A A A C
email
Dicas, prática pedagógica, troca de experiências.
Retornando 10 resultados para o mês de 'Junho de 2013'

Quinta-feira, 27/06/2013

Informativo Multirio - 27 de junho

Tags: multirio.



 

Multirio Web Rádio


 

Multirio

Conceito& Ação discute mudanças climáticas e esforços mundiais

A elevação da temperatura do planeta e os seus efeitos: aumento do calor, do frio, tempestades e furacões. O queé mito e o queé realidade neste contexto? Até que ponto a atividade humanaé responsável por tudo isso? Conceito& Ação explora os vários cenários das mudanças climáticas e aborda os esforços das potências mundiais para mitigar os efeitos do aquecimento global, adotando medidas que combatam as prováveis causas. Para aprofundar a questão, a apresentadora Cristina Amaral recebe o coordenador-executivo do Centro de Estudos Integrados sobre Meio Ambiente e Mudanças Climáticas da UFRJ, Emílio La Rovere. O programa vai ao ar na segunda-feira (1º),às 13h20, na BandRio e no canal 14 da NET.


Botões sociais ampliam interação com o leitor

OPortal MultiRio conta agora, em todas as notícias, com botões de compartilhamento nas principais redes sociais. Com o novo recurso, é possível publicar os textos no Twitter, no Facebook e no Google + de um jeito fácil, tornando a navegação pelo conteúdo do Portal mais interativa. Os botões sociais encontram-se no topo (à direita) de cada matéria e, para publicar o conteúdo no seu perfil,é preciso clicar no botão da rede social desejada e confirmar o compartilhamento. Acesse o Portal MultiRio em www.multirio.rj.gov.br.

 

Siga-nos no TwitterA MultiRio não tem um perfil oficial no Facebook. Informações sobre a Empresa você encontra noPortal MultiRio e na nossa página no Twitter. Se você já faz parte desta rede social, seja um seguidor: www.twitter.com/multirio.

RIO PREFEITURA | EDUCAÇÂO |
MULTIRIO Secretaria Municipal de Educação
MultiRio - Empresa Municipal de Multimeios

Para não receber mais este informativo,
envie e-mail paramultiriocomunica@multirio.rio.rj.gov.br.
Tel: 1746/Fora RJ: (21) 3460-1746•ouvidoria multirio@rio.rj.gov.br

 

Siga-nos no
Twitter Portal
Multirio

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 25/06/2013

Informativo Multirio 25 de junho

 

Multirio Web Rádio

 

Multirio

O ensino de Ciências é o tema de Educação em Rede

O programa desta quarta-feira (26) mostra como a abordagem de conteúdos científicos pode ser mais empírica, interessante e investigativa, ajudando o aluno a desenvolver uma visão crítica do mundo que o cerca. Para falar da importância do ensino das Ciências, os convidados são o coordenador do Grupo de Estudos em Ciências e Educação Ambiental da UFRJ, Francisco Cordeiro Filho, e a professora de Ciências da Rede Patrícia Domingos. Na pauta, a Educopédia, a parceria da SME com o Instituto Ciência Hoje e a série Detetives da Ciência, produção da MultiRio que aborda conteúdos científicos no dia a dia. Apresentado por Carla Ramos, Educação em Rede vai ao ar na quarta-feira,às 13h20, na BandRio e no canal 14 da NET.


Joaquim Manuel de Macedo e as crônicas do Rio de Janeiro

Nesta quinta-feira (27), Cidade de Leitores passeia pela história e pela geografia da cidade por meio das crônicas de jornal. Autor do clássico A Moreninha, Joaquim Manuel de Macedo foi também um grande cronista e precursor do jornalismo cultural no Brasil, registrando as transformações urbanas do Rio de Janeiro em suas crônicas. A apresentadora Leila Richers recebe a jornalista Michelle Strzoda, autora da antologia O Rio de Joaquim Manuel de Macedo, e o curador Carlos Martins, responsável pela exposição Rio de Imagens – Uma Paisagem em Construção, em cartaz no Museu de Arte do Rio. Também no programa, a vocação da cidade para a crônica e os aspectos que ainda inspiram os cronistas. Cidade de Leitores vai ao ar na quinta-feira, às 13h20, na BandRio e no canal 14 da NET.

 

Siga-nos no TwitterA MultiRio não tem um perfil oficial no Facebook. Informações sobre a Empresa você encontra no Portal MultiRio e na nossa página no Twitter. Se você já faz parte desta rede social, seja um seguidor: www.twitter.com/multirio.

RIO PREFEITURA | EDUCAÇÂO |
MULTIRIO Secretaria Municipal de Educação
MultiRio - Empresa Municipal de Multimeios

Para não receber mais este informativo,
envie e-mail paramultiriocomunica@multirio.rio.rj.gov.br.
Tel: 1746/Fora RJ:(21) 3460-1746•ouvidoria multirio@rio.rj.gov.br

 

Siga-nos no
Twitter Portal
Multirio

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 19/06/2013

Trabalho de Casa é Necessário?

Tags: professor.

