A A A C
email
Retornando 1 resultado para a tag 'acolhimento'

Quinta-feira, 08/02/2018

ACOLHIMENTO 2018

Tags: acolhimento, mídia, leitura.

 

Caro Diretor(a)

 

“Acolher significa estar apto a dar e receber afeto, procurando resgatar em si e nos outros as melhores possibilidades de encontro e de relacionamento. Acolher, mais do que adaptar, é um movimento afetivo de aceitação que equivale a abraço bem forte, abraço completo, quentinho. Significa a possibilidade de se colocar no lugar do outro, estabelecendo relações de cooperação, solidariedade, cumplicidade, apoio.”


                                                                                                                       Abraço completo à infância

 

O período de acolhimento à comunidade escolar, profissionais, responsáveis e, especialmente nossas crianças e jovens, é determinante no processo educativo. Pensando nisso, entendemos que o planejamento é fundamental para que esse momento aconteça de uma forma mais tranquila e significativa. É interessante preparar atividades, pensar em materiais que serão utilizados, além do acolhimento e orientações aos profissionais da Unidade Escolar. O importante é pensar em receber a comunidade escolar da melhor forma possível. Pois, uma boa acolhida, deve acontecer diariamente, permitindo que a criança/o(a) jovem possa se sentir bem e de fato acolhido, a todo o momento e em qualquer situação que lhe ocorra dentro da instituição.


Desejamos um excelente ano letivo a todos!

 

Um abraço carinhoso,
Equipe da Gerência de Leitura e Audiovisual
 

 

 

 

Estabelecer vínculos de confiança e construir relações de afeto contribui significativamente para o desenvolvimento integral de nossos estudantes, além de aproximar escola e família. Partindo desta ideia é que a Gerência de Leitura e Audiovisual, em parceria com as Gerências de Educação das Coordenadorias (GED), propõe uma reflexão sobre essa temática, com o objetivo de que a comunidade escolar vivencie o início do ano letivo de forma prazerosa e confiante.

 

Acreditamos que acolher com carinho e respeito esteja no plano de ação de cada Unidade Escolar, independente da faixa etária a que atende. Portanto, entendemos que todos os profissionais estão envolvidos nesse movimento, e enfatizamos a importância do educador que, em especial, mediará o Projeto de Sala de Leitura.

 

Vale ressaltar que o ato de acolher acontece todos os dias e que o processo de adaptação não acontece apenas nesse momento com as crianças e jovens na Unidade Escolar, podendo perdurar um pouco mais.

 

Muitas vezes o primeiro acesso ao livro se dá na escola e a Sala de Leitura se estabelece como um lugar privilegiado onde as práticas literárias experimentadas desde a infância permanecem na memória do adolescente e do adulto. Por isso, vimos propor um período de acolhimento aos estudantes, pelos(as) professores(as) regentes de Sala de Leitura, de modo a fortalecer tanto um vínculo afetivo com esses, quanto um maior conhecimento do(s) espaço(s) que a Unidade Escolar oferece aos seus leitores. Nesse sentido, a Gerência de Leitura e Audiovisual traz sugestões de livros, filmes e atividades para esse profissional receber a comunidade escolar, de modo a incentivar cada vez mais o envolvimento deles com a leitura literária e audiovisual. Lembrando que segue abaixo, apenas algumas sugestões, que podem ser usadas tanto nesse momento de acolhimento quanto em qualquer outro momento ao longo do ano letivo, em conformidade com o Projeto de Trabalho desenvolvido pela Escola.

 

1. Livros

Segundo Teresa Colomer, é, pois, através de distintos canais, dos livros infantis e das atividades proporcionadas pelos adultos, que as crianças começam a fixar as bases de sua educação literária. Expressões artísticas, obras literárias e filmes auxiliam a romper com o automatismo da rotina cotidiana e nos ajudam a refletir sobre a vida e perceber nossa própria realidade de outra maneira. Assim, desde o ventre estimula-se a experiência das crianças com essas expressões, tão importantes para a aquisição de sistemas simbólicos.

Seguem algumas sugestões de livros para o Ensino Fundamental I, II e para o PEJA:

 

1.1 Ensino Fundamental I

Ou isto ou aquilo, Cecília Meireles; Os bichos que eu tive, Sylvia Orthof; A curiosidade premiada, Fernanda Lopes de Almeida; Bisa Bia Bisa Bel, Ana Maria Machado; A volta ao mundo em 52 histórias, Philip Mistry.

 

1.2. Ensino Fundamental II

Lampião & Lancelote, Fernando Vilela; Histórias divertidas. Coleção “Para gostar de ler” 13 (Fernando Sabino, Lima Barreto, Luís Fernando Veríssimo, entre outros); Histórias para jovens de todas as idades, Organização de Laura Sandroni; Conto com você, Vários autores (Cora Coralina, Daniel Munduruku, Moacir Scliar, entre outros); Antologia Poética, Mário Quintana.

