CSRH/CAD Nº 13 de 04/11/2010 para que o cargo municipal seja considerado como “profissão liberal” é necessário que o mesmo constitua profissão regulamentada por lei federal e também se submeta à atuação de Conselho Fiscalizador.

NÃO fazem jus à ISENÇÃO da Contribuição Sindical:

  • Os servidores efetivos, celetistas, fiduciários e à disposição, percebendo qualquer retribuição deste Município, que sejam inscritos na Ordem dos Advogados do Brasil, mas que NÃO exerçam na Administração Direta, Indireta e Fundacional, cargo efetivo ou função de confiança com atribuições próprias da Advocacia, de acordo com a Promoção PG/PPE/ANB nº 08, 03/06/2003 e Manifestação Técnica nº 53/7 PG/PADM/COORDENADORIA DE PESSOAL/SMSS/PMFSTB;
  • E, os demais servidores municipais que NÃO exerçam cargo efetivo ou função de confiança, na Administração Direta, Indireta e Fundacional, com atribuições próprias da profissão liberal, conforme disposição contida no artigo 585, da CLT.

O Órgão de lotação do servidor providenciará relação dos isentos da contribuição sindical, anexando seus comprovantes, e encaminhará as relações aos Órgãos Setoriais de RH, no máximo, até 17/02/2017. Os arquivos em meio magnético preparados pelos Órgãos Setoriais de RH deverão ser entregues à Coordenadoria de Análise de Pagamento, até 03/03/2017, de acordo com o cronograma constante na Resolução SMA nº 2011, de 23/12/2016 publicada no DO-RIO, de 26/12/2016.

Caberá, ao Órgão de Lotação dos servidores legalmente afastados, comunicar sobre os prazos e demais orientações estabelecidas no presente aviso.

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 12/01/2017

Centenário de um Cidadão Brasileiro, o Samba!

Tags: 8ªcre.

 

 

100 anos do Samba é uma data que merece grande comemoração. As escolas da prefeitura do Rio de Janeiro diversificaram na hora de passar aos alunos a importância de conhecer como e quando tudo começou. O espetáculo Samba, Cidadão Brasileiro foi o destaque da Escola Municipal Nações Unidas.

 

Alunos da E.M. Nações Unidas no palco da Areninha Carioca Hermeto Pascoal

 

Em 2016 o mais brasileiro dos ritmos completou 100 anos!

O samba originou-se dos antigos batuques trazidos pelos africanos que vieram como escravos para o Brasil.

Esses batuques estavam geralmente associados a elementos religiosos que instituíam entre os negros uma espécie de comunicação ritual através da música, da dança, da percussão e dos movimentos do corpo.

Os ritmos do batuque aos poucos foram incorporando elementos de outros tipos de música, sobretudo no cenário do Rio de Janeiro do século XIX.

 

Aluno Júlio César, da turma 1904, representando o griô contador de histórias.

 

No dia 10 de novembro, a Escola Municipal Nações Unidas apresentou na Areninha Carioca Hermeto Pascoal um belo e emocionante espetáculo musical.

Sob a direção do Professor Nilton Barbosa Filho, alunos do 6º ao 9º ano encantaram os presentes pela demonstração de talento e criatividade.

Samba, Cidadão Brasileiro é o nome do espetáculo que abrange diversos momentos históricos da trajetória desse gênero musical, a partir da segunda metade do século XIX.

O evento reverencia não só o negro, mas todos aqueles saudosos baluartes e bambas que nos deixaram essa herança, viva, ainda hoje, nos botequins, nas vielas, nas gafieiras, nos palcos, nas escolas de samba, nas esquinas e no jeitinho malandro brasileiro e, sobretudo, carioca de ser.

O espetáculo é uma aula de cultura tanto para quem assiste quanto para quem participou da sua formação.
 

 

Alunos  da E. M. Nações Unidas representando a gafieira, a malandragem e a Era de Ouro do rádio

 

 

"(...)  O samba ainda vai nascer, o samba ainda não chegou.

O samba não vai morrer, veja o dia ainda não raiou.

O samba é o pai do prazer, o samba é o filho da dor,

O grande poder transformador!" 

 

                                                        (Trecho da música Desde que o Samba é Samba, de Caetano Veloso) 

 

A abertura do espetáculo foi em grande estilo para saudar o público presente. Para começar, os professores Daniel Cruz, no vocal e Raul Borges, no violão trouxeram a música “Desde que o Samba é Samba” de Caetano Veloso e, em seguida, um show com alunas da escola Nações Unidas que são passistas do Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos de Padre Miguel.  

Após a apresentação, a plateia já estava totalmente envolvida no clima: ritmo, alegria e identidade!

Ao descobrir a origem do samba, se reconhece que o gênero musical é originalmente brasileiro e sua trajetória conta a história da formação de nosso povo.

 

 

Elenco formado por alunos da E.M. Nações Unidas

 

O roteiro do espetáculo, Samba, Cidadão Brasileiro, contou também com a participação de uma equipe docente comprometida em apresentar um trabalho de excelência.

O texto foi do professor Nilton Barbosa Filho, argumento da Professora Simone Ricco, pesquisa histórica, Professor Nilton Barbosa Filho, Professor Raul Borges e Professora Marcia Oliveira, cenário, professora Mariana Maia, professora Rosane Mangorra e Professora Monique Pimenta, idealização de figurino, professor Nilton Barbosa Filho, iluminação e sonorização, professor Leonardo Mazzei.

O trabalho envolveu toda a equipe da Escola Municipal Nações Unidas e foi compartilhado com alunos das escolas: Henrique de Magalhães e Antônio Austregésilo, que compareceram à Areninha Carioca.

 

 

Professor Nilton Filho, idealizador do projeto

 

 

O Rioeduca parabeniza à Escola Municipal Nações Unidas, principalmente aos alunos da unidade, pelo lindo espetáculo!

 

 

Fonte: http://historiadomundo.uol.com.br/curiosidades/origem-samba.htm

 


   
           



Yammer Share