A A A C
email
A Revolução Acontece: o blog da SME
Retornando 6 resultados para o mês de 'Abril de 2014'

Sexta-feira, 25/04/2014

Caminhada em Conscientização do Autismo

Tags: 5ªcre, .


A professora Fernanda Oliveira, Escola Municipal 05.15.062 Figueiredo Pimentel, participou da I Caminhada de Conscientização do Autismo, na Ilha do Governador.

 

Em uma manhã de domingo de sol no dia 13 de abril, a professora Fernanda Oliveira lotada na E.M. Figueiredo Pimentel, saiu de Madureira em direção a Ilha do Governador para participar, a convite do seu professor de atividade física do Safo, Vitor Matoso, que conhece o seu trabalho com a Classe Especial, a participar da I Caminhada de Conscientização do Autismo.

 

Professor de atividade física do Safo, Vitor Matoso e a professora Fernanda Oliveira, da EM Figueiredo Pimentel.

 

O evento, que teve apoio da Prefeitura do Rio, reuniu pessoas com destaques em áreas sociais e educacionais como o Sub Prefeito da Ilha do Governador, a coordenadora da 11ª CRE, Ito Melodia (Intérprete do G.R.E.S. União da Ilha do Governador), o diretor da ONG Mundo Azul e a comunidade da Ilha que se fez presente e participou da caminhada com muito entusiasmo.

 

 

A proposta do evento foi mostrar à comunidade que o autismo não é coisa de outro mundo... E a gente pode cuidar!


Podemos também lutar juntos pela inclusão social e escolar dessas crianças.

 

 

Os produtores da caminhada discursaram sobre a importância do diagnóstico precoce para garantir uma vida mais digna e com tratamento adequado à criança autista.


O autismo é um distúrbio neurobiológico que compromete o desenvolvimento típico do indivíduo, afetando a cada criança de forma única. Porém, pela dificuldade no diagnóstico, é comum confundir o autista com o portador de doença mental.


O diagnóstico precoce é tudo e essa iniciativa ofereceu a população dicas e orientações para identificar alguns possíveis sintomas do autismo.


“Participar dessa caminhada, além de ter sido muito prazeroso, foi de grande responsabilidade social, pois contribuiu na divulgação de uma melhor qualidade de vida e estimulou a procura de um diagnóstico precoce, fazendo que a sociedade reflita sobre a necessidade de atuar de forma preventiva, e conscientizando sobre a importância do investimento nos aspectos que propiciem bem-estar. Fazer parte desse movimento foi emocionante, satisfatório e inovador”, finaliza a professora Fernanda Oliveira.



Texto criado pela professora Fernanda Oliveira e reeditado pela professora Regina Bizarro.
 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 16/04/2014

Aula de Inglês no PEJA

Tags: 7ªcre, peja, ingles, .

 

Recebemos da E. M. Renato Leite - 7ª CRE, um relato do diretor Vitor Hugo sobre uma experiência interdisciplinar, proposta pela professora Cyntia Jerônimo de Freitas de Língua Inglesa, com a temática saúde e bem estar que foi vivenciada com os alunos do PEJA.

 


O PEJA é um programa da Rede Pública do Sistema Municipal de Ensino do Rio de Janeiro. Destina-se para jovens e adultos não concluintes do ensino fundamental em idade regular.

 

 


No 3º trimestre do ano letivo de 2013, iniciou-se um trabalho interdisciplinar com a temática saúde e bem estar. Na disciplina de Língua Inglesa, a professora regente propôs como metodologia, o estudo do inglês com significação aos alunos envolvidos, desenvolvendo o projeto em pauta, continuando com esse em 2014.


 Os assuntos abordados foram selecionados a partir das observações do professor sobre os acontecimentos na cidade do Rio de Janeiro que poderiam influenciar os membros da comunidade em que a escola esta inserida.


 Nos temas abordados destacam-se a Copa das Confederações, a visita do Papa à cidade, a lei do Lixo Zero, a lei relacionada à proibição do uso de máscaras em manifestações públicas e o evento musical Rock in Rio.


Os temas foram apresentados em forma de vídeos, imagens e textos. Os alunos discutiram cada tema e suas consequências. Além disso, apresentaram propostas e soluções para as problemáticas abordadas.

 


A etapa final do projeto foi a elaboração de cartazes, em língua inglesa sobre os temas que os alunos julgaram como mais pertinentes ou que, por razões pessoais consideraram mais importantes. A turma foi dividida em três grupos e os temas escolhidos pelos alunos foram: a lei que se refere à multa para quem joga lixo na cidade, a lei que a proíbe o uso de máscara em manifestações públicas e o Rock in Rio.

 


Como resultado, os alunos enriqueceram o vocabulário, avaliando os aspectos punitivos e educativos da Lei Municipal 3.273, quanto a temática do Rock in Rio, apropriaram-se da discussão quanto a lei do carbono zero e pactuação dos organizadores em compensar o meio ambiente pela emissão de gases no evento e as vantagens e desvantagens da sua realização. Dentre outros aspectos, discutiu-se que ações positivas poderiam ser desenvolvidas durante a realização de um evento deste porte, tais como prevenção às drogas. No que se refere a temática dos movimentos de rua (“mascarados”), abordou-se os aspectos da cidadania e combate a violência.

