A A A C
email
Retornando 36 resultados para a tag 'literatura'

Sexta-feira, 28/12/2018

Leituras que Cantam e Encantam o Universo Infantil

Tags: cre10, 10ªcre, literatura.

 

A Creche Jardim dos Vieiras desenvolveu os projetos “Surpresas no Balão” e “Palavras, muitas palavras” referentes a literatura infantil envolvendo a família no ambiente literário.

 

A Creche Municipal Jardim dos Vieiras está localizada a Estrada dos Vieiras, s/n° - Paciência, zona oeste do Rio de Janeiro. Tem cinco salas e atende 100 crianças na faixa etária de 2 a 3 anos, com três turmas integrais (Maternal I e II) e uma turma parcial (Maternal II). Tem como diretora, a professora Cristiane Vilela Soares da Silva, como diretora adjunta, a professora Silvina Ascenção Soares e, como professora articuladora, a professora Iara Ferreira Cortes. O quadro de funcionários da Unidade Escolar é composto por quatro professores de Educação Infantil e nove agentes de educação infantil.

Baseando-se nas obras de grandes autores da literatura infantil, todo corpo docente e discente da instituição, encontra-se motivado para que juntos, possam formar grandes leitores no momento em que a tecnologia se faz presente no cotidiano de todos.

No decorrer do ano letivo, foi trabalhado o eixo gerador: “Leituras que Cantam e Encantam o Universo Infantil”, tendo como norte o universo infantil de brincadeiras e descobertas, que pode ser uma grande inspiração para os mais brilhantes poetas, uma vez que, diversos deles que fizeram e fazem parte da história da literatura brasileira enveredaram pelo caminho da poesia infantil.

 

Alunos da turma EI 33

 

O projeto proporciona a criança momentos para tocar o livro, folhear, de forma que ela tenha um contato mais íntimo com o objeto do seu interesse. A partir daí, ela começa a gostar dos livros, perceber que eles fazem parte de um mundo fascinante, onde a fantasia apresenta-se por meio de palavras e desenhos. Além de oportunizar momentos de prazer através da leitura, apresentar obras de alguns autores específicos, tais como: Mary e Eliardo França, Vinicius de Moraes, Ruth Rocha e Cecília Meireles. O mesmo foi dividido em dois subprojetos referentes à Literatura Infantil, no primeiro semestre aconteceu o projeto “Surpresas no Balão” e no segundo semestre o projeto “Palavras, muitas palavras”.

 

Ao elaborar este projeto, pensamos no verdadeiro sentido da leitura, “O gostar de ler”. A criança precisa ter vontade e descobrir o prazer diante de um livro e para isso, precisamos proporcionar momentos agradáveis. Nosso objetivo também é envolver a família neste Universo literário. Gostamos muito da citação de João Luís de Almeida Machado (doutor em Educação) - Ler histórias para as crianças e fazer com que elas entrem no clima das tramas relatadas cria verdadeira empatia com a leitura entre os pequenos e leva ao cultivo desse salutar hábito em etapas posteriores de suas vidas. afirma a diretora Cristiane

 

 

Contação de histórias

 

— A leitura é importante porque estimula a criatividade e a imaginação das pessoas. Ela é uma ferramenta que auxilia no desenvolvimento das crianças, a começar pelas percepções de tudo que está ao seu redor, palavras, letras, números, cores, formas, animais, sentidos e sentimentos. O momento de leitura para turma EI 32 é enriquecedor e prazeroso. — afirma a professora Renata Gomes da Silva

 

Ao estimular o interesse das crianças pelos livros é necessário ensinar a cuidar corretamente dos mesmos. É fundamental deixar que as crianças tenham acesso aos livros e os manuseiem para que sintam prazer, porém interagir com o livro precisa de certos cuidados maneira. Durante o ano letivo, toda sexta-feira as crianças levam uma bolsa literária que foi customizada com o tema da sala.

 

— O projeto vem agregar mais valores ao Universo da Educação Infantil, pois proporciona e inicia a criança no gosto e o prazer da leitura, unindo todos os segmentos desde a família e a unidade escolar .Oportunizar a aprendizagem pelo lúdico, o mundo imaginário é estar contribuindo para formação de cidadãos críticos. — afirma a professora Andrea Ferrerreiz de Oliveira.

