A A A C
email
A Revolução Acontece: o blog da SME
Retornando 6 resultados para o mês de 'Março de 2014'

Sexta-feira, 28/03/2014

Circus Day at E. M. Ricardo Brentani

Tags: circo, data, ingles.

 

A professora de Inglês Tamiris Carvalho, da E. M. Ricardo Brentani (10º CRE), comemorou a data do Dia do Circo em suas aulas de Língua Inglesa, com as turmas de 3° ano da escola.



No Brasil, o Dia do Circo – 27 de março – foi criado em homenagem ao palhaço Piolim, Abelardo Pinto, que comandou o circo Piolim por mais de trinta anos. A data foi instituída em razão de seu nascimento, no ano de 1897, em Ribeirão Preto, no estado de São Paulo.


Abelardo chegou a fazer espetáculos beneficentes, junto com um grupo de artistas espanhóis, que lhe deram o apelido de Piolim, que significa barbante, devido às pernas compridas e também por sua magreza.


Um dos maiores sonhos desse palhaço era montar uma escola circense, para manter as tradições artísticas e culturais do circo, mas morreu antes de concretizá-lo, aos 76 anos de idade, no ano de 1973.

 


 

A professora apresentou o vocabulário referente ao campo semântico “circo” e ainda aproveitou para revisar cores e números.



As crianças trabalharam de forma coletiva na contagem das bolas da roupa do palhaço em inglês e depois de forma individual para colorir o desenho revisando as cores. Além disso, fizeram um “talking time” sobre as profissões do circo, pois o tema profissões é conteúdo de inglês desse ano escolar. Ademais, debateram sobre o que poderia melhorar no circo.


 


Parabéns, pela iniciativa, professora Tamiris. Como o desenvolvimento do cérebro é função da cultura é imprescindível trabalhar à luz de uma pedagogia culturalmente relevante.
 

 

Texto do professor Mario Mangabeira

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 21/03/2014

1º Centro de Estudos dos Professores Regentes de Sala de Leitura Satélites

Tags: 5ªcre, saladeleitura, polo.

1º Centro de Estudos dos Professores Regentes de Sala de Leitura Satélites da 5ª CRE e Sala de Leitura Polo I - Escola Municipal Mário Paulo de Brito.

 

Dia 17 de março aconteceu o 1º Centro de Estudos dos professores regentes de Sala de Leitura Satélites da 5ª CRE que fazem parte da Sala de Leitura Polo I - E.M. Mário Paulo de Brito.

 

 

Nesse encontro foram abordados os seguintes pontos:


* Orientações sobre as diretrizes para o trabalho na SL no ano de 2014, destacando os quatro eixos de trabalho - ACERVO, ESPAÇO, GESTÃO e MEDIAÇÂO.


* Solicitação da participação das SL no Twittaço Literário que acontecerá mensalmente na última 6ª feira. O tema desta vez será Poesia. Foi lembrado a importância das Salas de Leituras criarem uma página no Facebook e um Twitter.


* Apresentação da página www.devoradoresdelivros.com.br - site de incentivo ao hábito de leitura, que disponibiliza um jogo de perguntas e respostas sobre literatura infantil. Esse trabalho foi desenvolvido na Escola Municipal Pires Albuquerque, pela regente da Sala de Leitura, professora Michelle Moreira, que falou do interesse dos alunos em participarem.


* Destaque para a participação da SL em alguns projetos da SME: Poesia na Escola (Lançamento do edital em 11/04); Concurso de Redação da Folha Dirigida - tema: Um presente para o Rio; Maratona Escolar da ABL - autor homenageado: Moacyr Scliar.


* Participação da professora Lilian Santos falando sobre o Concurso Escola de Leitores, realizado pelo Instituto C&A que está com inscrições abertas até o dia 02 de abril e premiará projetos que promovam a formação de leitores de literatura.


* Entrega do Calendário 2014 elaborado pela Mídia Educação sobre as principais ações que serão desenvolvidas pela Sala de Leitura, disponibilizado no facebook - Rio de Leitores.

