A A A C
email
Espaço de comunicação de César Benjamin com a Rede de Ensino da Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer.

Sábado, 19/08/2017

Artigo do Secretário - Ler, escrever, calcular

Tags: artigos, secretário, educação.

 

Ler, escrever, calcular

No contexto da reorganização, em curso, da Subsecretaria de Ensino da SME ganhará grande destaque o programa de erradicação do analfabetismo funcional em nossa rede. Formaremos neste semestre um time de cerca de 2 mil professores alfabetizadores dedicados à missão de garantir proficiência em leitura, escrita e operações fundamentais da matemática às crianças até o final do segundo ano do ensino fundamental. Será um programa extenso e ambicioso. Escrevi um pequeno artigo sobre isso muito antes de me tornar secretário. Chama-se "Ler, escrever, calcular". Está no link.


Abraços,
Cesar Benjamin 

 

ACESSE AQUI O TEXTO 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 16/08/2017

Educação e Segurança

 

A Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro acaba de publicar no Diário Oficial uma instrução normativa que redefine os protocolos e procedimentos operacionais das forças policiais, civis e militares, do estado. O texto é longo, não sei reproduzi-lo aqui. A partir de amanhã ele será distribuído em todas as escolas da rede.

É um avanço importante. Além de enfatizar princípios gerais, como a preservação da vida e o respeito aos direitos humanos e às liberdades fundamentais, exigindo que cada comandante observe “a legalidade, a oportunidade e a conveniência” das operações, a instrução especifica que elas não serão realizadas nos horários de entrada e saída de escolas e creches, os aparatos policiais não serão estacionados nas entradas ou no interior desses estabelecimentos e assim por diante. Exige “a proteção de toda e qualquer pessoa que não represente ameaça de morte ou de lesão corporal grave a terceiros ou aos policiais”, “cautela em caso de proximidade de edificação ou logradouro onde haja aglomeração de pessoas”, coleta prévia de informações, existência de objetivos claros, presença de ambulância etc.

A instrução é explícita: “A proteção da integridade física de terceiros e dos próprios policiais se sobrepõe à prisão de um infrator da lei.” Exige, ainda, “atitudes não discriminatórias em relação às pessoas”, “utilização de instrumentos de menor potencial ofensivo” e “formas seguras de incursão e progressão em áreas sensíveis”. Cita, mais de uma vez, a necessidade de evitar impactos sobre a rede escolar.

As polícias Civil e Militar receberam o prazo de quinze dias para revisar suas regras, protocolos e procedimentos. O objetivo explícito é evitar a política de confronto, que tantas vítimas inocentes já causou.

Como todos sabem, a SME vem desenvolvendo uma grande campanha contra a violência e pela disseminação de uma cultura de paz. Ela continua. Realizaremos amanhã catorze Encontros de Escolas pela Paz, espalhados pela cidade.

Nos últimos meses insistimos na necessidade dessa revisão de procedimentos e recebemos muitas críticas por isso. Mais recentemente, fomos chamados a colaborar – e colaboramos – com o grupo de trabalho que formulou as novas regras.

Obtivemos um avanço. A nova instrução, certamente, não elimina os problemas, mas cria novas normas oficiais para a maneira como a polícia deve planejar e realizar suas operações. A partir de agora, todos – inclusive o Ministério Público – podemos cobrar o respeito a essas normas.

Agradeço especialmente ao dr. Antonio Roberto Cesário de Sá, secretário de Segurança, e ao coronel Wolney Dias, comandante geral da Polícia Militar, pelos diálogos francos e construtivos que mantivemos em defesa da população e da comunidade escolar. Sou testemunha do engajamento dos dois nessa causa.

Hoje, as áreas de educação e de segurança dialogam quase todos os dias, buscando se antecipar a problemas ou resolvê-los em tempo real, minimizando riscos. Estamos atuando assim, mesmo em situações de tensão, como as que se repetem atualmente em nossa cidade.

Por fim, deixo registrada a solidariedade da SME a todos os policiais mortos nos últimos meses no cumprimento de suas missões.


