A A A C
email
Retornando 371 resultados para a tag '10ªcre'

Sexta-feira, 11/08/2017

HUMANIZARTE: Saúde, Vida e Sociedade

Tags: 10ªcre, artes.

 

Projeto Integrarte tem como objetivo conscientizar a comunidade escolar da importância da conservação da saúde (individual e pública) para a vida em sociedade.

 

A E/CRE (10.19.076) Escola Municipal Professora Eulália Rodrigues de Oliveira Vieira está localizada à Rua Prado Junior, 662, Santa Cruz - Rio de Janeiro. A Unidade Escolar atende a 10 turmas do 6º ao 9º ano, 1 turma de Classe Especial e 6 turmas de PEJA, totalizando 598 alunos. Tem como diretora, a professora Adriana Vicente Portela, como diretora adjunta, a professora Mariza Alonso Ferreira Medeiros e Coordenadora Pedagógica, a Professora Leci Rosina Alexandre Alves. A Unidade possui 16 professores, 4 funcionários de apoio e 6 funcionários terceirizados.

Em 2017, a escola está desenvolvendo o Projeto Integrarte, que é direcionado pela professora de Educação Artística, Márcia Keanu, e integra todas as disciplinas com a Educação Artística, tendo como objetivo conscientizar a comunidade escolar sobre a importância da conservação da saúde mental, emocional para a vida em sociedade. Tudo começou com um concurso interno de logomarca para o projeto que será trabalhado durante todo o ano.

 

Aluno Caio Lucas premiado no concurso da logomarca

 

Durante o primeiro semestre, cada ano de escolaridade desenvolveu um tema específico onde foram trabalhados os seguintes temas: poluição, doenças endêmicas, sexualidade, saneamento básico, cuidados com o corpo e saúde mental, drogas lícitas e ilícitas.

O 6º ano trabalhou a poluição, usando a arte para reciclar, reutilizar e reduzir; Planeta Terra e Planeta água para abordar a contaminação do solo, doenças em solo contaminado, contaminação do lençol freático e lixo no chão.

 

Trabalhos realizados pelos alunos

 

As turmas de 7º ano ficaram responsáveis pelas doenças endêmicas, representações do corpo, saúde como mercadoria, bactérias e vírus, infecções bacterianas e viróticas, agentes contaminantes da saúde em Santa Cruz, a peste negra na idade média, disseminação de doenças e mapeamento de doenças endêmicas nos bairros do Rio de Janeiro.

O 8º ano desenvolveu trabalhos sobre sexualidade, práticas coletivas em espaços públicos, puberdade, igualdade de gênero, empoderamento feminino, desconstrução de conceitos sobre o corpo feminino, violência contra a mulher, desconstruindo padrões de beleza, sexualidade através da dança, as relações da nobreza européia influenciando o comportamento da sociedade no Brasil, DST, liberdade sexual e respeito às diferenças.

 

Peça sobre igualdade feminina

 

As turmas do 9º ano realizaram trabalhos sobre saneamento básico, movimento em fotografia – da cultura hippie ao hip-hop, direito universal ao acesso a água, água como molécula vital, saneamento básico, Estação de Tratamento do Guandu, bairros e cidades sustentáveis, a reforma urbana no século XX, migrações de residências da cidade para o morro, mapeamento dos continentes e países com maior deficiência de saneamento.

As turmas de PEJA ficaram responsáveis pela imagem como padrão cultural, sociedade viciada, consequências individuais e sociais do uso das drogas lícitas e ilícitas.

 

Aluna do PEJA na apresentação do trabalho

 

— Fizemos um bazar sustentável mostrando que aquilo que não serve para mim pode servir para o outro. Os trabalhos ficaram dispostos em sala de aula de acordo com os temas, aberto a visitações da comunidade escolar e comunidade em seu entorno e ao final houve uma degustação de alimentos e sucos feitos com reaproveitamentos. Foi muito gratificante para nós vermos o empenho de cada aluno pelo projeto. Recebemos a comunidade de braços abertos, assim como alguns amigos da 10ª CRE. — afirma a diretora Adriana.

 

Quer saber mais sobre o trabalho?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.076) E. M. Professora Eulália Rodrigues de Oliveira Vieira
Telefone: 3365-2504
Email: emevieira@rioeduca.net

 


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 28/07/2017

Conta e reconta o mundo do faz de conta

Tags: 10ªcre.

 

O Projeto da E. M. Bertha Lutz foi desenvolvido a partir da reflexão dos resultados alcançados pelas turmas da escola em relação à questão de leitura e escrita.

 

A E/CRE (10.26.010) Escola Municipal Bertha Lutz está localizada à Estrada do Piaí, 2075 – Praia da Brisa – Guaratiba, zona oeste do Rio de Janeiro. A unidade escolar atende a 21 turmas, com 760 alunos, do 1° ano ao 6° ano experimental e Classe Especial. Tem como diretora, a professora Rosangela Cerqueira de Abreu, como diretora adjunta, a professora Cristina Espírito Santo, e como Coordenadora Pedagógica, a professora Ana Maria Zine Diniz. Possui 36 professores e 15 profissionais no grupo de apoio.

