A A A C
email
A Revolução Acontece: o blog da SME
Retornando 25 resultados para o mês de 'Julho de 2016'

Sexta-feira, 29/07/2016

Projeto de Incentivo à Leitura

Tags: 4ªcre.

 

 

 

 

 

Dar oportunidade para uma criança conhecer o mundo encantado dos livros é um dos papéis fundamentais da escola. Para isso, é fundamental que os professores sejam os elementos de ligação entre os alunos e os livros, do mundo real ao mundo do faz-de-conta.

 

"A leitura tem sido historicamente um privilégio das classes dominantes; sua apropriação pelas classes populares significa a conquista de um instrumento imprescindível não só à elaboração de sua própria cultura, mas também à transformação de suas condições sociais."
                                                                                                                Magda Soares

 

 

Existem várias formas de incentivar a criança a gostar de ler, bem como a criar o hábito de leitura. Ser um bom contador de histórias é uma dessas formas, pois as crianças se encantam com o professor, com a entonação de sua voz, os gestos que faz, as caras e bocas, os risos ou choros, enfim, tudo aquilo que traz emoção para o momento.

 

 

 

"Projeto foi realizado com as turmas 1502 e 1504 da E. M. Joracy Camargo. Teve como objetivo estimular o interesse pela leitura; desenvolver a criatividade e o senso crítico; ampliar o vocabulário; identificar os diferentes tipos de texto; além de envolver a família que irá auxiliar em casa nas atividades propostas." Texto enviado pela Professora Ana Paula Souza

 

 

O ato de ler é imprescindível ao indivíduo, pois proporciona a inserção do mesmo no meio social e o caracteriza como cidadão participante. Sabemos que a criança aprende a ler antes mesmo de entrar na escola, como por exemplo, nas situações familiares.

Nos primeiros anos de escolarização a criança precisa ser incentivada e instigada a ler, de modo que se torne um leitor autônomo e criativo. Projetos como esse proporcionam momentos de leitura significativa e incentivam a formação do leitor crítico e reflexivo.

 

 

Ler é de fato uma descoberta, é uma viagem por mundos e histórias inimagináveis. Muda os horizontes, faz uma conexão do mundo real com o imaginário. Viagem essa que deve ser interpretada, compreendida, interrogada, ampliada. É desse contato, desta troca que nasce o prazer de conhecer, de imaginar, de inventar a vida. A leitura é um ato de comunhão com o mundo: expandimos o estar no mundo, alcançamos esferas de conhecimento antes não experimentadas e isso faz toda a diferença na nossa formação enquanto sujeito da nossa própria história.

 

Parabéns aos envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 

Contato da E.M. Joracy Camargo :

Endereço: Estrada José Rucas, 1465 - Olaria
Telefone: (21) 2280-9393

 

Contato para publicações:

Ana Accioly - Representante Rioeduca 4ª CRE

anaaccioly@rioeduca.net

 

 

 

                               

 
 
 
 
 

   
           



Yammer Share

Postado por Ana Accioly Ver Comentários (0)

Quinta-feira, 28/07/2016

Um Projeto para Alfabetizar e Formar Futuros Leitores

Tags: 8ªcre.

 

 

 

Não há desafio maior para os anos iniciais do ensino fundamental do que a alfabetização. Para o sucesso desse objetivo, diferentes projetos e ações são orquestrados dentro das unidades escolares, entre eles o projeto Trilhas, uma parceria com o Instituto Natura.

 

 

O Projeto Trilhas é um conjunto de materiais elaborados para instrumentalizar e apoiar o trabalho docente no campo da leitura, escrita e oralidade.

O objetivo principal é inserir as crianças dos anos iniciais do Ensino Fundamental em um universo letrado.

Os materiais disponibilizados são os cadernos de orientação do professor, jogos educativos, cartelas para atividades, além de títulos literários.

 

 

Os materiais do Projeto Trilhas estão divididos em três conjuntos: TRILHAS para escrever e ler textos, TRILHAS para abrir o apetite poético e TRILHAS de Jogos.

A metodologia incentiva e cria um contexto favorável ao processo de alfabetização.

Na Escola Municipal Álvaro Alvim o projeto está sendo desenvolvido e já apresenta bons resultados entre os alunos.

No espaço da sala de aula com as atividades ou na sala de leitura com livros e jogos, as crianças experimentam as diferentes sensações que a leitura pode nos proporcionar. São os primeiros passos para a formação de futuros leitores.

 

 

A sequência didática desenvolvida em torno do livro "Bruxa, Bruxa" foi toda registrada com escrita e imagens dos alunos. Uma interessante etapa foi a realização de um Arraiá Literário na Sala de Leitura.

Os alunos planejaram em conjunto, organizaram listas e até fizeram a produção escrita do convite.

No dia do Arraiá Literário, as crianças receberam uma visita inusitada: a Bruxa!

