A A A C
email
Fique por dentro das novidades e possibilidades da plataforma online de aulas colaborativas Educopédia.

Quinta-feira, 22/05/2014

Educopédia, Dias das Mães e Asas de Papel

Tags: 6ªcre, diadasmaes, educopedia.


 


Durante as aulas da semana do Dia das Mães, na E. M. Grandjean de Montigny, da 6ª CRE, as professoras da Educação Infantil, Roberta, Márcia Souza e Estela e as turmas do 1º ao 3º ano, das professoras Joyce, Vânia e Claudia, com apoio da Embaixadora da Educopédia Mara Malheiros e da professora da Sala de Leitura, Eloísa, desenvolveram trabalhos em conjunto utilizando o livro "Se as coisas fossem mães" e as atividades correspondentes do conteúdo "Asas de papel" da Educopédia.

 




 Os alunos adoraram e ficaram ligadinhos nas atividades!

 


Para encanto de todos, os baixinhos do infantil apresentaram a história para a comunidade, na festa do Dia das Mães, arrancando aplausos e lágrimas das mamães presentes.





Parabéns a todos os envolvidos no trabalho, resultado de grande parceria!

 

Texto enviado pela profª Mara Malheiros, embaixadora da Educopédia.

 

Saiba mais sobre Literatura na Educopédia

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 22/05/2014

A Educópedia no Reforço da Aprendizagem no 3º Ano do Ensino Fundamental

Tags: 1ªcre, educopedia.

O desafio de fortalecer as aprendizagens de leitura e escrita no último ciclo da alfabetização tem permeado o pensamento dos educadores. Uma resposta para esse problema são os múltiplos recursos presentes na rede mundial de computadores e a biblioteca de acervo da EDUCÓPEDIA.


Depois de utilizar o conteúdo da EDUCÓPEDIA nas turmas de projeto como o “Nenhuma Criança a Menos” e “Aceleração I”, grupo de alunos que apresentam várias reprovações e dificuldades em superar a distorção idade série, fui convidado a atuar como embaixador da EDUCÓPEDIA. Percebi ao longo das aulas que, muitos alunos, estão inseridos nas relações cotidianas digitais, mesmo aqueles que não escreviam na escola, já participavam ativamente de redes sociais e interagiam com seus colegas de turma.



Utilizando esse fator ao nosso favor, meu e dos alunos, explorei ao máximo os recursos da EDUCÓPEDIA. Num primeiro momento, estudando os conteúdos das diferentes séries e trazendo novas dinâmicas para ampliar o interesse pelo conteúdo, pesquisando imagens sites e produzindo novos materiais atrativos e pautados na realidade cultural de cada grupo.


O importante nessa caminhada foi entender a aprendizagem como um processo, que em certos momentos é desenvolvido individualmente e em outros, por meio de tutorias desenvolvidas pelos próprios estudantes. Trazendo os dados práticos do trabalho:


a) Observei que cada aluno possui objetivos próprios para o uso das novas tecnologias e cabe ao professor estimular a ampliação dos mesmos sem cercear a liberdade dos internautas perante a diversidade de informação.


b) Na utilização da EDUCÓPEDIA os conteúdos podem ser utilizados além da série escolar do aluno, mas pautado em suas experiências, interesses e capacidade de estabelecer conexões com o que é ensinado em sala de aula.


c) A existência de diferentes inteligências, quando estão aprendendo a ler e escrever a navegação possibilita a construção de conexões práticas da alfabetização com o que necessita para superar desafios online.


d) O professor deve deixar claro que ele também é um explorador, construindo um universo para que a turma troque conhecimentos entre si, com os professores e as outras turmas. Gerando assim, um conjunto de aprendizagens coletivas mais significativas para a comunidade escolar.

 


Podemos encerrar esse breve artigo, assumindo, que cada escola e grupo de alunos respondem com suas particularidades. Os resultados devem ser interpretados de maneira diferente e os estímulos devem ser cotidianos. Para que, a utilização do conhecimento presentes na EDUCÓPEDIA possam ser uma ponte para múltiplas aprendizagens escolares.


Ricardo Fernandes, mestre em educação pela UNIRIO, Professor de Ensino Fundamental da Secretária Municipal do Rio de Janeiro e Embaixador da EDUCÓPEDIA na Escola Municipal Estados Unidos.
 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 25/04/2014

Integração das Aulas da Educopédia de Inglês

Tags: educopedia.

Integração das Aulas da Educopédia ao Planejamento do Professor de Inglês.

 

Jogos e atividades sinestésicas são importantes em toda aula de inglês ministrada para crianças e adolescentes. Ambos criam situações nas quais os alunos podem utilizar o novo idioma na forma de brincadeiras, sejam elas por meio de joguinhos, músicas ou vídeos. A Educopédia é uma plataforma de recursos abertos que motiva o aluno tornando a aprendizagem da língua estrangeira mais interessante, divertida e eficiente.


O computador, e, por conseguinte, a Educopedia, veio proporcionar novas abordagens aos conteúdos curriculares de inglês como língua estrangeira no ensino fundamental das escolas municipais, e, consequentemente, o professor de inglês começou a repensar a sua prática, com a finalidade de integrar essa plataforma como uma ferramenta pedagógica fundamental para uma aprendizagem significativa. O aluno do ensino fundamental tornou-se mais ativo e mais motivado, e, portanto, mais autônomo, para desenvolver as habilidades necessárias para o aprendizado de um idioma estrangeiro.