 

Parte da equipe da escola

 

O grupo de professores é engajado na proposta do Projeto Político Pedagógico, que é proporcionar leitura e escrita dentro de uma proposta de letramento, criando um ambiente alfabetizador e dinâmico.

No dia 26 de maio, a escola recebeu a comunidade escolar para uma exposição das atividades desenvolvidas pelos alunos e apresentação da peça teatral "Somos todos iguais", com o grupo Criadarte. Esta iniciativa faz parte da primeira etapa do projeto "Conta e reconta o mundo do faz de conta", desenvolvido pela unidade em 2017.

 

Encerramento da primeira etapa do projeto

 

— Foi muito gratificante, a comunidade compareceu em peso e estava completamente envolvida com as ações do projeto. Os alunos apresentaram aos responsáveis cada etapa do trabalho desenvolvido, sendo os próprios cicerones, participando ativamente de todos os momentos. — afirma a diretora Rosangela

 

Participação dos responsáveis

 

O projeto emergiu a partir da reflexão dos resultados alcançados pelas turmas da escola em relação à questão de leitura e escrita, quando a direção constatou que as turmas necessitavam de mais atividades nesta área.

Porém, o presente projeto queria desenvolver tais atividades de forma diferenciada e dinâmica e, assim, foi desenvolvido a partir da Literatura Infantil, abarcando a tipologia textual, oficinas de leitura, oficinas de produção textual, dramatização, fantoches, vídeos, músicas, além de contar com a participação da comunidade.

O projeto foi dividido em três etapas e os frutos deste trabalho já estão aparecendo, pois os alunos melhoraram no processo de leitura e escrita, a comunidade esta mais participativa e envolvida com os trabalhos da escola, pois uma das propostas deste projeto é uma escola aberta e dinâmica que envolva a todos no processo ensino-aprendizagem.

 

Trabalho realizado pelos alunos

 

Trabalho realizado pelos alunos

 

Além disso, a unidade ainda contou com a realização de outra ação, a campanha "Aqui é um lugar de Paz", onde toda a escola está inserida na busca por um lugar de paz e atividades direcionadas para superar conflitos sociais são constantes. A escola também participa dos projetos Compasso (programa socioemocional), Cineclube e circuito Reimagine, que é uma ação conjunta com a sala de leitura.

 

Quer saber mais sobre o trabalho?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.26.010) E. M. Bertha Lutz
Telefone: 3377-1236
Email: emblutz@rioeduca.net

 

 


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 14/07/2017

Valorizando o Meio Ambiente

Tags: 10ªcre, meioambiente.

 

Alunos da escola Tenente Renato César realizam trabalho sobre a preservação do meio ambiente.

 

A E/CRE (10.19.012) Escola Municipal Tenente Renato César está localizada à Avenida Areia Branca, 1510 - Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro. A unidade escolar atende a 28 turmas, com 877 alunos, do 1° ao 6° ano e Classe Especial. Tem como diretora, a professora Dayse Gomes de Souza Bento; como diretora adjunta, a professora Tatiane Dantas de Carvalho; e como Coordenadora Pedagógica, a professora Juliane Cardozo da Silva Dantas.

 

Alunas do 2° ano apresentando trabalho sobre a preservação do meio ambiente

 

A cada dia observamos que a humanidade não se dá conta da importância da preservação do meio ambiente. Faz-se necessário conscientizar os alunos sobre a importância de efetivar ações que contribuam para esse fim e que mobilizem toda a sociedade de forma que possamos colaborar para a construção de um mundo melhor e essa é a proposta do Projeto Político Pedagógico da E. M. Tenente Renato César.

A Educação Ambiental é muito mais do que conscientizar sobre o lixo, a reciclagem e a poluição. É trabalhar situações que possibilitem a comunidade escolar a pensar propostas de intervenção na realidade que os cerca. Ela será o elo entre todas as disciplinas que favorecerá a valorização da vida e, consequentemente, do meio ambiente.

 

Alunas do 2° ano apresentando trabalho sobre a preservação do meio ambiente

 

— O objetivo deste projeto é proporcionar o conhecimento e a conscientização dos alunos acerca dos temas: meio ambiente e cidadania, desenvolvendo a construção de atitudes para preservação com desenvolvimento sustentável. Compreender o que devemos desenvolver para fazermos nossa parte é fundamental no desenvolvimento desse processo. — afirma a coordenadora Juliane.

 

Alunos do 2º ano conhecendo e valorizando a importância do plantio de árvores

 

As atividades trabalhadas sobre o meio ambiente envolveram todos os segmentos da Unidade Escolar, bem como todas as disciplinas. Em especial, a disciplina de Artes, uma vez que, foram utilizadas em diversas atividades as práticas de desenho, pintura, recorte e colagem. A professora de Artes, Juliana Rezende, conseguiu abranger o tema de maneira bem lúdica e criativa com todas as turmas da escola.

