A A A C
email
A Revolução Acontece: o blog da SME
Retornando 30 resultados para o mês de 'Julho de 2018'

Domingo, 29/07/2018

Julho de muito sucesso na 11ªCRE

Tags: 11ªcre, grêmio, festa junina, copa, alfabetizadores.

 

Julho está indo embora e deixou diversas boas lembranças aos alunos da 11ªCRE. Copa do Mundo, Grêmio Estudantil, Festa Junina, Time de Alfabetizadores.. Ufaa! Que venha agosto!

 

 

A Copa do Mundo na Rússia foi bastante trabalhada nas unidades escolares, por se tratar de uma temática prazerosa que vai muito além do futebol. Atividades envolvendo o tema nas disciplinas de história, geografia, matemática, português, etc se fizeram presentes, e a educação infantil não poderia ficar de fora, aproveitando para ensinar de maneira lúdica a identidade, autonomia e conhecimento de mundo aos alunos.

 

 

C.M. Cora Coralina

 

 

As eleições do Grêmio Estudantil movimentaram toda a rede Municipal e a posse solene ocorreu, certificando diversos presidentes eleitos.

 

Posse do Grêmio Estudantil 

 

 

Teve também a Mostra Pedagógica do Time de Alfabetizadores que foi um sucesso com exposição e apresentações orais dos trabalhos realizados, além é claro da Ciranda da Alfabetização.

 

 

Mostra Pedagógica do Time de Alfabetizadores

 

 

E a festa junina? Uma festa que envolve toda a comunidade escolar. Época de mostrar as atividades escolares desenvolvidas, além de ter comidas típicas, danças e brincadeiras !

 

 

EDI Tenente Pedro de Lima Mendes

 

 

Comunidade escolar no Arraiá do EDI Tenente Pedro de Lima Mendes

 

 

Teve também, na Arena Dicró, a apresentação da Orquestra nas Escolas com os alunos do Pólo do CIEP Dr. João Ramos de Souza.

 

 

 

 

Julho se encerra, juntamente com o fim do recesso escolar e início do Centro de Estudos, mas com um convite: Vamos a IX Jornada Pedagógica da Educação Infantil?

 

 

O aviãonzinho passou convidando para a 9ª Jornada Pedagógica da Educação Infantil

 

 

Um bom retorno a todos! E vamos compartilhar as práticas de sucesso das nossas escolas!
 

 

Quer saber mais sobre?

Gerência de Educação

Email: gedcre11@rioeduca.net

Tel: 3383-8144

 

 

Contato para publicações:


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 27/07/2018

Brincadeira Aqui é Coisa Séria

Tags: cre10, 10ªcre.

 

O grupo do EDI Profª Solange Inácia de Sá de Lacerda realmente leva a brincadeira a sério!

 

Em meio a brincadeiras projetadas especificamente para as crianças, com a utilização de diversos materiais, inclusive reciclados, voltadas para o desenvolvimento sócio motor, cognitivo e afetivo o EDI conseguiu conquistar diariamente o sorriso e carinho de seus alunos.

 

Diretora Lucia e Diretora Adjunta Paula

 

A E/CRE (10.19.821) Espaço de Desenvolvimento Infantil Professora Solange Inácia de Sá de Lacerda está localizado à Rua Treze s/n°, Conjunto Liberdade, Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A Unidade Escolar atende a 150 crianças de 6 meses a 3 anos e 11 meses, com 6 turma, sendo 1 de Berçário, 3 de maternal I e 2 de maternal II, tendo como diretora, a professora Luciana Guedes Vianna, como diretora adjunta, a professora Paula Barbosa de Oliveira dos Santos e como professor articulador, o professor Júlio de Moura Rebello.

 

Em conjunto, direção, professores e comunidade escolar, decidiram trabalhar a brincadeira, pois acreditam que a aprendizagem mais significativa para uma criança vem por meio do brincar.

 

Pensando na criança enquanto sujeito social, com características e necessidades próprias, a brincadeira torna-se uma atividade social específica e fundamental que garante a interação e construção de conhecimento de mundo pela criança. O brincar é um componente de suma importância na formação do sujeito. No brincar as crianças constroem e reconstroem as relações sociais, desenvolvem a criatividade e produzem conhecimentos.