 

Todavia, a prática de educação e saúde na aula de língua inglesa demonstra que a saúde pode ser trabalhada de maneira interdisciplinar, facilitando a relação dialógica entre aluno e professor, compreendendo que a saúde é o resultado de uma série de fatores que ultrapassam o aspecto apenas biológico.

 

 


Roberta Carmina Melgaço Vitagliano

Representante Rioeduca 7ªCRE

Twitter @robertacarmina
 

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 16/04/2014

E. M. Viriato Corrêa e Vinícius de Moraes

Tags: 5ªcre, poesia, musica.

A Escola Municipal Viriato Corrêa, em 2013, trabalhou os 100 anos de Vinicius de Moraes, desenvolvendo o projeto Poetinha com seus alunos.


O Projeto Anual da Escola Municipal Viriato Corrêa em 2013 foi baseado em Vinícius de Moraes, que completou 100 anos de seu nascimento.

Segundo a Coordenadora Pedagógica, Jane Carvalho, todos os professores se reuniram no início do ano e planejaram, também em conjunto, utilizar o Centenário do Poetinha como gancho.



Foram trabalhadas diferentes músicas, inicialmente apenas cantadas e posteriormente escritas, interpretadas e dramatizadas pelos alunos.

“Ao se trabalhar a identidade, por exemplo, iniciamos apresentando o autor, suas características e suas obras mais conhecidas, respeitando a faixa etária e as dificuldades dos alunos. Ao longo do ano foram utilizadas as letras das músicas: O Pato, A Foca, A Casa e o Relógio, na alfabetização, e poesias como As Borboletas, Aquarela, O caderno e Eu sei que Vou Te Amar, na leitura e interpretação de textos. Como culminância fizemos um belo espetáculo de canto, dança, dramatizações e exposições de trabalhos realizados”, relata a Coordenadora Pedagógica, professora Jane Carvalho.


 

Vinícius de Moraes marcou a cultura e a alma brasileira. As homenagens no centenário de nascimento deram a dimensão da sua grandeza. Por isso, na cidade do Rio de Janeiro, aconteceram homenagens pelo seu centenário através das escolas da rede municipal da nossa cidade, projeto lançado pela Secretaria Municipal de Educação.


 


E finalizando, a professora Jane Carvalho diz:

“Apesar de tudo ter transcorrido bem, sentimos falta de uma pessoa muito especial que sempre prestigiou e elogiou os alunos. Nosso diretor, Jorge Luiz, que está licenciado e tem deixado muita saudade em todos. Ele é muito importante para nossa escola”.

 

Diretor Jorge, volta logo! Sentimos sua falta! Você é muito importante para nós!

Diz a aluna Jamille Milena e suas amiguinhas.

 

A Escola Municipal 05.15.018 está localizada a Rua Guararema, 50, bairro de Osvaldo Cruz e é dirigida pelo professor Jorge Luiz da S. Santos.

 

Relato enviado pela professora Jane Carvalho, Coordenadora Pedagógica da EM Viriato Corrêa.

 

Criação textual professora Regina Bizarro, SME/5ªCRE.
 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 08/04/2014

Brincando Também se Aprende

Tags: 5ªcre, edi, .

No Espaço de Desenvolvimento Infantil 05.14.802 Luxemburgo aconteceu a Brinquedoteca Escolar que é um espaço de compartilhamento de brincadeiras. Lá se aprende brincando.

 

O Espaço de Desenvolvimento Infantil 05.14.802 Luxemburgo resolveu criar uma brinquedoteca possibilitando o acesso a uma grande variedade de brinquedos, dentro de um ambiente especialmente lúdico de forma enriquecedora, para seus pequenos alunos.


A Professora Jacira C. da Costa, PI – Educação Física, Psicomotricista e Brinquedista foi a precursora deste projeto colaborando com a consultoria deste trabalho.


Funcionamento e Manutenção

Definição, segundo a ABBri, Associação Brasileira de Brinquedotecas, a brinquedoteca é um espaço proporcionado para aplicar o brincar. A ITLA, International Toy Library Association, a define como um serviço que fornece aos seus membros a oportunidade de compartilhar brincadeiras ou emprestar brinquedos.


As brinquedotecas podem ser um meio de oferecer informação, orientação e apoio aos seus membros, além do empréstimo de brinquedos, sem preconceito de raça, sexo, religião, língua ou país de origem.


A Associação das Ludotecas Francesas (ALF), em 2003, organizou uma carta (LUCOT, 2003) que vem a ser um quadro de referência para todas as ludotecas na França, ao qual se tornou o principal referencial no mundo e que podem tratar da formulação das principais condições de implantação e funcionamento de uma brinquedoteca, com base sólida e criteriosa qualidade, que possam assegurar o seu reconhecimento social.


