A A A C
email
Retornando 48 resultados para a tag 'do'

Quinta-feira, 18/10/2018

Mês do Professor: Destaques José Marcos e Ana Beatriz

Tags: mês do professor, professor destaque.

 

Em Outubro, o Rioeduca homenageia os professores destaques da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro. Uma postagem por semana durante todo o mês. 

Não poderiamos deixar de conhecer o lindo trabalho do professor José Marcos De Assis Couto Junior e da professora Ana Beatriz Ramos de Souza!

 

 

 

José Marcos de Assis Couto Júnior

Meu nome é José Marcos de Assis Couto Júnior, ou só Júnior, como os alunos me conhecem. Formado em História pela UERJ/FFP, possuo Mestrado em Educação pela mesma universidade.


Tenho 34 anos e há quase dez leciono História na prefeitura do Rio de Janeiro. Neste período, passei por diversas unidades escolares (a maioria delas fazendo dupla regência) da Zona Oeste. Por sete anos estive lotado na Escola Municipal Abrahão Jabour, mas desde 2015, quando passei em um novo concurso de 40 horas, sou professor da E.M. Áttila Nunes e do CIEP Armindo Marcílio Doutel de Andrade, em Campo Grande.


Aqui em Realengo desenvolvi, com a professora Ana Beatriz Souza o projeto "As Caravanas, Limites da Visibilidade", premiado no último dia 01 de outubro como o melhor projeto do ano, no Prêmio Educador Nota 10.
 

Aproveito a musicalidade dos meninos e meninas e nas aulas de eletiva organizo grupos que compõem e executam canções nos Festivais da Canção das Escolas Municipais, o FECEM. Aqui, nos mobilizamos para comprar instrumentos, como uma bateria eletrônica, um contrabaixo e um cajon utilizado nas aapresentações.


Um fruto deste trabalho está no fato de que ganhamos, regionalmente, duas das últimas três edições do Festival.
 

 

 

Ana Beatriz Ramos de Souza

Me chamo Ana Beatriz Ramos de Souza, tenho 36 anos, estou há 12 anos na prefeitura do Rio De Janeiro, lecionando na mesma escola, a EM Áttila Nunes. Além dela, trabalhei por anos na rede particular de ensino e como professora substituta na rede federal, no IFRJ.


Licenciada em história pela faculdade de formação de professores da UERJ, continuei os estudos me tornando mestre e atualmente doutoranda também pela UERJ.


Leciono na Attila Nunes as disciplinas de história e estudo dirigido, onde podemos desenvolver trabalhos de acordo com a percepção da necessidade de cada turma. Atuo em turmas de 6°, 8° e 9° anos.


Sambista, adoro carnaval e busco levar para as crianças a riqueza da cultura popular brasileira. Tento sempre mostrar a necessidade dos alunos “tomarem as rédeas” de suas próprias vidas, rompendo barreiras e vencendo preconceitos.

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 11/10/2018

Mês do Professor: Destaque Leonardo Lemos

Tags: destaque, mês do professor.

 

Em Outubro, o Rioeduca homenageia os professores destaques da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro. Uma postagem por semana durante todo o mês. Hoje é dia de conhecer Leonardo Lemos. Confira!

 

 

Me chamo Leonardo Santos Lemos. Tenho 29 anos e sou professor de matemática, formado há 10 anos pela UNISUAM. Tenho especialização em Docência do Ensino Superior e Educação Especial e Inclusiva, pela Instituição A Vez do Mestre (AVM).

 

 

Há cinco anos leciono para a Prefeitura do Rio, com turmas de oitavo e nono anos, em uma escola do Grajaú. Sou um amante pela matemática desde a minha infância. Dei minha primeira particular aos 14 anos de idade. Trabalhei com cursos preparatórios durante seis anos, aprendendo macetes e formas mais rápidas de resolver cálculos matemáticos. Além da matemática, tenho aptidão musical: tenho noções de piano e regência. Nas horas vagas, aodro estar com os amigos reunidos para comer e sambar.

 

 

Quer me fazer feliz, me leve para um SAMBAR! Além disso, sou apaixonado por VIAGENS: esqueço dos problemas e me jogo em novas aventuras! Criei há três meses o Canal Dik Exata no Youtube para apresentar uma matemática mais leve e que facilite a resolução de cálculos, sem omiti a teria ensinada; apenas facilitar para eventuais avaliações e trabalhos.

 

Tenho uma parcela dos alunos de minhas cinco turmas inscritos, e acredito que a educação começa no CUIDAR, e principalmente APRENDER para poder ENSINAR .


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 03/10/2018

Mês do Professor: Destaque Pâmmela Lôbo

Tags: 2ªcre, destaque, mês do professor.

 

Outubro é o Mês do Professor

 

Em Outubro, o Rioeduca homenageia os professores destaques da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro. Uma postagem por semana durante todo o mês. Hoje é dia de conhecer a trajetória da professora Pâmmela Lôbo. Confira!

 

 

 

Meu nome é Pâmmela Lôbo, sou professora na Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro há mais de 19 anos. Fiz o concurso quando eu estava no final da formação de professores do Instituto de Educação, o antigo curso Normal, sendo convocada logo em seguida.

 

Fui trabalhar na EM Presidente Arthur da Costa e Silva (2° CRE), localizada em Botafogo. Lembro com muito carinho do meu primeiro dia de trabalho. Minha mãe teve que me acompanhar até a porta porque eu não sabia chegar até a escola sozinha, por conta da minha pouca idade e da falta de experiência nessa parte da cidade. Nasci e fui criada no Méier e, até aquele momento, meu dia a dia se restringia a casa x escola, escola x casa e a algumas pequenas aventuras pela redondeza. Mal sabia que, a partir daquele dia, minha vida iria mudar diante de um mundo novo que estava surgindo. Além de entrar para Rede Municipal, comecei a cursar Psicologia na Universidade Federal do Rio de Janeiro, na mesma época.

