A A A C
email
Retornando 36 resultados para a tag 'artescênicas'

Quarta-feira, 30/01/2013

Renascer: Abrem-se as Cortinas

Tags: 3ªcre, artescênicas, creches.

 

 

Ver desabrochar um novo mundo e descortinar-se diante de seus olhos todo um universo de vida e fantasia é a magia do Teatro. A Creche Municipal Renascer abre as cortinas e nos mostra sua experiência no mundo das artes.

 

 

O Teatro é uma das manifestações culturais mais antigas, junto à Música e à Poesia. Transportar seus espectadores para um mundo novo, com seres diversos vivendo aventuras bem diante de seus olhos é um poder avassalador, principalmente, para a primeira infância. A fantasia já é parte integrante das vidas desses pequeninos. Fazer de conta é a sua maneira de assimilar o mundo e o conhecimento. Então, para eles é muito fácil se deixar levar pela magia de ver uma história acontecer quando se abre a cortina.

 


A Creche Municipal Renascer, aproveitando a feliz vizinhança com a Central Técnica de Produções do Teatro Municipal, desenvolveu um projeto político pedagógico que valoriza as manifestações culturais e o teatro como a mais completa delas.

 

 

 

 

 

Além da visita fantástica ao depósito de figurinos e cenários, a equipe técnica do Teatro Municipal vem proporcionando um auxílio luxuoso aos profissionais da creche na montagem de produções teatrais desde 2006. Estas montagens teatrais são baseadas nos subprojetos político pedagógicos e todas as fases de produção são realizadas pela equipe da creche. Quem nos conta é a diretora Waléria Paixão: “ Este pequeno projeto teatral está sempre acompanhando nosso Projeto Anual, pois a escolha do tema da peça sempre está baseada em um subtema do projeto e tem como objetivo principal levar o teatro até as crianças. Produção de texto, leitura, escolha de elenco, marcação de palco, ensaio das músicas e danças, produção do cenário e musical, direção e produção executiva da peça requerem a divisão de toda a equipe em diferentes grupos em um cronograma que começa em junho e tem seu ponto alto em outubro com a apresentação."

 

 

 

 

 

 

Ela continua, agora, falando sobre o trabalho realizado com os alunos:

“Porém, o trabalho com as crianças começa bem antes, com atividades feitas de expressão corporal e de encenação de pequenos textos, às vezes, feito por eles, às vezes, reproduzindo histórias de livros já conhecidos em forma de teatro de fantoche. O medo em relação a alguns personagens é trabalhado com as crianças que assumem diferentes papéis através da brincadeira de ser bruxa, lobo, mula-sem-cabeça, boi-da-cara-preta e, assim, acabam desmitificando-os."

 

 

 

 

 

 

Em 2012, o projeto Crescer Saudável: Renascer de uma Sociedade Sustentável levou à produção da peça A Festa da Estrelinha. No projeto e na peça, são trabalhadas as atitudes sociais que formam indivíduos conscientes e responsáveis, conhecedores de seu papel na sociedade e na diferença que fazem quando são cidadãos atuantes e transformadores. O texto é da professora de educação infantil Telma Coutinho e apresenta os personagens dos contos de fada influenciados pela atitude social positiva da Estrelinha.

Confiram o vídeo e notem que a abertura das cortinas faz parte do ritual de apresentação da peça, mesmo não sendo em um teatro:

 

 

 

 

 

 

No final desta semana, os professores retornam às suas unidades escolares para planejarem o ano letivo de 2013. Hora de planejar o mundo novo que irá surgir! Já, já, as cortinas irão se abrir!
 

 

 

 

Angela Freitas é Professora da Rede Municipal e

representante da 3ª CRE, no Portal Rioeduca.

E-mail: angela.freitas@rioeduca.net

twitter @angeladario

facebook Angela Regina de Freitas

RIOEDUCA/3ªCRE

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 17/10/2012

Linguagem Teatral Sensibiliza, Emociona e Provoca

Tags: 6ªcre, artescênicas, riodeleitores.

A professora Luciane da Escola Municipal Cláudio Ganns realizou, no início do 2º semestre, uma Oficina de Teatro com os alunos de 3º ao 5 º ano.  O principal objetivo do trabalho foi estimular a criatividade, a memória auditiva, a oralidade, o gosto pela leitura e a desinibição para falar em público.

