A A A C
email
Retornando 325 resultados para a tag '6ªcre'

Segunda-feira, 12/06/2017

Um País se faz com Homens e Livros

Tags: 6ªcre, leitura, monteiro lobato.

 

As regentes da Sala de Leitura Polo Professora Marina Paes da Silva, da E.M. Monte Castelo,  realizaram com os alunos do 9.º ano várias atividades de reflexão sobre a discriminação racial e o desenvolvimento da competência leitora, tendo como pano de fundo as obras do escritor Monteiro Lobato.

 

Lobato conscientiza com a sua literatura denunciadora, que envolve fatos políticos, econômicos e sociais. 

 

Os alunos construíram um painel contendo dados bibliográficos do escritor e sugestões de leitura, lembrando não só da sua importância na literatura infantil, mas também para o púbico adulto. Seu trabalho foi tão relevante que o Dia Nacional do Livro Infantil foi marcado na data de seu nascimento, 18 de abril. Encantador e ao mesmo tempo polêmico, deixou uma obra numerosa e brilhante que jamais deixará de estar viva na literatura brasileira. A leitura de seus textos é responsável pelo desenvolvimento da criatividade, imaginação e pela prática de contação de histórias e aperfeiçoamento da escrita de muitas pessoas.

A leitura do conto “Negrinha”, publicado em 1920, por Monteiro Lobato, foi feita pelos alunos do 9.º ano sob a orientação das regentes da Sala de Leitura Polo. Considerado um dos seus melhores contos, reflete a indignação do autor perante a crueldade humana nos tempos da escravidão. Como estamos vivendo um momento de reflexão e busca pela paz na escola, no bairro, na cidade e em nós mesmos, este texto foi escolhido de forma muito pertinente para a realização de debates acerca de situações racistas, preconceituosas e de desigualdade. 

 

Professora Regente da Sala de Leitura

 

Em primeiro lugar, os estudantes receberam uma cópia do conto para uma leitura prévia e marcação dos pontos a serem debatidos posteriormente. No dia 18 de abril, a professora regente de Sala de Leitura foi até a sala de aula realizar o trabalho com o texto. Fez uma apresentação da bibliografia de Lobato e de sua obra, partindo do que os alunos já conheciam. Propôs ao grupo uma leitura compartilhada do conto “Negrinha”, que já havia sido lido por eles em momento anterior, e uma troca de ideias e discussão dos temas: discriminação; assédio moral, castigos físicos, mudanças sociais, culturais e históricas que ocorreram e continuam acontecendo na sociedade em que vivemos. Ao final desta conversa, os estudantes fizeram um breve relato escrito das impressões que o conto lhes causou, que será postado no próximo “Twittaço”.

Com este trabalho, as professoras  contribuiram para a ampliação dos conhecimentos dos alunos a respeito da vida e obra do escritor Monteiro Lobato, indo além dos livros que envolvem os já famosos personagens do Sitio do Pica-Pau Amarelo. Provocaram discussões importantes, atuais e mudanças de atitudes que são essenciais para a busca da paz tão sonhada.

 

Alunos do 9.º ano da E.M. Monte Castelo

 

O trabalho com a leitura parece estar alcançando novos patamares nas escolas nos últimos anos. Ela atingiu o “horário nobre” e vem sendo vista como uma atividade essencial para o desenvolvimento acadêmico e moral dos alunos. Diante do quadro de violência e de falta de valores que vivemos atualmente, a leitura abre um leque de resultados positivos, pois ajuda a construir indivíduos com novas perspectivas de atuação na sociedade em que estamos inseridos. 

Parabéns à toda equipe da E.M. Monte Castelo e, em especial, às professoras regentes de Sala de Leitura que realizaram um trabalho de formação do aluno cidadão leitor, que vai além das paredes da escola. É um desafio que vem sendo abraçado com muita competência diante da urgência de conquista da cidadania e participação social que é imposto aos nossos jovens. É um orgulho tê-las na 6.ª CRE!

 

Quer saber um pouco mais sobre o trabalho desenvolvido pela Sala de Leitura Polo da E.M. Monte Castelo? Entre em contato! 

Escola Municipal Monte Castelo
E-mail: emcastelo@rioeduca.net
Telefone: 2407-0330

 

Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Até a próxima semana!


 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 29/05/2017

Não existe um caminho para a Paz. A Paz é o caminho!

Tags: 6ªcre, paz.

 

 

Durante todo o mês de abril, as escolas da 6.ª CRE vêm planejando e desenvolvendo ações em torno do tema “Aqui é um lugar de paz”. Apresentaremos na matéria de hoje as atividades realizadas pela E.M. Andréa Fontes Peixoto, pelo Ciep Zumbi dos Palmares e pela C.M. Albert Sabin. 