 

 

Aluna Sara Vitória e o responsável com a Bolsa Literária
 

 

— A atividade Bolsa Literária foi de grande valia, pois ao praticar o trabalho com minha filha, toda família foi envolvida. É tão importante que gostaria de levar todo final de semana, porque cultura nunca é demais. O projeto proporcionou um momento de união com a família que em várias ocasiões não conseguimos estar juntos. — afirma o responsável Renato Gomes, pai da aluna Sara Vitória.

 

 

Alunos em atividade após leitura do livro

 

Quer saber mais sobre o projeto?

Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.603) Creche Municipal Jardim dos Vieiras
E-mail: cmjvieiras@rioeduca.net
Telefones: 3314-5156

 

 

Contato para publicações:

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 26/12/2018

Brincando Também se Aprende Matemática

Tags: 2ªcre, literatura, matemática.

 

Os alunos do terceiro ano da Escola Municipal Albert Schweitzer estudaram os conceitos da divisão de uma forma dinâmica e divertida.

 

 

A professora Viviane Lima, regente da turma 1.301 na Escola Municipal Albert Schweitzer, contou ao portal Rioeduca como apresentou aos alunos os conceitos de divisão. A professora relata que trabalhou este conceito matemático contando histórias e usando balinhas de chocolate.


O projeto foi realizado no quarto bimestre e durou uma semana. O objetivo principal foi introduzir o conhecimento inicial da divisão, através de mecanismos interdisciplinares.

 

 

 


A professora partiu do princípio que trabalhar de forma lúdica, ajuda a melhorar o entendimento e apreensão do conteúdo pelas crianças. Para tal, usou o livro “O menino, o dinheiro e os três cofrinhos”, de Reinaldo Domingos, como ferramenta pedagógica, buscando a interdisciplinaridade português-matemática.


Primeiramente, a professora contou à turma a história, segurando o livro em uma das mãos e uma porquinha, feita de material reciclável, na outra. Após isto, passou então à interpretação oral, apresentando aos alunos as questões relacionadas abaixo:

 

  • Quais eram os três cofrinhos do menino?
     
  • Quando ele ganhou os cofrinhos?
     
  • O que ele fez com os cofrinhos?
     
  • Qual o primeiro sonho realizado?
     
  • Qual a cor do segundo cofrinho do menino?
     
  • Qual o segundo sonho realizado?
     
  • Para quem o menino comprou o terceiro cofrinho?
     
  • Por que o menino comprou um cofrinho para seu pai?
     
  • O que eles conseguiram comprar com as economias do cofrinho branco?

 

 

 

Logo após, as crianças receberam uma folha contendo o desenho dos três porquinhos da história e um copo cheio de balinhas. E a professora lançou um desafio matemático, no qual os alunos precisariam dividir o número de balas recebidas pela quantidade de porquinhos.


Após a leitura de cada desafio, os alunos distribuíram as balinhas no quadro desenhado abaixo de cada porquinho.

 

 

 


Ao final das atividades, os alunos puderam comer as balinhas. A professora percebeu que, motivados pelo êxito e ludicidade da estratégia adotada para o trabalho, todos participaram com entusiasmo. Pôde então compreender que, para as crianças, a aprendizagem foi bastante prazerosa e gostosa!.

 

Agradecemos a professora Viviane Lima por compartilhar conosco esta atividade interdisciplinar que motivou os alunos a aprenderem os conceitos matemáticos.

 

 

Quer saber mais?

O contato da Escola Municipal Albert Schweitzer é: emschweitzer@rioeduca.net

Telefones: 2245-5572 2225-1692

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 25/12/2018

Projeto "Vou Te Contar" de incentivo a leitura

Tags: 2ªcre, alfabetizacao, literatura.

 

Os alunos da Escola Municipal Conselheiro Mayrink participaram de um projeto de incentivo à leitura.

 

A professora Cristiane Joazeiro, Coordenadora Pedagógica, da Escola Municipal Conselheiro Mayrink entrou em contato com o portal Rioeduca e compartilhou o projeto de incentivo a leitura realizado na Unidade Escolar.

 

O projeto que recebeu o nome de “Vou Te Contar” foi realizado com as turmas da Educação Infantil, 4º e 5º anos, sob a orientação da professora Angela Ramos, regente da Sala de Leitura.

 

 

 


O projeto teve vários objetivos e dentre eles: desenvolver o hábito/prazer pela leitura como prática social; exercitar a habilidade da leitura; desenvolver a escuta atenta; ampliar a formação e visão de mundo; valorizar o livro físico.