A professora Leila de Pinho, diretora da Escola Municipal Álvaro Alvim se entregou à personagem principal do livro e caracterizou-se de bruxa! Isso tornou o ambiente ainda mais lúdico e repleto do imaginário.

Para conferir veja as fotos e o vídeo na página da escola: 

https://www.facebook.com/e.m.alvaro.alvim?fref=ts

 

 

 

"Mais uma etapa do Projeto Trilhas: confecção dos convites para o Arraiá literário! Professora Danyelle Hikl, da Sala de Leitura, fez uso das mídias digitais para ensinar essa turminha a fazer lindos convites!"

                                           Simone Fontes - Coordenadora Pedagógica na E.M. Álvaro Alvim

 

 

 

Para entrar em contato com a escola:

Email: emaalvim@rioeduca.net

 

Para novas publicações da 8ª Cre, entre em contato com:

Professora Neilda Silva

neildasilva@rioeduca.net

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 27/07/2016

Olimpíadas da Creche Municipal Dina Sfat

Tags: 7ªcre, projetos.

 

 


 

A Creche Municipal Dina Sfat está desenvolvendo diferentes aspectos da aprendizagem trabalhando com o tema Olimpíadas.  

 

Com o tema Numa explosão de cores e sentidos, vamos conhecendo o mundo,  a Creche Municipal Dina Sfat vai construindo seu projeto anual. Pensando no momento histórico que estamos vivendo na cidade do Rio de Janeiro, a unidade escolar está envolvida com atividades em torno do tema Olimpíadas.

 

  Bonecos feitos a partir da silhueta dos alunos.

 

Conhecer o mundo e, aos poucos, ir se apropriando desse através de propostas que respeitem o perfil das crianças da Creche Dina Sfat e, ao mesmo tempo, estejam contextualizadas com o momento que estamos vivenciando é um de nossos objetivos.

A Dina Sfat não poderia ficar de fora desse momento histórico, que é a realização das Olimpíadas aqui em nossa cidade.

 

Alunos carregando a tocha olímpica da Creche.

 

                              Momento simbólico representando o acendimento da pira olímpica na Creche.

                                               

Para sensibilizar e despertar a curiosidade das crianças para esse tema, foi promovido um evento no dia do “Brincar sem muros”. Neste dia, os responsáveis foram recebidos e feita toda uma sensibilização envolvendo sentimentos que permeiam os jogos e que não se pode deixar desaparecer ao longo do ano  na creche.

Os responsáveis sinalizaram palavras como: respeito, harmonia, alegria, fé, entusiasmo, união entre outras tantas. Essas palavras foram registradas em papéis vermelho, amarelo e laranja e colocadas em nossa pira Olímpica. Depois ao som da música “Carruagem de Fogo”, aconteceu o desfile da tocha da unidade escolar, que passou pelas mãos das crianças até ser “acessa” a  pira da creche. Foi um momento mágico!

A partir do dia da abertura dos jogos da Dina, as crianças tem realizado diferentes atividades.

 

                        Construindo bonecos a partir da silhueta das crianças representando os continentes.

 

Primeiro cada turma ficou responsável por construir um boneco com a silhueta de uma criança da turma simbolizando cada continente. Confeccionaram também os elos Olímpicos com os pés das crianças para ser construído o mural.

Além da realização de  propostas em sala contemplando jogos e atividades de movimento, letramento, lógica, sócio afetivo, nas sextas feiras, toda creche foi reunida  para se brincar nas competições.

Já é tradição na creche o projeto da quarta encantada onde  todos os grupos se reúnem para voarem na imaginação e faz de conta através de diferentes histórias encenadas pelas professoras e agentes de educação infantil com confecção de cenários feitos com participação das crianças.

 

                                   EI-53 pintando revistas para confecção dos arcos olímpicos.

 

Também foi planejado trazer Tom e Vinícius para o cotidiano da creche. Cada quarta feira será contemplada com uma música para ser transformada  em história e apresentada, contando um pouco da obra desses artistas para as crianças.A música inicial foi “Garota de Ipanema”, que encantou a todos desfilando pela calçadão.

 

    Cenário pronto para a apresentação de Garota de Ipanema.

 

O pato Pateta apareceu e aprontou poucas e boas com as crianças. Tantas fez o moço que acabou na panela. As crianças também acabaram dentro da panela e adoraram!Depois experimentaram brincar com bolas de água, panelinhas para fazer comidinhas de mentirinha e para brincar com os outros personagens da história tentando pegá-los dentro da panela.

 

Apresntação da peça : O Pato Pateta.

 

 

                 Felipe, o pai da  aluna do EI-51, ao violão, tocando Tom e Vinicius, para os responsáveis, no                              Brincar sem Muros.

 

A direção da creche conta que todos estão muito envolvidos com esse projeto que possibilita desenvolver diferentes aspectos da aprendizagem das crianças. "Ainda estamos no comecinho de nosso subprojeto Olimpíadas da Dina, mas temos certeza que iremos vivenciar muitas brincadeiras ao longo desse ano."