 

Cartaz produzido pelos alunos da E.M. Andréa Fontes Peixoto

 

Cada uma destas unidades escolares, de acordo com sua realidade, deu um sentido a esta questão, elaborando discussões e tarefas específicas que pudessem mostrar seus esforços para caminhar em busca da paz. Mahatma Gandhi, um revolucionário na filosofia e na religião, inspirou as professoras Rosilene e Luciana, da E.M. Andréa Fontes Peixoto. A frase “Não existe um caminho para a Paz. A Paz é o caminho” norteou as questões abordadas, que culminou com a confecção de pintura em tela e pombas da paz.

 

Confecção de pombas da Paz - E.M. Andréa Fontes Peixoto

 

O Ciep Zumbi dos Palmares, localizado em Barros Filho, promoveu a reflexão sobre a violência que se abate sobre o Rio de Janeiro. O projeto “Zumbi, um lugar de paz” foi realizado durante o período de 03 a 07 de abril. Realizaram um culto ecumênico com a participação de representantes dos credos Afro-brasileiro, Católico e Evangélico; onde a mensagem principal foi de um mundo melhor e com menos violência para as famílias da comunidade em que estão inseridos.

De acordo com a equipe gestora, as professoras, juntamente com suas respectivas turmas, confeccionaram cartazes pedindo pela paz. Estes foram expostos durante a culminância, que contou com a presença dos responsáveis, funcionários e membros de outras unidades escolares. No momento do encerramento, realizaram uma grande roda que simbolizou mais um elo da corrente pela paz. Uma pomba branca foi solta representando toda a esperança daquelas pessoas por um mundo com mais amor pelo próximo.

 

Diretora (vestido) e Coordenadora Pedagógica (blusa branca) do Ciep Zumbi dos Palmares

 

Foi percebido que, durante toda a semana, nossos alunos estiveram muito abalados com a situação ocorrida em nossa comunidade, e que vitimou a aluna Maria Eduarda, que foi nossa aluna em anos anteriores e que atualmente estava estudando em outra U.E próximo à nossa. A aluna atingida na escola Municipal Jornalista e Escritor Daniel Piza tem uma forte ligação com nossa U.E, pois, aqui estudam vários primos e amigos próximos da aluna. Com este projeto, nossos alunos tiveram a oportunidade de externar os seus sentimentos, realizando cartazes e apresentações em homenagem a aluna e pela paz.”- relatou a gestora do Ciep Zumbi dos Palmares

A Creche Municipal Albert Sabin também deu a sua contribuição para a construção deste longo caminho onde as boas relações entre comunidades de indivíduos são mantidas. No dia 03 de maio professores, equipe gestora e alunos participaram do II Chá Literário, que teve como tema “A paz para ser vivida, precisa ser construída”. Foi uma tarde de muita alegria e cultura. Toda a comunidade escolar compartilhou deste momento através de contação de histórias, dramatizações, músicas, trocas de experiências, construções e exposições de cartazes e livros. Esta atividade teve por objetivo incentivar o gosto pela leitura, estimulando a criatividade dos alunos e aproximando-os de atividades artísticas, fortalecendo, assim, os vínculos familiares e a responsabilidade de se promover uma cultura de paz.

 

Chá Literário com a participação dos alunos, professores e responsáveis - C.M. Albert Sabin

 

Como vimos, as escolas da 6.ª CRE entraram com tudo na luta contra a violência. Valores como solidariedade, cooperação, fraternidade e respeito ao próximo foram o carro chefe das atividades apresentadas; um movimento que pode ser ensinado e aprendido por todos, criando-se a tão almejada cultura de paz! É assim que se constrói um mundo melhor!

 

Quer saber um pouco mais sobre o que nossas escolas estão fazendo para transformar seus espaços em um lugar de paz? Entre em contato! 

 

Escola Municipal Andréa Fontes Peixoto
E-mail: emandreap@rioeduca.net
Telefone: 2407-0365 ou 2407-4150

Ciep Zumbi dos Palmares
E-mail: ciepzumbi@rioeduca.net
Telefone: 2407-5150

Creche Municipal Albert Sabin
E-mail: cmasabin@rioeduca.net
Telefone: 3107-3121 ou 3107-3174

 

Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Até a próxima semana!

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 15/05/2017

UExpondo: Escola, Espaço de Cidadania

Tags: 6ªcre, cidadania, uexpondo.

 

No dia 19 de abril, foi realizada na 6.ª CRE a UExpondo 2017. O evento já está na sua sexta edição e contou com a participação de funcionários da Coordenadoria de Educação, professores, alunos e responsáveis das Unidades Escolares. Vamos conhecer um pouco do que nossas escolas apresentaram na UExpondo?

