A A A C
email
Retornando 1 resultado para a tag 'linguaportuguesa'

Quinta-feira, 27/02/2014

Alfabetização: Pesquisa e Ensino.

Tags: 9ªcre, alfabetização, linguaportuguesa, educopedia.

A professora Camila Coelho, da E.M. Professor Helton Álvares Veloso de Castro, da 9ª CRE, vem colaborando para o desenvolvimento de pesquisas relacionados ao processo de Ensino e Aprendizagem no processo de Alfabetização.

O trabalho da professora Camila vem sendo pesquisado pelos mestrandos do PROFLETRAS (UFRRJ) Mario Mangabeira e Janne Braga, professores de Língua Portuguesa da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro.
 

 

O público-alvo do Profletras é constituído por docentes de todas as gerações de egressos de cursos de graduação em letras e que lecionam língua portuguesa no ensino fundamental. Alguns objetivos principais do programa são:


• O aumento da qualidade do ensino dos alunos do nível fundamental, com vistas a efetivar a desejada curva ascendente quanto à proficiência desses alunos no que se refere às habilidades de leitura e de escrita;

• O desenvolvimento de pedagogias que efetivem a proficiência em letramentos compatível aos nove anos cursados durante o ensino fundamental.

 

Desse modo, a prática de ensino da escrita, em turmas de alfabetização, foi um dos temas analisados na turma da professora Camila. O produto da investigação e reflexão de práticas de êxito resultou na produção de um artigo, intitulado “Desvios ortográficos na alfabetização: motivações fonético-fonológicas.”, a ser publicado na comunidade acadêmica em breve.

 

 

O artigo pautou-se na análise das produções de texto dos alunos da turma. A professora organizou o seu planejamento de modo que atividades de escrita significativa sejam garantidas.

 

 

Para atingir o principal objetivo no processo de alfabetização , a professora , além de incluir a produção textual como prática constante nas aulas, a Educopédia, a sala de Leitura e o Rioeduca são recursos constantes para dinamizar a prática de ensino e motivar a garotada.

 

 

Confira um trecho do artigo:

 

 

Acreditamos que, considerando as múltiplas tendências teórico-metodológicas e recursos, como a Educopédia e o Rioeduca , os professores possam se voltar para a inovação na sala de aula, ao mesmo tempo que, de forma crítica e responsável, possam refletir acerca de questões relevantes sobre diferentes usos da linguagem presentes contemporaneamente na sociedade. Sabemos que o professor precisará responder aos desafios educacionais do Brasil contemporâneo, considerando princípios fundamentais da construção de uma educação linguística que vise a práticas sociais mediadas pela linguagem.

 

 

 

 

 

Referências:

http://www.capes.gov.br/educacao-a-distancia/profletras


FARACO, Carlos Alberto. Linguagem escrita e Alfabetização. São Paulo: Contexto, 2012.

 

Agradecimento especial á professora Camila Coelho, pelas excelentes práticas de alfabetização e pela parceria no programa ProfLetras e aos professores pesquisadores.

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share