Passar atividades para que sejam realizadas em casa é uma rotina dos professores. Porém essas tarefas além de estarem incluídas na rotina escolar e familiar, precisam ter objetivos preestabelecidos.

 

Utilizado em alguns casos como “tradição escolar”, o dever de casa, ou melhor, a prática de passar ou não trabalho de casa, precisa ser repensada enquanto estratégia para averiguação e consolidação dos conteúdos.

 

É através das tarefas que são passadas para casa que o professor pode reavaliar como estão sendo assimilados os conteúdos trabalhados em sala de aula, replanejando e revendo os pontos principais juntamente com os alunos.

 

Incentivar os alunos a participar compartilhando suas respostas. 

 

Ao planejar as atividades que serão desenvolvidas em casa, o professor deve considerar alguns aspectos:

 

• as tarefas devem ser destinadas aos alunos e não aos responsáveis;

• não exagerar na quantidade de exercícios;

• a prática deve ser uma rotina;

• normalmente passada ao final da aula, não deixar de ler e explicar a tarefa pouco antes do horário da saída;

• optar por correções coletivas (para alunos maiores e com mais autonomia);

• procurar corrigir no dia seguinte ou assim que possível, já que se trata de um hábito a ser preservado e fomentado;

• conscientizá-los da importância da execução das atividades;

• valorizar os alunos que cumprem com as tarefas, estimulando os demais;

• o professor pode criar uma tabela e fixá-la no mural marcando se as tarefas foram feitas, para análise posterior com a turma, assinalando se houve melhoras ou não.

 

Professor intermediando a correção de exercício feito pelo aluno na lousa.

 

É claro que na prática, algumas vezes, e não são raras, por mais que os professores pensem em atividades diversificadas e sejam criativos, o retorno por parte dos alunos pode não ser o suficiente.

 

É bom que este momento seja o de refletir no que pode estar contribuindo para esse insucesso. Uma pausa para replanejar, caso os fatos apontem para tal, conversa em particular com o aluno, reunião posterior com a família podem direcionar para o real motivo.

 

A Professora Marcele Lima, que trabalha com 5º ano na E.M. José Clemente Pereira (7ª CRE), que fica na Cidade de Deus, relata que utiliza algumas estratégias com sua turma:

“Eu tenho uma tabelinha e marco quem fez e quem não fez. Cobro e corrijo no dia seguinte. Tem que ter um momento na rotina destinado a isso.”

 

Em relação aos alunos que com certa frequência deixam de realizar as tarefas de casa, Marcele completa:

“Eu acredito na insistência, sabe? Em criar o hábito, e por mais que poucos façam, gradativamente, dependendo da mediação, outros vão entrando 'na onda'!"

 

É isso aí professora! Afinal:

"Não importa o quão devagar você vá, desde que não pare", Confúcio.

 

Taís Ferraz Duarte é Professora da Rede Municipal
e colaboradora do Portal Rioeduca
E-mail: taisduarte@rioeduca.net




 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 12/06/2013

Professor, Tem Feito seus Registros?

Planejamento e rotina fazem parte do processo dinâmico de sala de aula.
Além de estudo e dedicação para organização da prática diária, o professor precisa estabelecer uma rotina, traçando objetivos, otimizando o tempo e garantindo, assim, uma melhor organização de sua atividade docente.

 

 

O planejamento que ocorrerá durante todo período letivo precisa ser embasado no Projeto Político Pedagógico da Escola e nas Orientações Curriculares.

 

De acordo com Celso dos Santos Vasconcellos, Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo, mestre em História e Filosofia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e autor de diversos livros: "Existem três dimensões básicas que precisam ser consideradas no planejamento: a realidade, a finalidade e o plano de ação.” 

 

O planejamento não pode ser encarado como instrumento de controle devido a sua flexibilização, mas sim como ferramenta de trabalho essencial para o professor.
 

 

Através da diagnose, o professor inicia o processo de observação da turma e dos alunos, procurando focar em suas necessidades e não somente objetivando os problemas de aprendizagem.

 

A diagnose inicial é importantíssima para delinear o trabalho do professor, assim como a necessidade de registrar essas observações, inclusive guardando alguma produção realizada pelo aluno.

 

 

Atividades realizadas por alunos durante o período da diagnose são norteadores para o registro do professor e o (re)planejamento.

 

Esses registros não podem ser esquecidos e nem tampouco realizados em data próxima das reuniões e conselhos de classe. Precisam ser encarados como uma rotina do professor.

 

A maneira como os registros serão feitos deverá ser acordado juntamente com Professores, Coordenação Pedagógica e Gestão, podendo ser estabelecidos quadros, planilhas, portfólios e manuscritos do professor.

 

Independente do ano de escolaridade, as produções dos alunos são auxiliares e facilitadores na elaboração dos registros.

 

Professor, não deixe de registrar e atualizar suas anotações! Pode dar “um certo” trabalho no início, mas gradativamente você perceberá como é importante que essas ações estejam incorporadas a sua prática...

 

Você verá que valerá a pena!

 

 

Taís Ferraz Duarte é Professora da Rede Municipal
e colaboradora do Portal Rioeduca
E-mail: taisduarte@rioeduca.net

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share