 

O Teatro na educação é um espaço a ser conquistado. Embora existam educadores que acreditam na força que ele tem para promover a aprendizagem e o desenvolvimento do aluno, ainda há  um grande número de professores que não aceitam, não acreditam e não dão o devido valor ao exercício teatral no processo educativo do aluno.

 

Utilizar o Teatro aliado à educação oportuniza aos educandos um conhecimento diversificado e lúdico, por que existe um clima de liberdade, no qual o aluno libera seu potencial. Quando o educando interpreta uma personagem ou dramatiza uma situação, revela parte de si mesmo, mostrando como  se sente, pensa e vê o mundo.

 

A atividade teatral ensina a aprender com a diversidade e somente assim é que ocorre a construção do conhecimento do sujeito.

Procurando aprimorar o desenvolvimento de seus alunos,  a professora Luciane da Escola Municipal Cláudio Ganns encontrou no Teatro um recurso pedagógico muito eficaz.  Ela realizou a Oficina de Teatro com os alunos do 3º ao 5º ano, tendo por objetivo estimular a criatividade, a memória auditiva, a oralidade e a desinibição para falar em público.

 

 

 

A professora Luciane encontrou no Teatro o caminho para ajudar no desenvolvimento intelectual e emocional dos alunos de 3º ao 5º ano

 

 

No primeiro momento da oficina, os alunos ouviram as histórias contadas pela professora  Luciane da Sala de Leitura e, em seguida, conversaram sobre as questões abordadas no livro.

O segundo momento foi marcado pela confecção de dedoches para a realização do Teatro de Fantoches. Esta  modalidade do Teatro permite que os alunos explorem todos os movimentos dos dedos, mãos e braços e, a partir daí, criem uma atmosfera de conhecimento do próprio corpo.

No terceiro momento, cada aluno participou, como um personagem, da contação da história escolhida .

O quarto e último momento foi a escolha de um colega para contar a história de João e Maria no Quintal de Histórias.

 

 

 

O Teatro de Fantoches teve sua origem na Antiguidade, quando modelavam-se bonecos de barro

 

 

 

O Teatro de Fantoches permite que os alunos discutam e reflitam sobre valores e atitudes, conhecendo os acontecimentos da realidade social

 

 

A aluna escolhida pela turma para contar a história de João e Maria foi a encantadora Milene. Assista ao vídeo abaixo e se deleite com esta aluna que, com sua voz, cativa  e prende a atenção de todos.

 

 

 

 

 

A oficina proposta pela professora Luciane está preparando os alunos para enfrentarem os problemas que estão por vir em sua trajetória.  Além disso, ajuda na evolução de  várias áreas, como a coordenação, a criatividade, a memorização, no vocabulário e a socialização.

 

Parabéns à professora de Sala de Leitura, Luciane,  por utilizar a linguagem teatral para perceber os traços de personalidade de cada aluno e, principalmente, para estabelecer estratégias que ajudem  no aprimoramento do trabalho pedagógico.

 

  

Você gostou desta oficina? Realize-a em sua escola e depois conte-nos como foi. Será um prazer divulgar o seu trabalho no Portal Rioeduca. Nós somos a seXta CRE!

 

 

 

Professora Patrícia Fernandes - Representante do Rioeduca na 6ª CRE

Twitter:@PatriciaGed

E-mail: pferreira@rioeduca.net

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 12/10/2012

Conhecer-se

Tags: 3ªcre, protagonismojuvenil, saúde, artescênicas.

A escola é o ambiente mais marcante do adolescente. É ali que ele interage, adquire conhecimentos e aprende a conhecer-se em meio a tantas mudanças dessa fase. A E.M. Francisco Jobim 3ª CRE criou dois projetos para ajudá-los nesse momento.

 

 

O corpo muda, a voz muda, os gostos mudam. Muda a maneira de ver o mundo e como o mundo te vê. A adolescência é uma montanha-russa de mudanças, hormônios, prazeres e dores. Só o autoconhecimento pode trazer um pouco de alívio. Estar em grupo sendo aceito por ele também é essencial.


