A A A C
email
Retornando 26 resultados para o mês de 'Agosto de 2018'

Sexta-feira, 31/08/2018

Redescobrindo: Brincando com a Ortografia - Classe Especial em Ação

Tags: redescobrindo, 7ªcre, ortografia.

 

Semana Nacional da pessoa com deficiência intelectual e múltipla

De 21 a 28 de agosto

 

Nesta semana foi a vez da classe especial da Escola Municipal Desembargador Ney Palmeiro mostrar as descobertas que têm feito no canal Redescobrindo, administrado por Juliana rebelo e Lyvia teixeira, professoras da mesma escola.

No segundo bimestre, a professora Alessandra Cássia utilizou uma série de vídeos do canal para mediar a aprendizagem de seus alunos, a fim de estimular a ortografia da turma, ela iniciou com o vídeo “Redescobrindo a letra q.

 

Veja o vídeo abaixo:

 


 

O vídeo tem uma abordagem lúdica sobre a correta utilização da letra q nas palavras. E para facilitar a compreensão dos alunos, a aula virtual inicia-se com uma dramatização com dedoches, protagonizada pelas letras do alfabeto. No enredo, depois de tantos desencontros, a letra 'q' enfim encontra seu amigo inseparável 'u'.

 

 

 

Após assistirem a proposta do vídeo, os alunos da classe especial foram estimulados a construírem palavras com o alfabeto móvel. Esse tipo de recurso facilita a identificação das letras e dá ao aluno mais segurança para testar possibilidades na escrita.

 

 


 

A atividade foi realizada pelos alunos com muita alegria e dedicação, o estímulo da professora aliado a utilização das letras no youtube, cria um ambiente divertido para o exercício da leitura e da escita.


Para ampliar o vocabulário dos alunos e a percepção das palavras, a professora utilizou também o vídeo “Redescobrindo o alfabeto” e realizou com os alunos a trilha proposta na videoaula.

 

 


 

 

A trilha do alfabeto foi adaptada para a realidade da turma e cada aluno da classe pintou uma letra ajudando a compor o recurso. Manipular e pintar as letras auxilia a assimilação do conteúdo facilitando o caminho da aprendizagem.

 




 



Nesta turma, os recursos físicos e digitais, a disposição da escola, estão sendo mediados pela professora conforme a sua necessidade. A atividade foi tão significativa para a classe especial que decidiram realizar o desafio de casa proposto pelo vídeo.

 

 

 

 

A professora Alessandra está realizando um belíssimo trabalho de estímulo a aprendizagem dos alunos e de aproximação das famílias da escola, dentre as inúmeras estratégias e esforços que ela tem implementado, estão as sugestões do canal Redescobrindo. Os alunos assistem às vídeoaulas também em casa junto com os responsáveis, dando continuidade ao conteúdo iniciado na escola.

 

 

 


Apesar das necessidades especiais, essa turma está mostrando que todos podem aprender.

 

Quer saber mais sobre?

Unidade Escolar: E.M. Desembargador Ney Palmeiro

E-mail: empalmeiro@rioeduca.net

Tel.: 2408-6042 / 2408-5482

 

Contato para publicações:


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 24/08/2018

Semana de Debates Sobre Africanidades

Tags: 10cre, cre10, áfrica.

 

O projeto foi pensado para que os alunos pudessem refletir sobre o tema. Afinal, são 130 anos de liberdade. Realidade ou Ilusão?

 

A E/CRE (10.19.054) Escola Municipal Adalgisa Nery está localizada à Rua Eduardo de Aguiar Filho, s/n - Conjunto São Fernando, Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A unidade atende 484 alunos do segundo segmento (6° ao 9° ano) e projeto Aceleração 8. Desde 2017, a Unidade Escolar tornou-se Ginásio Carioca, com atendimento em turno único. Tem como diretora, a professora Marcia Cristina Matos de Figueiredo, como diretora adjunta, a professora Cátia Simone Pereira de Sousa e como Coordenadora Pedagógica, a professora Danielle Maria da Silva Borisff.

