A A A C
email
Dicas, prática pedagógica, troca de experiências.

Domingo, 18/11/2018

Curso Alertas a Riscos de Saúde Mental em Jovens

Tags: curso, redes sociais, internet.

 

Curso Alertas a Riscos de Saúde Mental em Jovens decorrente do uso de redes sociais e smartphones

O uso de tecnologias comunicação, tais como smartphones e redes sociais, tem causado uma série de mudanças comportamentais e problemas de saúde mental. Um estudo publicado pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) mostrou que 40% dos professores de escolas localizadas em áreas urbanas já ajudaram algum aluno a enfrentar situações desconfortáveis ocorridas durante o uso da internet, como bullying, discriminação, assédio e compartilhamento de imagens sem consentimento.

Instituto Nacional de Psiquiatria do Desenvolvimento para Crianças e Adolescentes (INPD) e Telemedicina FMUSP, através do Eixo de Transferência do Conhecimento para a Sociedade, lançam o curso Alertas a riscos de saúde mental em jovens decorrente do uso de redes sociais e smartphones. O objetivo é conscientizar jovens e seus responsáveis sobre os perigos envolvendo tecnologias de comunicação, bem como desenvolver senso de responsabilidade e boas condutas.  

 

As incrições ainda estão abertas até essa semana.

Inscreva-se aqui!


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 14/11/2018

O esporte como aliado à superação de problemas

Tags: jogos estudantis.

 

O esporte como aliado à superação de problemas

 

    Professora da 7ª CRE investe em alunos e eles chegam ao primeiro lugar no basquete nos Jogos Estudantis

 

Uma grupo de alunos da Escola Municipal Alina de Brito, em Jacarepaguá, viu no esporte um grande aliado para a superação de problemas e para aumentar a autoestima.Graças à competência, habilidade e talento da professora Roberta Arruda, que viu em seus alunos muita garra e determinação, a equipe de basquete conseguiu chegar, neste ano, ao primeiro lugar da modalidade no Jogos Estudantis da 7ª CRE.

O desafio da professora começou no ano passado quando ela resolveu utilizar novas estratégias com uma turma que apresentava comportamento muito agitado, dificuldades com a estabilidade emocional, relação difícil entre os alunos e falta de habilidades para resolver os conflitos sem agressões físicas ou verbais.

 

 

’Criei então uma equipe de basquete com o objetivo de trabalhar as competências socioemocionais, para que criássemos um ambiente de respeito, confiança e cooperação entre eles. Os treinos aconteciam na hora do almoço, nas aulas de Educação Física e em alguns centros de estudo da professora’’, conta ela, acrescentando que além do aprendizado esportivo o objetivo era exercitar a empatia, o autoconhecimento, o diálogo, a resolução de conflitos e a promoção do respeito aos colegas da equipe’’. No ano passado, a equipe chegou em segundo lugar nos Jogos Estudantis da 7ª CRE.

 

Neste ano, um novo desafio: alunos que vieram de outras escolas precisavam elevar sua autoestima e mais uma vez a professora deu o seu melhor. “Muitos de nossos atletas estavam passando por momentos delicados em suas vidas; pela perda ou não presença de familiares próximos, entre outros. Traçamos estratégias para que através do esporte esses alunos pudessem resgatar a alegria, a confiança, a empatia pelo próximo, a motivação para o crescimento pessoal, transformando-os em protagonistas de suas vidas’’. Participamos dos Jogos Estudantis de 2018 da E/7ªCRE e nossa união, o esforço de todos, o respeito pelo outro, o trabalho em equipe fez com que fôssemos campeões.

 

Esses grandes jovens superaram problemas pessoais, adquiriram habilidades sociais, entenderam a importância do esporte e da escola em suas vidas. Acreditamos que serão cidadãos mais responsáveis e farão a diferença para um mundo melhor.