A Escola Municipal Francisco Jobim desenvolveu o projeto Sexualidade na Adolescência sob a responsabilidade da professora Tatiana Coutinho, da Sala de Leitura da escola. Um dos objetivos era: “Estimular o autoconhecimento e conscientizar os alunos sobre a responsabilidade que devem ter com relação à própria saúde adotando hábitos de higiene e cuidados pessoais.”

 

A primeira ação foi a Caixinha de Descobertas. Nela, os alunos do 7º ao 9º ano e dos Projetos depositaram suas dúvidas e curiosidades que, aos poucos foram sendo contempladas pelas atividades do projeto.
 

 

 

 

 

 

O projeto foi ganhando contornos interdisciplinares, com a contribuição de professores de várias disciplinas. Ciências, Artes Visuais, Música e Língua Portuguesa enriqueceram a reflexão através de rodas de leituras, palestras, documentário, análise de letras de músicas e produção de cartazes.

 

 

 

 

Conhecer-se através da Arte

 

 

O Criarte também atuou junto ao projeto Sexualidade na Adolescência. O que é o Criarte? É o projeto da professora de Língua Portuguesa Christina Caiazzo. O objetivo é abordar diversos temas do interesse dos alunos através da expressão corporal. Suas dinâmicas também auxiliaram os alunos no autoconhecimento do potencial do corpo na expressão de seus sentimentos.

 

 

 

 

 

 

O Criarte nasceu estimulando a curiosidade dos alunos. O projeto foi apresentado aos alunos que se interessaram ao ver cartaz da professora Christina. O grupo hoje conta com 19 alunos do primeiro e segundo segmento do ensino fundamental. O grupo privilegia a pluralidade de ideias “ despertando uma visão crítica de mundo através das diferentes linguagens a eles apresentadas em que os componentes da Criarte serão os agentes propulsores de sensibilizar o grupo escolar provocando mudanças positivas de atitudes futuras.”

 

 

 

 

 

No momento, eles estão preparando a apresentação da peça "Sentir … faz a Diferença". Agora, vão buscar a sensibilização como meio facilitador de reflexões geradoras de transformações em que o agente transformador seria o próprio aluno. Assim toda a comunidade escolar poderá reconhecer-se .

 

Agradecemos a diretora Ana Patrícia Capuano por compartilhar seus projetos conosco. Compartilhe você também!

 

 

Contate-nos

 

angela.freitas@rioeduca.net

twitter @angeladario

facebook Angela Regina de Freitas

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 12/09/2012

Semana de Educação Infantil na E. M. Paraíba

Tags: 6ªcre, educaçãoinfantil, artesvisuais, artescênicas.

 

A E. M. Paraíba realizou a Semana de Educação Infantil com a participação dos responsáveis e seus filhos. Esta semana teve por objetivo propiciar momentos prazerosos entre família e escola, além de  desenvolver as áreas de conhecimento necessárias para uma aprendizagem efetiva.

 

O mundo todo desperta para a importância da Educação Infantil. Até pouco tempo atrás, esse ensino era tido como de menor interesse. Hoje sabemos que a estimulação precoce das crianças ajuda muito  o aprendizado futuro. Desenvolve suas capacidades motoras, afetivas e de relacionamento social. O contato das crianças com os educadores e seus pares transforma-se em relações de aprendizado.

 

A Educação Infantil começa a ser vista como o alicerce da aprendizagem, aquela que deixa a criança pronta para aprender.

 

A Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro investe muito nesta área da educação. As ações vão desde a contratação de professores por meio de concurso público, ampliação de vagas nas escolas, capacitação dos docentes para a realização de um trabalho pedagógico consistente, até ações desenvolvidas exclusivamente para o desenvolvimento integral do aluno da Educação Infantil. Cito, como exemplo, a Semana de Educação Infantil ocorrida em agosto.

 

Os professores da E. M. Paraíba têm plena consciência de que a Educação Infantil é essencial para uma aprendizagem efetiva, pois ela socializa, desenvolve habilidades e melhora o desempenho escolar futuro. Isto proporciona à criança resultados superiores ao chegar ao Ensino Fundamental.