Na primeira etapa da atividade, a professora Angela, responsável pela Sala de Leitura, conversou com os alunos de 4º e 5º anos, em suas respectivas aulas, sobre os livros que foram selecionados para a atividade. Os alunos foram convidados a escolher um livro cada um para treinar a leitura em casa, já que teriam que ler para os pequenos. Na segunda etapa, os alunos treinaram a leitura com seus próprios amigos de turma, nas aulas de Sala de Leitura.

 

 

 

 

Na última etapa, a professora marcou um dia com as turmas que estavam treinando a leitura e os alunos da Educação Infantil foram convidados a ouvir essas histórias, contadas pelos alunos maiores. Dessa maneira, a criança maior dividiu um colchonete com a criança menor para lhe contar a história.

 

 

 


A contação de histórias foi simultânea, quem acabava de contar, sinalizava para a professora e ela trocava os leitores. Cada criança da Educação Infantil ouviu aproximadamente de três a quatro histórias na mesma atividade. Os livros selecionados apresentavam textos curtos e simples para que a Educação Infantil conseguisse acompanhar e ouvir muitas histórias na mesma atividade. A preocupação com o tipo de texto também foi importante para que as turmas de 4º e 5º anos pudessem ler com segurança e tranquilidade.

 

 

 

 

A professora a turma da Educação Infantil e os alunos leitores deixaram seus depoimentos sobre o projeto:

 

“As crianças gostaram muito da atividade, além de ter propiciado a interação entre as crianças.” Michele Firmino – Professora da Ed. Infantil.

 

“As crianças gostaram de ouvir as histórias que a gente contou. É uma oportunidade para eles.” Matheus 1501.

 

“Gostei porque as crianças prestaram a atenção. A gente se sente feliz. Ler em voz alta para outra pessoa melhora a nossa leitura.”Giovanna 1501.


“Gostei porque eu nunca tinha feito isso. Foi uma experiência muito boa. Poder ler para uma criança pequena, estimula a gente a ler.” Maria Luíza 1501.

 

“Ótimo porque conheci mais e me senti feliz. Agora não tenho mais vergonha de ler na frente de ninguém.” Sophia Campos 1501.


“Gostei porque eu gaguejava muito na hora de ler e melhorei.”Thamires 1501.

 

 

Agradecemos a equipe pedagógica por compartilhar conosco relatos de uma atividade que incentivou o trabalho em equipe, a interação entre os alunos de diferentes turmas e o incentivo à leitura. Desejamos sucesso a toda comunidade escolar!

 

Quer saber mais?

O contato da Escola Municipal Conselheiro Mayrink é: emmayrink@rioeduca.net

Telefones: 2284-1627  ou 2264-6279

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

 

 

  


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 18/12/2018

O Desfile da Zebra

Tags: 2ªcre, alfabetizacao, literatura.

 

Os alunos do segundo ano da Escola Municipal Albert Schweitzer participaram de uma atividade que envolveu oralidade e escrita através do livro “O Desfile da Zebra”.

 

 

A professora Viviane Lima, regente da turma 1.301 da Escola Municipal Albert Schweitzer, utilizou o livro O Desfile da Zebra, de Paula Browne, sugerido no Caderno Pedagógico, para trabalhar a oralidade e a escrita dos alunos.

 

 


Ao perceber o encantamento dos alunos pelo livro, a professora resolveu, junto com a turma, transformar a história em um grande teatro de fantoches. Os alunos produziram a roupa e os acessórios dos amigos da zebra, citados no livro, que foram convidados para o desfile.

 

 

 


No dia seguinte, fizeram o desfile descrevendo com muito entusiasmo os personagens que apareciam no livro e que foram recriados por eles.


No final do desfile, fizeram uma adaptação, na qual também foram convidados, para aproveitar a festa, os personagens das lendas folclóricas.


Os alunos exibiram suas criações com muito carinho e narraram as lendas, enquanto cada figura folclórica aparecia no palco do teatro.

 

 

 


A atividade foi tão prazerosa, que ao final, as crianças pediram para levar os personagens criados por eles para casa.

 


Agradecemos a professora Viviane Lima por compartilhar conosco esta atividade que proporcionou o incentivo à leitura e ao desenvolvimento da escrita.

 

 

Quer saber mais?

O contato da Escola Municipal Albert Schweitzer é: emschweitzer@rioeduca.net

Telefones: 2245-5572 /  2225-1692

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 


 


   
           



Yammer Share