A A A C
email
A Revolução Acontece: o blog da SME
Retornando 26 resultados para o mês de 'Abril de 2017'

Sexta-feira, 28/04/2017

Trabalhando Vinicius de Moraes na Sala de leitura

Tags: poesia, vinícius, sala, leitura.

 

 

Trabalho realizado na sala de leitura da Escola Municipal Tarsila do Amaral, pela professora de sala de leitura Maria de Fátima Gomes de Souza, tendo como foco as poesias de Vinícius de Moraes, no mês de março de 2017. 

 

 

O plano de ação da sala de leitura da Escola Tarsila do Amaral está pautado no seu Projeto Político Pedagógico que é “Reciclando nosso viver: viver em harmonia, lição do dia a dia.”

Nosso objetivo, de acordo com o o PPP, é: promover experiências que possam levar nossos alunos à reflexão e à compreensão de que podemos viver em harmonia com o próximo, a partir de pequenas atitudes no nosso dia a dia, como por exemplo, o respeito ao colega, ao professor, aos funcionários da escola e a todas as pessoas com quem eles convivem.

A sala de leitura tem vários objetivos, mas podemos destacar como o principal, a promoção da leitura em diferentes situações, despertando, principalmente no aluno, o prazer de ler.

Nosso Plano de Ação está dividido nas seguintes ações, podendo ser encaixadas outras, de acordo com as orientações vindas da Sala de Leitura Polo, sobre projetos a serem realizados durante o ano letivo: POESIA NA ESCOLA, GENTILEZA GERA GENTILEZA, CONTOS DE FADAS, ESTÓRIAS DE ARREPIAR, MARATONA DE HISTÓRIAS, ISSO É FOLCLORE, MÃE ÁFRICA - CONTOS AFRICANOS E SALÃO DO LIVRO.

 

 

O trabalho com poesias será realizado durante todo o ano letivo, mas será mais intenso no primeiro bimestre, devido ao concurso anual de poesias realizado pela SMEEL.

A metodologia a ser utilizada será: leitura de diferentes poesias, utilizar letras de músicas, ilustrar poesias trabalhadas, realizar oficinas de poesias, participar do concurso anual de poesias da SMEEL e realizar um sarau de poesias.

Por que trabalhar poesia?

Como diz Afonso Romano de Sant'Ana: “A poesia sensibiliza qualquer ser humano. É a fala da alma, do sentimento. E precisa ser cultivada”.

Mesmo sabendo da importância da poesia na vida do seres humanos, como mostra acima Afonso Romano, muitas escolas esqueceram-na, principalmente nos anos iniciais, dando mais prioridade aos textos em prosa.

 

 

O objetivo de se trabalhar poesia na escola, não é transformar os alunos em grandes escritores de poemas e sim transformá-los em leitores aptos a interpretar e compreender o que o poeta quis transmitir. É ampliar o repertório literário, conhecer as características do gênero, conhecer autores, explorar a linguagem oral, valorizando a entonação da voz, fluência, ritmo e dicção para aperfeiçoar a oralidade e brincar com a sonoridade das palavras.

Para isso, a proposta é que sejam trabalhadas atividades que proporcionem momentos lúdicos aos alunos, tendo em vista, exercícios de imaginação, de fantasia e de criatividade.

Baseado nisso, a professora de sala de leitura da Escola Tarsila do Amaral, iniciou o bimestre trabalhando as poesias de Vinicius de Moraes, por ser um autor carioca conhecido e de grande importância no Brasil.

Participaram das atividades, a professora de sala de leitura Maria de Fátima Gomes de Souza e alunos das turmas do 1º ao 5º ano.

A professora escolheu o livro Arca de Noé, de Vinicius de Moraes, e selecionou algumas poesias.

 

 

Algumas foram lidas pela professora. Outras, alunos que já dominavam a leitura leram para seus colegas. Também foi assistido o DVD Chico e Vinicius, que continha as poesias musicadas. Os alunos ficaram encantandos ao assistir os clipes das poesias, pois puderam ter a oportunidade de assistir as animações e perceberam que muitas poesias, já faziam parte de suas vidas, desde a época que entraram na Educação Infantil.

