A A A C
email
A Revolução Acontece: o blog da SME
Retornando 26 resultados para o mês de 'Abril de 2016'

Sexta-feira, 29/04/2016

Dia Mundial de Conscientização do Autismo no CIEP Doutel de Andrade

Tags: 9ªcre, autismo.


 

 

 

O CIEP Armindo Marcílio Doutel de Andrade vem compartilhar a experiência que seus alunos e professores tiveram este ano, referente a Semana Azul - 02/04 - Dia Mundial de Conscientização do Autismo.

 

Alunos com as professoras Alessandra Lopes Loiola Yusa e Marylice Cristina Pereira.

 

No dia 2 de abril, celebra-se o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, instituído em 2007 pela ONU - Organização das Nações Unidas. Nesta data pais, profissionais e governantes procuraram se unir para a conscientização e alerta de uma síndrome que cada vez mais afeta novas crianças. O autismo é uma desordem global do desenvolvimento que afeta a maneira como algumas pessoas se comportam, se comunicam e interagem socialmente. O azul é a cor símbolo do autismo, que também é representado pelo jogo de quebra-cabeça, que representa o mistério e complexidade dessa síndrome.

 

Alunos com o diretor do CIEP Doutel de Andrade, professor Pedro Jeronimo.

 

O CIEP Armindo Marcílio Doutel de Andrade tem alunos autistas em Classe Especial, Sala de Recursos (que atende a região) e alunos incluídos em classe regular. Para participar da conscientização do autismo, já tão presente no cotidiano escolar, as professoras Alessandra Lopes Loiola Yusa e Marylice Cristina Pereira e Silva buscaram atividades para promover ainda mais esta conscientização, como apresentações no CINECLUBE com vídeos que falavam sobre o autismo com formato e linguagem adequada às crianças como os vídeos do Ziraldo, Maurício de Souza e vídeos postados no canal Otávio Show. Fizeram confecção de dobraduras com corações e anjos azuis para serem entregues pelos alunos para quem eles pudessem conscientizar fora da escola também, tornando-se multiplicadores.

 


Os alunos do Projeto “Voando Alto nas Asas da Leitura”, da Coordenadora Audrei Alonso e da Profª Solange Andrade, sob orientação da professora Alessandra Yusa, fizeram pequenas palestras em todas as turmas da escola levando informações sobre o autismo e mensagem contra o preconceito.

 

 


Ao final, um aluno diz "Aprendi tanta coisa que eu não sabia, agora já posso ensinar a outros também". Bem, missão cumprida! No CIEP Doutel tem inclusão e conscientização sobre o autismo!

 

 

Contato com o CIEP pelos telefones 3394-3527 e 2412-2989, ou pelo e-mail ciepaandrade@rioeduca.net.

 

 

 

                                

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Postado por Rita Faleiro Ver Comentários (0)

Quinta-feira, 28/04/2016

Assembleias Escolares na EM Reverendo

Tags: 3ªcre, assembleias, debates.

 

   

 

A Escola Municipal Reverendo Álvaro Reis realiza periodicamente assembleias com alunos para discussão não só de temas relevantes para a rotina da escola mas de assuntos de interesse de toda a comunidade escolar.

 

 

As Assembleias escolares fazem parte do projeto pedagógico da Escola Municipal Reverendo Álvaro Reis . São realizadas todas às sextas-feiras sempre conduzidas pela Diretora da Escola Ana Cristina. Vamos conhecer mais desse trabalho segundo o relato da própria diretora:

"Realizo as assembleias com o intuito de oferecer ao professor regente, mais um momento de centro de estudos, para que ele possa planejar ou até conversar com a coordenação pedagógica e também para estreitar a relação com o aluno, levá-lo a um momento de reflexão, falar sobre regras, sobre o projeto pedagógico desenvolvido pela escola naquele momento, dar voz a ele, pois chamo no microfone para que ele possa se colocar".


