A A A C
email
Retornando 69 resultados para a tag 'artesvisuais'

Sexta-feira, 13/07/2012

Trabalhando Imagens com a EMMON

Tags: 3ªcre, blogsdeescolas, artesvisuais.

 

 

Cada unidade escolar tem uma vocação, uma habilidade realçada pela equipe que lá trabalha ou estimulada por ela. Umas são musicais com canto e dança fluindo nos projetos da escolas; outras são textuais, proseando e versando divulgam suas atividades. 

 

 

A Escola Municipal Ministro Orosimbo Nonato ou EMMON, como abrevia em seu blog, utiliza a imagem para divulgar suas ações e projetos. O blog, recém-lançado, está a cargo do professor Fernando Luiz. Ele é professor de História e também trabalha, no Núcleo de Arte Nise da Silveira, com produção de evento, áudio, vídeo e animação. No blog, a imagem está em destaque e vem trabalhada para registrar as ações da escola.

 

 

 

 

Registro da participação da escola na abertura dos Jogos Estudantis

 

 

A produção e edição de vídeos também está presente no cotidiano da escola. No blog, o post mais recente registra o trabalho da professora Sandra Mara, da Sala de Leitura Polo que funciona na escola. Todo o processo de fotografia, filmagem, edição e sonorização foi feito com alguns alunos das turmas 1803 e 1901. Eles fizeram ou fazem parte da E. M. Min. Orosimbo Nonato e do Núcleo de Arte Nise da Silveira, juntamente com o Professor Fernando Luiz:. O vídeo foi elaborado a partir da ideia da Professora Sandra Mara. Numa contação da história "QUEM SOU EU?" de Maria Butterfield e Waayne Ford para a turma 1402, ela contou a história e, baseado na historinha que acabaram de ouvir, eles criaram um texto e a professora o ilustrou. O trabalho também foi apresentado na Bienal do Livro 2011, na mostra do “Papel ao Digital”.

 

 

 

 

 

 

Segundo o professor Fernando Luiz, “Todo o blog faz parte de um projeto maior que está em fase de experimentação.” Trata-se de um projeto de mídia e segundo ele, “ Foi muito prazeroso e gratificante no que diz respeito à aprendizagem de ambas as partes, principalmente no uso das novas tecnologias em sala de aula.”  Ele nos adianta ainda que a Prof.ª Simone (Artes) vem desenvolvendo o projeto "Sustentabilidade na Alegria de Romero Britto"  que também será mote temário da festa junina da escola. Por enquanto, no blog, entre outros vídeos, podemos conhecer a história do patrono da escola Ministro Orosimbo Nonato, ligado à educação através do Direito.

 

 

 

 

Não deixem de seguir o blog  E. M. Min. Orosimbo Nonato e aguardar o desenvolvimento da vocação visual da escola. Já, no logo do blog, criado pelo professor Fernando, podemos perceber que vem coisa boa por aí.

 

 

 

 

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 06/07/2012

Colorindo a Rotina

Tags: 6ªcre, projetos, educaçãoinfantil, artesvisuais.

 

 

A professora Andréa Malta, EDI Prof.ª Miltolina da Silva, desenvolveu com os alunos do E.I. o projeto Colorindo a Rotina, que tem por objetivo pensar nas cores como ponto de partida para trabalhar a rotina, tornando o cotidiano mais colorido e diversificaddo.

 

O planejamento dos professores do EDI Prof.ª Miltolina da Silva está pautado nos conteúdos extraídos das orientações curriculares da SME do RJ para educação Infantil. Estes são retirados e pensados nas habilidades dos educandos  , pensado também nas particularidades e funcionalidade dos conteúdos, currículo e cotidiano da classe.


A coordenação pedagógica e o corpo docente criaram o projeto inicial,  Vivendo nosso primeiro momento: acolhendo, cativando e registrando e as educadoras do EI 30 , o enxertaram com uma proposta inovadora: trazer o centro de interesse da turma para os conteúdos formais do proposta curricular. Neste  momento de conhecimento entre educandos e educadores foi percebido que registrar os primeiros momentos  seja com artes plásticas, fotos e escrita  é fundamental para conhecer os  alunos.


Foi através das cores que as professoras entenderam que as crianças chegavam ao EDI com conhecimento prévio maior que imaginavam! Cheios de histórias para contar, novidades e experiências mil!


As cores os levaram aos conceitos iniciais, contagem, escrita inicial, rabiscos e desenhos...
Nesse bimestre, o tema do nosso sub-projeto é  Colorindo a rotina . Pensar na cores como ponto de partida para trabalhar a rotina, os momentos das atividades, tornando o cotidiano mais colorido e diversificado.