 

 

 

 

Iniciar a carreira desta forma me fez amadurecer rapidamente. Apesar do acolhimento da direção e dos meus colegas, tive que lidar com certo estranhamento por parte de alguns professores mais experientes e dos pais dos meus alunos, que me olharam, quase com desconfiança. Eu podia ler o pensamento deles “como essa menina poderá dar conta de uma turma sozinha?”. No entanto, o desafio estava posto em minha frente, fui designada para assumir uma turma da classe de alfabetização e precisava realizar um bom trabalho, com eficiência e responsabilidade.

 

Levei isso tudo com bom humor e perseverança, conquistando meu espaço através do trabalho que comecei a desenvolver com as crianças. Ganhei a confiança e o respeito da comunidade escolar e me tornei a professora alfabetizadora da escola, ao longo dos anos. Cabe ressaltar que participar das formações promovidas pela Rede e o apoio de muitos colegas foi essencial para tal conquista. Logo percebi que o trabalho do professor acontece no coletivo e acolher os recém-chegados só favorece ao crescimento de toda equipe.

 

Com o passar do tempo, a alfabetização se transformou em uma paixão para mim, por isso pensando na qualidade do meu trabalho, fui buscar o aprimoramento profissional através de estudos e reflexões sobre a minha prática. Tenho muito orgulho em dizer que minha formação como professora alfabetizadora foi feita por outros profissionais da Rede durante os cursos, encontros e palestras que participei. Aproveitei e ainda aproveito bastante estes espaços de formações.

 

Quando completei dez anos de carreira, em 2009, assumi a função de coordenadora pedagógica da escola. Mais uma vez, foi uma oportunidade de crescimento pessoal e profissional.

 

Após deixar a função, em 2012, fui convidada a compor a equipe da Gerência de Educação da 2ª CRE. Fui muito bem acolhida e participar deste grupo foi uma experiência bastante valiosa, já que desenvolvi um olhar mais amplo sobre o trabalho da Rede, construindo outros saberes a respeito do campo da Educação, por meio do acompanhamento das unidades escolares, dos projetos desenvolvidos e das formações para professores realizadas por toda equipe.

 

 

 

 

Em 2015, outra oportunidade de crescimento profissional apareceu em minha vida. Fui convidada a assumir um das vagas de supervisores do Projeto Escolas em Foco, da Escola de Formação Paulo Freire. Apesar de ter sido muito feliz na GED da 2ª CRE, eu precisava seguir em frente. Aprender cada vez mais sempre foi um estímulo para mim.

 

Em 2016, mesmo na função de supervisora, assumi uma turma de alfabetização no PEJA, do CIEP Nação Rubro Negra, no Leblon (2ªCRE). Foi amor à primeira vista! Estar de volta à sala de aula foi um reencontro para mim. Foi uma oportunidade de ressignificar minha prática. O pedagógico sempre foi uma prioridade para mim, mesmo atuando em funções fora da escola. Nunca deixei de estar presente no cotidiano escolar.

 

Atualmente, continuo desenvolvendo o trabalho no PEJA e também na Escola de Formação Paulo Freire, compondo a equipe da Gerência de Formação Inicial, que tem como uma das atribuições a formação de professores em Estágio Probatório. É bem desafiante trabalhar nessa área, pois é necessário interrogar o meu saber e buscar a qualificação profissional constantemente.

 

Durante toda a minha caminhada a alfabetização sempre esteve presente. Em todas as minhas experiências profissionais, o meu foco de atuação foi essa área, seja como regente, coordenadora pedagógica como formadora etc. Fui professora itinerante de projetos ligados a alfabetização, quando trabalhei na GED da 2ªCRE e fui orientadora do PNAIC durante 3 anos.

 

Eu sou muito feliz por estar onde estou. Eu poderia ter seguido qualquer área profissional, mas optei por ser professora. Escolhi ser professora da Escola Pública. Acredito no poder transformador da educação. É desta forma, usando meu saber profissional, que contribuo para um mundo mais justo.

 

Feliz mês dos professores!


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 12/09/2018

Prêmio Professores do Brasil: Vencedores e destaques do RJ

Tags: prêmio professores do brasil, premiação.

 

Parabéns aos professores da Rede pelos trabalhos selecionados na 11ª Edição do Prêmio Professores do Brasil!

Estamos em festa! 

 

 

 

O Prêmio Professores do Brasil objetiva reconhecer o mérito de professores pela contribuição dada à melhoria da qualidade da educação básica, por meio do desenvolvimento de experiências pedagógicas bem-sucedidas. Nesta 11ª Edição do Prêmio Professores do Brasil, foram 5 professores, da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro, classificados na Etapa Estadual, sendo que dois irão participar da seleção da etapa Regional.

 

 

CLIQUE AQUI E CONFIRA O RESULTADO

 

 

Nesta etapa estadual, receberão o troféu de vencedor estadual os professores autores dos relatos de prática selecionados entre os mais bem avaliados, por categoria, em cada estado ou Distrito Federal.

 

 

Clique na foto abaixo para ver de forma ampliada:

 

 

 

 

 

Parabéns a todos os professores que tiveram seus trabalhos selecionados na etapa Estadual! 

Estamos em festa! Celebrando o talento de nossos professores!

 

 

 

Fonte: Prêmio Professores do Brasil


   
           



Yammer Share