 

Depoimentos dos Alunos Quanto a Importância do Basquete em Suas Vidas:

 

“Me ajudou a entender que posso fazer tudo que eu quiser, se eu tentar posso conquistar sonhos que eu tenho. Melhorou meu comportamento, estou mais calmo, consigo trabalhar melhor em equipe, tanto no jogo como em sala. Antes gostava de ficar sozinho e não queria fazer os trabalhos. Agora participo de tudo, gosto de estar com meus amigos de sala e eles me ajudam nas atividades. Me sinto mais feliz e alegre depois que comecei o basquete. Me esforço mais no treino e na sala.” (Lucas Alves Santiago Gonçalves Sebastião) T.1504

 

“Me sinto melhor , mais confiante, melhorei minhas habilidades e acredito que consigo fazer as coisas.” (José Pedro Martins Barros) T. 1504

 

De acordo com o grupo, José Pedro amadureceu muito. Antes brincava na hora errada, interrompia as aulas para alguma brincadeira. Hoje está mais sério, mais concentrado e se tornou o jogador mais engraçado da equipe, divertindo o time mas quando não está na sala de aula (equipe de basquete)

 

“Antes não praticava nenhuma atividade, só mexia no telefone ou ficava em casa. Quando a professora ofereceu a oportunidade de entrar para o time de basquete fiquei feliz por poder praticar um esporte. Foi a primeira vez que ganhei uma medalha. Antes não me sentia capaz de fazer as coisas, me sentia inferior aos outros. Agora confio em mim, posso conseguir o que quiser, quem sabe virar um jogador de basquete igual ao Le Bron James.” (Felipe Alves Santos do O) T.1504

 

“Antes achava que não conseguiria fazer nenhum esporte, agora além de praticar o basquete, tenho novos amigos. Me sinto mais motivado nas aulas, parei de conversar em sala e me esforço para poder descer para a quadra e treinar. Fico muito triste quando chove e não tem treino.” (Fernando Alves Santos do O) T.1402

 

“Não saía de casa, não brincava e só ficava assistindo TV. Agora eu pratico um esporte, além de ter amigos de outras turmas. Não tem mais o sentimento de uma turma ser melhor que a outra porque somos um único time agora. Me sinto mais contente até aprendi a ler. Tenho mais vontade de vir para a escola e estudar.” (Fernando Barbosa da Conceição) T.1402

 


 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 14/11/2018

A Ética no Cotidiano - Prêmio Literário do Ensino Fundamental - Coletânea 2018

Tags: prêmio, literário, coletânea 2018.

 

 

É com enorme satisfação que a equipe F3 Produções e a Alternativa Cultura, com o patrocínio da Sapura Navegação Marítima e através do Programa de Fomento à Cultura Carioca - SMC, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e o apoio da Secretaria Municipal de Educação, vem compartilhar com a comunidade escolar o resultado do Prêmio Literário do Ensino Fundamental deste ano, o livro "A Ética no cotidiano" - Coletânea 2018.

 

 

TEXTOS PREMIADOS

 

1.ª CRE


Ética

Daniele Letícia Teixeira Pereira Ripardo, Wagner Lucas Moura do Nascimento Santos, Caroline Ferreira Gonçalves, Kayky Vitor Manhães de Azevedo

GINÁSIO CARIOCA RIVADÁVIA CORRÊA

 

Melhores amigos

Gleice B. Correa, João Vítor Menezes Gomes, Matheus Lucas S. Mendes, Nicole Vitória Costa dos Santos, Raiane M. de Araújo

ESCOLA MUNICIPAL VICENTE LICÍNIO CARDOSO

 

O mundo gira

Amanda dos Santos Motta da Silva, Amanda Iasmin, Nathália Marins da Silva, Ilana Allexandra da Silva Lopes, Gabriela Batista de Araújo e Letícia Oliveira dos Santos

ESCOLA MUNICIPAL BENJAMIN CONSTANT

 

Um ato de Nobreza

Jhonatan de Araújo Neves, Wanderson Sousa Silva, Gabriel Lopes Moreira, Carlos Eduardo Santos da Silva

GINÁSIO CARIOCA RIVADÁVIA CORRÊA

 