 

A realização da UExpondo envolveu todas as Unidades Escolares da 6.ª CRE

 

A UExpondo foi idealizada pela professora Rejane Faria, Coordenadora da 6.ª CRE, e teve sua primeira edição no ano de 2012. Neste dia, as Unidades Escolares (Creches, EDIs, Escolas de 1.º e 2.º segmentos e Espaços de Extensão) realizam uma exposição com os trabalhos executados durante o bimestre. Ela acontece uma vez a cada 3 meses em conjunto com o projeto “Hoje é Dia de Escola”, uma criação da referida Coordenadora. Nele, todas as pessoas que trabalham na Coordenadoria de Educação, se mobilizam para visitar todas as escolas e apreciar o trabalho desenvolvido por elas.

Com a realização destes dois projetos, a 6.ª Coordenadoria Regional de Educação deseja proporcionar aos alunos, professores e comunidade escolar um dia diferente onde estes importantes personagens da educação carioca possam exibir a produção feita em cada sala de aula. Tudo construído pelos estudantes, com a mediação dos docentes. É um momento de valorização da comunidade e um estímulo para que cada um se empenhe em produzir o seu melhor nas ações e projetos desenvolvidos pelas unidades escolares.

 

Abraço da Paz - E.M. Prefeito Marcos Tamoyo

 

Projeto "Lendo em casa e contando na escola" - E.M. Otávio Kelly

 

Confecção de Livros - EDI Ana de Barros Câmara 

 

Escola: Espaço de Cidadania, foi o tema da primeira UExpondo de 2017. Ele teve por objetivo ajudar a escola refletir sobre o seu importante papel na sociedade: fazer de cada pessoa um agente de transformação. Educar é um ato que busca a convivência social, a cidadania e a tomada de consciência política. Além de ensinar o conhecimento científico, deve assumir a incumbência de preparar as pessoas para o exercício da cidadania: acesso aos bens materiais e culturais produzidos pela sociedade e exercício pleno dos direitos e deveres previstos pela lei.

Num ato de coragem, ousadia e compromisso social, as escolas desenvolveram projetos e atividades diversas que fizeram toda a comunidade escolar refletir e colocar em prática ações concretas que fizeram a escola ficar mais próxima da realidade: exposição de trabalhos após reflexões sobre o tema, contação de histórias, palestras sobre bullying e violência na escola, trabalhos sobre a identidade de cada um e da escola, abraço da paz, ações do posto de saúde na escola, apresentações musicais entre outros.

 

Visita da Coordenadora da 6.ª CRE (blusa rosa) ao EDI Gracília Ramos no dia da EUxpondo

 

Projeto "Ei, amigo! Deixa disso!" -  E.M. Alexandre Farah

 

Meu nome, minha identidade - EDI Beatriz Madeira

 

Não resta a menor dúvida sobre quem ganha com o desenvolvimento destas atividades na escola: TODOS. O estudante por construir sua autonomia e senso crítico, responsabilidade e organização; a escola por ser cumpridora do seu papel e a comunidade por se sentir mais integrada a este espaço. Os pais também ganham ao perceberem que seus filhos estão envolvidos em projetos que os tornam mais humanos. Ganham, também os professores, pois o conhecimento tem um significado especial.

E quem perde com todo este movimento? Quem perde é a violência, a miséria, o analfabetismo, a falta de oportunidades e tudo aquilo que é contrário ao desenvolvimento de crianças e jovens. Se quisermos um mundo melhor, temos de fazer da escola um espaço de cidadania. Não bastam somente palavras, conselhos, indicação de leituras e ações isoladas. É preciso mais! É preciso que a cidadania do outro seja preocupação de cada um e que a escola faça a diferença, oportunizando experiências que contribuam para a construção de uma nova sociedade, mais justa e fraterna. 

 

Trabalhando os vários significados da palabra "bala" - E.M. Monte Castelo

 

Desejos de Paz - G.C. Coelho Neto

 

Conversa com os pequenos sobre higiene dental e alimentação (Equipe CMS Enfermeira Edma Valadão) - EDI Amarelinho

 

Parabéns à professora Rejane Faria, Coordenadora da 6.ª CRE, pela iniciativa e aos professores, alunos e pais pelo excelente trabalho que realizaram na primeira UExpondo de 2017!

 

Quer saber um pouco mais sobre o trabalho desenvolvido pelas escolas da 6.ª CRE na UExpondo? Entre em contato!

E-mail: cre06@rioeduca.net

Telefone: 2457-0017ou 2457-0023

 

Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Até a próxima semana!

