A A A C
email
Retornando 68 resultados para a tag 'edi'

Segunda-feira, 17/07/2017

EDI Dalila Tavares: Construindo a arte de sentir e aprender brincando

Tags: 9ªcre, artes, edi.

 

O mundo é repleto de símbolos e significados que possibilitam grandes descobertas nesta fase da infância. A arte possibilita o desenvolvimento de atitudes essenciais para o indivíduo como o senso crítico, a sensibilidade e a criatividade.  O EDI Dalila Tavares fica localizado na Zona Oeste do Rio, no bairro de Campo Grande e a a proposta de trabalho  é baseada na Arte que possibilita o desenvolvimento de atitudes essenciais para o indivíduo, como o senso crítico, a sensibilidade e a criatividade.

 

A arte faz parte da vida da criança como instrumento de leitura do mundo e de si mesma. No segundo bimestre foi realizado um trabalho com as Artes Visuais. PORTINARI tem sido nosso artista inspirador para diversas ações pedagógicas. As crianças foram apresentadas ao artista Cândido Portinari, conhecendo sua vida e obra, tendo contato com as artes plásticas, como figuras, imagens, desenhos e pinturas, assim como, conhecimento de mundo e expressões. As informações foram compartilhadas de forma lúdica, usando a linguagem da criança. A intenção era formar vínculos, entre a criança e Portinari.


As obras foram apresentadas na caixa surpresa, a turma EI 54, da professora Dircelene Bard ficou encantada com as obras. Os alunos puderam manusear, olhar de pertinho, observar e descrever os detalhes do que era analisado. Perceberam que ele retratava várias brincadeiras infantis. A obra que mais gostaram foi Brincadeira de roda. E, como brincar é muito bom, a turma foi para o pátio brincar de roda.
 

 

 

A professora Giulianna Abreu montou uma exposição com as obras para turma EI 42. Os alunos puderam observar e escolher a obra que mais gostaram. A turma ficou muito animada para saber qual seria a obra mais votada. Registraram suas escolhas na confecção do gráfico. A obra mais votada foi Plantando Bananeira.

 

   

 

Portinari, em suas obras, registrava suas brincadeiras de infância favoritas. Hoje, muitas brincadeiras estão ficando esquecidas. A turma EI 41, da professora Aline, procurou fazer um resgaste dessas brincadeiras e contou com a participação dos pais que responderam as pesquisas feitas pelos filhos. Os dados da pesquisa foram contabilizados num gráfico.

 

 

Em várias obras, encontramos papagaios ou pipas. A turma EI 31, da professora Sônia Maria confeccionou pipas, mas a melhor parte foi brincar com elas. Empinar papagaios. 

 

    

 

A turma do Maternal I, EI 21, da professora Cláudia Corrêa foi apresentada a obra Brincadeira de roda. Eles fizeram de forma alegre e divertida a releitura da obra. A ludicidade e encantamento foram explorados em cada momento.

 

 

 “No processo de aprendizagem em Artes Visuais, a criança exterioriza seu mundo interno, sua personalidade e seu modo de ver e de sentir as coisas. Ela traça um percurso de criação e construção individual que envolve escolhas, experiências pessoais, aprendizagens, relação com materiais e sentimentos.” 

 

Desta forma, Cândido Portinari, passou a fazer parte do universo das crianças do EDI Dalila Tavares.

Parabéns à equipe!

 

DADOS DA UNIDADE:

EDI Dalila Tavares
Direção Geral: Glória Regina
Diretora Adjunta: Flávia Alvarenga
Email: editavares@rioeduca.net
Facebook: https://www.facebook.com/dalila.tavares.102

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 26/05/2017

Aniversário da Fernão Dias

Tags: 5ªcre, edi, aniversário, fernão.

 

No dia 12 de abril de 2017 o Espaço de Desenvolvimento Infantil Fernão Dias comemorou 55 anos de existência e toda a comunidade escolar participou desse evento que contou com a realização de várias atividades interessantes!

 

A valorização desse espaço de aprendizagem e o reconhecimento da sua importância para a sociedade são ações sempre cultivadas no EDI.

