A A A C
email
Dicas, prática pedagógica, troca de experiências.
Retornando 17 resultados para o mês de 'Setembro de 2013'

Segunda-feira, 30/09/2013

Mostra Geração apresenta o seu Programa Internacional

Tags: escolasdoamanhã.

 

Olá, professor!

 


A Mostra Geração orgulhosamente apresenta uma ótima oportunidade para assistir a filmes do mundo inteiro, cuidadosamente escolhidos, dublados ao vivo ou legendados, sempre acompanhados de bons curtas brasileiros.

 

Veja a programação

 

Caso você queira agendar uma sessão para sua turma, entre em contato conosco.
Estamos à disposição para esclarecer qualquer dúvida.

Um abraço e até já,

FELICIA KRUMHOLZ
Curadoria da Mostra Geração/Festival do Rio
Tels: +55 21 3035 7108 ou final 7110 / +55 21 9872 0930

Blog: mostrageracao.blogspot.com.br
Facebook: Mostra Geração
Twitter: @MostraGeracao
YouTube: Mostra Geração 

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 25/09/2013

Modelando com Massinha

Tags: professor.

A utilização da Massinha de Modelar com os alunos da Educação Infantil é uma atividade que explora o lúdico, atuando, principalmente, como agente facilitador do processo de alfabetização. Também desenvolve o cognitivo e os aspectos físicos: a expressão corporal, a motricidade e a interação com o ambiente e os demais colegas.

 

A massinha ou massa de modelar é um dos recursos bastante utilizados nas turmas de Educação Infantil, despertando interesse e curiosidade nos pequenos. Por se tratar de um recurso sensorial, que pode se transformar através da sua manipulação, há um interesse imediato por parte das crianças.

 

Ter o poder de transformação sobre a massa de modelar gera satisfação.

 

Como qualquer outra atividade que se pretende desenvolver em sala de aula, principalmente com crianças dessa faixa etária, a orientação e supervisão na “hora da brincadeira” são necessárias, pois além de tocar, amassar, esticar e fazer bolinhas, podem querer experimentar de uma “outra forma”!

 

Por esse motivo é importante a escolha de materiais que não sejam tóxicos e que estejam no prazo de validade.

 

Atividade com modelagem a partir do tema Família.

 

Pode também ser interessante realizar com a turminha uma versão caseira de massinha de modelar seguindo as orientações de uma receita. Dessa maneira, além de desenvolver várias habilidades desde a leitura da receita, seguindo as etapas até o produto final, é mais econômico. Como é feito com produtos comestíveis, não haverá problemas se a criança colocar na boca.

 


 

A massinha de modelar prende atenção também de crianças um pouco maiores e até mesmo de adolescentes e adultos.

 

Utilizar esse material de maneira interdisciplinar, como por exemplo na técnica stop motion (Veja a animação realizada por alunos "O Mistério da Maçã", Núcleo de Arte Grande Otelo/6ªCRE), em que personagens ou objetos de massinha ganham movimento, na confecção de maquetes, reproduzindo objetos com a ideia de escala, e o que mais a imaginação deixar é um momento bem prazeroso.

 

Taís Ferraz Duarte é Professora da Rede Municipal
e colaboradora do Portal Rioeduca
E-mail: taisduarte@rioeduca.net


 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 19/09/2013

III Encontro de Educação Bilíngue no Município do Rio de Janeiro

 

Se você participou do II Encontro de Educação Bilíngue no Município do Rio de Janeiro, verifique a programação para o III Encontro e realize a sua inscrição, caso trabalhe na rede municipal de ensino.

Aproveite já a oportunidade!

 

 

 

 

Do dia 9 ao dia 20/09, estão sendo ocupadas as vagas para pessoas que atuam na rede de escolas municipais.

 

Se você não trabalha na rede municipal aguarde a abertura das inscrições para participantes externos, (ISERJ, INES e UFRJ) após o dia 20/09.

 

Verifique, antes de se inscrever, os horários das palestras (pela manhã) e das oficinas (a tarde).

 

Preferencialmente a carga horária é de 16 horas ou 8 horas (vertical ou horizontal).