 

Um dos projetos desenvolvidos pela Unidade Escolar em 2018 foi a Semana de Africanidades, a qual foi idealizada pelo professor de História e membro do Departamento Cultural do G.R.E.S. Portela, Ygor Lioi, e contou com apoio da equipe gestora e todo corpo docente.

 

 

Equipe gestores, professores e palestrantes

 

 

O projeto tinha como objetivo primeiro reafirmar o legado da África para a sociedade brasileira, em suas mais distintas vertentes, passando pela culinária, musicalidade, religiosidade, cultura popular entre outros. Além disso, buscou-se debater o papel do homem negro e da mulher negra na atual sociedade e entender a política do Estado com relação às populações negras e mais pobres. A ação vai de acordo com a Lei 10.639/03, que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana do Ensino Fundamental até o Médio (decretada em 9 de janeiro de 2003).

 

Foram 5 dias de palestras, contemplando 4 turmas: 1901, 1902, 1903 e 1801, envolvendo ao todo quase 200 alunos. Participaram dos debates pessoas ligadas às Universidades Públicas, políticos, cineastas, membros de Escolas de Samba, delegado de polícia, entre outros.

 

Dia 1 - Palestra: Panorama da Sociedade Escravocrata do Século XIX - Mercado de Escravos e o Pós-abolição

O primeiro dia de palestras aconteceu com a participação de Thiago Mantuano, doutorando e mestre no curso de História Social da Universidade Federal Fluminense e Dr. Carlos Eduardo Costa, Professor Adjunto da UFRRJ. Nesse dia, os alunos puderam aprofundar seu conhecimento sobre o cotidiano e as relações existentes na época da Escravatura e, também, entender que o negro é agente de sua própria história. Mesmo sendo subjugado, ainda assim, tinha margem para negociações e desenvolvia atividades de alta complexidade dentro daquela sociedade.

 

Dia 2 - Palestra sobre: O legado da Cultura Africana na Cultura Popular

O segundo dia de palestras aconteceu com a participação de Nathalia Sarro, graduanda em História pela UFF, integrante do departamento cultural da Unidos de Vila Isabel, desde 2014, estudante da Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Nesse dia, os alunos da Unidade foram os primeiros da Rede Municipal a assistir o documentário Kizomba, 30 anos de um grito negro na Sapucaí, documentário de Nathalia Sarro. Após a exibição do filme, os convidados falaram sobre como foi a produção da obra, além, é claro, de explicitar características dentro das Escolas de Samba e no Carnaval Carioca que são legados da África para nossa sociedade. O desfile retratado no vídeo, ocorrido em 1988, marcou a comemoração dos 100 anos da Abolição da Escravatura e deu o primeiro título da Unidos de Vila Isabel.

 

2° dia de palestras

 

 

Dia 3 - Palestra sobre: O legado da Cultura Africana na Musicalidade

O terceiro dia de palestras aconteceu com a participação de Ruan Lucena, Historiador/Professor formado pela UNIRIO em 2017, carnavalesco do G.R.E.S. Rosa de Ouro para o carnaval 2019, Caio Sérgio de Moraes, mestre em História Social pela Universidade Federal Fluminense, pesquisador atuante nas áreas de cultura e Religiosidade afro-brasileira nos períodos imperial e republicano brasileiro e Matheus Luciano, graduado em História pela Universidade Federal Fluminense. Nesse dia, os palestrantes focaram no gênero samba, para falar sobre o legado de África para o Brasil. Além disso, relacionaram a importância das mulheres para formação do gênero musical em questão; o papel do sambista na sociedade entre outros.

