A A A C
email
Espaço de comunicação de César Benjamin com a Rede de Ensino da Secretaria Municipal de Educação.

Quinta-feira, 24/05/2018

Impulso ao Plano de Infraestrutura

Em março deste ano, logo que terminamos o planejamento do nosso programa de investimentos em infraestrutura para 2018 e recebemos o sinal verde da Secretaria de Fazenda, eu escrevi para a rede, dizendo que divulgaríamos em seguida a listagem das escolas contempladas e o cronograma previsto. Além disso, atualizaríamos mensalmente as informações sobre o andamento dos trabalhos.

 

Não foi possível fazer isso, por motivos que escaparam ao nosso controle. Com a garantia do prefeito de que receberemos neste ano todos os recursos previstos, pudemos autorizar créditos de pouco mais de R$ 70 milhões para que as obras avancem. É apenas o começo.

 

Também autorizamos os créditos necessários à compra de 40.400 itens de mobiliário (cerca de R$ 8 milhões), para zerar completamente a necessidade da rede. Na próxima segunda-feira nos reuniremos com os fornecedores e logo divulgaremos o cronograma de entregas.

 

O primeiro grupo de escolas incluídas no plano de obras, cujos créditos já autorizamos, está discriminado abaixo. Em algumas delas, especialmente as assinaladas como emergenciais, as obras já estão em andamento, em diferentes fases:

 

* * *

 

