A A A C
email
Retornando 297 resultados para a tag '8ªcre'

Quarta-feira, 20/09/2017

Meu Mundo, Muitas Histórias: Diversidade Cultural!

Tags: 8ªcre, diversidade, edi, educação infantil.

 

Não é preciso aguardar o dia 19 de abril para abordar a temática do índio no Brasil. A riqueza da cultura indígena pode e deve ser conhecida durante todo ano! Foi assim no Espaço de Desenvolvimento Infantil Professora Maria Cecília Ferreira, uma experiência muito especial para todos os participantes.

 

 

A cultura indígena sempre esteve presente na história do Brasil e influencia constantemente as tradições do País, isso torna importante que a escola promova momentos de contato com as tradições e contribuições culturais do índio brasileiro.

Essa iniciativa proporciona aos alunos não só maiores oportunidades de conhecer e entender o processo de construção do País, mas também como compreender a história indígena do passado e do presente, conhecendo seus desafios e lutas, inclusive os aspectos positivos dessa população em relação à riqueza da cultura brasileira.

Desde os anos iniciais a temática indígena é abordada nas escolas. Geralmente o tema é apresentado nas comemorações do dia 19 de abril, mas no Espaço de Desenvolvimento Infantil Professora Maria Cecília todo o 2º bimestre foi dedicado às aprendizagens ligadas à Cultura Indígena.

 

 

Durante todo o segundo bimestre os alunos do EDI Professora Maria Cecília mergulharam na cultura indígena. A temática contagiou toda a unidade escolar, fazendo assim uma viagem na diversidade do nosso país.

O momento de grande importância no projeto foi a visita de dois índios da tribo Ticuna, do Amazonas. Os dois índios passaram o dia fazendo atividades com as crianças. Eles cantaram, representaram e fizeram pinturas no rosto das crianças, assim como fazem com os pequenos índios de suas tribos.

Os alunos observaram os instrumentos de caça e pesca dos índios e a curiosidade os fez participar atentamente de cada etapa desse projeto tão especial para todos!

 

"Mais que aprender, nós vivemos, experimentamos! Partilhamos carinho e afeto. Viva o povo indígena! Viva o EDICeci!" 

                                                                                                          Professor Bruno Rossato - Diretor do EDI Professora Maria Cecília

 

 

Trazer para as unidades escolares o conhecimento sobre o índio, suas vivências, suas necessidades e anseios é um movimento que visa trazer à compreensão da diversidade de nosso povo. 

As questões do índio no Brasil estão intimamente ligadas à preservação do ambiente. As atividades desenvolvidas no EDI Maria Cecília no projeto deram enfoque à conscientização do fazer diário de cada um visando o cuidar com a natureza.

O projeto "Meu Mundo, Muitas Histórias: Unidos pela Diversidade Cultural" foi uma grande oportunidade para alunos e professores e a visita dos índios Ticuna tornou esse momento ainda mais especial.

 

 

 

"Qualquer vida é muita dentro da floresta

Se a gente olhar de cima, parece tudo parado

Mas por dentro é diferente

A floresta está sempre em movimento

Há uma vida dentro dela que se transforma sem parar.

Vem o vento

Vem a chuva

Caem as folhas

E nascem novas folhas

Das flores saem os frutos

E os frutos são alimentos

E os frutos são alimentos

Os pássaros deixam cair as sementes

Das sementes nascem novas árvores

E vem a noite

Vem a lua

E vem as sombras que multiplicam as árvores

As luzes dos vagalumes são estrelas na terra

E com o sol vem o dia

Esquenta a mata

Ilumina as folhas

Tudo tem cor e movimento."

                                                                                                     (Poema de um índio Ticuna) 

 

 

O Rioeduca parabeniza a equipe do EDI Professora Maria Cecília pela realização do projeto!

 

 

 

Para conhecer mais um pouquinho do EDI Professora Maria Cecília, visite a página no Facebbok: 

https://www.facebook.com/profile.php?id=100012780048879

 

Contato: edimferreira@rioeduca.net

 

Entre em contato com o Rioeduca e compartilhe as ações da sua escola!

 

 

 

*Fonte: http://pprecisa.blogspot.com.br/2011/12/poema-de-um-indio-ticuna.html


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 06/09/2017

A Aprendizagem Colorindo a Vida!

Tags: 8ªcre, artes visuais.

 

 

Artistas foram a inspiração da aprendizagem no Ciep Padre Paulo Correa de Sá. Através do projeto "Cores da Vida", os alunos foram motivados a produzirem releituras de grandes obras, após aprofundarem seus conhecimentos sobre a vida e o impacto dessas obras na sociedade brasileira.

 

 

 

“Escola é... o lugar onde se faz amigos não se trata só de prédios, salas, quadros programas, horários, conceitos...

Escola é, sobretudo, gente, gente que trabalha que estuda, que se alegra, que se conhece, que se estima...”
                                                                                                                                                                                                                                                                                                          Paulo Freire

 

 A arte de ensinar crianças precisa aliar o processo ensino-aprendizagem ao prazer de brincar, promovendo a alegria de aprender na sala de aula, proporcionando um colorido característico ao universo infantil.