 

 

As Assembleias escolares são realizadas com a presença de todos os alunos, sendo que as turmas são divididas em grupos: de EI ao 2° ano e posteriormente de 3° ao 5° ano.

"É importante lembrar que eu organizo a assembleia com o meu adjunto e com a minha coordenadora pedagógica. Decidimos juntos, o tema, o vídeo... Enfim, construímos tudo juntos, em equipe". Disse a diretora Ana Cristina.

 

 

Para os alunos menores a sistemática difere para que o grau de atenção das crianças seja respeitado e a atividade não se torne algo enfadonho ou entediante, segundo o depoimento da Diretora Ana Crisitina:

"As crianças da Educação Infantil  por exemplo, não se concentram durante muito tempo. Preciso alternar fala, com vídeo e outras apresentações para mantê-las atentas".

 

 

As Assembleias também têm por objetivo pedagógico disseminar informações de interesse público e divulgar campanhas de conscientização. Em alguns casos realizar conversas sobre inclusão de alunos com deficiência. A foto abaixo mostra o interesse de alunos e funcionários na exibição do vídeo Cuerdas que tem como enredo a discussão sobre o respeito às diferenças. 

"Apesar de estar em espanhol, todos entenderam o contexto e a importância de se respeitar as diferenças".

 

 

E, aproveitando que a cidade do Rio de Janeiro será a sede dos Jogos Olímpicos, as próximas assembleias trabalharão valores olímpicos, discutindo sua importância na vida cotidiana.

 

 

Conhecer, opinar, discutir, avaliar, refletir e debater são exercícios que auxiliam a formação do cidadão crítico e consciente de seus direitos e deveres. Competências fundamentais para a construção da democracia. A Escola Municipal Reverendo Álvaro Reis está de parabéns por proporcionar esse momento diferenciado de aprendizagem  para seus alunos,  de forma lúdica e responsável.

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 27/04/2016

Encontro Literário com Luciana Sandroni

Tags: 2ªcre, encontro, literário.

 

 

Os alunos da Escola Camilo Castelo Branco participaram de uma roda de leitura e um encontro com a autora Luciana Sandroni.

 

A professora Jenny Iglesias, regente da Sala de Leitura, continua realizando no ano de 2016 um projeto iniciado no segundo semestre de 2015. Este projeto envolve encontros semanais para rodas de leitura e os alunos também tiveram um encontro literário com a autora da obra que estavam estudando.


O segundo semestre do ano de 2015 começou com a leitura do livro "Ludi na Revolta da Vacina – uma odisseia no Rio Antigo", de Luciana Sandroni. O projeto contou com a parceria de três professores: duas de Ciências, Aline e Cristiane, e um de História, Felipe. As turmas de 8º ano e uma de projeto Acelera foram convidadas para participarem semanalmente de uma roda de leitura. Alunos e professores, foram envolvidos pela narrativa de Sandroni, que apresenta fatos históricos de uma importante época da nossa cidade entremeados à ficção comandada pela personagem Ludi, uma menina esperta, faladeira e questionadora; bem parecida com a boneca de pano Emília, eternizada por Monteiro Lobato.

 

Expositor verde com obras de Luciana Sandroni

 

De acordo com a professora Jenny, o livro que traz à tona a Revolta da Vacina, ocorrida em 1904, e o Bota-abaixo de Pereira Passos é um convite para pensarmos o Rio de Janeiro dos dias de hoje, também alvo de muitas mudanças urbanísticas. O texto instiga a pensar sobre o surgimento das favelas na nossa cidade, a importância do programa nacional de vacinação, herança deixada por Oswaldo Cruz, a vida cultural do Rio de Machado de Assis.


Como desdobramento da leitura, o grupo comparou fotos do Rio Antigo com as paisagens atuais e ainda sonharam com uma visita à secular Confeitaria Colombo. O que a leitura de um livro pode nos possibilitar? Como a Literatura é capaz de ampliar! – Comenta a professora Jenny Iglesias.