Os alunos ilustraram as poesias através de seus próprios desenhos, que depois foram expostos em murais. Além dos desenhos, também foi trabalhada a questão da estrutura da poesia, características do gênero, como, estrofes, versos e rimas.

Esse traballho foi realizado em duas semanas. Mas terá sua continuidade por todo o ano letivo, tendo sua culminância com um sarau de poesias.

Parabéns ao trabalho de valorização da leitura junto aos nossos alunos, através de autores de grande importância no nosso país! Parabéns a escola pelo trabalho de excelência!

 

Sobre a escola:

Escola Municipal Tarsila do Amaral E/CRE(05.14.028)
Diretor: Renata Azevedo Costinhas da Silva
Diretora Adjunta: Bárbara Gonçalves
Endereço: Rua Hannibal Porto 451
Bairro: Irajá
Telefone: 3373-2039 / 3373-2293
E-mail: emtarsila@rioeduca.net

Texto enviado pela profª Maria de Fátima Gomes de Souza (Professora da Sala de Leitura)

 


 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 27/04/2017

“Aqui é um Lugar de Paz” – E/4ª CRE.

Tags: 4ªcre, paz, escolas, mobilização.

 

Estamos vivendo dias de muita turbulência na cidade do Rio de Janeiro. Maravilhosa por natureza, mas que tem vivido momentos de tristeza e dor. Dor pela perda de mais uma inocente, Maria Eduarda, aluna da Escola Municipal Daniel Piza. Fato que gerou a mobilização para a paz e contra a violência. As escolas, creches e EDIs da 4ª CRE acolheraram o movimento “Aqui é um lugar de paz” da SMEEL.

 

 

Consternado pela situação, o Secretário César Benjamin declarou a sua crença na força da nossa Rede para a essa mobilização: “Creio que a comunidade escolar da nossa cidade - que não é pequena- deve tomar a frente de uma mobilização cidadã”. (Fonte: http://www.rioeduca.net/blogViews.php?bid=17&id=5878)

As escolas, creches e EDIs da 4ª CRE abraçaram o movimento “Aqui é um lugar de paz” com muita energia e responsabilidade.

 


Seguindo as sugestões do Srº Secretário de Educação e as orientações emanadas da E/4ª CRE, as escolas realizaram atividades de confecção de faixas e cartazes, promoveram debates e palestras, cultos ecumênicos, música, produção de desenhos em torno do tema entre outras atividades e ações.

 

 

“Se queremos alcançar neste mundo a verdadeira paz e se temos de levar a cabo uma verdadeira guerra contra a guerra, teremos de começar pelas crianças; e não será necessário lutar se permitirmos que cresçam com a inocência natural; não teremos de trasmitir resoluções insubstanciais e infrutíferas, mas iremos do amor para o amor e da paz para a paz, até que finalmente todos os cantos do mundo fiquem cobertos por essa paz e por esse amor pelo qual, consciente ou inconscientemente, o mundo inteiro clama.” Mohandas Gandhi, in “The Words of Gandhi”


 

 

“Os profissionais da educação têm autoridade moral para assumir um papel ativo nessa mobilização, cada vez mais necessária, da sociedade carioca”, César Benjamin.(Fonte: http://www.rioeduca.net/blogViews.php?bid=17&id=5878)

E os profissionais da educação, nas escolas, nas creches e nos espaços de desenvolvimento, confirmaram a afirmativa do Secretário com tantos trabalhos realizados na mobilização para a multiplicação da Cultura de Paz em nossa cidade.

 


 

“A paz do mundo começa em mim. Se tenho amor, com certeza sou feliz. Se eu faço bem ao meu irmão, tenho a grandeza dentro do meu coração. Chegou a hora de construir a Paz. Ninguém suporta mais o desamor. Pela paz, pelas crianças, pela justiça e pela liberdade.” Música “Paz Pela Paz” de Nando Cordel.
 

 

“Imaginem todas as pessoas vivendo a vida em paz. Você pode dizer que eu sou um sonhador, mas eu não sou o único…” Música “Imagine” de John Lennon.

