A A A C
email
A Revolução Acontece: o blog da SME
Retornando 93 resultados para o mês de 'Setembro de 2011'

Sexta-feira, 30/09/2011

Educação: por um Mundo Melhor!!

Tags: 6ªcre, gec, protagonismojuvenil.

 

 

 

 

Não há nada que cause mais alegria a um professor do que ver seus alunos ou ex-alunos superando-se, conquistando vitórias! Foi com grande emoção que a professora Heloisa Mesquita, do Ginásio Experimental Carioca Coelho Neto / 6ªCRE, nos repassou hoje (por e-mail) que as alunas Bianca Ferreira e Ingrid Assunção, da turma 1805, foram as vencedoras do concurso cultural Rock in Rio 2011 (saibam mais sobre a proposta do concurso clicando aqui), com a poesia "Por um mundo melhor", resultado do trabalho realizado na disciplina Protagonismo JuvenilE como todo aluno de nossas escolas é aluno de todos nós, educadores, compartilhemos também desta alegria!

 

PARABÉNS!

 

 

POR UM MUNDO MELHOR


ESPERO UM DIA VIVER NUM MUNDO SEM DIFERENÇAS
ONDE COR E APARÊNCIA NÃO INFLUENCIEM 
NAS DECISÕES

SÃO COISAS QUE NÃO FAZEM SENTIDO

UMA CRIANÇA SEM ABRIGO
SEM TER NO QUE SE ESP
ELHAR

COMO VAMOS ACABAR COM A DISCRIMINAÇÃO

E AS GUERRAS NO ALEMÃO SEM TEMPO DE PARAR?
MAS PRA TUDO EXISTE UM JEITO

ONDE O JEITO SEM JEITO RENASCE DO PÓ
E A ESPERANÇA INSISTE
SE TORNA CONSCIENTE

COMEÇO A ENXERGAR A PAZ
VAMOS MUDAR A TRAJETÓRIA
ESCREVER A HISTÓRIA
DE UM PAÍS CAMP
EÃO

ONDE AS DIFERENÇAS NÃO EXISTEM
A PAZ RESISTE
EM NOSSA NAÇÃO
MESMO O MUNDO SOFRENDO, 
CONTINUO DIZENDO:

DIFERENÇAS SÃO NORMAIS
TODOS SOMOS IGUAIS

 

(Bianca Ferreira e Ingrid Assunção, turma 1805GEC Coelho Neto)

 

 

 

 

 

Aproveito a oportunidade para divulgar outro trabalho interesante do Ginásio Experimental Carioca Coelho Neto, uma realização Cineclube Coelho Em Cena: "'Careta ao preconceito, à segregação e à exclusão'. Careta, para simbolizar o NÃO ao preconceito, à segregação e à exclusão. Um viva à diversidade, outros às várias belezas, e um NÃO ao padrão de beleza exigido e quase inexistente" -  assim definem a proposta de trabalho os realizadores do filme.

 

 

CARETA AO PRECONCEITO, À SEGREGAÇÃO E À EXCLUSÃO

 

 

Visitem o blog do Ginásio Experimental Carioca Coelho Netohttp://geccoelhoneto.arteblog.com.br/

 

 

 

 

 

 

                                           

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 30/09/2011

Creche Municipal Estrelinha Dourada, colorindo a vida com o projeto “Cores em todo lugar”.

Tags: 5ªcre, blogsdeescolas.

 

O blog da Creche Municipal Estrelinha Dourada está entre os mais recentes da rede muncipal.

 

 

A Creche Municipal Estrelinha Dourada fica situada a Rua Marechal João Adil de Oliveira, 25, bairro de Irajá, e atende a 50 crianças da Educação Infantil/Creche.

 

Na direção estão as profªs Eizabeth e Fabiana.

 

E é a profª Fabiana quem nos conta como direção e equipe pensaram num tema que pudesse direcionar o trabalho pedagógico em 2011.

 

"Pensamos num tema que pudesse ser ao mesmo tempo, abrangente e de grande interesse das crianças. A primeira idéia que tivemos foi: CORES.


Elas estão presentes em todo lugar e são algumas das primeiras percepções das crianças.
 

 

A influência das cores pode ser notada não somente nos objetos, na decoração, mas também na energia, na expressão de um sentimento, traduzindo o estado de ânimo das pessoas e a maneira como gostariam de ser vistas.


Dessa forma chegamos ao projeto: “Cores em todo lugar”.

 


Equipe Técnico-pedagógica

 

Objetivos do projeto:
 

  • Identificar no nosso espaço escolar, no ambiente familiar e no meio ambiente - através dos objetos, pessoas, alimentação, roupas, animais, plantas, etc. - as cores, e o que elas apresentam e representam;

  • Incentivar as interações das crianças com o próprio corpo, com o outro e com o ambiente, explorando as cores, sons, cheiros, sabores, texturas e temperaturas que nos cercam;

  • Desenvolver a observação, classificação, comparação e formulação de hipóteses;

  • Valorizar hábitos de cuidado e preservação do meio onde se vive;

  • Desenvolver através da observação de diversas telas o pensamento, a sensibilidade, a imaginação, a percepção;

  • Oportunizar a vivência do fazer artístico por meio da apreciação de obras de arte e da experimentação através da pintura, do desenho, da colagem, envolvendo diversos materiais de maneira criativa, despertando os talentos e habilidades;

  • Brincar com as cores, por intermédio de músicas, parlendas, brinquedos, etc...
     