 

 

Parabéns aos envolvidos pelo trabalho realizado!
 

 

 

Contato da Creche Municipal Dina Sfat:

cmdinasfat@rioeduca.net

 

Contato para publicações:

Roberta Vitagliano - Representante Rioeduca 7ª CRE

robertavitagliano@rioeduca.net

 

 

 

 

                               

 
 
 
 

   
           



Yammer Share

Terça-feira, 26/07/2016

Projeto Laborartes: Prática Divertida

Tags: 6ªcre, projetos.

 

 

O projeto Laborartes foi iniciado em fevereiro de 2016, na Escola Municipal Antenor Nascentes, pelas professoras Ellen Abreu e Ana Paula Baptista, ambas responsáveis pelo laboratório de Ciências.

 

 

O laboratório em ambiente educacional é um dos melhores investimentos que uma instituição de ensino pode realizar.

Ele tem por objetivo principal associar a utilização do laboratório com a reciclagem, o manejo correto do lixo orgânico e inorgânico e a organização de uma horta escolar. As professoras pretendem criar uma atitude escolar sustentável com embasamento teórico, tornando o saber e o experimentar simultâneos e complementares.

As professoras vêm trabalhando com todas as turmas de 6.º ao 9.º ano várias atividades que vem ajudando os alunos a compreender o mundo e suas transformações, que tudo está interligado e conectado de alguma maneira.

 

Identificação de amido

 

Os alunos aprenderam a cultivar bactérias em uma Placa de Petri, uma peça de vidro ou plástico usada para a cultura de microrganismos. Para que pudessem diferenciá-los, as professoras ensinaram os alunos a usar a Coloração de Gram, uma técnica de pigmentação para diferenciação de microrganismos. Conheceram a estrutura e as funcionalidades do microscópio, instrumento utilizado para observar e ampliar estruturas pequenas dificilmente visíveis ou invisíveis a olho nú.

 

Jardim de pneus reciclados

 

A interação dos alunos com as professoras Ellen Abreu e Ana Paula Baptista produziu várias atividades interessantes e úteis: construção de um minijardim de rolhas, de um vaso de plantas inteligente, de uma armadilha para pegar mosquito da Dengue, de limpadores biodegradáveis caseiros, de sabão em barra com óleo e álcool e em garrafa pet. 

 

Confecção de vulcão

 

Reciclagem 

 

O projeto Laborartes envolveu, também, os outros docentes e funcionários da escola. As professoras Ellen, Ana Paula, Carolina Gastão e Ana Boaventura realizaram várias atividades de reciclagem com os alunos do 8.º e 9.º anos e com o Acelera.

Foram recolhidas garrafas de vidro, garrafas pet, latas de alumínio, pneus, caixotes, retalhos, barbantes e outros materiais. Em seguida, pesquisaram o tempo de decomposição deles na natureza e todos os problemas relativos ao descarte dos mesmos no meio ambiente. Deste trabalho, surgiu o projeto Reciclarte, que transformou os materiais citados acima em objetos de decoração para casa ou festas.

 

Confecção de armadilha contra o mosquito da Dengue

 

Os professores Ivanildo Soares, Adelto Candido, Leandro Reis, Armênio José, Carlos Eduardo, Ellen, Ana Paula e Cíntia Cavalcanti, com o apoio das merendeiras e garis, começaram a construir a horta escolar. Este projeto busca aproximar os educandos da realidade, fazendo com que criem hábitos saudáveis e atitudes sustentáveis, no que diz respeito a alimentação e ao reaproveitamento.

 

Vaso de plantas inteligente

 

Após a escolha do local da horta, construíram uma composteira. Nela, eles armazenaram materiais orgânicos que, somados com os decompositores – bactérias e fungos -, transformaram o material em uma rica fonte de nutrientes para as plantas. Eles utilizaram este material para adubar a terra e nutrir a horta sem a necessidade fertilizantes químicos. Os alimentos cultivados na horta foram degustados e aprovados por todos!

 

Experimentando a observação no microscópio

 

Como vimos, o conhecimento científico não deve ser visto como algo distante, fora da realidade. Ele está presente dos óculos que você usa à caneta em sua mão. É um tipo de conhecimento que ajuda a compreender o mundo e suas transformações, além de desenvolver o pensamento científico crítico e autônomo.

 

Fabricação de detergente

 

Parabéns a toda equipe da Escola Municipal Antenor Nascentes por proporcionar aos alunos ferramentas que lhe permitam pensar por si mesmos e, assim, consolidar o processo de aprendizagem e de formação do ser humano.

 

Quer saber um pouco mais? Entre em contato com a Escola Municipal Antenor Nascentes e com as professoras Ellen Abreu e Ana Paula Baptista!

E.M. Antenor Nascentes / (21) 3358-0990


E-mail: emanascente@rioeduca.net

 

Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós! Até a próxima semana!


 

 

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share