1. OBRAS COM PROJETO E ORÇAMENTO, AGUARDANDO LICITAÇÃO:
EDI Fundação leão XIII (1ª CRE) – recuperação geral
EDI Noronha Santos (6ª CRE) – recuperação geral
EDI Rocha Pombo (5ª CRE) – recuperação geral
CM Tia Dora (1ª CRE) – recuperação geral
CM Vila Kennedy (8ª CRE) – recuperação geral
EDI Almir Leite Ribeiro (4ª CRE) – recuperação geral
CM Deputado Luiz Eduardo Magalhães (1ª CRE) – recuperação geral
EDI Rodrigo Lopes da Silva (7ª CRE) – recuperação geral
EM Henrique de Magalhães (8ª CRE) – reforma emergencial
EM Venezuela (9ª CRE) – recuperação
EM Jesus Soares Pereira (9ª CRE) – recuperação
EM Manoel Bonfim (3ª CRE) – recuperação
EM Coronel Sarmento (3ª CRE) – recuperação
CIEP Professora Célia Martins Penna (8ª CRE) – recuperação
EM Jonatas Serrano (10ª CRE) – recuperação
EM Maestro Juan Montalvo ( 7ª CRE) – quadra coberta
EM Gastão Rangel (10ª CRE) – recuperação
EM Francisco de Castro (2ª CRE) – recuperação
EM José de Alencar (2ª CRE) – recuperação
EM Gandhi (10ª CRE) – recuperação
EM George Pfisterer (2ª CRE) – recuperação
EM Rosa Bettiato Záttera (5ª CRE) – recuperação
EM São Paulo (4ª CRE) – recuperação
CIEP Patrice Lumumba (3ª CRE) – muro e área de alimentação
EM Astrojildo Pereira (8ª CRE) – piso
EM Cardeal Câmara (4ª CRE) – reparos
EM Paraíba (6ª CRE) – recuperação
EM Bento Rubião (2ª CRE) – climatização
EDI Professora Maria Quitete (2ª CRE) – climatização
CM São Sebastião (2ª CRE) – climatização
EM Laudimia Trotta (2ª CRE) – climatização
EM Duque de Caxias (2ª CRE) – climatização
EM Marc Ferrez (2ª CRE) – climatização
CIEP Mestre André (8ª CRE) – climatização
EDI Frei Orlando (8ª CRE) – climatização
CM Silveirinha (8ª CRE) – climatização
EM Roberto Simonsen (8ª CRE) – climatização
CIEP Gilberto Freyre (8ª CRE – climatização
EDI Norbertina de Souza (8ª CRE) – climatização
CIEP Amílcar Cabral (8ª CRE) – climatização
CIEP Aracy de Almeida (8ª CRE) – climatização
CM Mulheres do Quafá (8ª CRE) – climatização
EM Rainha Fabíola (8ª CRE) – climatização
EM Evaristo de Moraes (8ª CRE) – climatização
CIEP Professor Darcy Ribeiro (9ª CRE) – climatização
CIEP Dr. Ernesto Che Guevara (9ª CRE) – climatização
CIEP Herivelto Martins (9ª CRE) – climatização
CIEP Clementina de Jesus (9ª CRE) – climatização
CIEP Lamartine Babi (9ª CRE) – climatização
CIEP Anita Malfati (9ª CRE) – climatização
CIEP Armindo Marílio Doutel de Andrade (9ª CRE) – climatização
CIEP Nelson Mandela (9ª CRE) – climatização
CIEP Major Archer (10ª CRE) – climatização
CIEP João Mangabeira (10ª CRE) – climatização
CIEP Oswald de Andrade (10ª CRE) – climatização
CIEP Adão Pereira Nunes (10ª CRE) – climatização
EM Francisco Campos (2ª CRE) – recuperação geral
EM Helena Lopes Abranches (7ª CRE) – recuperação geral
EM Alberto Rangel (7ª CRE) – recuperação geral
EM Marechal Alcides Etchegoyen (8ª CRE) – recuperação geral
EM Sergio Buarque de Holanda (7ª CRE) – recuperação geral
EM Professor Albert Einstein (7ª CRE) – telhado, elétrica e muro
EM Alexandre de Gusmão (6ª CRE) – recuperação geral
EM Érico Veríssimo (6ª CRE) – recuperação geral
EM Canadá (1ª CRE) – recuperação geral
EM Aldebarã (10ª CRE) – recuperação geral
EM Villa-Lobos (8ª CRE) – recuperação geral
EM Dr. Jair Tavares de Oliveira (9ª CRE) – recuperação estrutural
CIEP Professor Darcy Ribeiro (9ª CRE) – recuperação geral
CIEP Dr. João Ramos de Souza (11ª CRE) – recuperação geral
CIEP Roberto Morena (10ª CRE) – recuperação geral
EM General Osório (6ª CRE) – recuperação geral
EM Professor João Gualberto Jorge do Amaral (10ª CRE) – recuperação geral
EM Engenheiro Roberto Magno de Carvalho (3ª CRE) – recuperação da rampa, telhado e muro
EM Rubens de Faria Neves – recuperação geral
EM Ítalo Zappa – recuperação geral
EM Silveira Sampaio – recuperação geral
EDI Rocha Pombo (5ª CRE) – recuperação geral

 

* * *

 

2. OBRAS LICITADAS:
CM Barbosa Lima Sobrinho (4ª CRE) – telhado e outras intervenções
EM Pedro Lessa (4ª CRE) – reforma
EM Senador Camará (8ª CRE) – cozinha, refeitório e telhado
EM Ana Amélia Queiroz Carneiro de Mendonça (8ª CRE) – hidráulica
EM Minas Gerais (2ª CRE) – elétrica e outras intervenções
EM Leônidas Sobrinho Porto (8ª CRE) – muro
EM Ubaldo de Oliveira (8ª CRE) – muro
EM Camilo Castelo Branco (2ª CRE) – muro, elétrica e hidráulica
EM Professor Júlio de Mesquita (8ª CRE) – muro e cobertura
EM Tiradentes (1ª CRE) – recuperação e restauro
EM Oscar Thomson (8ª CRE) – telhado e elétrica
EM Marechal Mascarenhas de Moraes (8ª CRE) – recuperação
EM Doutor Cícero Penna (2ª CRE) – fachada
EM República de El Salvador ( 3ª CRE) – quadra
EM Professor Escragnolle Dória (6ª CRE) – muro
EM Mestre Valdemiro (1ª CRE) – elétrica
EM Brant Horta (4ª CRE) – reparos