 

— Todos nós fomos contagiados pela magia do brincar e as infinitas possibilidades que nos proporciona. As professoras interagem trocando experiências. Além disso, ficam atentas as sugestões trazidas por outros membros do grupo, das famílias e os mais entendidos no assunto - as crianças! O grupo inteiro abraçou o tema e nossos dias estão sendo bem divertidos e felizes. — declara a diretora adjunta, Paula.

 

O presente trabalho vem trazer aos leitores a importância do brincar como fonte de saber garantindo o desenvolvimento integral da criança na primeira infância.

 

Brincando de índio. Professora: Sabrina Medeiros com a turma EI-11.

 

 

Na primeira infância, as interações sociais são fundamentais para aprendizagem da criança em espaços coletivos. E é no ambiente escolar que o professor é o mediador da construção do conhecimento. Por este motivo é necessário o fortalecimento de práticas pedagógicas que favorecem o desenvolvimento integral das crianças, respeitando suas diversidades.

 

 

Brincando com material reciclado, Maternal 2 com a professora Ludmilla Paes.

 

O brincar é um fenômeno cultural e a principal atividade da criança. Esse ato influencia seu desenvolvimento afetivo, social, cognitivo e motor de maneira natural. Brincando a criança é capaz de criar, imaginar, avaliar suas habilidades, vivenciar papeis da sociedade, respeitar e criar regras, compreender o mundo e expressar suas vontades e desejos.

 

— Nosso projeto foi pensado e elaborado juntamente com o grupo de professoras do EDI e, aos poucos, desenvolvido com a colaboração de todo o grupo, inclusive aproveitamos as sugestões das crianças e suas famílias. Acreditamos realmente na importância do brincar que é o nosso eixo norteador para a a elaboração de todas as atividades planejadas. — afirma a diretora, Luciana.

 

Releitura das obras de Ivan Cruz, Maternal 2 com a professora Thaíssa Vianna.

 

Brincadeira no EDI Professora Solange Inácia de Sá Lacerda é coisa séria!

Parabéns aos envolvidos!

 

 

Quer saber mais sobre o nosso trabalho?

E/CRE (10.19.821) EDI Professora Solange Inácia de Sá de Lacerda
E-mail:
edilacerda@rioeduca.net
Telefone: 3365-5449

 

Contato para publicações:


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 27/07/2018

A Copa do Mundo na Escola França

Tags: 5ªcre, copa do mundo, futebol, pesquisa, culminância.

 

Nesse ano de 2018,  a Copa do Mundo foi motivo de pesquisa e culminância na Escola França. Várias atividades interessantes foram desenvolvidas a partir desse tema. Confira! 

 

 

Desde o início de junho de 2018, professores e alunos da E.M. França trabalharam várias atividades tendo como tema base a Copa do Mundo. Assuntos como a história do futebol, a cultura do país sede e dos demais países foram objetos de pesquisa e de conhecimento entre os alunos. O objetivo principal desse projeto foi utilizar o tema de interesse comum, para promover o conhecimento sobre a cultura dos países, com o incentivo a atividades esportivas e o conhecimento sobre o esporte.

 

 

 

A escola desenvolveu campeonatos de perguntas e respostas entre as turmas, retomando os aspectos estudados. O intuito foi a interação entre os alunos e assuntos da atualidade, assim como  trabalhar a socialização, buscar maior engajamento dos alunos na aprendizagem dos conteúdos e incentivar a interatividade.

 

 

 

 

 

 

A equipe de Educação Física realizou a Copinha Inclusiva de jogos entre os alunos especiais, além dos jogos realizados entre turmas, promovendo a participação de todos os alunos da escola nesse projeto, valorizando as potencialidades de cada um e trabalhando questões como respeito as diferenças. 

 

 

As possibilidades trazidas pela Copa são muitas. Como o futebol faz parte do imaginário e da cultura do país, as escolas podem aproveitar a mobilização dos estudantes e criar projetos interdisciplinares que associam aspectos do esporte – e do torneio – a conteúdos curriculares. (fonte: http://www.revistaeducacao.com.br/como-levar-copa-do-mundo-para-escola)

 

Enfim, a festa do futebol se aliou à educação. Parabéns à toda equipe! 

 

Sobre a escola:

Unidade Escolar: Escola Municipal França
Diretor: MARILIA LEAL
Endereço: Rua Padre Manoel da Nóbrega 725, Quintino Bocaiúva
Telefone: 3273-1614 | 3073-1614 | 3273-1587
E-mail: emfranca@rioeduca.net 

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 26/07/2018

Brincar, descobrir e construir no EDI João Fernandes Filho

Tags: 9cre, edi, projeto, indigenas.