Pensando dessa maneira o Ciep Padre Paulo Correa de Sá está desenvolvendo durante o presente ano letivo, o projeto "As Cores da Vida!", com ênfase na Literatura Infantil, nas diversas linguagens artísticas e nas brincadeiras infantis.

O projeto está dividido em 4 etapas, por bimestre:

1º Colorindo o imaginário infantil
2º Pintando e repintando a vida
3º Brincando e aprendendo
4º Colorindo o mundo

 

 

 

No encerramento do 2º bimestre, o Ciep Padre Paulo vivenciou a etapa "Pintando e Repintando a Vida". O objetivo foi trabalhar os caminhos coletivos da diversidade, da paz e da aprendizagem.

Nessa etapa do projeto anual, os alunos fizeram a releitura das obras de grandes artistas, com o intuito de despertar neles o gosto pela pintura e pelas artes em geral.

Conhecer a biografia de grandes pintores e realizar a reprodução de suas obras, os aproxima desse universo que é tão rico em criatividade e beleza.

As técnicas da realização das atividades foram variadas: dobraduras, mosaico, pintura livre e pinturas em material reciclado

 

 

O ponto alto do projeto foi a Mostra de Trabalhos que aconteceu no dia 4 de agosto. Cada turma elegeu um grande pintor para ser inspiração para as produções.

Os professores e os alunos, após escolherem um artista, trabalharam sua biografia, suas obras e suas contribuições para a sociedade. Em seguida produziram diferentes releituras das obras que conheceram e fizeram a exposição nos corredores da escola.

A participação do professor Julio Guimarães, regente de Artes Visuais, enriqueceu ainda mais um projeto que toda a escola se identificou como seu.

O presente projeto além de trazer cor e alegria para a escola, proporcionou oportunidades de aprendizado em outras diferentes áreas, como leitura, escrita, interpretação e análise.

 

 

"Todas as crianças estavam maravilhadas e fizeram uma grande roda à volta das cores. E as cores murmuraram:

- Nós somos as cores, as cores da vida! E para ver a vida cor-de-rosa é preciso abrir o coração, porque nada nem ninguém é completamente negro ou branco. As crianças, então, dançaram e cantaram as cores da vida (...)"

                                                                                                  Trecho de  Histórias para Sonhar, de Sandrine Monnier-Murariu

 

 

O Rioeduca parabeniza professores e alunos do Ciep Padre Paulo pela realização do projeto!

 

Contato do Ciep Padre Paulo: cieppsa@rioeduca.net

 

Sua escola também está realizando um projeto relevante? Compartilhe conosco você também.

 


 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 23/08/2017

A Arte Retratando a Vida na Escola

Tags: 8ªcre, sala de leitura.

 

 O ensino da Arte voltado para o cotidiano da criança enriquece o aprendizado e fortalece seus significados. Essa foi a proposta da Sala de Leitura da Escola Municipal Engenheiro João Thomé, que, através da obra Abaporu, encantou quem visitou a exposição dos trabalhos realizados com maestria pelos alunos da unidade.

 

 

 

Muitos são os desafios da educação do século XXI e entre eles está o desafio de formar jovens que sejam capazes de expressar suas ideias e se perceberem como protagonistas de suas próprias histórias de vida.

A Arte e suas diversas manifestações são fundamentais para o estímulo dessas habilidades, por isso reconhecemos tantos importantes trabalhos sendo desenvolvidos nas escolas da Prefeitura do Rio de Janeiro, nas aulas de Artes Visuais e Musicais.

 

 

Partindo da releitura da tela Abaporu, da pintora modernista Tarsila do Amaral, os alunos do 8º e 9º anos da Escola Municipal Engenheiro João Thomé produziram lindos trabalhos.

A proposta foi feita sob a orientação da professora de Artes Visuais, Aline Telles. Os alunos viajaram em sua imaginação criativa, passando pela Cidade Maravilhosa e com escala na Capital Federal: Brasília.

De forma crítica, bem-humorada e cheia de pinceladas multicoloridas, os alunos transformaram o Abaporu, um dos quadros mais famosos da Arte Modernista Brasileira, em personagens do cotidiano da nossa sociedade.

Nas retratações, tais como o político, o turista, o morador de rua, o flamenguista, o desempregado, o jogador e até o doente mal assistido no hospital, cada aluno demonstrou seu poder artístico e de livre expressão, tornando esse momento rico em aprendizado.

 

 

Com esse projeto, os alunos tiveram a oportunidade de enriquecer seu conhecimento aprendendo um pouco da biografia da artista Tarsila do Amaral. 

A obra Abaporu também já é reconhecida por eles e foi uma inspiração que trouxe um resultado surpreendente.

Os desenhos finais receberam molduras e se tornaram belíssimos quadros, que foram expostos como em uma galeria de Arte, na Sala de Leitura da E. M. João Thomé.