Cesar Benjamin
Secretário


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 14/08/2017

Renovação no setor de recursos humanos

Iniciamos recentemente, como avisei aqui, uma reorganização da Subsecretaria de Ensino (SubE), que já tem nova subsecretária e terá novo formato, com uma renovação parcial de suas equipes.

Hoje iniciamos a renovação do setor de recursos humanos. A professora Maria de Lourdes Albuquerque Tavares – a querida professora Lourdinha – será deslocada para a SubE, onde trabalhará com a nova subsecretária, a professora Nazareth. No lugar dela, o setor de recursos humanos será chefiado pela professora Daniele Moreira Pereira.

Minha ideia original, como comentei em algumas reuniões, era criar uma Subsecretaria de Recursos Humanos, mas a estrutura hierárquica da Prefeitura não permite essa denominação. Assim, teremos uma Coordenadoria Geral, formalmente subordinada à Subsecretaria de Gestão – como a Prefeitura exige --, mas fortemente ligada a mim. A ideia original de conferir status de Subsecretaria a essa área não morreu.

A necessidade dessa mudança contém, pelo menos, três aspectos, que se relacionam com a proposta de uma renovação de conceitos e de práticas.

O primeiro: a Coordenadoria Geral de Recursos Humanos organizará os novos fóruns de negociação das grandes questões funcionais da SME, que serão criados em curto prazo. Hoje, essas questões, que afetam grande número de professores e funcionários, são trazidas diretamente ao secretário em reuniões quase sempre inconclusivas, pois as soluções dependem, invariavelmente, de estudos legais, orçamentários e previdenciários. Os novos fóruns permitirão um diálogo permanente, sistemático, democrático, profissional, necessário para amadurecer as questões e estabelecer alternativas consistentes, criando as condições prévias para a decisão final do secretário.

O segundo aspecto diz respeito a uma maior humanização do nosso setor de recursos humanos. Cada professor ou funcionário é portador de uma história, com suas especificidades. Independentemente de aceitarmos ou não as reivindicações apresentadas, todos precisam ser ouvidos e devem compreender claramente a posição da SME em cada caso.

O terceiro aspecto refere-se a aumentar o alinhamento do setor de recursos humanos das CREs e do nível central em uma estrutura única, que fale a mesma linguagem e tenha as mesmas práticas.

Essas são as grandes tarefas a que nos dedicaremos, renovando o setor e reorganizando sua estrutura, agora sob o comando da professora Daniele.

A SME deve muito à professora Lourdinha, a quem reitero meus sinceros agradecimentos. Ela nos ajudará na nova SubE com a experiência, o esforço e a dedicação de sempre.

Atenciosamente,

Cesar Benjamin
Secretário


   
           



Yammer Share

Domingo, 13/08/2017

Encontros de Escolas pela Paz

Como todos sabem, o mau tempo impediu que realizássemos nosso Encontro das Escolas pela Paz no Aterro do Flamengo em 2 de julho. Havia grande mobilização, muito apoio da sociedade civil e bastante produção de desenhos e cartazes, peças musicais, outras exibições artísticas e atividades afins nas escolas.

Em reunião com os onze coordenadores de CREs, verificamos que não devemos perder esse impulso e o trabalho já acumulado. Desta vez, porém, preferimos planejar encontros descentralizados, espalhados pela cidade. Eles ocorrerão na manhã do próximo dia 17, quinta-feira, com brincadeiras, música, teatro e jogos.

O objetivo é o mesmo: promover o congraçamento entre escolas e exibir a produção de cada uma pela paz.

Será uma manhã instrutiva e divertida para os nossos alunos. A participação, como sempre, é por adesão.

No link vocês podem ver a programação estabelecida por cada CRE, com horários e endereços dos diferentes Encontros das Escolas. Nos vemos lá.

Atenciosamente,

Cesar Benjamin
Secretário

 

http://prefeitura.rio/web/sme/exibeconteudo?id=7239401
 


   
           



Yammer Share