 

Informativo sobre o encontro e forma de inscrição:

 

III Encontro de Educação Bilíngue (LIBRAS, Língua Portuguesa)

no Município do Rio de Janeiro


Convidamos os Professores, os Instrutores Surdos, os Coordenadores Pedagógicos, os Diretores das Unidades Escolares, os Agentes de Educação Especial das Coordenadorias Regionais de Educação e os demais profissionais da Rede Municipal interessados na Educação de Surdos a participarem do "III Encontro de Educação Bilíngue no Município do Rio", a ser realizado pela Secretaria Municipal de Educação (SME) e Instituto Municipal Helena Antipoff (IHA).

 

O Encontro ocorrerá nos dias 2 e 3 de outubro de 2013, no Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro (ISERJ), no Teatro Fernando Azevedo - Rua Mariz e Barros, nº 273 - Praça da Bandeira - Rio de Janeiro.

 

Para realizar a pré-Inscrição, é necessário visitar a página do "IHA Informa", observar a programação de palestras e clicar na frase que diz "Clique aqui para fazer a sua pré-inscrição". Preencha o formulário até o final e aguarde a confirmação da inscrição. Divulgaremos a lista de inscritos no próprio site: http://ihainforma.wordpress.com/

 

Em tempos de mudanças e de reformulações educacionais, com a ênfase na formação do professor e de profissionais surdos e intérpretes educacionais de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) visando o atendimento aos alunos surdos, é de extrema importância a organização deste III (terceiro) encontro.

 

O objetivo do III Encontro é combinar Palestras e Oficinas que permitam refletir a sustentação de uma Educação Bilíngue (LIBRAS e Língua Portuguesa) baseada nos eixos mídia, língua e letramento.

 

Ressalta-se que a presença dos profissionais intérpretes educacionais de LIBRAS, dos instrutores surdos inseridos no contexto escolar como também dos professores bilíngues em formação por meio do IHA/SME Rio, todos estes, em conjunto com os gestores e funcionários das unidades escolares, tornam-se imprescindíveis na mediação do processo de ensino-aprendizagem do aluno surdo.

 

Atualmente, há um árduo esforço na retomada da discussão de uma educação bilíngue nas escolas da Rede Municipal do Rio de Janeiro, garantindo o debate sobre o trabalho pedagógico com alunos surdos (em parceria com alunos ouvintes) e a prática pedagógica frente à nova perspectiva de abordagem bilíngue no Ensino Fundamental.

 

A Direção do Instituto Municipal Helena Antipoff (IHA), o Laboratório de LIBRAS e a Área de Estudo Específica de Surdez deste instituto agradecem a participação de interessados no evento. Acesse o site "IHA Informa".

 

III Encontro de Educação Bilíngue

Formulário de pré-inscrição
(de 9 a 26 de setembro)

 


A lista de inscritos será divulgada no dia 30 de setembro.

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 18/09/2013

Dicionários, Fugindo da Rotina

Tags: professor.


O dicionário geralmente é um recurso utilizado em sala de aula para esclarecer dúvidas quanto à escrita e significado das palavras com alunos que possuem mais autonomia.

 

Recorrer à Internet em caso de dúvidas é uma saída e também um recurso facilitador. Porém, também devemos oferecer alternativas. Apresentar o dicionário para nossos alunos tão conectados e explorá-lo exige tempo e criatividade. Acesse esse link e fique por dentro: Dicionários pra que te quero.

 

Atividade com dicionário sendo realizada em dupla.


Incentivar o manuseio propondo desafios pode tornar mais interessante as aulas além de resgatar as inúmeras informações e significados existentes nos dicionários. 

 

Questionamentos acerca do conhecimento prévio dos alunos sobre a utilização do dicionário auxiliam no planejamento das ações sobre os objetivos que o professor pretende alcançar. Pode ser interessante a comparação entre diferentes obras, elencando o que há de comum, assim como suas diferenças antes e após a Reforma Ortográfica.

Imagem retirada do blog:"Alfabetização Criativa".

Acesse e leia: O Dicionário na Sala de Aula.

 

Podemos perceber com o uso individual que alguns alunos possuem dificuldade na procura de palavras. Muitas vezes, demonstram-se tímidos diante dessas situações. Com a prática, os alunos vão adquirindo maior habilidade, mas o uso precisa ser de certa maneira constante.

 

Para isso, o professor pode criar estratégias semanais incluindo-as em seu planejamento. Pode, por exemplo, propor uma “caça ao tesouro” individual ou em grupo e, assim, deixar a aula mais dinâmica.


Taís Ferraz Duarte é Professora da Rede Municipal
e colaboradora do Portal Rioeduca
E-mail: taisduarte@rioeduca.net

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share