 

Dia 4 - Palestra: A política antidrogas e o extermínio das populações negras

O quarto dia de palestras aconteceu com a participação do Delegado de Polícia Civil do Rio de Janeiro, mestre em Ciências Penais (UCAM), doutor em Ciência Política (UFF), secretário geral da Leap Brasil (Agentes da Lei Contra a Proibição) e militante do Movimento Policiais Antifascismo. Nesse dia, o palestrante falou sobre sua experiência de vida no cotidiano da Polícia Civil e sobre os estudos que desenvolveu no Doutorado e no Mestrado, que resultaram na publicação de livros: Indignos de Vida, A forma jurídica da política de extermínio de inimigos na cidade do Rio de Janeiro e Acionistas do nada: Quem são os traficantes de drogas?

 

Dia 5 - Palestra: O Papel do homem negro na sociedade

O quinto dia de palestras aconteceu com a participação do Historiador Ramon Serra, formado na UFF, professor de História em cursos pré-vestibulares e youtuber no canal Lab Humanas, Edson Santos, ex-deputado federal e ex-ministro-chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e Ronald Sorriso, ex-presidente da UNE e atual secretário da Juventude do Partido dos Trabalhadores. Nesse dia, os palestrantes falaram sobre sua experiência de vida, tocaram em assuntos atuais como o racismo, o processo de racialização, entre outros.

 

 

Último dia de palestra

 

 

"As ações propostas pela semana de Africanidades foram quase que todas contempladas. O processo de reflexão proposto pelos convidados foi bem visto pelos alunos, gerando questionamentos dentro e fora da sala de aula. Sendo assim, o processo de ensino-aprendizagem, fugiu do lugar comum, sendo levado a um debate profundo sobre temas de ampla relevância social."afirma a diretora Marcia.

 

 

Parabéns ao professor Ygor Lioi e a toda  equipe pela iniciativa de sucesso

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.054) Escola Municipal Adalgisa Neri
E-mail: emaneri@rioeduca.net
Telefones: 3395-1845

 


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 24/08/2018

Releitura dos Quadros de Romero Britto na E.M. Aspirante Carlos Alfredo

Tags: 5ªcre, romero britto, arte, releitura.

 

Na Escola Municipal Aspirante Carlos Alfredo, a professora Vivian Pandolpho trabalhou com seus alunos de 3º ano as obras do artista Romero Britto. Confira!

 

 

No mês de junho de 2018, a professora Vivian Pandolpho fez uma atividade com sua turma de 3º ano de releitura dos quadros de Romero Britto. Essa atividade foi precedida de uma conversa com os alunos sobre o artista plástico e sua biografia, uma exposição dos seus quadros e uma análise em conjunto dos padrões do seu trabalho.

 

 

Após esse primeiro contato com o artista, a professora propôs a turma que eles fizessem uma nova interpretação das obras de arte apresentadas, onde cada aluno usaria seu estilo próprio, mas sem fugir ao tema original da obra do artista. Sendo assim, os alunos escolheram dois quadros para que releitura fosse realizada.

 

 

A atividade se desenvolveu da seguinte forma:

  1. Os alunos recortaram os moldes para riscar os quadros;
  2. Fizeram o contorno com tinta preta;
  3. Pintaram parte dos quadros com giz de cera, observando o padrão;
  4. A professora colocou pregos em partes estratégicas dos quadros e os alunos trançaram com lã colorida.

 

Turma 1303 com a professsora

 

Sobre Romero Britto:

Biografia

Romero Francisco da Silva Brito (Recife, Pernambuco, 1963). Começa a pintar aos 8 anos e aos 14 participa de exposição em Brasília e vende seu primeiro quadro à Organização dos Estados Americanos (OEA). Inicia o curso de direito na Universidade Católica de Pernambuco, em 1980, mas suspende os estudos para viajar a Miami, Estados Unidos, onde faz trabalhos informais e deixa suas obras em galerias. Em 1989, é convidado a participar de campanha publicitária da vodka Absolut, cujas embalagens contam com reproduções de obras de artistas, como os estadunidenses Andy Warhol (1928-1987) e Roy Lichtenstein (1923-1997). Um ano depois, abre a Britto Central, empresa que comercializa produtos estampados com reproduções de seus quadros. Nos anos 1990 e 2000 seu trabalho é exposto em diversas mostras na Flórida, Estados Unidos, e em exposições europeias como a Bienal Internacional de Arte Contemporânea em Florença (2005), Itália, e na feira Arte Basel (2006), Suíça. Ao mesmo tempo, assina desenhos de diversas campanhas publicitárias da Pepsi e da Disney. Também realiza retratos de famosos, como o do cantor Michael Jackson (1958-2009) e o da princesa inglesa Diana Frances Spencer (1961-1997). Em 2005, recebe do então governador da Flórida, Jeb Bush (1953), o título simbólico de Embaixador das Artes na Flórida, Estados Unidos. Em 2010, lança o livro Happy pela Universe Publishing. Possui mais de cinco mil obras espalhadas por 400 países. Sua galeria de arte, localizada em São Paulo, é dirigida por sua irmã, Roberta Britto.

