A A A C
email
Retornando 2 resultados para a tag 'coaching'

Terça-feira, 22/09/2015

Coaching na Educação (Parte 3)

Tags: coaching, professor, inovação.

 

 

Como o coaching pode colocar um pouco mais de graça na vida dos líderes educacionais? 

 

Coaching é um processo pedagógico de ensinar pessoas a pensar e a refletir para buscar o conhecimento no fundo de si mesmas.

Socrátes, há mais de 2.500 anos já fazia isso através da maiêutica.

 

O método socrático consistia em propor temas, instigar ideias com perguntas, ouvir os que os discípulos tinham a dizer, ensinar e aprender. Seu objetivo básico era desenvolver o raciocínio lógico das pessoas que o rodeavam, e assim tem sido com o coaching na educação, que possibilita a mudança de comportamentos e atitudes de onde uma pessoa está para onde ela quer chegar, de quem ela é para quem ela quer ser.

 

 

No texto anterior foram apresentadas numa pequena introdução “As Cinco Disciplinas” de Peter Senge, realçando as capacidades que as organizações e comunidades aprendentes – ESCOLAS - exigem, além de oferecerem o mapa da mina para que o líder educacional possa reinventar-se continuamente, e mobilizar pessoas para fazer coisas extraordinárias, além de usar coaching como um relacionamento possível em qualquer tempo e em qualquer lugar. 

A liderança dos Gestores e Coordenadores Pedagógicos, não diz respeito à personalidade, mas ao comportamento. Nesse sentido, atente para cinco práticas de liderança exemplar que você deve lembrar, além das dicas para desenvolver seu repertório de técnicas.

 

 

O livro Coaching Educacional: ideias e estratégias para professores, pais e gestores que querem aumentar seu poder de persuasão e conhecimento relata que, “Segundo Senger, Buckminster Fuller dizia 'que se você quer ensinar uma nova forma de pensar às pessoas, não tente discursar para elas ou instruí-las'. Simplesmente forneça-lhes uma ferramenta que as leve a aspirar, apoiando-os a se movimentarem aos seus objetivos, pensando de forma diferente a que está habituado para gerar mudanças.”

Como saber o que, quando e como usar? 

 

 

No próximo texto, continuarei propondo o “caminhar por outras ruas possíveis” através do coaching na educação, e suas ferramentas. Vem comigo!

 


Para saber mais:

SANTOS, Graça. Coaching Educacional: Ideias e estratégias para professores, pais e gestores que querem aumentar seu poder de persuasão e conhecimento. Editora Leader, São Paulo, 2012.
SANTOS, Graça. Coaching na Educação: Contexto, Aplicação e Possibilidades. Revista Digital Coaching Brasil, São Paulo, 2014.

SCHÖN, D. Educando o profissional reflexivo. Um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2000.
LAGES, Andreia. O’ CONNOR, Joseph. O que é Coaching. Comunidade Internacional de Coaching. Editora All Print, São Paulo, 2006.
CATALÃO, João Aberto. PENIN, Ana Tereza. Ferramentas de Coaching. Editora Lidel. São Paulo, 2012.
PERRENOUD, Philippe. 10 Novas Competências para Ensinar, Artmed, 2000. 
____________, Philippe. As competências para ensinar no século XXI: a formação dos professores e o desafio da avaliação. Porto Alegre: Artmed, 2002.
SENGE, Peter M. et al. A quinta disciplina – caderno de campo: estratégias para construir uma organização que aprende. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1994.


 

Graça Santos - Pernambucana, professora da rede pública do Rio de Janeiro, pedagoga, orientadora educacional e escritora. Possui MBA em Gestão Estratégica e MBA em Formação Holística na Abordagem Transdisciplinar do Desenvolvimento Humano.