 

 

Projeto Colorindo a Rotina, do EDI Prof.ª Miltolina da Silva

 

JUSTIFICATIVA:

As cores existem a partir de tudo que existe em nossa volta. As crianças aprendem sobre as cores experimentando-as no dia a dia através das inferências e contextualizando-as nas situações, na sala de aula, nas músicas e através da curiosidade de cada educando.


Deste modo, COLORINDO A ROTINA,  é um trabalho que relaciona as cores a todo contexto da rotina, seja no café da manhã, através de perguntas das educadoras sobre as cores do ambiente, seja em qualquer outro espaço da U.E, oportunizando a aprendizagem.


OBJETIVOS:

• Nomear as cores nos objetos, no ambiente e nos materiais em sala de aula;
• Relacionar as cores aos alimentos e suas variações, por exemplo, maduros ou crus.
• Promover situações para observação de mudança de cor;
• Criar oportunidades de registro em desenho e escrita;
• Reconhecer a utilização da contagem nas situações cotidianas, classificar os objetos por cores;
• Relacionar cores com movimentos do corpo, brincando com o corpo com ajuda das educadoras;
• Ampliar conhecimento das cores a partir das interpretações musicais.

 

TEMAS:

• Acolhimento, adaptação e rotina
• Carnaval
• Identidade
• Corpo
• Numerais
• Cores
• Páscoa
• Dia do Circo

 

  RECURSOS:  

Revistas
• Livros
• TV
• DVD
• Lápis de Cor
• Giz de Cera
• Canetas Grossas(PILOT)
• Guache
• Papel
• Mídias

 

AÇÕES:

 • Lembrar sempre do nosso assunto em pauta mesmo na refeição inicial (desjejum), conversando com as crianças;
• Atividades organizadas e dirigidas nas mesinhas na sala de aula variando brinquedos, com livro de pano e blocos coloridos para montar;
• Registros escritos ou desenhos (pinturas explorando assunto em questão).
• Brincadeiras no parquinho e área externa explorando o ambiente sobre as cores da natureza e o que há em volta;
• Atividades que explorem a criatividade, pintura, massinha, argila, colagem;
• Seleção prévia de leituras (auxílio da sala de leitura) para trabalhar os temas e conteúdos explorados nesse projeto.

 

AVALIAÇÃO:

Observar diariamente todas as reações e ações dos educando diante das situações de aprendizagem criadas de maneira sistemática para oportunizar a aprendizagem. Avaliar suas habilidades e proporcionar situações onde suas limitações sejam vistas de forma afetiva, compreendendo a particularidade de cada criança e dando a mesma oportunidade de criar, registrar e aprender.
A avaliação será feita em forma de relatórios bimestrais para conhecimento da escola e responsáveis.

 

Sugestão de atividades para compor a rotina


UM PINCEL, MUITOS PAPÉIS

 


IDADE: 3 a 4 anos     TEMPO: De 15 a 30 minutos     ESPAÇO: Sala de atividades

 

MATERIAL: Lápis de cor, giz de cera grande ou pincel grosso e vários tipos de suporte, como papel espelho, cartolina, papel cartão de cores diferentes, papel enrugado, papéis com recortes inusitados (com um furo no meio, por exemplo) ou, ainda, madeira, argila etc.


OBJETIVOS: Experimentar diferentes suportes gráficos; explorar várias possibilidades de registro gráfico; perceber diversas formas de expressão; e desenvolver habilidades motoras (dependendo do material, o ato de desenhar exige mais ou menos força, delicadeza para não rasgar etc.). Com um mesmo pincel, lápis de cor ou giz de cera, as crianças desenham sobre papéis de diferentes cores, formas, tamanhos e texturas (e até sobre outros tipos de materiais, como a madeira). Elas vão perceber diferentes efeitos ou tonalidades de um lápis, por exemplo, quando usado sobre superfícies diversas.

 

CADA UM É DO SEU JEITO


IDADE: 3 anos      TEMPO: Uma hora        ESPAÇO: Sala de atividades ou pátio.

 

MATERIAL: Papel Kraft, tesoura, canetas hidrocor e fita adesiva.

