A A A C
email
Retornando 380 resultados para a tag '5ªcre'

Sábado, 14/10/2017

Matemática em Movimento com Professor Rafael Costa

Tags: matemática, desafios, games, jogos, projeto, 5ªcre.

 

Na Escola Municipal José do Patrocínio, 5ª CRE, a Matemática é uma disciplina ativa e conta com a colaboração e participação dos alunos e de professores através do Projeto Matemática em Movimento, idealizado pelo professor de Matemática Rafael Costa.

 

A Escola Municipal José do Patrocínio, localizada em Irajá, conta com professores engajados em ofertar aos seus alunos uma educação de qualidade, através da participação dos mesmos em projetos que despertem o interesse dos alunos e consequentemente, contribua para o êxito do processo ensino aprendizagem.


Destacamos alguns subprojetos do Projeto “Matemática em Movimento” trabalhados entre os anos de 2016 e 2017 do professor de Matemática Rafael Costa. Além do Projeto, o professor também criou um site disponível para obtenção dos materiais utilizados pelos professores:

https://educacaomatematicablog.wordpress.com/ .

E um Canal com vídeo aulas no YouTube para auxiliar os alunos com dúvidas e resoluções de questões de provas:

https://www.youtube.com/channel/UCLf3KHnlhaUAy34bRGBd3hw?view_as=subscriber


A seguir, os subprojetos trabalhados:


Cálculo de área, perímetro e volume de sólidos


Período de aplicação: 4° Bimestre de 2016

Idealizador: Professor Rafael Costa (Matemática)

Turmas participantes: Sétimos anos.

Desenvolvimento do projeto:

O trabalho busca não só a aprendizagem matemática, mas sim o bom relacionamento entre os alunos, a aceitação de opiniões divergentes, e um resultado comum entre eles através do diálogo.
Para isso formamos equipes de 4 a 5 alunos para que, em conjunto, trabalhassem os conceitos de área, perímetro e volume sobre um material concreto que o grupo ficou responsável por levar (qualquer caixa). Os alunos foram orientados que cada grupo deveria levar a caixa, régua, cartolina e tesoura para cumprirmos as etapas previstas em cada item.


 

No quadro foram revisados todos os tópicos que já tinham sido ministrados aos alunos, inclusive com resolução de diversos exercícios, deixando as orientações de como realizar as atividades: primeiramente coletando as medidas das arestas para o cálculo do volume e posteriormente os cálculos das áreas e perímetros.

Após coletarem os dados, iniciaram os processos de contas seguindo as orientações que já tinham recebido e anotando todos os resultados encontrados para resumir posteriormente na finalização da atividade que foi a construção de cartolinas com os sólidos planificados juntamente com os cálculos feitos.

Todos os cartazes foram colocados para a exposição nas paredes da escola após revisão dos cálculos feitos e a devida pontuação para os alunos envolvidos.

 

 

Ferinhas de ouro

Período de aplicação: Anos de 2016 e 2017.

Idealizador: Professor Rafael Costa (Matemática)

Turmas participantes: 6°, 7° e 8°anos.
 

 

Desenvolvimento do projeto:

Cada aluno, dentro do contexto do bimestre, tem diversas avaliações qualitativas e quantitativas (participação, envolvimento nas atividades de aula e de casa, proatividade nos projetos de jogos, notas das avaliações escritas – testes e provas , entre outros).
Tudo isso é levado em consideração para gerar a nota dos alunos, assim como também seu desempenho geral nas outras disciplinas. 
Após cada bimestre é feita a organização dos alunos gerando um pequeno ranking na turma. Os dois melhores alunos envolvendo todos os quesitos citados, receberam a premiação do bimestre.

Além da premiação por bimestre, fazemos também a premiação especial quando temos um evento diferente do habitual na escola. Como exemplo, o ‘simuladão’ que realizamos com as turmas de todos os oitavos e nonos anos.

Outra característica do projeto Ferinha de ouro é ofertar ao final do ano, caso alguém consiga permanecer em todos os bimestres ganhando todas as medalhas do período, um pequeno troféu para destacar e valorizar o grande feito.

Operação com números inteiros, equações do 1° grau e sistemas de equações


Período de aplicação: Ano letivo de 2016 e 2017.

Idealizador: Professor Rafael Costa (Matemática).

Turmas participantes: Turmas do sétimo ano.

Desenvolvimento do projeto:

O trabalho busca não só a aprendizagem matemática, mas sim o bom relacionamento entre os alunos, a aceitação de opiniões divergentes, e a busca por um resultado comum entre eles.