Escritora nas editoras Leader/SP e SER MAIS/SP, palestrante e coach formada pela Abracoaching. Facilitadora do Portifólio Nacional Editora FTD. Autora do livro “Coaching Educacional: Ideias e estratégias para professores, pais e gestores que querem aumentar seu poder de persuasão e conhecimento”. Coautora do livro PNL & Coaching, sendo autora do capítulo 11, intitulado “Como funciona seu GPS interno?”. Tem como missão inspirar pessoas que querem sair do estado atual para o estado desejado por meio de vivências que conduzam ao realinhamento cultural das crenças, valores, hábitos e atitudes com foco na excelência dos resultados e na ecologia pessoal.
 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 18/08/2015

Coaching na Educação (Parte 2)

Tags: inovação, professor, coaching.

 

 

Como o coaching pode colocar um pouco mais de graça na vida dos líderes educacionais? 

 

Coaching é um relacionamento que produz novas competências

 

 


No primeiro artigo apresentado, foi feito um convite para juntos cocriarmos outras possibilidades para andar por outras “ruas”. Pois bem, sabedores  que sofremos de todas as pressões organizacionais, como líderes educacionais, continuamos com o desafio de mudar a cabeça das pessoas, tornando-as mais eficientes e eficazes e mais criativas.

Qual seria a solução química capaz de alavancar o desempenho individual? Qual seria a poção mágica que une, no sentido de aglutinar pessoas? Como trabalhar em conjunto, aumentando os relacionamentos sociais, agregando valor às pessoas?

O coaching surge como um padrão de relacionamento capaz de apontar caminhos a fim de aumentar a paixão e o sentido de continuar atuando. Até dezembro, algumas pistas serão oferecidas através de seis textos, objetivando empoderar a sua comunicação e relacionamento com as pessoas, potencializando sua liderança.


Para enfrentar este mundo em constante mudança, os líderes educacionais precisam desenvolver a capacidade de migrar e mudar, de criar e alavancar novas habilidades e atitudes. O líder que aprende é o que desenvolve a capacidade contínua de adaptação e mudança.

Como fazer isso?

Esse processo requer uma mudança comportamental e o desenvolvimento gradativo de competências individuais ao longo do tempo. Dessa forma, os líderes educacionais do futuro serão aqueles que descobrirem como fazer com que as pessoas se comprometam e queiram aprender. Com esse intuito, é necessário que se derrubem as barreiras que nos impedem de aprender, pois o que distinguirá as pessoas que aprendem daquelas que pararam no tempo é o domínio de determinadas disciplinas básicas.

No próximo texto, continuarei propondo o “caminhar por outras ruas” através do coaching na educação e suas ferramentas. Vem comigo?
 



Para saber mais:

SANTOS, Graça. Coaching Educacional: Ideias e estratégias para professores, pais e gestores que querem aumentar seu poder de persuasão e conhecimento. Editora Leader, São Paulo, 2012.

SANTOS, Graça. Coaching na Educação: Contexto, Aplicação e Possibilidades. Revista Digital Coaching Brasil, São Paulo, 2014.


SCHÖN, D. Educando o profissional reflexivo. Um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2000.

LAGES, Andreia; O’ CONNOR, Joseph. O que é Coaching. Comunidade Internacional de Coaching. Editora All Print, São Paulo, 2006.

CATALÃO, João Aberto; PENIN, Ana Tereza. Ferramentas de Coaching. Editora Lidel. São Paulo, 2012.

PERRENOUD, Philippe. 10 Novas Competências para Ensinar, Artmed, 2000.


 

Graça Santos

Pernambucana, professora da rede pública do Rio de Janeiro, pedagoga, orientadora educacional e escritora. Possui MBA em Gestão Estratégica e MBA em Formação Holística na Abordagem Transdisciplinar do Desenvolvimento Humano.

Escritora nas editoras Leader/SP e SER MAIS/SP, palestrante e coach formada pela Abracoaching. Facilitadora do Portifólio Nacional Editora FTD. Autora do livro “Coaching Educacional: Ideias e estratégias para professores, pais e gestores que querem aumentar seu poder de persuasão e conhecimento”. Coautora do livro PNL & Coaching, sendo autora do capítulo 11, intitulado “Como funciona seu GPS interno?”. Tem como missão inspirar pessoas que querem sair do estado atual para o estado desejado por meio de vivências que conduzam ao realinhamento cultural das crenças, valores, hábitos e atitudes com foco na excelência dos resultados e na ecologia pessoal.

 



 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share