 

OBJETIVOS: Construir a imagem do próprio corpo e trabalhar a autoestima. Cada criança deita sobre uma folha de papel para que você possa desenhar a silhueta dela. Recorte o contorno, escreva o nome da criança e entregue a ela para completar o desenho com olhos, mãos, joelhos etc. Nesse momento, incentive a criança a observar o próprio corpo. Não espere nada figurativo. Quando todos concluírem o trabalho, cole as silhuetas lado a lado na parede e estimule a observação: “Olha! A Iara é mais alta que o Pedro”. Converse bastante sobre as particularidades de cada uma. Esse diálogo contribui para a construção da autoimagem e da autoestima, pois a criança interioriza o afeto que você e os colegas têm por ela, expresso na conversa. Sempre conversando sobre as cores usados, pergunto o porque da cor escolhida...


 

CANTINHO DE LEITURA


IDADE:  9 meses  TEMPO: De 10 a 15 minutos por dia    ESPAÇO: Sala de atividades

 

MATERIAL: Tapete ou colchão, bonecos de pano e fantoches de personagens familiares às crianças e vários livros.

 

OBJETIVOS: Interessar-se por histórias e explorar os livros. A experiência de manusear livros desde cedo, colabora com o aprendizado da leitura. Escutar histórias com regularidade também favorece a formação de melhores leitores e apreciadores do universo literário. Organize em sua sala um espaço de leitura que as crianças possam freqüentar e explorar, entrando em contato diariamente com livros, álbuns de imagens, fantoches e bonecos de pano. Vale lembrar que esse espaço deve ser confortável, acolhedor e atrativo. Assim, as crianças se envolvem por um tempo maior com suas atividades. Os livros e demais materiais expostos precisam ser resistentes. Se acontecer de algum ser rasgado ou amassado, conserte e ponha em uso novamente. Leia livros para o grupo. Por causa da idade, as crianças não ficarão sentadas em roda, como as mais velhas. O interesse de uma criança pequena por uma história lida pode ser percebido por reações de alegria ou tentativas de encenar a história. Observe esses sinais e incentive as crianças que os emitiram. Ao escolher as histórias para ler ou contar, opte por livros com ilustrações de qualidade. Não se preocupe com variedade, porque as crianças pequenas gostam de ouvir várias vezes a mesma história. Antes ou depois da leitura, lembre de dar um tempo para as crianças manusearem livremente os livros.

(MOVIMENTO) MEU CORPO


Para a criança pequena, mover-se é muito mais do que mexer o corpo ou se deslocar. É uma forma de se comunicar. A aquisição de novas habilidades permite que ela atue de forma cada vez mais independente no mundo. Essa autonomia só é conseguida com a confiança em si mesma e no ambiente. Por isso, é fundamental que a escola ofereça possibilidades de auto conhecimento e um espaço seguro e estimulante.
No EI 30, todas as manhãs, brincamos de acordar nosso corpo. Mexemos com o corpo de forma significativa, as crianças respondem ao estímulo dado pela professora, cantando e dançando, por exemplo.

 

MÚSICA DOS NOMES


IDADE: 4 meses   TEMPO: 30 minutos       ESPAÇO: Sala de atividades, pátio ou jardim.

 

OBJETIVOS: Reconhecer o próprio nome e reforçar o vínculo com o educador. Escolha uma música na qual você possa incluir o nome das crianças. Alguns exemplos: “Se Eu Fosse um Peixinho”, “A Canoa Virou”, “Ciranda, Cirandinha” e “Fui ao Itororó”. Reúna a turma em um local agradável e cante. Os bebês também podem participar, já que a intenção é fazer com que se familiarizem com os nomes. Aos que já andam, sugira uma roda, que vai se formando com aqueles que ouvem o próprio nome.


 

Vamos ver as fotos selecionadas pela professora Andréa Malta das atividades realizadas no primeiro trimestre de 2012 com o EI 30.

 

 

Primeiros momentos colando, experimentando cores e vivenciando a aprendizagem!

 

 

 

Conhecendo a turma e a turma conhecendo os professores ... primeiro com crachás..

 

 

O carnaval é a primeira data comemorativa do ano letivo no  planejamento do EDI.... atividades plásticas com diversidade de materiais.

 

 

 

A  audição de histórias aliada às respostas e percepções das crianças já no início do dia  direciona à criatividade que vai além de um planejamento engessado pela rotina, mas que dá conta das exigências de uma demanda  que preza pela inovação  no dia a dia!

 

 

 

Os conteúdos são trabalhados com experimentações mil! Aqui, “Família” é mostrada com auxilio de bonecos brancos, negros e até orientais, ora brincando com grupos onde a avó é a chefe do grupo, ora a mãe, ora apenas o pai. Retrato de uma sociedade que dá um novo significado ao conceito de família em todo tempo.