 

* * *

 

3. LICITAÇÕES JÁ HOMOLOGADAS:
EDI Maurício Cardoso (3ª CRE) – elétrica
EDI Henrique Foréis (3ª CRE) – construção de muro
EM Suécia (3ª CRE) – pátio externo e urbanização
EM Daniel Piza (6ª CRE) – muro e outras intervenções
EM Antônio Austregésilo (8ª CRE) – telhado

 

* * *

 

4. OBRAS JÁ A CARGOS DA RIOURBE:
EDI Professora Maria Yedda Linhares (8ª CRE) – recuperação do solário
EM Professor Alfredo Russel (5ª CRE) – fornecimento e instalação de elevador
CIEP Presidente Samora Machel (4ª CRE) – recuperação de incêndio
EM Medalhista Thiago Braz da Silva (10ª CRE) – recuperação de incêndio
CM Esperança da V. São Jorge (9ª CRE) – elétrica emergencial
CIEP Francisco Cavalcanti Pontes de Miranda (9ª CRE) – elétrica emergencial
EM Juliano Moreira (7ª CRE) – recuperação emergencial de incêndio
EM Motorista Paschoal André (6ª CRE) – recuperação emergencial
EDI Ernani Cardoso (6ª CRE) – recuperação emergencial
EM Albert Sabin (6ª CRE) – recuperação da fachada
CIEP General Augusto Sandino (6ª CRE) – recuperação emergencial
EM João de Camargo (1ª CRE) – elétrica
EM Madre Benedita (8ª CRE) – telhado e muro

 

* * *

 

5. OBRAS COM EMPENHO:
EM Equador (2ª CRE) – recuperação de muro
EM Manuel de Abreu (6ª CRE) – estrutural, elétrica e pntura
EM Alberto de Oliveira (11ª CRE) – demolição emergencial de muro
EM General Osório (6ª CRE) – recuperação geral
EM Pedro Aleixo (7ª CRE) – recuperação de quadra
EM Prefeito Filadelfo Azevedo (5ª CRE) – recuperação emergencial
EM Professora Jurema Gomes Sampaio Delfim (6ª CRE) – recuperação emergencial
EM Prefeito Marcos Tamoyo (6ª CRE) – recuperação emergencial
CM Sabidinhos (6ª CRE) – recuperação emergencial
CM José Goulart (6ª CRE) – recuperação emergencial
EM Baden Powell (6ª CRE) – recuperação emergencial
EM Lia Braga de Faria (6ª CRE) – recuperação emergencial
EM Desembargador Montenegro (6ª CRE) – recuperação emergencial
EM Josué de Castro (4ª CRE) – recuperação emergencial
EDI Almir Leite Ribeiro (4ª CRE) – recuperação emergencial
CIEP João Mangabeira (11ª CRE) – recuperação emergencial
EM Costa Rica (11ª CRE) – recuperação emergencial
EM Rodrigo Otávio (11ª CRE) – recuperação emergencial
CIEP Dr. João Ramos de Souza (11ª CRE) – recuperação emergencial
EM Rotary Club (11ª CRE) – recuperação emergencial
EM Tobias Barreto (5a CRE) – muro de contenção

 

* * *

 