 

 


 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 01/05/2017

Dia 02 de Abril: Conscientização do Autismo

Tags: 6ªcre, autismo.

 

 

Em favor de uma escola para todos, o CIEP Oswald de Andrade vem realizando várias ações dedicadas à reflexão de novas práticas de ensino, com vistas a atender as especificidades dos alunos que constituem o público-alvo da Educação Especial. Buscando conscientizar toda comunidade escolar sobre o Autismo, realizou na primeira semana de abril uma palestra para os pais da Unidade Escolar.

 

A professora Cláudia Carvalho (azul) organizou todo o evento

 

A professora Alessandra Cardoso, mãe de um aluno Autista e integrante da equipe da Gerência de Educação da 6.ª CRE, foi convidada pela professora de Sala de Recursos, Cláudia Carvalho, para realizar uma palestra no CIEP. Participaram deste encontro, que foi realizado no dia 04 de abril, os regentes das turmas comuns que possuíam alunos incluídos, docentes do atendimento educacional especializado, os responsáveis dos alunos da educação especial e os próprios alunos.

A palestrante compartilhou com todos os presentes suas experiências e saberes sobre o tema: o que é o Autismo e o significado dos seus símbolos; como é o diagnóstico; a sensibilidade da criança com esta síndrome; os tratamentos e as terapias aplicadas; o aprendizado da criança autista; seu relacionamento com as pessoas e como é a valorização dela no mundo em que vivemos. “A palestra foi muito esclarecedora. Uma linguagem fácil, onde pais, alunos e professores puderam aprender e tirar suas dúvidas. ”relatou a professora Cláudia Carvalho.

 

 Cláudia Carvalho, professora de Sala de Recursos do Ciep Oswald de Andrade, apresenta a palestrante aos presentes

 

Palestra da professora Alessandra Cardoso

 

O trabalho sobre o tema se estendeu. Vários cartazes dando informações sobre este conteúdo foram fixados em vários ambientes da escola e convictos do evento foram distribuídos para toda a comunidade escolar. Os alunos autistas participaram de toda a organização. Segundo a professora de Sala de Recursos, eles ficaram muito felizes e orgulhosos em poder cooperar com o trabalho que estava sendo desenvolvido.

Nas salas de aula os alunos assistiram um vídeo falando sobre o Autismo. Em seguida, as professoras realizaram um debate procurando conscientizar os estudantes sobre a importância de se respeitar e aceitar o outro como ele é, com suas habilidades e características próprias. Algumas músicas foram trabalhadas na Língua Portuguesa e em Libras, pois no grupo há quatro alunos surdos. Os ensaios foram momentos onde todas estas crianças se reuniram e se prepararam para apresentar o seu melhor. Todas as crianças que frequentam a Sala de Recursos deram a sua contribuição para que o evento fosse um verdadeiro sucesso!

 

Alunos da Sala de Recurso Multifuncional 

 

Matheus Moreira, aluno da Sala de Recursos, canta para os pais e professores

 

De acordo com a professora Cláudia Carvalho, a participação dos pais dos alunos da Sala de Recursos foi maciça. “Eles gostam muito de participar e prestigiar seus filhos. Esses pais convidam outros membros da família para participar. Então, temos avós, pais, tios, madrinhas e amigos dos familiares. Essa ação é muito importante para a divulgação do trabalho com o Autismo.”fala, emocionada, a professora Cláudia.

Aqui a inclusão acontece! Como vimos, não dá para pensar nela se esta questão não for discutida de maneira natural em nossas vidas. A criança autista deve ocupar e fazer uso dos espaços públicos, assim como todos os cidadãos. O processo de desenvolvimento desta pessoa será aprimorado todas as vezes que ela estiver em situações legítimas de convívio. 

 

Alessandra Cardoso, Cláudia Carvalho, Fanni (IHA), agente de apoio à Educação Especial, Albanete (prof.ª E.M. Abraham Lincoln)

 

O CIEP Oswald de Andrade é, por excelência, um espaço de relação, de construção de autonomia e de aprendizagem. As estratégias inclusivas colocadas em prática mobilizam a comunidade escolar e os familiares dos estudantes. Parabéns a toda equipe e, em especial, à professora de Sala de Recursos Cláudia Carvalho, por garantir momentos em que todos discutam as questões relacionadas ao aprendizado de todos os alunos e em que possam pensar de forma conjunta nas ações concretas para que a inclusão aconteça.

 

Quer saber m pouco mais sobre o trabalho desenvolvido pelo CIEP Oswald de Andrade?

Entre em contato com a Unidade Escolar!

E-mail: cieposwald@rioeduca.net

Telefone: (21) 3358-0959

 

Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Até a próxima semana!

 


 


   
           



Yammer Share