 

 

Semana de Educação Infantil na E. M. Paraíba

 

 

Pensando nisso, a Semana de Educação Infantil da E. M. Paraíba foi recheada de atividades que tinham por objetivo desenvolver as várias áreas do conhecimento. No primeiro dia, os professores realizaram com os alunos atividades que proporcionaram o desenvolvimento da linguagem oral, movimento , natureza e sociedade.

 

 

Responsáveis participam do lançamento do Caderno Pedagógico e da avaliação das atividades

 

 

As professoras realizaram, durante toda a semana, a exposição dos trabalhos realizados pelos alunos no pátio da escola.

 

A Educação Infantil, segundo os professores da E. M. Paraíba, está  em processo de desenvolvimento e tem por base o PPP da escola, onde a Qualidade de Vida é o ponto de partida para  realização de todas as atividades. Os professores destacam que o conhecimento da nossa cultura nos traz também qualidade de vida e, por isso, as atividades desenvolvidas na Semana de Educação Infantil tiveram como temática o Folclore Brasileiro.

 

 

Reponsáveis participam das atividades da Semana de Educação Infantil  com seus filhos

 

Pensando em proporcionar uma boa qualidade de vida aos alunos e responsáveis, a E. M. Paraíba realizou exercícios físicos e palestras com os presentes.

 

As linguagens oral e visual, as Artes, a Matemática, o Movimento, a Natureza e a Sociedade foram as áreas de conhecimento exploradas no segundo dia. Vários trabalhos artísticos foram construídos a partir da contação de história realizada pelas professoras. Os olhos das crianças brilhavam ao verem seus responsáveis participando daquele momento! Foi emocionante a participação da família neste evento!

 

 

Pais ajudam seus filhos na realização dos trabalhos artísticos

 

 

 

Alunos mostram, orgulhosos, os trabalhos feitos por eles e seus pais

 

 

De acordo com os professores da E. M.  Paraíba, a Qualidade de Vida abrange todas as áreas, a educacional, a social e a cultural. E, para viverem e serem Uma Escola Melhor em um Mundo Melhor elas começarão esta qualidade na educação Infantil.

 

Para despertar nos responsáveis e nos alunos  o desejo de uma vida saudável, foi realizada uma palestra sobre alimentação, além de  trabalhos específicos com os alunos sobre a importância de comer as frutas que são servidas na merenda da escola.

 

 

Professoras trabalham com os alunos a importância de uma boa alimentação

 

 

 

Responsáveis participam da alimentação de seus filhos na escola

 

 

No quarto dia, houve uma interação do projeto Acelera 1A com a Educação Infantil através da Oficina de Degustação. Os alunos puderam experimentar vários alimentos e descobrir novos sabores. A criançada aproveitou e comeu de tudo!

 

Oficina de Brinquedos de Sucata e Oficina de Degustação

 

 

A linguagem teatral não ficou de fora desta semana tão importante para os pequeninos da Educação Infantil. Os alunos representaram as cantigas de roda Terezinha de Jesus e A Linda Rosa Juvenil. Neste momento eles colocaram todo o seu talento à mostra. São verdadeiros artistas!

 

 

Alunos do E. I. representam a cantiga de roda A Linda Rosa Juvenil

 

 

 

Alunos do E. I. representam a cantiga de roda Terezinha de Jesus

 

 

No quinto dia, toda escola prestigiou o trabalho desenvolvido pelos alunos da Educação Infantil. Esta semana foi um verdadeiro sucesso!

 

Parabéns aos professores e responsáveis da E. M. Paraíba por acreditarem que investindo na Educação Infantil estarão proporcionando um futuro mehor para seus alunos e filhos. O trabalho da escola junto aos alunos e comunidade merece reconhecimento. Vocês são  10!

 

Gostou desta postagem? Envie o seu projeto e/ou ação para ser publicado no Portal Rioeduca! Este espaço é seu, é nosso! Aproveite para divulgar o excelente trabalho que você e sua escola realizam em prol de uma educação de qualidade. Nós somos a seXta CRE!

 

Patrícia Fernandes - Representante do Rioeduca na 6ª CRE

Twitter: @PatriciaGed

E-mail: pferreira@rioeduca.net

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share