6. OBRAS EM FASE DE PROJETO E ORÇAMENTO:
EM Maria Florinda Paiva da Cruz (7ª CRE) – obras emergenciais
EM Ernesto Nazareth (9ª CRE) – obras emergenciais
EM Presidente Arthur Bernardes (9ª CRE) – obras emergenciais
EM Charles Dickens (9ª CRE) – obras emergenciais
EM Professora Norma Chamarelli (9ª CRE) – obras emergenciais
EM Medalhista Olímpico Diego Hypólito (9ª CRE) – obras emergenciais
EM Lamartine Babo (9ª CRE) – obras emergenciais
EM Medalhista Olímpico Arthur Nory Mariano (9ª CRE) – obras emergenciais
EM Érico Veríssimo (6ª CRE) – obras emergenciais
EM Coelho Neto (6ª CRE) – obras emergenciais
EDI Professora Miltolina da Silva (6ª CRE) – obras emergenciais
EM Cyro Monteiro (6ª CRE) – obras emergenciais
EM Hildegardo de Noronha (6ª CRE) – obras emergenciais
EDI Amarelinho (6ª CRE) – obras emergenciais
EM Professor Zituo Yoneshigue (6ª CRE) – obras emergenciais
EM Otávio Kejjy (6ª CRE) – obras emergenciais
CM Os Sabidinhos (6ª CRE) – obras emergenciais
CM Simone de Baeauvoir (6ª CRE) – obras emergenciais
EDI Amarelinho (6ª CRE) – obras emergenciais
EDI Maria Eugênia Canelhas (6ª CRE) – obras emergenciais
EM Gilberto amado (6ª CRE) – elétrica e estrutural
EM Rachel Leite Dias (3ª CRE) – climatização
EM José Veríssimo (3ª CRE) – climatização
EM Rio Grande do Sul (3ª CRE) – climatização
EM Professor Mourão Filho (3ª CRE) – climatização
EM Maria Izabel Bivar (3ª CRE) – climatização
CIEP Augusto de Carvalho (5ª CRE) – climatização
CM São Miguel Arcanjo (5ª CRE) – climatização
EDI Guaraciara Diniz (5ª CRE) – climatização
EM Pires e Albuquerque (5ª CRE) – climatização
EM Waldemiro Potsch (5ª CRE) – climatização
EM Haiti (5ª CRE) – climatização

Apesar da crise e dos problemas remanescentes -- entre os quais se destaca a falta de professores --, a SME está avançando em todas as frentes, na infraestrutura física, nas relações de trabalho e no aperfeiçoamento pedagógico. É uma rede heroica, que tem orgulho do trabalho que realiza e consciência de sua missão.

 

Espero ter boas notícias brevemente sobre a convocação de professores.

 

Atenciosamente,


Cesar Benjamin


Secretário
 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 24/05/2018

COMUNICADO SOBRE O DIA 25 DE MAIO

Diante da situação causada pela greve de caminhoneiros, o prefeito acaba de me autorizar a abonar o ponto dos servidores da SME que não conseguirem chegar nas escolas amanhã, dia 25 de maio.

 

Manteremos o funcionamento das escolas onde for possível. Confiamos no discernimento e na responsabilidade dos nossos servidores.

 

Atenciosamente,

 

Cesar Benjamin

 

Secretário 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 23/05/2018

Nota da Prefeitura

A Prefeitura divulgou a seguinte nota:

 

"Nas últimas semanas, houve divergências entre os secretários da Casa Civil, Paulo Messina, e da Educação, César Benjamin, em torno de procedimentos administrativos que envolviam as duas pastas.

 

"O prefeito Marcelo Crivella arbitrou essas divergências e afirmou, reiteradamente, o desejo de manter seus auxiliares, pessoas sérias, competentes e honestas.

 

"Os dois secretários concordam com a posição do prefeito, consideram o episódio superado e confirmam sua disposição de trabalhar juntos pelo bem da nossa cidade."

 

Eu assino a nota junto com Paulo Messina.


   
           



Yammer Share

Postado por Ver Comentários (0)

Sábado, 19/05/2018

Notícia mentirosa

Ontem a SME assumiu uma posição histórica: ela não será massa de manobra de ninguém. Somos uma instituição séria, que tem consciência da sua missão e orgulho do seu trabalho. Estamos a serviço de uma grande causa, a causa da educação pública. Se tivermos condições mínimas de trabalho produziremos, em médio prazo, uma revolução educacional no Rio de Janeiro. Na verdade, ela já começou. Semeadores do caos e pescadores de votos não são bem-vindos.