— A escola é muito tranquila. Temos uma equipe muito boa e bastante participação dos responsáveis. Durante a semana do meio ambiente, foram realizadas confecções de bolsas, de telefone sem fio, de biboques utilizando garrafa pet e cartazes inspirados no artista Vik Muniz. — afirma a professora Juliana.

 

Bolsas confeccionadas com garrafa pet (Turmas do 4º ao 6º ano)

 

Quer saber mais sobre o trabalho?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.012) E. M. Tenente Renato Cesar
Telefone: 3395-1495
Email: emtrcesar@rioeduca.net

 

 


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 30/06/2017

EXPO MPF

Tags: 10ªcre.

 

Pelo segundo ano consecutivo, a Escola Manoel Porto Filho realiza grande exposição de trabalhos. Este ano o tema foi "Profissões".

 

A E/CRE (10.19.060) Escola Municipal Manoel Porto Filho está localizada à Rua Pirapetinga, s/n° - Paciência - Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A Unidade atende a 26 turmas com 870 alunos do 6° ao 9° ano, Projetos (Realfa, Acelera 6 e Acelera 8) e Classes Especiais (TGD e DI). Todas as turmas são de horário parcial. Tem como diretor, o professor André Luiz de Macedo, como diretora adjunta, a professora Flávia do Nascimento Siqueira Freitas e como coordenador pedagógico, o professor Leonardo Paula Fraga de Castro.

Em 2016, surgiu na escola o projeto “EXPO MPF”, com o tema livre, pois o foco era necessidade dos alunos em expor seus trabalhos e pesquisas de forma a melhorar sua comunicação e, além disso, mostrar de diversas formas seus conhecimentos. Foi um trabalho muito importante e o apoio de todo o grupo docente foi fundamental para o sucesso da atividade.

Os professores deram todo o suporte aos alunos e os trabalhos foram maravilhosos, mesmo com os alunos não possuindo o hábito de se comprometerem com trabalhos de pesquisas e em grupo, mas o resultado foi surpreendente. Diante do sucesso da primeira edição, a direção da Unidade Escolar decidiu repetir o projeto em 2017, com o foco em ampliar os conhecimentos sobre o universo das profissões e as possibilidades de futuro.

Com isso, nos dias 1° e 2 de junho de 2017, foi realizada a segunda grande exposição de trabalhos, e o tema central foi “Profissões”, que, através do trabalho e esforço dos alunos, ficaram claros seus sonhos e como fazer para que possam compreender os caminhos a serem seguidos para alcançá-los.

 

Alunos na EXPO MPF

 

O evento ocorreu nos espaços da escola e as apresentações dos trabalhos foram estruturadas de várias maneiras, como por exemplo: palestras com profissionais de diversas áreas. Os alunos puderam contar com a colaboração de dois professores por turma para orientar com os temas escolhidos e no dia das apresentações outros dois professores foram selecionados para a avaliação dos trabalhos, que se basearam nos aspectos visuais - estrutura, organização, criatividade - e nos aspetos de domínio do tema - comunicação verbal, explicações sobre os questionamentos dos avaliadores.

A contribuição social desse tema vem ao encontro de uma reflexão do futuro e uma conscientização da realidade através da importância dos estudos e conhecimentos que devem ser adquiridos para a conquista da profissão sonhada. O piso salarial, a importância dos conhecimentos adquiridos na escola, carga horária e relevância social da profissão foram enfatizados nos trabalhos.

 

Alunos na EXPO MPF

 

— Observamos que para a quebra de paradigma de um grupo é necessário a oferta de variadas experiências e, caminhando neste sentido e através dos resultados obtidos, estamos motivados para as próximas atividades de cunho extracurricular saindo do padrão de aulas tradicionais. O que podemos observar foi uma maior desenvoltura das ideias por parte dos alunos, o que não observamos em atividades tradicionais da escola. — afirma o diretor André.

Para participar do evento, foram convidados o professor Álvaro Jorge do Núcleo de Educação Ambiental da 10ª CRE, juntamente com o grupo do Almanaque das Profissões FCC SA, que ministrou uma palestra sobre profissões para o grupo do 9º ano participaram do evento e uma Engenheira Química que compartilhou informações sobre sua profissão

A atividade foi muito enriquecedora e proporcionou aos alunos uma reflexão sobre suas futuras escolhas profissionais, uma vez que foi aberto um leque de profissões ainda não conhecido pelos mesmos.

 

Aluna na apresentação do trabalho na EXPO MPF

 

— Nossos alunos têm um potencial muito bom, fizeram excelentes desenhos e maquetes. Se envolveram de forma surpreendente. Não foram os professores que explicaram para eles o caminho a seguir para alcançar a profissão desejada. Foram os próprios alunos que tiveram todo o trabalho de descobrir o passo a passo que eles deverão seguir para se tornarem profissionais qualificados e bem remunerados. Esperamos que nossos alunos tenham foco e sigam determinados a se tornarem profissionais brilhantes. — declara a diretora adjunta Flávia

 

Trabalho de fotografia na EXPO MPF

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.060) E. M. Manoel Porto Filho
Telefones: 3407-8915
Email: emportofilho@rioeduca.net

 


 


   
           



Yammer Share