 

 

Análise da Trajetória

No trabalho de Romero Britto é possível encontrar multiplicidade de cores, com predomínio das primárias, e traços pretos e grossos. Britto realiza retratos de personalidades, como da cantora inglesa Madonna (1958) e do monge budista Dalai Lama (1935). Entrecortadas, as personagens são compostas por diversas padronagens, que também preenchem o fundo das telas. As formas geométricas e os traços que atravessam os rostos lembram pinturas do cubismo, como as de retratos do pintor espanhol Pablo Picasso (1881-1973). A desproporcionalidade dos rostos e corpos de Picasso não se mantém no desenho de Britto. Nesse aspecto, há mais proximidade com obras de grafite, como as do artista estadunidense Keith Haring (1958-1990). A semelhança com o grafite também está nas obras de grandes proporções feitas para as ruas, como o painel de 50m2 instalado em Poá, grande São Paulo, em 2015. Além dos retratos e painéis, Britto dedica-se aos produtos de sua marca, pensados para a reprodução em larga escala. Esse trabalho se repete nas parcerias realizadas com marcas populares, para as quais projeta desenhos das embalagens. Trabalha também com marcas como a britânica Bentley, de automóveis de luxo.

Fonte: http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa261334/romero-britto 

 

Professora Vivian Pandolpho

Sobre a escola:

Unidade Escolar:  Escola Municipal Aspirante Carlos Alfredo
Diretor: TEREZA DE JESUS COSTA SANTOS ROCHA
Endereço: Rua Ibia 105, Turiaçu.
Telefone: 3018-2591 | 3018-2629
E-mail: emalfredo@rioeduca.net 

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 23/08/2018

Projeto "Cada continente, uma cultura diferente" na E. M. Fernando Costa

Tags: 9cre, cultura, projetos, 9ªcre.

 

A E. M. Fernando Costa realizou a apresentação final do projeto “CADA CONTINENTE UMA CULTURA DIFERENTE” com os alunos da Educação Infantil ao 6º ano, envolvendo responsáveis, professores, funcionários e parceiros.

 

 

 

A diversidade cultural tomou conta da E. M. Fernando Costa durante todo o primeiro semestre de 2018. Especialmente, no dia 15 de junho, quando ocorreu a apresentação final do projeto Cada continente, uma cultura diferente. Muito entusiasmados, alunos, pais, funcionários e outros membros da comunidade escolar viajavam por vários países representados em cada sala de aula. Foi um show de encantamento!

 

Exposição México (América do Norte) 

 


Aproveitando o grande evento que foi a Copa do Mundo, o projeto  trabalhou e explorou a diversidade cultural existente no Brasil e no mundo, proporcionando às crianças o contato com outras culturas e consequentemente, com o novo, favorecendo o desenvolvimento da tolerância ao diferente e reforçando a autoestima e identidade de cada um.

 

 

Exposição México (América do Norte) 

 


Abordando valores, respeito ao próximo e regras de convivência em suas atividades, o projeto que envolveu alunos da Educação Infantil ao 6º ano, permitiu explorar todos os eixos (natureza e sociedade, linguagem oral e escrita, artes, matemática, música e movimento).