 

 

 

O portfólio como recurso na prática pedagógica auxilia na construção dos relatórios individuais  aliado às observações diárias . O capricho na confecção,  revela, não somente às crianças mas também aos responsáveis, o tamanho da responsabilidade na avaliação e o próprio desenvolvimento da criança.

 

 

 

Os educadores se alegram quando as crianças revelam através de riscos, desenhos sua percepção de mundo e da realidade que as cercam.

 

 

 

A culminância do dia das mães se revela como uma mostra de trabalhos artísticos na música, na dança e na arte do registro escrito.

 

 

 

Mais uma vez, a leitura como ponto de partida para aprendizagem!

 

 

 

          

 

Alunos experimentam a corda e brincam com ela

 

 

 

Alunos iniciam a escrita da letrinha do próprio nome!!! Mas aqui a escrita não é uma exigência do docente, é o resultado das ansiedades e da experiência de um mundo letrado onde todos nós estamos inseridos!

 

Parabéns à professora Andréa Malta e às Auxiliares de Creche, Cheron e Joselma, por desenvolverem este trabalho tão importante para o desenvolvimento dos alunos do EDI. Vocês fazem a diferença na vida dessas crianças!!!!! Temos muito orgulho em ter profissionais como vocês como colegas de trabalho!

 

Professor (a), envie você também o seu projeto para ser publicado no Portal Rioeduca! Este espaço é meu, é seu, é nosso! Nós somos a seXta CRE!

 

 

Patrícia Fernandes - Representante do Rioeduca na 6ª CRE

Twitter: @PatriciaGed

E-mail: pferreira@rioeduca.net

                               

 

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 03/07/2012

Nosso Lixo é Extraordinário

Tags: 9ªcre, artesvisuais.

 

Ao terem contato com o filme “Lixo Extraordinário”, nas aulas de artes visuais, com o professor Marcelino Euzébio Rodrigues, os alunos da E. M. Rosária Trotta desenvolveram atividades aproveitando diversos materiais recicláveis disponíveis na escola e deram uma mostra da sua criatividade e sensibilidade levando em conta as questões ambientais.

 

Quem nos conta sobre o trabalho é o próprio professor Marcelino:

 

A autoimagem é sempre uma preocupação nas aulas de Artes Visuais. Nelas, o aluno aprende a apreciar o panorama em sua volta e usar sua representação de maneira positiva e criativa livres da banalização e da exposição da imagem muito comuns em sites de relacionamentos, como o Orkut ou Facebook. Aprender a usar a autoimagem é aprender a ver beleza em si e em coisas que passariam despercebidas.

 

O filme “Lixo Extraordinário” narra o processo criativo do artista Vik Muniz no lixão de Gramacho, na Baixada Fluminense.  Nele, alguns catadores do lixão são mobilizados em função de um dos projetos do artista e tem suas histórias modificadas a partir do contato com a Arte.

 

 

 

Para saber mais sobre o Filme “Lixo Extraordinário” clique na imagem acima.

 

 

Inspirados no filme, os alunos do 9º ano utilizaram os equipamentos disponíveis da escola como câmeras digitais, datashow e detritos recicláveis para criarem suas obras. O resultado foi exposto na Feira Cultural da Escola, onde foi apreciado por pais e pela comunidade escolar.

 

O trabalho contou com o apoio dos professores de Geografia e Matemática, que uniram esforços para sensibilizar os alunos para as questões ambientais em tempos de desperdício e pouca sensibilidade aos problemas ambientais.

 

 

As imagens a seguir mostram os trabalhos desenvolvidos pelos alunos.

 

 

 

 

 

 

 

Parabéns mais uma vez ao professor Marcelino e a toda equipe da E. M. Rosária Trotta, por compartilhar conosco sua atividade e através dela nos mostrar quanta sensibilidade podemos desenvolver por meio da arte.

 

 

“A arte constantemente abre portas para um caminho onde o impossível não existe. Trabalhar a arte dá possibilidades de improvisar, transformar, ir além da superficialidade, entrelaçar os conhecimentos... em suma, entrar no terreno criativo da condição humana.”

 

Nan Humeniuc – “A IMPORTÂNCIA DAS ARTES NA EDUCAÇÃO” (acesso em 23/06/2012)

 

 

 

Venha você também fazer parte desta REVOLUÇÃO.  Envie seu trabalho.