 

 “Vem... vamos brincar, descobrir e construir com os artistas brasileiros”

 

 

 

O EDI Professor João Fernandes Filho, situado no bairro de Campo Grande, no Rio de Janeiro, recebeu a visita de um casal de índios Guajajára. Os Tenetehára (‘verdadeiro ser humano’) ou Wazaizára (‘dono do cocar’), conhecidos também através da literatura como Guajajára, localizados em sua maioria ao sul do estado de Maranhão, são falantes de uma língua pertencente à família linguística Tupi-Guarani. Essa língua é o Ze’egté (‘língua verdadeira’) , mais conhecida na literatura especializada com o nome de Guajajára. 

 

Segundo levantamentos recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os Tenetehára-Guajajára possuem 11 (onze) terras registradas e homologadas, com mais de 90 (noventa) aldeias, banhadas pelos rios Mearim, Corda, Grajaú e Pindaré, Gurupi, Karú e Turiassu – a maioria localizada nos municípios de Barra do Corda, Grajaú e Jenipapo dos Vieiras, ao sul do estado do Maranhão, Amazônia.

 

Casal de índios Guajajára em visita ao EDI João Fernandes Filho

 

 

O casal de índios passou uma manhã agradável no espaço, onde interagiram com toda a comunidade escolar. A visita foi uma das ações previstas do projeto “Vem... vamos brincar, descobrir e construir com os artistas brasileiros”. Portanto, para recebê-los, foi montado, no espaço escolar, um cenário semelhante a uma aldeia indígena, composta por oca, rede e alimentos naturais, proporcionando aos pequenos uma ambientação indígena. O casal encenou, com a ajuda de dois alunos, a lenda dos pássaros Jacutinga. Além disso, pintaram os alunos com traços indígenas, dançaram, cantaram e mostraram seus instrumentos, cestarias, cocares e artesanatos.

 

Na visão dos palestrantes, o índio dança para celebrar um cacique, boas safras, o amadurecimento de uma fruta ou uma boa pescaria, para homenagear os mortos em rituais fúnebres e até para espantar doenças. Então, aproveitaram o momento para dançar em agradecimento à hospitalidade das crianças e dos profissionais da Unidade Escolar.

 

 

Crianças na oficina de pintura corporal com os índios Guajajáras

 

Os Guajajára mostraram seus artesanatos, que são confeccionados há séculos por seu povo. Tradicionalmente, esses objetos eram usados no dia a dia e nos rituais, porém hoje são comercializados, como fonte de renda e para manter a cultura viva. A produção deles envolve toda a família, assim são confeccionados  cestas, instrumentos musicais, esculturas em madeira, utensílios de caça e adornos.

 

Os indígenas pintam o corpo não só para enfeitá-lo, mas também para defendê-lo contra o sol, os insetos e os espíritos maus. Nesse contexto, durante a visita ao EDI Professor João Fernandes Filho, os Guajajára também produziram uma oficina de pintura corporal.

 

 "Foi um momento encantador e inesquecível, pois nos proporcionou um novo olhar para estes grandes artistas genuinamente brasileiros, além de ensinar o respeito, a troca, o carinho e a amizade. Relato de um membro da comunidade escolar.

 

 

As crianças nas descobertas sobre a diversidade cultural dos povos indígenas

 

 

O projeto “Vem... vamos brincar descobrir e construir com os artistas brasileiros” tem como principal objetivo conhecer e reconhecer artistas brasileiros da música, pintura, literatura, escultura, por meio de vivências com as crianças, com as famílias e com os profissionais. Tudo isso sempre prezando por uma formação contra o preconceito, a discriminação e o racismo.

 

Segundo os PCN's, é preciso que o aluno conheça e valorize a pluralidade do patrimônio sociocultural brasileiro, bem como aspectos socioculturais de outros povos e nações, posicionando-se contra qualquer discriminação baseada em diferenças culturais, de classe social, de crenças, de sexo, de etnia ou outras características individuais e sociais.

 

“Cultura indígena e gentileza fazem parte da arte brasileira”.
Mara Gilbert

 

Parabéns pelo trabalho, EDI Professor João Fernandes Filho!

 

 

Saiba mais sobre o projeto:

EDI Professor João Fernandes Filho

Telefone: (21) 3394-2584

E-mail: edijfernandes@rioeduca.net

Diretora Geral: Cristina Lima

 

 


   
           



Yammer Share