Para isso, formamos equipes de 4 a 5 alunos para que em conjunto buscassem as soluções dos problemas. Os grupos possuíam um líder que era escolhido de acordo com as notas do bimestre, equalizando assim a disputa. Os problemas foram projetados através de um Datashow e construídos no Excel mantendo sua estrutura de forma oculta em formato de “batalha naval”. Assim os alunos só souberam do desafio a ser enfrentado no momento em que seu grupo escolher uma linha e uma coluna para liberar o desafio.

As equipes formadas escolheram um personagem de desenho para representar seu grupo. Esses personagens percorrerão um tabuleiro digital construído no software Geogebra, com diversas casas surpresas de acordo com seus acertos e erros das questões. A quantidade de casas só foi liberada no término de cada desafio selecionado.



Fig.1 Tabela de tarefas de números inteiros

Fig. 2 Tabela de tarefas de sistemas de equação

Fig. 3 e Fig. 4 Tabuleiro do jogo
 

O desafio escolhido por um grupo foi realizado por todas as equipes em um tempo relativo que é contado a partir do momento que a questão é mostrada. Ao término do tempo, os alunos mostraram o desenvolvimento ao professor (administrador), que pede para que um integrante realize a questão no quadro para explicar aos grupos como se resolve o problema, fazendo assim com que todos os integrantes dos grupos estejam sempre ligados e por dentro da tarefa a ser realizada. Essa etapa depende do envolvimento dos elementos do grupo e da avaliação do professor na possibilidade de ser executada.

 

Após verificação das resoluções, é constatado quais grupos acertaram e movimentamos os personagens no tabuleiro. A atividade contou como parte da pontuação do teste dos alunos onde cada equipe recebeu uma nota de acordo com o progresso dentro tabuleiro.

 

Jogo da Velha Humano


Período de aplicação: Primeiro bimestre de 2017.

Idealizador: Professor Rafael Costa (Matemática).

Turmas participantes: Turma 1706.

Conteúdo abordado: Operações básicas (Soma, Subtração, Multiplicação e Divisão)

Desenvolvimento do projeto:

O trabalho busca não só a aprendizagem matemática, mas sim o bom relacionamento entre os alunos, a aceitação de opiniões divergentes, e a busca por um resultado comum entre eles.
Para isso formamos equipes de 4 alunos para que em conjunto eles buscassem as soluções das contas básicas descritas no quadro com um determinado tempo para realizá-las. O tabuleiro com o “Jogo da Velha” tradicional foi disposto no chão com a utilização de fita crepe. A cada acerto da equipe, o aluno representante da mesma se posicionava no tabuleiro de acordo com a vontade do seu grupo, procurando ganhar o “Jogo da Velha” da equipe adversária.

 



 

 

Resolução de problemas envolvendo as 4 operações básicas

Período de aplicação: Segundo bimestre de 2017.

Idealizador: Professor Rafael Costa (Matemática).

Turmas participantes: 1606 e 1607.

Desenvolvimento do projeto:

O trabalho busca não só a aprendizagem matemática, mas sim o bom relacionamento entre os alunos, a aceitação de opiniões divergentes, e a busca por um resultado comum entre eles.
Para isso formamos equipes de 4 a 5 alunos para que em conjunto eles buscassem as soluções dos problemas. Os grupos possuíam um líder que era escolhido de acordo com as notas do bimestre, equalizando assim a disputa. Os problemas foram projetados através de um Datashow e construídos no PowerPoint. Cada slide possuía um desafio a ser resolvido por eles. Assim os alunos só souberam o desafio a ser enfrentado no momento em que passássemos para o próximo slide.



Slides com os problemas desafios e o tabuleiro do jogo


As equipes formadas escolheram um personagem de desenho para representar seu grupo. Esses personagens percorrerão um tabuleiro digital construído no software Geogebra, com diversas casas surpresas de acordo com seus acertos e erros das questões. Essa quantidade de casas só será liberada no término de cada desafio selecionado.

O desafio aberto foi realizado por todas as equipes, um tempo relativo foi contado a partir do momento que a questão é mostrada, ao término do tempo, os alunos ordenadamente por grupos mostraram o desenvolvimento ao professor (administrador), que verificou desenvolvimento da questão, fazendo as devidas intervenções. A quantidade de casas que o personagem anda se acertar é estipulado pelo professor de acordo com a dificuldade relativa dos alunos nas resoluções.


Após o término de cada questão e o movimento dos personagens, mudávamos para o próximo desafio. A atividade contou como parte da pontuação do teste dos alunos onde cada equipe recebeu uma nota de acordo com o progresso dentro tabuleiro.