 

 

Para a comemoração do Aniversário da Fernão, foram planejadas várias atividades que não se limitaram somente ao dia do aniversário do EDI, mas foram realizadas durante todo o mês de abril. O objetivo principal foi proporcionar um envolvimento maior de todas as crianças e responsáveis com a nossa escola, onde as mesmas se apropriassem da nossa escola como um espaço de afeto, de desenvolvimento, de carinho, de alegria, etc...

A seguir, algumas das atividades desenvolvidas:


• os alunos elegeram o "cantinho" mais agradável da escola, após "tour" pelas áreas internas e externas. Desenharam o lugar preferido e os desenhos foram expostos com o resultado divulgado em gráficos e tabelas;

• conhecendo as pessoas que trabalham na escola e suas funções: cada aluno "adotou" um funcionário do EDI e o retratou;

• quiz sobre a Fernão: perguntas e curiosidades sobre a escola. As perguntas foram expostas pelos corredores com opções para serem respondidas pelos responsáveis (nome da primeira diretora, quando se tornou EDI, funcionária mais antiga, etc.);

• confecção de bolo, docinhos e outras guloseimas pelos alunos para comemorar o aniversário;

• gincana com os responsáveis: trouxeram fotos antigas da escola, lembranças de suas mães, convites antigos, etc;

• criação de uma logo pelos funcionários para ser usada nas publicações da escola;

• cordel da Fernão que foi compartilhado por toda a escola. (Autoria da Profª Santana Paiva).

 

 

 

 

Querido EDI Fernão Dias, hoje fazes 55 anos e nós nos sentimos tão orgulhosos de fazer parte desta história! Hoje nosso coração se alegra e festeja esses 55 anos de uma bela trajetória. Pelos teus corredores e salas já passaram tantas pessoas que tiveram a oportunidade de trilhar um caminho de sucesso. E quantos profissionais competentes se empenharam e construíram com brilhantismo a FAMILIA FERNÃO DIAS! Nossos agradecimentos (...) tantos outros profissionais que deixaram suas marcas aqui.
Não és somente uma escola. Teus profissionais são comprometidos com a qualidade, buscam a excelência, não fogem dos novos desafios e têm como premissa maior a formação humana. E foi assim que seu nome se firmou na comunidade local que te reconhece como escola de referência! E eu sinto-me honrada de te conduzir nesse momento e dar continuidade ao teu nome. E, em nome de todos, te parabenizamos e nos comprometemos com o trabalho de qualidade e agradecemos por ser parte e também construir essa escola de sucesso!


Texto de Santana Paiva - Diretora

 

 

Parabéns à escola e toda a comunidade escolar! Parabéns pelo trabalho realizado e pelo compromisso com a qualidade da educação nessa instituição de ensino!
 

Sobre a a escola:

Unidade Escolar: E/CRE(05.15.804) - Espaço de Desenvolvimento Infantil Fernão Dias Diretor (a): Santana Maria Paiva Carvalho
Endereço: Rua Marapendi 257 - Bairro: Marechal Hermes
Telefone: 3018 2118 | 30182087
E-mail: emfernao@rioeduca.net



 


 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 20/04/2017

Feira de Ciências no EDI Prof. Sirléia: Corpo humano, máquina da vida!

Tags: 9ªcre, feira, ciencias, edi, corpo, humano.

 

As crianças do EDI Prof. Sirléia Silva Reis, através do tema “Corpo humano: Máquina da vida”, tiveram a oportunidade de pesquisar, explorar, vivenciar, sentir, pensar sobre o funcionamento do corpo humano. Suas experiências nesta aventura fizeram parte da I Feira de Ciências, que aconteceu no dia 31 de março e reuniu a equipe e familiares para acompanhar as descobertas e aprendizagens das crianças.

 

 

É através do corpo que a criança interage com o meio e quando ela tem uma imagem do seu corpo, quando ela conhece adequadamente ele, ela o usa como ponto de referência para a sua aprendizagem. É importante que ela conheça: o corpo, os órgãos e suas funções. Esse conhecimento de que ela tem dois olhos, uma boca, dois pés, duas mãos, etc, é que lhe dará conhecimento do esquema corporal que, por sua vez, regula a postura e o equilíbrio, que lhe permitirá conhecer alto, baixo, na frente, atrás, direito, esquerdo, assim como o domínio de seus atos motores.