 

 

 

 

Creche Municipal Estrelinha Dourada

 

Com o intuito de garantir o desenvolvimento de atividades que contemplem todas as áreas do conhecimento e para melhor organização dos tempos na articulação das atividades, dividimos este tema em três subprojetos de trabalho: “Cores da Nossa Vida”, “Cores da Natureza” e “Criando com as Cores”.

 

Embarque conosco neste maravilhoso mundo colorido!"


 
 

 Venha conhecer o trabalho da Creche Municipal Estrelinha Dourada, acessando aqui.
  

 Se você, professor, ou sua escola, desenvolveu ou desennvolve algum projeto escreva para nós através dos e-mails de cada Representante de CRE.

Para saber, clique na foto da Equipe Rioeduca e procure a representante de sua CRE.

 

 

 

                                          

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 30/09/2011

Uma Horta Orgânica na EM Edmundo Lins

Tags: educação.



 

        "A Escola Municipal Edmundo Lins, está realizando o projeto “Horta Orgânica – Diferentes formas de cultivar os alimentos”.

 

O projeto inicialmente era para ser realizado apenas com a turma 8.501 do projeto “Tecendo Saber”, mas o sucesso da horta orgânica foi tanto que resolvi fazer também com a minha outra turma de 4º ano, a 1.401. E outras turmas da escola também pedem para suas professoras fazerem parte da horta.

 

Os alunos estão muito empolgados com o cultivo desses alimentos. Temos o cultivo de alface, coentro, manjericão, cebola, abóbora, pimentão, salsa, feijão, mamão, tomate, etc. A primeira coisa que os alunos fazem ao chegar na escola é regar sua plantação. Cada aluno é responsável por um tipo de plantação. Tem alunos, inclusive que pedem para plantar outra coisa pois querem mais. Eles estão muito engajados no projeto. Quando um colega falta, eles querem ajudar, cuidar, regar a plantação de quem faltou para não deixar morrer! O momento que eles mais curtem é quando cada plantação começa a crescer. Seja plantação sua ou de um amigo, quando esta começa a florescer , é festa total. Muitos começaram inclusive a cultivar sua hortinha particular em casa.
         Os alunos sentem-se motivados, querem toda hora estar perto da horta, olhar, identificar as diferenças de um vegetal pro outro, de uma semente para outra. Eles pesquisam para que serve cada tempero plantado, cada fruto, cada verdura. É uma descoberta a cada dia!

 

Foi um orgulho para mim quando escutei do meu aluno Felipe Valiente a seguinte frase “Professora, essa planta, pra mim, é como se fosse um filho!”. É muito gratificante ver alcançado o objetivo de um trabalho feito com tanto carinho para eles.

 

Estou muito feliz, tanto na turma de projeto, quanto na turma de 4º ano. O objetivo nas duas turmas foi alcançado e os alunos adoraram a atividade que ficou famosa na escola." Texto: Professora Juliana Lotufo.

 

Parabéns à Professora Juliana e aos seus alunos por realizarem esse excelente trabalho!

 

                                           

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 30/09/2011

Escritor e Poeta Carlos Maul

Tags: 8ªcre.

 

 Carlos Maul

 

Carlos Maul era descendente de colonos alemães e nasceu em 2 de setembro de 1887, em Petrópolis.

 

Veio para o Rio de Janeiro em 1904 para completar os estudos. Tornou-se jornalista, escritor e poeta, elogiado e festejado por Olavo Bilac, João do Rio e outros tantos!

 

Carlos Maul foi membro atuante da Sociedade Brasileira de Geografia e de Filosofia.

 

Foi redator do "Correio da Manhã", "A Imprensa", "Gazeta de Notícias" construindo sólida reputação profissional e brilhante carreira!

 

Escreveu artigos diários para os jornais "A Notícia" e "O Dia" até os anos 70.


Em 1910 lançou seu primeiro livro de poesias chamado "Estro", que foi editado em Portugal.

 

Durante toda sua vida publicou cerca de 60 livros de poesia, teatro, traduções, história e crítica literária. Dentre as suas mais conhecidas obras está: "A Marquesa de Santos".

 

Carlos Maul faleceu em 1974, aos 87 anos de idade, deixando um exemplo de amor à poesia, à cultura e aos livros!

 

A Escola Municipal  08.33.037 Carlos Maul segue o exemplo de seu patrono incentivando a leitura como fonte de aprendizado e desenvolvimento.

Nesta escola oferece-se uma educação de qualidade para os alunos do bairro de Realengo.

 

                                                  Foto: Colaboração da diretora adjunta Eliana Maria

 

Se você é da 8ª CRE e quer ver as realizações de sua escola neste espaço, entre em contato com

neildasilva@rioeduca.net
 

 

                                          

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


   
           



Yammer Share