Dentre os objetivos de uma brinquedoteca existem muitos, nos quais podemos citar os principais informados pela ABBri:


• Proporcionar oportunidade para que as crianças possam brincar sem cobrança de desempenho ou que apresentem algum tipo de dificuldade. • Estimular o desenvolvimento da capacidade de concentrar a atenção e de construir uma vida interior rica. • Estimular a operatividade da criança, favorecendo assim, o seu equilíbrio emocional. • Dar oportunidades para a manifestação de potencialidades. • Alimentar a inteligência e a criatividade. • Proporcionar maior número de experiências. • Proporcionar oportunidades para que elas aprendam a jogar, a participar, a esperar a sua vez, a competir e a cooperar. • Valorizar os sentimentos afetivos e cultivar a sensibilidade. • Enriquecer o relacionamento entre as crianças e as suas famílias. • Incentivar a valorização do brinquedo como atividade promotora do desenvolvimento intelectual e social. • Estimular a expressão livre da criança, permitindo a representação do imaginário; desenvolvimento da linguagem, a interação social, estruturação da personalidade com o objetivo de favorecer a brincadeira através do mundo do “faz de conta”.

 


 

Critérios de Qualidade

A de promover a atividade lúdica e o prazer de brincar; favorecer e promover o brincar livre (de livre escolha do material, de sua utilização, dos parceiros), saber estar presente sem intervir, respeitar o jogo e o não jogo; valorizar o patrimônio lúdico, possuindo jogos de diferentes épocas e de diferentes culturas; etc (LUCOT, 2003).


“A brinquedoteca é o espaço mágico criado para dar oportunidade às crianças de brincar de forma enriquecedora, de mergulharem em seus brinquedos sem adultos para atrapalhar. Lá existem muitos brinquedos, muita magia e criatividade.” (ABBri – Associação Brasileira de Brinquedotecas).


Proposta

Atender as crianças da comunidade escolar, inicialmente, as que se encontram no Maternal e na Educação Infantil deste Espaço de Desenvolvimento Infantil oferecendo-lhes mais um recurso de intervenção; permitir que as crianças se expressem nas suas brincadeiras, com liberdade, manifestando suas opiniões e críticas.


Para que isso aconteça, o professor precisa favorecer o aspecto lúdico e criar com as crianças os acordos e as regras de manutenção e utilização.


Critérios de organização 

Quanto à faixa etária, exclusivo para crianças; quanto ao contexto e finalidade será escolar; quanto à Operacionalização, em suas múltiplas combinações será fixa, onde as crianças circulam entre os cantos conforme a sua disposição no espaço. O que pode variar são os espaços temáticos conforme a demanda.


Quanto à Disposição 

A fim de esquematizar as diversas modalidades de uma brinquedoteca, propomos uma classificação básica, passível de n combinações diversas, dependendo dos critérios de organização. Os Brinquedos ficarão dispostos em cantos temáticos (Ex.: mercadinho) podendo pensar em vários títulos sugestivos que possam relacionar-se com ações que divirtam nossos alunos e estimular a criatividade, assim como facilitar a aprendizagem, e a partir daí, tendo como algo presente à distribuição dos alunos no espaço, em uma situação atrativa e prazerosa.


Conclusão

O Brincar vem a ser uma atividade espontânea e natural do ser humano, que se caracteriza pelo predomínio do prazer sobre o desprazer e do relaxamento sobre a tensão, na visão piagetiana, assim sendo ele se torna extremamente necessário e valioso em todas as fases do desenvolvimento humano, principalmente quando a velocidade das transformações físicas e psíquicas exigiria um grande esforço, não fossem elas facilitadas pelo prazer em brincar que leva a agir, a explorar, a descobrir e a inventar.


Os jogos facilitam o corte do cordão umbilical parental e o ingresso no grupo dos pares (Oliveira, 2011). Observa-se, portanto, como, esta grande diversidade de objetivos e procedimentos das brinquedotecas, possibilita uma rica combinatória e uma adequação às mais variadas situações e finalidades. O importante, contudo, é manter sempre em mente os objetivos básicos de uma brinquedoteca, como recomendado pela Associação Brasileira de Brinquedotecas. Através da brincadeira, a criança dramatiza o seu dia-a-dia, elabora suas experiências, enfrenta desafios e faz descobertas. Para isto, várias propostas serão utilizadas de acordo com a espontaneidade da criança através de brincadeiras livres, individuais ou em grupo, construção de jogos e bonecos, entre outras. As crianças têm acesso a vários jogos e brinquedos, para que possam desenvolver aspectos sociais e psicológicos, vivenciando diferentes situações.

 

 

 

O EDI Luxemburgo está localizado a Rua Aveiros, nº 40 – IAPC, em Vista Alegre e é gerido pela professora Lucia Gonçalves.

 

A EDI Luxemburgo também está nas redes sociais:
Facebook: https://www.facebook.com/ediluxemburgo.sme?fref=ts

 

Autoria da postagem professora Regina Bizarro, SME/Rioeduca_5ªCRE.
 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share