 

“Uma das principais justificativas para trabalhar o corpo humano com as crianças é que elas já têm uma curiosidade natural sobre o tema, que pode ser estimulada e ajudará a abordar outros temas relacionados, tais como: saúde, higiene, identidade e também as diferenças.”

(Professora Tatiane Bernardino, turma Pré Escola II)

 

 

É através desse conhecimento que a criança terá noção de espaço e delimitações, que depois serão indispensáveis para a aprendizagem da escrita e leitura, por exemplo. Sendo assim, uma criança que não desenvolveu a imagem e o esquema corporal, poderá ter sérios problemas na aprendizagem, pois conceitos básicos não foram adquiridos, não lhes foi dado significados e a base de uma boa aprendizagem começa aqui, na primeira infância.

 

 

As ações no dia a dia com as crianças no EDI Prof. Sirléia desdobraram-se em diferentes atividades: Registros e experiências sobre esquema corporal; Os sentidos; O que tem dentro da gente? (principais órgãos); - Os ossos; - Dentição e a saúde bucal; - A água no nosso corpo. O documento Orientações Curriculares para a Educação Infantil, no que diz respeito ao trabalho pedagógico com as ciências sociais e naturais, afirma a importancia do educador efetivar as possibilidades de desenvolvimento das crianças e de sua relação com o mundo, instigando-as, incentivando-as, desafiando-as na organização interna de informações. Encorajando-as a fazerem perguntas e a construir conhecimentos por meio da observação, formulação de hipóteses, experimentação, registro, comunicação e interpretação de resultados.

 

 

“Durante o mês de março alunos e professores engajaram-se nessa proposta e capricharam nas construções. No dia da mostra a maior participação foi das crianças, que demonstraram muita sabedoria ao tratar dos assuntos pesquisados.”

(Diretora Cátia Silene)

 

 

Parabéns a toda equipe do EDI Prof. Sirléia da Silva Reis pelo sucesso da I Feira de Ciências!

 

 

Dados da Unidade:

EDI (09.18.815) Professora Siléia Silva Reis

Estrada João Gualberto Braga, s/n, em Campo Grande

Telefone: 3394-2912

email: edisreis@rioeduca.net

Diretoras: Catia Silene e Luciana


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 07/04/2017

Eu, Criança

Tags: 10ªcre, edi, .

 

No EDI João Correa, os professores mediam a percepção do aluno com a autoimagem, desenvolvimento físico e posição na sociedade, para a formação da cidadania

 

O E/CRE (10.19.815) Espaço de Desenvolvimento Infantil João Correa está localizado à Rua Alberi Vieira Dos Santos, s/n° – Urucânia – Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro. A unidade atende 27 turmas com 675 alunos da Educação Infantil – modalidade creche e Pré-Escola. Tem como diretora a professora Jacira de Castro Melo, como diretora adjunta, a professora Daniele dos Santos Pita e as professoras Cátia Regina Mello e Alexandra Moraes, como Professoras Articuladoras.

 

Colocando o projeto em prática

 

Este ano a equipe está usando o livro "Receita de bem crescer", como norteador do projeto "Eu, criança”. Começaram mediando a percepção da criança com relação a sua autoimagem, seu desenvolvimento físico e sua posição na sociedade, contribuindo assim para a formação da cidadania, pois a criança é um membro importante da sociedade.

Diante desta proposta, estão proporcionando aos nossos alunos: o autoconhecimento, a convivência, a colaboração, o respeito e valores para uma melhor qualidade de vida em comunidade.

De acordo com o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, identidade remete à ideia de distinção. Diz o documento: "é uma marca de diferença entre as pessoas, a começar pelo nome, seguido de todas as características físicas, de modos de agir, de pensar e da história pessoal". Construir a identidade implica conhecer os próprios gostos e preferências e dominar habilidades e limites, sempre levando em conta a cultura, a sociedade, o ambiente e as pessoas com quem se convive. Esse autoconhecimento começa no início da vida e segue até o seu fim, mas é fundamental que alguns conhecimentos sejam adquiridos ainda na creche.