 

1.3 PEJA

Para criar passarinho, Bartolomeu Campos de Queiroz; Moça tecelã, Marina Colasanti; Conto de escola, Machado de Assis; Crônicas de amor e amizade para jovens, Clarice Lispector; Contos tradicionais do Brasil para Jovens, Câmara Cascudo.

 

2. Filmes

O cinema, assim como a literatura, pode ser um meio para refletirmos sobre o mundo a nossa volta, expondo e questionando a realidade. Ao provocar o exercício regular de ver filmes na escola, espera-se contribuir para a formação dos estudantes, estimulando-os a buscar, de forma mais consciente, novas experiências com as obras cinematográficas e a leitura de narrativas audiovisuais.

Seguem algumas sugestões de filmes recomendados para Ensino Fundamental e para o PEJA. Todos esses filmes estão disponíveis no Youtube e fazem parte do acervo do Projeto Cineclube nas Escolas.

 

2.1 Ensino Fundamental I

· Alma Carioca – Um Choro de Menino (animação / 2002 / 5 min) www.youtube.com/watch?v=knPc4pf5rms

· A Casa (animação / 2004 / 3 min) www.youtube.com/watch?v=NWKfHMCkMho

· De ovos e guarda-chuvas (animação / 2010 / 3 min) www.youtube.com/watch?v=hrL5yKsTQQI

· A Peste da Janice (ficção / 2007 / 15 min) www.youtube.com/watch?v=povo9wCtITo

· Tyger (animação / 2006 / 5 min) www.youtube.com/watch?v=xaQdhK3xAXY

 

2.2. Ensino Fundamental II

· O Xadrez das Cores (ficção / 2004 / 22 min) www.youtube.com/watch?v=NavkKM7w-cc

· A Língua das Coisas (ficção / 2009 / 14 min) vimeo.com/90180624

· Clandestina Felicidade (ficção / 1998 / 6 min) www.youtube.com/watch?v=jaxbudiXK54

· Picolé, Pintinho e Pipa (ficção / 2000 / 12 min) www.youtube.com/watch?v=fn_eY3FWe_o

· Sanduíche (ficção / 1998 / 6 min) www.youtube.com/watch?v=v_YcDYGdAKs

 

2.3. PEJA

· Truques, xaropes e outros artigos de confiança (ficção / 2003 / 15 min) https://vimeo.com/21453903

· Cemitério da memória – Fragmentos da Vida Cotidiana (documentário / 2003 / 10 min) https://vimeo.com/67659753

· A escada (ficção / 1996 / 5 min) www.youtube.com/watch?v=HGBdtReYKbE

· Onde quer que você esteja (ficção / 2003 / 15 min) https://www.youtube.com/watch?v=Ev4656n-a3o

· Rota de Colisão (ficção / 1999 / 12 min) https://vimeo.com/102582270

 

 3. Sugestões de atividades

Para que de fato ocorra uma sessão cineclubista, é essencial que haja um momento reservado para a troca de experiências depois da sessão. Pode ser realizado apenas entre estudantes e professores ou, ainda, contar com a presença de convidados especiais. Mais do que uma leitura analítica e crítica do filme, trata-se de uma leitura que permita o entendimento dos estudantes em relação aos signos e significados da escrita fílmica, com som e imagem, concebendo aquele espaço para além da reprodução de conhecimentos. Cabe lembrar que cada pessoa faz sua leitura individual do filme, por mais que o assista num ambiente coletivo.

 

A partir da narração das histórias dos livros e/ou das exibições de filmes, algumas atividades podem ser realizadas: a) roda de leitura/ conversa; b) debate com convidado(as); c) desafiar os estudantes a pensarem em outro final para a narração (filme, desenho, audiovisual, quadrinho, texto escrito); d) confecção de mural com resenhas; e) realizar a crítica do texto escrito/filme; f) selecionar um capítulo/trecho/uma cena e fazer a leitura crítica com os estudantes; g) escolher uma cena e convidar os estudantes para escolher outra trilha sonora e perceber se há alteração na percepção da obra; h) pedir aos estudantes que digam com qual personagem se identificam e por quê; i) realizar a leitura de um livro de literatura que tenha sido fonte de inspiração para a produção de um filme (animação, documentário ou ficção).

 

 

Esperamos que o Acolhimento em sua Unidade Escolar seja um sucesso e reflita em um ano de boas leituras!

 

E/SUBE/GLA

Heveny Mattos
Alexandra Figueiredo
Ana Lins
Fátima França
Luciana Bessa
Luciane Almeida
Márcia Ibrahim
Márcia Romualdo
Martha Gomes
Martha Rocha
Rafael Monteiro
Rita Vaz
Valéria Preza

 


   
           



Yammer Share