 

A mobilização de professores, diretores, funcionários e mães de alunos frustrou uma tentativa de desestabilização, que estava em curso. Nesse contexto, atendi aos inúmeros apelos generosos, que recebi, para permanecer à frente da secretaria.

 

O problema havia sido superado. Eu não voltaria mais a tratar dele. Quero paz para me concentrar no trabalho, que é estafante.

 

Mas as criaturas do pântano são renitentes. Hoje o jornal O Globo publica uma matéria cretina, nitidamente plantada, intitulada “Um secretário confuso”. Há muitos disparates nela. O núcleo objetivo é este parágrafo: “Fontes da Prefeitura afirmam que dois fatos recentes provocaram atritos entre os secretários. O primeiro diz respeito diz respeito ao programa de reforma de 128 escolas municipais, ao custo aproximado de R$ 200 milhões. O objetivo de Benjamin era fazer obras nesses unidades de uma só vez, contrariando a RioUrbe que, devido à limitação técnica, orientou a realização do trabalho em três etapas. Porém, a gota d´água teria sido os 19 contratos emergenticias feitos sem justificativa pela Secretaria de Educação, com um custo superior a R$ 200 milhões.”

 

Eu nunca procuro os jornais. Sequer tenho assessor de imprensa. Não planto notas. Não sou fonte de nenhum colunista. Ontem fui procurado por dezenas de jornalistas, por causa da crise que estava em curso, e não atendi nenhum deles para não colocar lenha na fogueira. Sou ético, disciplinado. Trabalho discretamente, pois não confundo educação com espetáculo midiático. Quando quero dizer algo, não me disfarço de “fonte da Prefeitura”.

 

A matéria de O Globo de hoje mostra que as criaturas do pântano, derrotadas ontem, continuam vivas. Eu já respondi a segunda acusação em um post que está aí embaixo. Quanto ao programa de reformas das escolas, tenho a dizer o seguinte: não sou louco nem irresponsável. Nunca exigi nada que fosse tecnicamente impossível. A versão apresentada acima pelas “fontes da Prefeitura” é mentirosa.

 

O prefeito havia dedidido que as escolas receberiam R$ 200 milhões para obras de infraestrutura em 2018. São recursos extraorçamentários, oriundos de um empréstimo feito junto à Caixa Econômica Federal. A SME trabalhou durante meses, de forma muito participativa, para alocar esses recursos de maneira ótima. Fizemos censos em todas as escolas e inúmeras consultas internas. As decisões finais passaram por validações em cada CRE. Não decidi nada sozinho, trancado no gabinete.

 

Dividimos esses recursos em cInco grandes áreas: reformas de prédios, climatização da rede, compra de mobiliário, acesso a internet e construção de dez novas unidades em locais estratégicos.

 

Agindo sem nos consultar, a Casa Civil decidiu que reduziria os recursos disponíveis em 2018 a R$ 80 milhões, a serem usados exclusivamente em reformas. Ficariam de fora a climatização, o mobiliário, a internet e as novas unidades, remetidas a algum momento de 2019, com recursos de fontes a serem definidas no futuro. Foi esse o pomo da discórdia, que consumiu semanas de tensão, pois eu não aceitei essa decisão.

 

Ao longo desse processo, o prefeito se posicionou a favor da SME e, finalmente, garantiu a integralidade dos recursos, o que permitiu a recomposição do nosso plano original.

 

É claro que os recursos não podem ser gastos de uma só vez, como dizem as “fontes da Prefeitura”, pois há restrições de natureza técnica.

 

A SME aceita um cronograma de aplicação. O que a SME não aceita é ser passada para trás.

 

Atenciosamente,

 

Cesar Benjamin


Secretário


   
           



Yammer Share