 

 

 

Aulão Matemático (Combate Matemático – 1801 x 1802)

Período de aplicação: 3° Bimestre 2017.

Idealizadores: Professor Rafael Costa e Professor Cláudio Teixeira.

Turmas participantes: Turmas 1801 (Cláudio) e 1802 (Rafael).

Conteúdo abordado: Questões de concursos diversos com conteúdos já abordados.

Fig 1 Exemplo de questão trabalhada


Desenvolvimento do projeto:

O trabalho busca não só a aprendizagem matemática, mas sim o bom relacionamento entre os alunos, a aceitação de opiniões divergentes, e a busca por um resultado comum entre eles.

Para isso formamos 4 equipes de aproximadamente 15 alunos, sendo 2 equipes da 1801 e 2 equipes da 1802. Os grupos são independentes e não podiam se comunicar. Para selecionar os grupos dentro da turma, foram tirados times entre dois alunos com maior nota no bimestre. Os problemas foram projetados através de um Datashow e construídos no Power Point.


Grupos reunidos na atividade

 

Um tempo máximo foi proposto para cada questão, para que os alunos resolvessem e repassassem aos juízes (Professores) suas justificativas e respostas, e que avaliaram o ganho da pontuação ou não.
Após o tempo esgotado verificamos quais grupos acertaram o desafio e pontuamos através da movimentação de personagens escolhidos por eles em um tabuleiro digital criado no Geogebra.

Ao final, a turma 1802 ganhou por uma pontuação de diferença mínima e foi reforçada a ideia de uma competitividade sadia entre as turmas e que nesse combate todos são vencedores.

 

 

 

 

Parabéns ao trabalho de excelência realizado pelos professores e pela escola!

Demonstração de que a educação se faz com compromisso, responsabilidade e muito amor pelo que se faz.

Sobre a escola:

Unidade Escolar: E/CRE(05.14.020) - Escola Municipal José do Patrocínio 
Diretor(a): HELANE TAVARES SIAS MARTINS
Endereço: Rua Gustavo de Andrade 270 - Irajá
Cep: 21235-500
Telefone: 3455-8524
E-mail: empatrocinio@rioeduca.net     

Site do Professor Rafael Costa:

https://educacaomatematicablog.wordpress.com/

Canal do YouTube:

https://www.youtube.com/channel/UCLf3KHnlhaUAy34bRGBd3hw?view_as=subscriber

  


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 13/10/2017

"Celebração da Palavra"

Tags: poesia, recital, projeto, arte, 5ªcre.

 

A Sala de leitura da Escola Rugendas desenvolveu um projeto que mobilizou toda a comunidade escolar onde, a partir da "poesia falada", os participantes trabalharam questões relevantes da nossa sociedade. 

 

PROFESSORA ALINE COM OS ALUNOS DA ESCOLA

 

No dia 10 de julho de 2017, a professora da Sala de Leitura e de Língua Portuguesa Aline Scalercio, junto com as turmas da Escola Municipal Rugendas, mobilizou toda a comunidade escolar a participarem de um evento intitulado "Celebração da Palavra".

Esse evento teve como objetivo o desenvolvimento dos alunos na questão da leitura, concomitantemente a expressão artística dos alunos ao apresentarem um Recital de Poesia como resultado do projeto que acontece regularmente na Sala de leitura chamado "Poesia - A Força da Palavra".

 

CONFRATERNIZAÇÃO NO FINAL DO EVENTO

 

O projeto foi desenvolvido da seguinte forma: um grupo de alunos foi previamente convidado a participar de uma oficina de quatro dias na sala de leitura, que consistiu em despertar o interesse do aluno pela leitura, especialmente, poética. Objetivar o uso da palavra, exprimir sua força e dar a ela sua devida importância no discurso. Incentivar a expressão em sua forma mais ampla, a expressão dos sentimentos através do corpo, a prática da oralidade, enfim, usar a língua como ferramenta poética e de afirmação no mundo em que vivemos. Estimular a criatividade, promover a socialização, incentivar o interesse dos alunos pela arte de uma forma geral e explorar assuntos diversos. 

 

CONVIDADOS QUE TRABALHAM COM A POESIA FALADA

 

Na culminância do projeto, onde foi realizado o evento "Celebração da Palavra", toda a comunidade escolar foi envolvida, participando também do projeto. O evento teve a participação de ex-alunos e de professores e alunos de outras escolas que também desenvolvem um trabalho com poesia.

 

CONVITE PARA O EVENTO

 

A professora fez uma atividade onde os alunos registraram seus depoimentos pessoais e suas opiniões em relação ao projeto.

 

 

 Assista ao vídeo produzido pela MultiRio sobre o projeto da escola. 