Todos nós profissionais de Educação do Município do Rio de Janeiro também sonhamos com a Paz na cidade, nas comunidades onde nossas Unidades de Educação estão inseridas, nos lares e nas famílias. Paz que nos traz humanidade.

 

 

Se você começar outros vão te acompanhar e cantar com harmonia e esperança. Deixe, que esse canto lave o pranto do mundo prá trazer perdão e dividir o pão. Só o amor, muda o que já se fez. E a força da paz junta todos outra vez. Venha, já é hora de acender a chama da vida. E fazer a Terra inteira feliz! Música “A Paz” do grupo Roupa Nova.

 

 

 


“A guerra é uma invenção humana, e a mente humana também pode inventar a Paz.” Winston Churchill. “Muitas de nossas 1537 escolas situam-se em áreas conflagradas…” Srº Secretário César Benjamin. (Fonte: http://www.rioeduca.net/blogViews.php?bid=17&id=5878)


Em meio a essa realidade, é preciso esse movimento para reinventarmos a Paz que desejamos e merecemos.

 



Todas as escolas, creches e espaços de desenvolvimento infantil, trabalharam e continuam trabalhando porque acreditam no poder da educação para a transformação da sociedade em uma sociedade de Paz e mais justa.

 



Cultura de Paz é o que as escolas, creches e espaços de desenvolvimento infantil estão trabalhando em conjunto com a SMEEL na certeza de que alcançaremos êxito em todas as nossas ações.

 


“Aqui é um lugar de Paz”



“Aqui é um lugar de Paz”

 

Parabéns às Escolas, Creches e Espaços de Desenvolvimento Infantil que realizaram as ações para a Cultura de Paz no Rio! Um trabalho com o comprometimento de todos os profissionais que acreditam no poder de transformação da sociedade por meio da Educação.
 

Sobre as escolas:
E/CRE/04 - E.M. Afrânio Costa,E.M. Brasil,E.M. Luiz César Sayão Garcez, E.M. Padre Manuel da Nóbrega, E.M. Miguel Gustavo,E.M. João de Deus, E.M. Edmundo Lins, E.M. Berlim,E.M. Alfredo Gomes, E.M. Ministro Plínio Casado, E.M. São Vicente, E.M. República do Líbano, E.M. Eneyda Rabello, E.M. Suíça, E.M. Lucas Saatkamp, E.M. Joseph Bloch, Ciep Hélio Smidt, Ciep Gregório Bezerra, Ciep Ministro Gustavo Capanema, EDI Joel Luiz de Azevedo Bastos, EDI Morro da Fé, EDI Morro da Paz, EDI Carvalho Mourão, EDI Mariana Rocha de Souza, EDI Carlos Falseth, EDI Azoilda Trindade, EDI Neoci Dias de Andrade, EDI Medalhista Eder Francis Carbonera, C.M. Albano Rosa, C.M. Tempo de Aprender,C.M. Albano Rosa.

 



 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 26/04/2017

Aprendendo sobre a Água

Tags: 3ªcre, água, cidadania.

 

  Em importante trabalho de cidadania, o EDI Luiza Helena Maia Medeiros realiza atividades de conscientização do uso da água, aproveitando para lançar importantes conceitos sobre os temas para os alunos. Vamos conhecer um pouco desse trabalho...

 

 

E com a palavra, o Espaço de Desenvolvimento Infantil Professora Luiza Helena Maia Medeiros:

Falando sobre a água...

Conhecemos a importância da água para as plantas e frutas. Podemos constatar que as frutas também contém água e o quanto elas fazem bem para nossa saúde. Através dos 4 sentidos (paladar, olfato, tato e visão) observamos as formas das frutas, sentimos a espessura e o cheiro de cada uma delas, e por fim, degustamos, comparamos sabores (doce e azeda) e classificamos as frutas.

Após conversamos e conhecermos como funciona o ciclo da água, fomos conhecer como é que a água chega em nossas casas e em nossa escola. Observamos a quantidade de caixas D'água que temos em nossa escola e como funciona a formação das nuvens através do ciclo da água.

 

 

Fazer uma criança feliz é bom demais!!!