Virtudes

Paulo Wendell de Carvalho Martins, Fabrício Lima Silva, Vitória Alves de Freitas, Tamires Beatriz Gomes

GINÁSIO CARIOCA RIVADÁVIA CORRÊA

 

 

2.ª CRE


A Carta

Vitória Almeida Viana Pimenta

ESCOLA MUNICIPAL JOAQUIM ABÍLIO BORGES

 

A "diferente" faz a diferença

Ana Clara, André Felipe, Maria Luísa, Marta Paola e Nicole

ESCOLA MUNICIPAL FRANCISCO CABRITA

 

A verdade

Caroline Vitória, Luan Alexandre, João Pedro, Sara Vitória, Rafaelle Maria

ESCOLA MUNICIPAL FRANCISCO CABRITA

 

Culpa pela minha liberdade

Letícia Sousa, Giovanna, Andreza, Luíza, Wallace Gomes e Leo

ESCOLA MUNICIPAL ORSINA DA FONSECA

 

Dentro de mim

Kaique Bomfim

ESCOLA MUNICIPAL JOAQUIM ABÍLIO BORGES

 

Em busca de um sonho

Luanda Rodrigues, Maria Eduarda Pitta, Júlia Balbino e Millenny Machado da Silva Pinto, Antonio Augusto Resende de Sousa, Anael Luiz Rocha Santana, Felipe Marinho e Carlos Andre Sammartino Silva

ESCOLA MUNICIPAL FRANCISCO MANUEL

 

Ética

Ryanna dos Santos Soares Ferreira, Catharina Delfi Penna Figueiredo, Yasmin Chiavazzoli Mendonça, Maria Clara Pereira Maia

ESCOLA MUNICIPAL ESTÁCIO DE SÁ

 

Ética

Alisson Ruan, Lucas, Guilherme Targino, Pedro, Luan Gabriel

ESCOLA MUNICIPAL FRANCISCO CABRITA

 

Ética na administração pública: um caminho para a justiça social

Vitória Monteiro Maximiniano Lima, Larissa David Gonçalves, William Farias da Silva e Luan Gustavo Leite Castro

ESCOLA MUNICIPAL CAMILO CASTELO BRANCO

 

O desemprego é “negro”

Jennifer Maria, Maria Eduarda, Vitória Queirós, Thaysa Vicente

ESCOLA MUNICIPAL ORSINA DA FONSECA

 

O preço da felicidade

Hemily Oliveira Marques, Ingrid Aparecida dos Santos, Jamile Martins Pereira e Gustavo Alves Linhares

ESCOLA MUNICIPAL CAMILO CASTELO BRANCO

 

Os gêmeos Ético e Antiético

Ágatha Marina, Débora Letícia, Michael e Gabriel Lourenço

ESCOLA MUNICIPAL ORSINA DA FONSECA

 

Pensamentos Universais Éticos

Matheus Dias, Gabriel Ramoa, Paulo Junqueira e João Marcelo

ESCOLA MUNICIPAL ORSINA DA FONSECA

 

Quanto vale um livro?

João Victor Lima M. Cardoso, Raphael Paulo Barbosa de Souza, Cícero Anderson Oliveira da Silva e Lohan Ferreira dos santos

ESCOLA MUNICIPAL CAMILO CASTELO BRANCO

 

Rap da Ética

Isaac Pereira da Costa, Jordan Costa de Albuquerque Lira, Pedro Monteiro Mesquita Marques, Miguel Caamño Morais

ESCOLA MUNICIPAL ESTÁCIO DE SÁ

 

Ser bom é o princípio

Carlos Eduardo, Leonardo dos santos Tavares, Luis Felipe, Chaves de Oliveira, Luis Henrique dos Santos Silva

ESCOLA MUNICIPAL ORSINA DA FONSECA

 

Uma breve reflexão sobre ética. Capacidade de mudar e vontade de transformar a realidade