 

 

Parabéns pelo trabalho de excelência realizado pela escola! Parabéns pelo comprometimento e pelo envolvimento de toda a comunidade escolar em projetos que fazem a diferença!

 

Sobre a escola:

Diretor: Ana Lucia Silva Barreto
Endereço: Rua Padre Manso s/n° - Madureira
Telefone: 3018-2552 | 3018-2466
E-mail: emrugendas@rioeduca.net

 

Gostou da publicação? Curta, compartilhe e deixe aqui o seu comentário!

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 29/09/2017

Apresentação FECEM 2017

Tags: fecem, 5ªcre, festival, canção, escolas.

 

A Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro realiza todos os anos o FECEM: Festival da Canção das Escolas Municipais. Em 2017, a Escola Municipal Malba Tahan teve uma participação de destaque com seus alunos talentosos! Veja a seguir.

 

 

A Escola Municipal Malba Tahan, um Ginásio Carioca localizado no bairro de Irajá, sempre participou e incentivou a produção dos seus estudantes no FECEM. Um projeto de incentivo musical para os alunos da rede municipal do Rio de Janeiro. Todas as composições são obras dos próprios alunos, que também interpretam as canções.

A escola conquistou destaques em outros anos em várias categorias, mas, em 2017, além do destaque de melhor intérprete para a também compositora Maysa Fernandes Gomes, também foi destaque em primeiro lugar com a melhor canção em nossa 5ª CRE: “A vida é muito curta”. Toda a comunidade escolar está super feliz por esta conquista. Nossos estudantes participaram do Festival com duas canções: “SERÁ QUE JÁ NÃO BASTA”, VOZES: Mateus Ribeiro Marques / Giovanna Martins de Souza, BACK VOCAL: Ana Clara Fidelis Brandão / Maysa Fernandes Gomes / Kamilla Sena de Abreu de Sousa e “A VIDA É MUITO CURTA”, VOZES: Maysa Fernandes Gomes / Kamilla Sena de Abreu de Sousa / Ana Clara Fidelis Brandão, VIOLÃO: Victor Augusto Wilke Delgado Stein.

 


Um relato importante registrado pela Coordenadora Pedagógica Viviane Passos, dá conta da fala deles ao assistirem a qualidade de outras apresentações, com muitos instrumentos e integrantes: “Coordenadora Viviane Passos, não vamos conseguir, estamos só com voz e violão! Não vamos mais apresentar! Não estamos prontos para esta conquista. Eles são muito bons! Eles têm professor de música, isso conta muito, professora.” Enfatizei o principal: Nossa participação e o amor que eles colocaram em suas produções! Não seria digno deixar de apresentar-nos! Isso não é coisa de aluno MALBA! Vocês vão e farão o seu MELHOR!” Minhas palavras tomaram forma e nosso resultado emocionou cada um deles!!!

A diretora Valéria Valentim, na parceria com professores de português (Natália Nascimento e Camila Maia), de inglês (Aniger Capano), de ciências (Whitaker Jean) e de teatro (Maria Fernanda), se envolveram na orientação e apresentação das produções este ano, resultando no sucesso de nosso Ginásio.

 


Segue o relato da aluna Maysa Fernandes Gomes sobre a composição da canção vencedora: “A escola divulgou nas salas o FECEM (Festival da Canção das Escolas Municipais), e fui para casa pensando no festival. Resolvi pegar meu violão, ligar o gravador do meu celular, comecei a brincar com as notas. A melodia surgiu primeiro e uma frase martelou: "Essa é minha música vou falar pra você", desde então a canção fluiu sem eu pensar muito na mensagem que queria passar. É como se a mensagem estivesse dentro de mim que se transformou na letra da canção naturalmente.
A música já estava quase pronta, mas faltavam alguns ajustes. Victor Stein, me ajudou a finalizar a melodia, acrescentando alguns acordes; Kamilla Sena ajudou a finalizar o último verso; as professoras de português Natália Nascimento e Camila Maia fizeram a revisão da letra. Depois disso, Victor Stein assumiu o violão e eu (Maysa Fernandes), Kamilla Sena e Ana Clara demos nossas vozes e nossos corações à canção.”

 


“Nosso Ginásio se empenha com toda a Equipe de professores, coordenação e direção a envolver-se nestas propostas e a vontade de realizar o nosso MELHOR e despertar em nossos alunos o brilho nos olhos é o que nos move! Malba, uma família de ouro!” é assim que conclui nossa diretora Valéria Valentim.