 

 

Os jogos e as atividades da Educopédia apresentam oportunidades de uso da língua inglesa repetidamente, desenvolvendo no aluno um hábito natural a partir das estruturas linguísticas fornecidas. As aulas de inglês começam com uma atividade chamada de “warm-up” (aquecimento) para auxiliar o aluno a relembrar estruturas ensinadas em aulas anteriores, assim como para deixá-los mais preparados para o aprendizado de novas estruturas. Essa atividade inicial pode ser um jogo presente na plataforma Educopédia, que dinamizará a aula tornando-a atraente ao incitar a curiosidade do aluno. Dessa forma, com sua curiosidade estimulada através das atividades dinâmicas, os pequenos alunos revisam o conteúdo lexical e gramatical apresentados em aulas anteriores, sem que percebam que estão ‘estudando’. A ideia fundamental é deixar a turma brincar, rir e se divertir logo no começo da aula.

 

 

Após esse ‘aquecimento’ inicial, os alunos estarão mais preparados para o conteúdo novo que é apresentado mesclando-se a educopédia, o livro didático e outros meios lúdicos e midiáticos, tais como vídeos, pôsteres, flashcards e músicas. Vários vídeos e músicas estão presentes nas atividades de cada unidade da Educopédia, e são ‘divertidos’ e ‘muito legais’, segundo as palavras dos próprios alunos. A apresentação feita por esse meio facilita a fixação do novo conteúdo, o que torna a próxima etapa – produção oral e escrita – mais eficaz. Atividades estruturadas por meio de chunks e linguagem natural são fornecidas durante a prática e a produção. Ao final da aula, um pequeno jogo ou atividade permite maior consolidação do assunto apresentado na aula, tornando os alunos mais motivados para a aula seguinte.

 

 

A palavra é Inovar. A Educopedia veio agregar um novo olhar sobre os conteúdos, aliados ao dinamismo e à praticidade nela presentes. Os elementos audiovisuais fornecidos pela plataforma incentivam os alunos a reproduzirem em vídeo o conteúdo a que foram expostos. Os vídeos presentes nos links abaixo são exemplos do resultado alcançado depois que os alunos foram sensibilizados e motivados a reproduzir o novo idioma a partir do input fornecido pelos jogos, atividades e vídeos da plataforma Educopédia.

 

 

 


 

 


Dayse Alves Barbosa é graduada em Inglês e Respectivas Literaturas pela UERJ, pós-graduada em Psicopedagogia e pós graduanda em EAD. Atuou como professora e coordenadora pedagógica de Inglês no Centro de Cultura Anglo Americana, como professora do IBEU e como professora e mentora da Cultura Inglesa no Rio de Janeiro. Atualmente é professora de inglês da SME-RJ e do Curso de Inglês Red Balloon.. Tem experiência na área de Educação, Tecnologia Educacional e Mídias na Educação. Atualmente coordena a equipe de inglês dos Projetos Educopédia e Máquina de Testes. Também ministra aulas para adultos que atuam nos setores financeiros e bancário, engenharia, petróleo e gás, segurança do trabalho, turismo, negócios e TI, em empresas tais como Souza Cruz / British Tobacco, IEN, Petrobras, Fiocruz e Nexans Brasil. É também tradutora Inglês> Port e Port> Inglês.


 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 15/04/2014

Literatura na Educopédia

Tags: educopedia, offline, professores.


“Asas de Papel” e “Grandes Obras” como interveção pedagógica na construção da formação do leitor.


Professor e Regentes de Sala de Leitura, conheçam as possibilidades pedagógicas das aulas Porta de Papel e Grandes Obras na Educopédia.


Já conhecem as aulas Asas de Papel e Grandes Obras? Hospedadas no 5° e 9° anos respectivamente, proporcionam um jeito diferente de dinamizar aulas de leitura do texto literário.

 

Como acessar?


As aulas apresentam uma gama de livros disponíveis na nas salas de leitura das escolas municipais cariocas. Elas têm por objetivo dinamizar o trabalho com a leitura de obras que são referência na literatura nacional e mundial.

 

Em Asas de Papel, as aulas são voltadas para livros infantis e infanto-juvenis. Apesar de estarem hospedadas no 5° ano escolar, elas podem ser livremente utilizadas em qualquer ano de escolaridade, cabendo ao professor realizar as adaptações necessárias.

 

Confira as obras que são temas de aulas em “Asas de Papel”.

 


Em “Grandes Obras”, os alunos têm contato com a literatura clássica. As aulas apresentam atividades de pré-leitura, as quais auxiliam no desenvolvimento de inferências sobre o enredo das histórias. Os objetos de aprendizagem (links informativos, vídeos, jogos) também contribuem para a dinamização das atividades.

 

Confira as aulas de Grandes Obras”

 

 

As aulas podem ser utilizadas por :

- alunos, em casa, ampliando os conhecimentos sobre o enredo do livro a ser lido, ou antecipando o conteúdo do mesmo para a ampliação em aula;

- professores regente de Língua Portuguesa, sendo um recurso didático aliado ao planejamento pedagógico;

- professores regentes de Sala de Leitura, dinamizando o atendimento às turmas.

 

A criança que lê desenvolve o senso crítico e melhora a escrita.. Sendo assim, faz-se imprescindível que o convívio com os livros extrapole o desenvolvimento sistemático da sua escolarização e que a literatura passe a ser difundida com mais intensidade nas escolas. E as aulas “Asas de Papel “ e “Grandes obras” foram desenvolvidas para nos auxiliar nesta árdua tarefa de desenvolver em nossos alunos o gosto pela leitura.

 

 

Compartilhe essa ideia.

Participe da revolução na educação.

www.educopedia.com.br

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share