 

 

Exposição México (América do Norte) 

 

 

As turmas estudaram e pesquisaram a cultura de cada continente, com foco em algum país específico. Depois, elaboraram trabalhos, cartazes e maquetes para expor e apresentar no dia da culminância. Os responsáveis e demais integrantes da comunidade estiveram presentes nesse dia, conhecendo um pouco de cada continente ao entrar em cada uma das salas!!!

 

 

Na programação: 

 

  • Abertura: Dança
     
  • Sala 1 América do Norte 1201/1202
     
  • Sala 2 Ásia 1301/1302
     
  • Sala 3 Europa 1601/1602
     
  • Sala 4 África 1501/1502
     
  • Sala 5 América do Sul EI-51/EI-52
     
  • Sala 6 África (Foco na Nigéria) EI-41/EI-42
     
  • Sala 7 América Central 1101/1103
     
  • Sala 8 Oceania 1401/1102
     

 

Veja abaixo mais fotos dos trabalhos desenvolvidos.

 

 

Exposição Japão (Ásia):

 

Exposição Japão (Ásia)

 

 

Exposição Japão (Ásia)

 

 

Exposição Japão (Ásia)

 

 

Exposição Japão (Ásia)

 

 

Exposição Rússia (Europa):

 

 

Exposição Rússia ( Europa)

 

 

Exposição Rússia ( Europa)

 

 

Exposição África:

 

 

Animais da África

 

 

Exposição Nigéria

 

 

 

 

 

Roupas Típicas da África

 

 

Exposição África

 

 

 

 

Exposição América do Sul:

 

 

América do Sul

 

 

 Exposição América do Sul

 

 

 

 

 

Exposição Costa Rica (América Central)

 

Exposição Austrália e Oceania:

 

 

 

 

Exposição Austrália (Oceania)

 

Equipe de profissionais e direção da E. M. Fernando Costa

 

 

Visita da Supervisora Pedagógica Patrícia

 

 

Professor Voluntário Roberto 

 

O Projeto envolveu a todos, como pode-se observar nos depoimentos: 

 

“O projeto foi maravilhoso na E.M. Fernando Costa. Nossos alunos foram levados a um passeio pelos continentes, aprenderam e ensinaram um pouco mais sobre alguns países do mundo. Tudo lindo! Feito com seriedade, competência, capricho e com a participação de todos: professores, alunos e responsáveis.” Professora Marilene (1301 e professora de sala de leitura)

 

 

“Hoje foi dia de Feira Cultural na E. M. Fernando Costa e vou lhes contar uma coisa: a cada ano que passa me orgulho ainda mais dessa escola e do corpo docente que integra ela. Parabéns a todos os professores, alunos e demais funcionários que se envolveram neste projeto nos apresentando uma feira linda e de muita qualidade. Mais uma vez vocês nos provaram o quanto “o saber” é importante não só para as crianças, mas também para nós, pais e responsáveis. Passeamos pelos continentes e conhecemos a cultura e os hábitos de cada um deles. Ficou tudo lindo e vocês merecem toda nossa gratidão e respeito pelo trabalho inovador durante todos esses anos em que estamos juntos. A parceria alunos, responsáveis e escola está cada vez mais fortalecida. Mais uma vez, parabéns, pelo projeto que ficou maravilhoso!" Monique (Responsável pelo aluno Vinicius da Cruz da turma 1501)

 

 

“E. M. Fernando Costa mostrou mais uma vez o seu comprometimento com o a educação. Alunos, pais, professores e funcionários totalmente integrados! Faço parte de uma equipe maravilhosa!” Professora Lara (Ed. Física)

 

 

Parabéns à E. M. Fernando Costa por essa linda viagem de ensinamento e aprendizagens! 

 


Quer saber mais sobre este projeto? Faça contato:
Escola Municipal Fernando Costa
Endereço: Rua José Albano S/N Inhoaíba, Rio de Janeiro – RJ, 23073-720
Telefone: (21) 3394-6825
Responsável: VIVIANE MADALENY / DIRETOR IV

 

 

 


 


   
           



Yammer Share