 

Segundo Inês Rocha, “foi um encontro de muita alegria onde tive a oportunidade de repassar os informes necessários, mas principalmente conversar com todos os professores presentes e saber um pouco do trabalho na sala de leitura, de suas angústias e necessidades”.

 

Professora Inês Rocha_responsável pela SL Polo (vestido listrado) e professora Lilian Santos_ 5ª CRE. Foto lado direito grupo com todos os professores na reunião.

 

Como sugestão, a professora Derleir Salles, da Escola Municipal Nun' Álvares levou seu portfólio para que todos pudessem conhecer o material e assim elaborar também o da sua SL.

 

Atualmente a Sala de Leitura Polo atende a 36 Salas de Leitura, com falta desses profissionais em 4 escolas. As outras 32 Salas de Leituras têm professores compromissados com o trabalho e muito atuantes na participação dos projetos da SME.


 

“Fico muito feliz em fazer parte deste grupo e de ser recebida sempre com tanto carinho”, finaliza a professora Inês Rocha, responsável pela Sala de Leitura Polo da Escola Municipal Mario Paulo de Brito (Ginásio Experimental Carioca).

 

 

Regina Bizarro é professora da rede municipal e representante do Rioeduca na 5ªCRE.

 

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 12/03/2014

Nosso PEI Luan Felipe

Tags: pei, alfabetização, professor.


Nosso PEI Luan Felipe Xavier foi tema da interessante reportagem sobre a presença masculina na educação infantil. A escolha do Luan não foi por acaso. Desde sempre, ele vem se dedicando ao máximo à sua inicial carreira do magistério.

 



"De uma sala colorida, sai uma fila de crianças que cantam, em direção ao refeitório: “Meu leitinho vou beber, para ficar fortinho e crescer”. A cena seria muito comum se não fosse por um personagem. Quem puxa o animado cordão de baixinhos é o professor Luan Felipe, de 21 anos. Um dos raros exemplos de homens dando aula no ensino infantil, ele também é uma prova viva de que educadores do sexo masculino também podem fazer o maior sucesso entre as crianças na escola. Luan Felipe, por exemplo, é querido de todos."

(O Globo Educação, 10/03/14)

 


Conclusão da primeira etapa do PNAIC


Expondo o trabalho da turminha no evento da 6° CRE


Recebendo o Prêmio Orgulho 6° CRE, reconhecimento do seu excelente trabalho desenvolvido na EI.


Utilizando a Educopédia no município de São João de Meriti.

 


Com a palavra, professor Luan Felipe:


Primeiramente gostaria de agradecer a Deus! Sem ele, jamais teria imaginado chegar até aqui. Sei que ainda há muito para percorrer, porém sua presença me fortalece a cada dia com sabedoria e determinação em minhas construções.

 


Segunda-feira, 10 de março de 2014, um dia normal como qualquer outro, após um recesso prolongado retorno as minhas atividades de rotina, ou seja, dar aulas. Passo pela banca de jornal compro a edição do Globo do dia. Porém, por estar, como sempre, correndo contra o tempo, o coloquei dentro da bolsa e segui meu destino. Entro em sala e esqueço-me do jornal, fui dando prosseguimento às atividades com as crianças. Eis que meu celular inicia um processo de notificações a todo o momento, curioso e ansioso por natureza me deparo com uma linda postagem de um amigo sobre a matéria publicada no jornal, que relata sobre homens que lidam com estigma ao lecionar no ensino infantil. Naquele momento entrei em êxtase, a classe sem entender, abri a mochila rapidamente, peguei o jornal e na página 6 encontrava-se a "reportagem", é aquele que veio mostrar a sociedade que homens também podem e devem ser professores em classes de educação infantil.

 

Costumo dizer que independente de gênero "quem ama, cuida". Cuido pelo fato de amar minha profissão, por saber que não posso mudar o mundo, mas posso tentar fortalecer e construir um ser humano mais justo e convicto de seus ideais, que lute com força e garra sem "atropelar" ninguém, mas sim pelo fato de acreditar em si próprio e suas potencialidades.