 

Representante do Rioeduca na 9ªCRE
Profª Márcia Cristina Alves


E-mail: marciacerqueira@rioeduca.net
Twitter: @marciacrisalves


 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 02/07/2012

História e Arte no Blog da E. M. José da Silva Araújo

Tags: 2ªcre, blogsdeescolas, artesvisuais.

Visitando o blog da E. M. José da Silva Araújo, que está localizada no bairro do Alto da Boa Vista, encontramos informações sobre a história da unidade escolar e registros de uma visita que os alunos fizeram ao Museu Casa do Pontal.

 

História da E. M. José da Silva Araújo

 

“A E. M. José da Silva Araújo foi fundada em 24/04/1929 com o nome de Heitor Lira da Silva, após o prédio ter sido cedido pelo Sr José da Silva Araújo à antiga prefeitura do Distrito Federal.


José da Silva Araújo faleceu em 1939, aos 82 anos, e no mesmo ano, em homenagem ao doador do prédio, a escola passou a chamar-se E. M. José da Silva Araújo.


Atualmente, a escola conta com sete turmas da Educação Infantil ao quinto ano do Ensino Fundamental atendidas em dois turnos. Conta com uma equipe pedagógica comprometida com o desenvolvimento do alunado, composta de um Diretor, Diretora Adjunta, Coordenação Pedagógica, seis professores regentes e professores de Sala de Leitura, Artes, Inglês e Educação Física. Contamos ainda com funcionários de apoio como gari, merendeiros e porteiro.


No dia a dia, a escola conta com a participação da comunidade escolar que contribui acompanhando o processo ensino-aprendizagem dos alunos e atendendo às necessidades da escola sempre que necessário. Em 2010, a escola obteve ótimo desempenho na Prova Rio, tendo recebido uma carta de congratulações do Sr. Prefeito e da Sr.ª Secretária de Educação, parabenizando a Comunidade Escolar por estar entre as 25 melhores Instituições da Rede do Município do Rio de Janeiro.”


Nota: Retirado do blog da escola

 

Visita ao Museu Casa do Pontal

O Museu da Casa do Pontal está localizado em um sítio no bairro do Recreio dos Bandeirantes. Este espaço reúne obras de artes que representam a arte popular brasileira. No site do museu, encontramos a seguinte informação: “Segundo o International Council of Museums (ICOM), filiado à UNESCO, a Casa do Pontal não é apenas um museu completo de Arte Popular Brasileira, mas um verdadeiro museu antropológico, único no país a permitir uma visão abrangente da vida e da cultura do homem brasileiro".


Os alunos da E. M. José da Silva Araújo fizeram uma visita teatralizada ao Museu da Casa do Pontal, a fim de conhecer um pouco mais sobre a arte popular brasileira.


Esta visita teve como objetivos estimular a reflexão sobre as relações entre o mundo do campo e o das grandes cidades, os processos migratórios e as questões relativas ao uso do espaço urbano e, também, desenvolver a percepção sobre a peculiar leitura do mundo contemporâneo que os artistas dos segmentos populares oferecem.


“A equipe que recebeu nossos alunos é formada por arte-educadores que utilizam diversas linguagens como a música, o teatro de bonecos, o cordel, a contação de histórias, desafios, trovas e versos do nosso universo cultural, trabalhando conceitos ligados à educação artística e contextualizando historicamente o acervo do museu.” Retirado do blog da escola.

 

 

A visita ao Museu Casa do Pontal está relacionada a um projeto sobre os 100 anos do nascimento de Luiz Gonzaga. Os alunos puderam conhecer, através desta aula passeio, a cultura popular brasileira e também nordestina, cantada nas músicas deste famoso cantor e compositor.

 

 

Mural e produções de textos sobre Luiz Gonzaga

 

Os alunos conheceram a vida de Luiz Gonzaga por meio de uma apresentação de slides preparada pela escola.


Conheça um pouco sobre a vida do “Rei do Baião” através dos slides abaixo.

 

Para conhecer mais sobre o trabalho desta unidade escolar visite seu blog

http://emjsaraujo2012.blogspot.com.br/

 

Professor, envie para nós o endereço do blog de sua escola ou relatos de projetos que estejam sendo desenvolvidos. Queremos conhecê-los e divulgá-los! Participe também deste espaço, basta entrar em contato com o representante do Rioeduca em sua CRE.

 

Gostou desta publicação? Deixe um comentário e clique em curtir para compartilhá-la com seus amigos no Facebook.

 

Professora Renata Carvalho _ Representante do Rioeduca na 2ªCRE

Twitter: @tatarcrj

Email: renata.carvalho@rioeduca.net

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share