Evandi Pereira do Nascimento Filho, Hellen Costa Marinho, Henrique Figueira de Azevedo, Jackson Teixeira Mateus, João Gabriel Felix Torres, João Victor Ferreira Lopes de Araújo, Josiane Silva de Santana, Letícia de Sousa Pereira Vaz, Vitor Hugo Feliciano Alves Ponciano, Vitória Antero de Lima

ESCOLA MUNICIPAL GEORG PFISTERE

 

Um verdadeiro projeto de vida

Maria Aparecida, Kauane, Thiago, Isabela Sousa

ESCOLA MUNICIPAL ORSINA DA FONSECA

 

Vidas Opostas

Isabela, Kaylane, Maria Eduarda, Rachel, Vitória

ESCOLA MUNICIPAL ORSINA DA FONSECA

 

 

3.ª CRE

 

Educação vem de casa. E ética também

Ana Beatriz de Araújo, Bruna Carlos, Gabriella Sousa, Matheus Henrique, Juan Belizario

ESCOLA MUNICIPAL ALCIDE DE GASPERI

 

Geração E

Karolaine Quinto, Luiza Moura, Laíla Laiara, Juliana

ESCOLA MUNICIPAL BENEVENUTA RIBEIRO

 

Jeitinho Brasileiro

Beatriz, Silvia, Bruno e Andrei

ESCOLA MUNICIPAL MARANHÃO

 

O diário de um garoto g-g-g-gago

Bruno Barbosa, Débora de Sena, Tiago Givisiez, Raissa Pereira, Gabriel Viana

ESCOLA MUNICIPAL ALCIDE DE GASPERI

 

 

4.ª CRE


Heroína da justiça

Maria Eduarda Lopes da Silva, Luana Vitória da Silva, Saulo Felipe Ferreira, Vigiely Oliveira Silva

ESCOLA MUNICIPAL CLOTILDE GUIMARÃES

 

Nós, corruptos!

Adriano Silva de Mendonça, Matheus Oliveira Souza da Silva, Mirella, Diogo Alves, Wendel Bernardo Landes da Silva

ESCOLA MUNICIPAL SÃO PAULO

 

Queridos garotos

Renata Silva Peres, Manoela Santana, Catharina Magalhães, Lorrany Rocha, Maristher Lázaro

ESCOLA MUNICIPAL ARY BARROSO


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 13/11/2018

I Encontro IATI KÓ EKÒ – Batuques e Movimentos

Tags: encontro, gpec, cultura afro-brasileira.

I Encontro IATI KÓ EKÒ – Batuques e Movimentos acontecerá no Centro Cultural José Bonifácio

 

 

Professores da Rede Municipal de Ensino estarão no I Encontro IATI KÓ EKÒ – Batuques e Movimentos, que acontecerá no Centro Cultural José Bonifácio (Museu da Escravidão), na Gamboa, no dia 24 de novembro, das 8h às 17h.

 

Inscrição de pôsteres
 

Participação no evento

A abertura do evento será realizada pela Helena Theodoro, escritora e pesquisadora da cultura afro-brasileira e pelo professor Jaime Pacheco, da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro.

Pela manhã, acontecerão apresentação de pôsteres de trabalhos dos professores com relação à temática, rodas de conversa com dinamizadores convidados como Raphael Soares, Juliana de Jesus, Fabio Batista, Mônica Luqquet, Rita Alves, Renata Francis, Carolina Ferreira, Patrícia de Andrade, Renata Maia. Haverá também feijoada cultural e feira com barracas de origem africana.

À tarde, haverá oficinas de práticas corporais como jogos africanos, capoeira, maculelê, jongo, dança afro, maracatu, coco, estética e representação negra com oficinas de turbante, abayomi, contos, penteados. Encerrando o evento, samba de roda.

O I Encontro IATI KÓ EKÒ – Batuques de Movimentos é um evento promovido pela Gerência de Projetos de Extensão Curricular (GPEC). Vale ressaltar que na linguagem africana IATI KÓ EKÒ signfica APRENDER.

 

Texto enviado por:

Waleria Carvalho

E/SUBE/GPEC


   
           



Yammer Share