Ficou claro para todos os que visitaram à exposição que os alunos, autores dos trabalhos expostos, estavam orgulhosos de suas produções.

 

 

 

"Percebemos que verdadeiramente a obra de arte cumpriu e continua a cumprir seu papel: encantar os olhos, tocar o coração e nos levar à
inquietude do pensar, do refletir. E, neste caso, uma reflexão sobre a degradação da saúde e da educação, o mau uso do dinheiro público, as
desigualdades sociais e os diversos tipos de violência a qual todos nós estamos cotidianamente submetidos (...)"

                                                                                            Ruth Nóbrega - Professora na E;M. Engenheiro João Thomé

 

 

 

O Rioeduca parabeniza a todos os alunos que fizeram  esse projeto acontecer com tanta criatividade e talento!

Para entrar em contato com a E.M. João Thomé:

emthome@rioeduca.net

 

 

Entre em contato com o Rioeduca e compartilhe as ações e projetos da sua escola!

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 09/08/2017

Educar e Descobrir Talentos através do Esporte

Tags: 8ªcre, esporte, educação física.

O Centro de Treinamento de Deodoro em parceria com a 8ª Coordenadoria de Educação promove um projeto que visa o desenvolvimento global dos alunos a partir da prática esportiva e da interação e participação da escola e da família.

 

 

O Centro de Treinamento de Deodoro, através do Programa de Esporte Brasil Vale Ouro, tem como objetivo promover o desenvolvimento de habilidades, capacidades e competências para a vida de crianças e adolescentes, utilizando o esporte como ferramenta primordial para esse fim.

O centro vai atende crianças a partir dos 7 anos em esportes de Atletismo, Futebol e Judô. Ao chegarem, os alunos recebem uma fruta e iniciam o treinamento que dura aproximadamente 1:30 min. Em seguida tomam banho e recebem o lanche.

O CT Deo firmou uma parceria com a 8ª Coordenadoria de Educação para que os alunos das escolas próximas participem do projeto.

 

 

O CT Deo disponibiliza para a realização das atividades um campo de futebol gramado com dimensões oficiais e uma pista de atletismo no padrão classe 1A da Associação Internacional de Federações de Atletismo.

O projeto busca mais do que alto rendimento, busca a inclusão social pelo esporte, além de convivência e cidadania.

O CT Deo atende mais de 700 crianças, que têm acesso à Assistência Social, Psicólogo e Pedagogo para contribuir com o desenvolvimento global dos alunos.

 

 

A  professora Diala Azevedo, Assistente II da Gerência de Educação, foi elo para a parceria do CT Deo com a 8ª CRE. A professora juntou-se à equipe do CT Deo formada por Weldon Massi (Diretor Presidente), Michelle Barreto (Coordenadora de Esportes) e Ana Paula Hack (Coordenadora Executiva) e elaboraram um acompanhamento bem específico para os alunos do projeto.

O acompanhamento acontece desde 2015. Os alunos são observados quanto ao seu desempenho da aprendizagem, comportamento, assiduidade e participação. É feito também um levantamento de quais foram os impactos do projeto na vida desses aliunos. Os responsáveis dos alunos do CT Deo recebem atendimento da Assistência Social, se necessário, e participam de reuniões com a Gerência de Educação.

É um trabalho feito em conjunto: escola, família, Gerência de Educação e o CT Deo, onde o alvo é aumentar as perspectivas e os projetos para o futuro dessas crianças, já que no projeto também estão previstas palestras, passeios e ações para a ampliação das oportunidades e preparo para o mercado de trabalho.

 

 

 

"Muito além de descobrir talentos, é um trabalho de educar!"

                                                                                             Ana Paula Hack - Coordenadora Executiva do CT Deo

 

 

Partindo da esquerda: Michelle Barreto, Coordenadora de Esportes, Ana Paula Hack, Coordenadora Executiva, Diala Azevedo, Assistente II da Ged/8ª Cre, Weldon Massi, Diretor Presidente

 

 

O Centro de Treinamento de Deodoro oferece oportunidade para novos jovens de alto rendimento, com possibilidades de tornarem-se atletas, competindo em alto nível; porém também está aberto para receber todos os interessados na prática esportiva.

Ao participar o projeto, as crianças que vivem em áreas de risco e em situação de vulnerabilidade, encontram um espaço para desenvolver suas habilidades e motivar seus sonhos.

O projeto prevê também vivência e adaptação esportiva para alunos com deficiência, fazendo da inclusão mais um de seus pilares.

 

 

O Rioeduca parabeniza o Centro de Treinamento de Deodoro pela realização desse projeto e deseja que a parceria com a 8ª Coordenadoria perdure e alcance cada vez mais novos talentos!

 

 

Para entrar em contato com o CT Deo:

2457-3432 /  97005-9607

diretoria.tecnica@ctdeo.org.br

 

 

Entre em contato com o Rioduca para compartilhar projetos e ações das escolas da Prefeitura do Rio de Janeiro!

 

 


   
           



Yammer Share