É esse acreditar que impulsiona meu trabalho, como diz a banda NX Zero: "Pra existir história Tem que existir verdade".


Obrigado a todos que acreditam no meu trabalho, aos colegas do EDI Wesley, CIEP 138 Dauta Jobert Barreto, aos amigos do GEC Fernando Rodrigues da Silveira, aos amigos distantes, aos professores que tive durante minha formação desde a Educação Infantil a Universidade, aos amigos que estão ali comigo em dias de luta e de glória, a minha FAMÍLIA que nunca deixou de acreditar nos meus sonhos, ao meu PAI que hoje não está aqui, mas acredito que teria muito orgulho do homem e profissional ao qual o filho tornou-se, à 6ª Coordenadoria Regional de Educação, a Gerência de Educação Infantil da PCRJ, aos colegas da Secretaria Municipal de Educação de São João de Meriti, aos amigos que construí no PNAIC e aos que não me conhecem, mas estão lendo essa reportagem e acreditam que nós podemos construir um futuro melhor, sem preconceitos!



Agradeço, também, à equipe de jornalistas Eduardo Vanini e Camila Maia pelo cuidado e a atenção ao escreverem cada linha da reportagem. Só tenho a dizer: MUITO OBRIGADO!

 

Fonte: O Globo.com
 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sábado, 08/03/2014

Homenagem: Professora e Mulher

Tags: 8ªcre, diadasmulheres, professores.


Professora Sueli Maria de Menezes, uma história de vida como muitas da nossa rede de ensino e que no Dia Internacional da Mulher vem nos homenagear e fortalecer nesta escolha profissional que vai além com dedicação e amor.

 

 

"Como professores temos que acreditar na mudança, temos que saber que é possível, do contrário não estaríamos ensinando, pois a educação é um constante processo de modificação." - Leo Buscaglia

 

 

Me chamo Sueli Maria de Menezes, minha formação inicial se origina de um Curso de Formação de Professores em nível de Ensino Médio cursado orgulhosamente no Colégio Estadual Arruda Negreiros situado no município de Nova Iguaçu. Me tornei professora acreditando no pressuposto de que essa profissão consiste em ser um agente de transformação. Transformação de saberes, de sonhos e de vidas. Terminei o curso no ano 2000 e em 2002 ingressei na Rede Municipal de Ensino da cidade do Rio de Janeiro para atuar como PII. Completei 12 anos de Magistério na Rede Municipal em 28 de fevereiro de 2014.

 


Desde o início de minha trajetória docente atuei nas escolas da E/SUBE/8ªCRE sempre procurando escolas próximas aos ramais de trem para facilitar meu acesso já que moro na Baixada Fluminense. Na minha experiência como professora, sempre me incomodou a valorização da prática sem fundamentação teórica, então fui cursar Pedagogia para buscar compreender e discutir as situações vivenciadas no cotidiano escolar.

 

 

Atuei em Classe e Escola Especial, bem como 2º e 3º ano do Ensino Fundamental e na extinta turma de Progressão. Tenho predileção por turmas de 2ºano. Gosto de utilizar os recursos educacionais tecnológicos, pois creio que favorecem a aprendizagem dos alunos. Estamos inseridos na sociedade do conhecimento e as escolas não podem ignorar este fator.

 



No ano de 2011 prestei novo concurso para atuar como PEI - Professor da Educação Infantil e mergulhei no universo das descobertas da Primeira Infância, mundo de exploração de sentidos.

 

 

Atualmente estou na Escola Municipal Villa Lobos com 1º ano e no EDI Vila do Vintém em uma turma de Maternal II. Espero continuar contribuindo com a Educação Carioca. Como disse Rubem Alves, “as crianças possuem olhos encantados”, o papel do professor é fazer com que esse encanto se transforme em vontade de aprender ainda mais. Que nos próximos anos eu continue a encantar muitas crianças apresentando-lhes conhecimento e aprendendo com eles.

 

 

Sueli Maria de Menezes, PII e PEI da Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, Pedagoga, Pós-Graduanda em Gestão Escolar Integrada e Práticas Pedagógicas.
 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share