 

Luciana Sandroni autografando livros do acervo da escola e os marcadores com a capa do livro

feitos especialmente para este evento.

 

Para abrilhantar esta leitura que tanto “pano para manga” rendeu, a escola recebeu, no último dia 29 de setembro de 2015, a visita ilustre da escritora carioca Luciana Sandroni.


A premiada autora falou de suas memórias e da importância dos livros em sua vida. Alunos, professores e a própria escritora leram um trecho da obra e foi interessante ver e ouvir a narração de Luciana que autografou livros e marcadores feitos especialmente para este encontro, e deixou os jovens leitores envolvidos pelo poder mágico da Literatura.


Neste dia, o encontro contou com a presença da MultiRio que prestigiou o evento e registrou um momento tão marcante na comunidade escolar.

 

Participação da MultiRio durante o encontro literário.

  

Luciana Sandroni com professor de história Felipe, com a professora Jenny da Sala de leitura e

os alunos Wesley e Fernanda da turma 1801 e Poliana da turma 1701.

 


A professora Jenny Iglesias nos conta que o projeto continua sendo desenvolvido no ano de 2016 com uma nova turma.

Agradecemos a professora Jenny Iglesias por compartilhar conosco esta rica experiência de incentivo ao gosto pela leitura, que se faz tão necessária aos jovens. Desejamos sucesso a toda equipe!

 

O contato da professora Jenny Iglesias é: jpolyf@gmail.com

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net
 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 27/04/2016

Pesquisar e conhecer para Combater o Aedes aegypti

Tags: 11ªcre, zika, dengue, aedes.

 

 

 

A turma 1.101 do CIEP João Mangabeira, localizado na Ilha do Governador, fez uma pesquisa sobre as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti e conclui que lutar contra o mosquito é a única forma de combate-las.

 

Na roda de conversa a professora Ivy Lopes abordou o tema das doenças que o mosquito Aedes aegypti transmite. Vários alunos contaram que seus familiares já contrairam Dengue e Zika e relataram alguns sintomas.

Confeccionando cartazes para divulgação

 

Depois, conversamos sobre o que poderíamos fazer para que não tivesse mais essas doenças e chegamos a conclusão: eliminar o mosquito.

Verificamos em um folheto o que poderíamos fazer para eliminar o mosquito. Mas, nem todas as pessoas colaboram. Então pensamos em uma forma de conscientização da importância do extermínio do mosquito

Postamos no nosso Alfabook nossas fotos com as hastags #manifesta1101, #xôzika, #saidengue, #riosemmosquito para que o nosso pequeno gesto contribua no mundo. Somos heróis da nossa história! 

Alfabook da turma com as hastags #xôzika #saidengue

 

A turma 1101 queria avisar todo mundo. Confeccionaram, então, cartazes e ensaiaram uma música para a manifestação, percorreram todos os espaços da escola cantando:

 

"TRA,TRA,TRA DO AEDES

ÁGUA TÁ PARADA, PNEU DESCOBERTO

CUIDADO QUE A ZIKA TÁ POR PERTO

E CONTRA A DENGUE EU VOU LUTAR, TA, TA,

TRA,TRA,TRA,TRA,TRA.

ESSE MOSQUITO EU VOU MATAR, TA, TA, TA

TRA,TRA,TRA,TRA,TRA,

COM A CHIKUNGUNYA ACABAR, TA,TA, TA

TRA,TRA,TRA,TRA,TRA"

Paródia cantada pela turma

 

 

Quer saber mais sobre a atividade?

Escola: CIEP João Mangabeira

E-mail: ciepjoaom@rioeduca.net

Telefone: 3975-3715 ou 2465-1551

 

 

Laura Fantti Davilla Serpa
Representante Rioeduca da 11ª CRE
Facebook: https://www.facebook.com/groups/1607751852842237
Twitter: https://twitter.com/laurafanttini
E-mail: lauradavilla@rioeduca.net

 

 

 

 

 

                            

 

 

 

 


   
           



Yammer Share