— A construção da identidade se dá por meio das interações da criança com o seu meio social. A escola de Educação Infantil é um universo social diferente do da família, favorecendo novas interações, ampliando desta maneira seus conhecimentos a respeito de si e dos outros. A autoimagem também é construída a partir das relações estabelecidas nos grupos em que a criança convive. Um ambiente farto em interações, que acolha as particularidades de cada indivíduo, promova o reconhecimento das diversidades, aceitando-as e respeitando-as, ao mesmo tempo que, contribui para a construção da unidade coletiva, favorece a estruturação da identidade, bem como de uma auto imagem positiva. — afirma a diretora Jacira.

 

Desenhos produzidos pelos alunos da turma EI - 56

 

A autonomia, segundo o mesmo referencial curricular é "a capacidade de se conduzir e de tomar decisões por si próprio, levando em conta regras, valores, a perspectiva pessoal, bem como a perspectiva do outro". Mais do que autocuidado - saber vestir-se, alimentar-se, escovar os dentes ou calçar os sapatos -, ter autonomia significa ter vontade própria e ser competente para atuar no mundo em que vive. É na creche que a criança conquista suas primeiras aprendizagens - adquire a linguagem, aprende a andar, forma o pensamento simbólico e se torna um ser sociável.

— Quando a questão é "criança", não podemos deixar de dar um enfoque especial à formação desses seres que vivem uma fase que dependerá toda uma vida. Devemos valorizar a infância e permitir as descobertas inerente desta fase. — afirma a diretora adjunta Daniele

O objetivo da equipe é promover autonomia e a integração da criança de forma lúdica, através do fortalecimento da identidade, da cultura, e do estabelecimento da autoestima. Levando-a se perceber com sujeito ativo na sociedade. E, assim, atingir os seguintes objetivos: desenvolver expressão oral; ampliar o vocabulário; facilitar o processo de posicionamento do ser sociopolítico; explorar sensações, sentimentos e pensamentos; familiarizar-se com a imagem do próprio corpo; identificar e nomear os órgãos dos sentidos e as principais partes do mesmo; identificar e nomear (oralmente) os membros de sua família; desenvolver a autonomia, a autoconfiança e a autoestima; interessar-se pelo zelo do próprio corpo; desenvolver hábitos de alimentação saudável; reconhecer variados tipos de alimentos e seus diversos sabores; realizar ações relacionadas à saúde e higiene; desenvolver o lado artístico com desenhos e pinturas; reconhecer a grafia do próprio nome; nomear e diferenciar peças de vestuário; trabalhar a imagem do corpo, de forma a possibilitar uma gradativa melhor expressão e controle dos movimentos; estimular a confiança motora; desenvolver sua autoimagem e valorizar a convivência em grupo; respeitar os combinados e identificar suas preferências pessoais; imitar, inventar e reproduzir diferentes ritmos e produções musicais; perceber-se a si e ao outro, as igualdades e diferenças, mediante as interações estabelecidas; sentir-se valorizado e reconhecido enquanto indivíduo e desenvolver experimentação que envolva a natureza.

 

Alunos do EDI em atividade

 

Para isso, foram realizadas várias atividades: leitura de diferentes textos; recontar e criticar textos; ilustração de histórias; jogos cooperativos; rodas de conversa; resgate de brincadeiras infantis; confecção de cartazes e murais; construção da figura humana com revistas; apreciação de fotos; realização da linha do tempo com fotos; músicas e dramatização; reconhecimento de produtos do dia-a-dia através dos rótulos; conhecer a grafia dos fonemas de palavras chaves (o próprio nome e o dos colegas, partes do corpo, alimentos, produtos de higiene e alimentação, dengue); confecção do livro da vida; dinâmicas de grupo; confecção salada de fruta e confecção de horta com material reciclável.

Nos dias 18 e 19 de maio acontecerá a Festa da Família, que marcará o encerramento do projeto. Terá exposição e apresentação das turmas, proporcionando lazer e integração da comunidade escolar.

 

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.815) EDI João Correa
Telefone: 3395-3413
Email: edijcorrea@rioeduca.net

 

 

 


   
           



Yammer Share