Amo ver esses olhinhos assim!!

Aprender brincando!!! Estados físicos da água... Partiu aprender!!!

Água é vida!!! E brincadeira também, desde que usada com economia... Vamos lavar louça. Fecha torneira, abre torneira!!!

 

 

É brincando que se aprende também!!!

Vamos de banho na boneca!!!

Compartilhar, esperar a sua vez, economia de água, partes do corpo...Tudo isso, dentro da brincadeira!!!! Estou na educação infantil...

Ouvimos a história "A limpeza de Teresa", conversamos sobre hábitos de higiene e demos banho na bebê da turma, a Maria Flor (nome escolhido pelos nossos pequenos).

Com essa atividade trabalhamos hábitos de higiene, partes do corpo humano e o consumo consciente da água. O banho da Maria Flor foi um sucesso!

 

 

No dia de experiência científica usando a água, muitas coisas aconteceram. Até uma experiência não deu certo, mas a outra... ah essa  foi um sucesso. A experiência "ponte das cores" é, na verdade, uma  diversão em forma de experiência. Para ela o professor vai precisar de copo plástico, água, corantes de cores diferentes e papel toalha. É so colocar a pontinha do papel passando de um copo para o outro que temos em minutos uma verdadeira ponte de água. As crianças adoram! 

 

 

Que tal fazer a "ponte das cores" com seus alunos também ! 

 

 

E depois de tanta brincadeira, vamos manusear os livros com esse tema, conhecer mais e melhor. 

 

 

Parabéns para o EDI Luiza Helena Maia Medeiros! É brincando que se aprende, também!!!

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 25/04/2017

Aqui é um lugar de Paz!

Tags: 11ªcre, paz, rio, sem, violencia.

 

No dia 6 de abril, completou sete dias da morte da estudante Maria Eduarda, que participava no momento da aula de educação física, em sua escola em Acari.  Na mesma semana todas as escolas da rede realizam diversas ações dedicadas à memória da aluna e em defesa da paz na cidade do Rio de Janeiro. 

 

Palestras, confecção de desenhos e cartazes, debates, solenidades e cultos ecumênicos marcaram a semana, que foi dedicada em memória à aluna, pais e responsáveis foram convidados a participar e todos os membros da comunidade escolar fizeram um abaixo-assinado exigindo que as escolas sejam respeitadas como lugares de paz! 

 

Vista de cima: Os alunos da E.M. Conjunto Praia da Bandeira formaram as palavras PAZ RIO 

 

Escola Municipal Álvaro Moreyra

 

Cada unidade escolar colocou em suas entradas, de modo bem visível, uma faixa com os dizeres: “Aqui é um lugar de paz”.

 

CIEP Olga Benário Prestes: Passeata pelas ruas do entorno escolar pedindo paz

 

Escola Municipal Cuba

 

Escola Municipal Cândido Portinari: Atividades relacionadas ao tema

 

O EDI Tenente Pedro de Lima Mendes realizou atividades, contação de história, e confecção de pombas e bexigas da paz para as famílias em agradecimento ao comparecimento na Corrente da Paz, ato ecumênico realizado na escola.  

 

EDI Tenente Pedro de Lima Mendes

 

Escola Municipal Abeilard Feijó: Destaque nos responsáveis assinando o abaixo assinado

 

Escola Especial Municipal Rotary Club: Alunos confeccionando junto as professoras o mural da paz

 

O CIEP Doutor João Ramos de Souza também realizou atividades dentro e fora da unidade escolar. Os alunos estenderam um cartaz conscientizando sobre o combate as Arboviroses, na faixa de pedestre, em frente a escola. Trabalharam também o centenário do profeta GENTILEZA, com temas de paz, amor, harmonia e tolerância.

 

CIEP Doutor João Ramos de Souza

 

EDI Professora Anna Maria Jesus Conceição

 

 

Parabéns a todos os envolvidos! Juntos construiremos uma cidade sem violência.

 

 

Quer saber mais sobre?

Gerência de Educação - GED 11ªCRE

Telefone: (021) 3383-8144

 

Contato para publicações:

 


   
           



Yammer Share