Viviane Passos
Coordenadora Pedagógica

 

 

Parabéns pelo trabalho realizado pela escola, investindo no desenvolvimento dos seus alunos, inclusive das suas variadas aptidões artísticas e criativas!

 

Sobre a escola:

E/CRE(05.14.029) - Escola Municipal Malba Tahan

Diretora: Valeria Menezes Valentim

Endereço: Av. Brasil 17.221 - Bairro: Irajá

Telefone: 3373-2365 / 3373-2003

E-mail: emtahan@rioeduca.net
 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 15/09/2017

Projetos da Creche Municipal Jeciá de Freitas Ferreira

Tags: 5ªcre, campanha, paz, dengue, zica, mostra, mãe, projetos.

 

Neste ano de 2017, a Creche Municipal Jeciá de Freitas Ferreira se engajou em vários projetos da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, contando com o comprometimento e a responsabilidade de todos os envolvidos para o êxito desse trabalho. Confira a seguir!

 

“Aqui o mosquito não se cria”

Atualmente, o combate ao Mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como Dengue, Zika, Chikungunya e outras, está acontecendo em todos os bairros da nossa cidade.

A creche Jeciá de Freitas Ferreira está fazendo a sua parte e contribuindo para que não haja mais a proliferação do mosquito.

 

 

O posto de saúde Alice Tibiraça, juntamente ao CRAS, realizou uma reunião na crehe para a conscientização de pais, responsáveis e a comunidade.

 

 

Os alunos da creche realizaram atividades que tinham como principal objetivo conscientizar a todos da importância do combate à dengue através de atividades lúdicas e educativas.

Os alunos da turma EI-32 apresentaram a peça “Xô Dengue” aos demais alunos da creche, pais, responsáveis e comunidade. Através da peça, os alunos ressaltaram a importância de não deixar água parada e que cada um precisa cuidar do ambiente que vive.

 

 

Os trabalhos realizados foram expostos para a apreciação dos alunos, pais, responsáveis e comunidade em uma tarde de interação entre todos os envolvidos.

Para saber mais sobre essa campanha, clique no link:

http://prefeitura.rio/web/aquimosquitonaosecria

 

Mostra Mãe Carioca

Na creche, a Mostra Mãe Carioca foi desenvolvida com muito carinho e alegria.

 

 

O poema “Se as coisas fossem mães”, de Sylvia Orthof, foi trabalhado na Turma EI-22 com o objetivo de reforçar os vínculos afetivos, promover e estimular a linguagem oral e proporcionar momentos de reflexão sobre os diversos contextos familiares.

 

 

Todas as turmas promoveram homenagens às mães com apresentações musicais e atividades em que mãe e filhos interagiam constantemente.

A creche ofereceu às mães uma tarde muito agradável, com dinâmicas que reforçaram os valores familiares. Momentos entre mãe e filho são de suma importância, pois eles devem sempre externar seus sentimentos através de afeto, carinho, palavras e ações. 

 

 

“Aqui é um lugar de paz!”

A creche Jeciá de Freitas Ferreira está empenhada no projeto “Aqui é um lugar de paz!”

 

 

Os alunos realizaram atividades que os levassem a admirar pessoas de bem e tê-las como exemplos, formando conceitos e opiniões acerca de questões relevantes, aprendendo a enxergar o outro em suas necessidades, resolvendo seus próprios conflitos e agindo em favor do bem e da solidariedade.

 

 

A turma EI-12 aprendeu como é bom dar um abraço! O abraço é necessário para o nosso bem-estar tanto individual como social, além de ser um excelente meio de comunicação que não precisa ser expressado por meio de palavras. O abraço sincero é aquele que representa carinho, amor, compaixão.

Os trabalhos foram expostos na parte externa da creche para que os pais, responsáveis e a comunidade fossem envolvidos nesse projeto.

É imprescindível que todos nós, cidadãos, tenhamos consciência do nosso papel na sociedade, fazendo assim cada um a sua parte para um mundo melhor!

 

Parabéns pelo trabalho de excelência desenvolvido pela unidade e pelo engajamento de toda a comunidade escolar nas campanhas realizadas neste ano!

 

Sobre a Creche:

Unidade Escolar: Creche Municipal Jeciá de Freitas Ferreira
Diretora: Adriana dos Santos Braga Pinto
Endereço: Praça Nossa Senhora da Apresentação, 298.
Bairro: Irajá
Telefone: 3372-0578
E-mail: cmjferreira@rioeduca.net

 

Gostou da publicação? Deixe seu comentário aqui, pois ele é muito importante para nós!

Sua escola realizou algum projeto interessante? Entre em contato com o Rioeducador da sua CRE.

 


   
           



Yammer Share