A A A C
email
A Revolução Acontece: o blog da SME
Retornando 10 resultados para o mês de 'Fevereiro de 2015'

Sexta-feira, 27/02/2015

Blog, Uma Ferramenta no Ensino de Historia

Tags: 5ªcre, blog, escolasdoamanhã.

Em maio de 2010, quando já usava a internet como ferramenta para ensinar Historia, a professora Renata Telha cria o espaço virtual “Turma do Amanhã” que veio ser uma experiência de sucesso! Há um ano e meio ela está lotada na Escola Municipal 05.15.041 Oswaldo Teixeira e pretende manter o mesmo desempenho com turmas do 6º ano.

 

O uso da internet para o ensino de História: Blog da Turma do Amanhã, uma experiência de sucesso que a professora Renata Telha criou há 5 anos, quando ainda trabalhava na Escola Municipal Presidente Roosevelt, 8ª CRE.


Mais um ano letivo começa e estamos ansiosos pelo retorno às salas de aula. Alguns já voltaram, não é mesmo?! Inclusive, já com bastante pesquisa para fazer. Outros, ainda estão em casa, esperando para conhecer sua nova turma e professores.

Assim começa a primeira postagem de 2015 do Blog Turma do Amanhã, com objetivo de criar uma maneira fácil e descomplicada de aprender a História do Mundo, através da rede social.

 


Como surgiu o Blog da Turma do Amanhã


A ideia deste blog surgiu durante uma aula de História, com uma turma muito agitada e participativa, período em que a professora Renata trabalhava na Escola Municipal Presidente Roosevelt (8ª CRE).

A escolha do nome do blog, Turma do Amanhã, ficou por conta dos alunos e tem a ver com o fato de ser uma Escola do Amanhã. Inicialmente, a intenção era experimentar e observar a relação que os alunos fariam entre o conteúdo trabalhado em sala de aula e o ambiente virtual, onde poderiam aprofundar-se nos assuntos anteriormente discutidos, tirar suas dúvidas, concluir suas pesquisas e, para os alunos que houvessem faltado, acompanhar a matéria do dia.

Meu objetivo sempre foi de estimular a participação dos alunos na construção e aprendizado da disciplina histórica, através de pesquisas de conteúdo e elaboração de textos. Desejamos tornar a experiência da aprendizagem de História mais interessante e divertida, facilitando o contato do estudante com temas e discussões que não são abordados em sala. Pretendemos que as aulas de História não fiquem apenas restritas ao espaço da escola, mas que faça parte do cotidiano do aluno, enriquecendo o seu contato com a internet. Agora, então, com alunos do 6º ano, relata a professora Renata Telha.


Como professora de História, Renata Telha revela que é muito mais aprendiz devido ao pouco tempo de carreira.

Com o blog, ela também deseja incentivar a curiosidade, a criatividade, a leitura e o pensamento crítico de seus alunos, tão caros à ciência histórica.


Não temos uma máquina do tempo que nos transporte, mas dispomos da internet – um veículo de informações rápido e confortável! A minha surpresa foi a quantidade de acessos que o blog tem recebido, ultrapassando 450mil visitas, mais de 600 assinaturas por e-mail e muitos seguidores no Facebook. Com certeza, fico muito feliz por ter colocado na rede um blog que atenda satisfatoriamente às necessidades de muitos adolescentes – e de professores também – espalhados pelo país!

 

 

Trabalhando o Blog Turma do Amanhã na Escola Municipal 05.15.041 Oswaldo Teixeira

Desde 2013 a professora Renata Telha está lotada na Escola Municipal Oswaldo Teixeira (5ª CRE), sendo assim, ela decidiu intensificar as postagens do blog direcionadas ao sexto ano e pretende intensificar as postagens investindo na aplicação da metodologia de pesquisa com os alunos.

A ideia é abrir o blog para que os próprios alunos o alimentem com o resultado de suas pesquisas. Chega de cartolina e papel almaço!, finaliza a professora.

Professora Renata Telha

 


Conheça, curta e compartihe o Blog Turma do Amanhã http://turmadoamanha.com/

 

Postado pela professora Regina Bizarro, representante do Rioeduca/5ªCRE

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 23/02/2015

No EDI Ana de Barros Câmara se Aprende Brincando

Tags: 6ªcre.

 

 

O EDI Ana de Barros Câmara, localizado em Coelho Neto, utiliza o Bingo de Letras de nomes próprios para iniciar o processo de alfabetização. Vamos ver como a atividade aconteceu?

 

Por que alfabetizar com o nome próprio? Pelo fato dele ter uma função social definida em nossa cultura: identifica as pessoas e aquilo que a ela pertence. Além disso, proporciona às crianças um suporte ao processo de alfabetização. Oferece um modelo estável de escrita, o que oferece avanços significativos na aprendizagem da leitura e da escrita.

 

Pensando nisso, a professora Fátima, do EDI Ana de Barros Câmara, realizou com os alunos da turma EI-11, na primeira semana de aula, o Bingo de Letras utilizando o nome próprio das crianças.

 

Os alunos da turma EI - 11 marcam as letras cantadas pela professora Fátima

 

Depois de produzir os crachás com o nome das crianças, a professora apresentou um por um a toda a turma. Dessa forma, os pequenos passaram a ter contato com a escrita convencional do nome delas e também do de seus colegas.

 

Cada criança recebeu, em seguida, uma cartela feita pela professora Fátima com o seu nome escrito para que pudessem reproduzi-lo e brincar de bingo. A docente sorteou, em cada rodada, uma letra do alfabeto para que os pequenos a procurassem no cartão. A marcação foi feita com caroços de feijão.

 

Os alunos da turma EI - 11 reescrevem seus nomes na cartela fornecida pela professora

 

A primeira criança que terminasse de marcar todas as letras de sua cartela, ganharia a brincadeira. Essa atividade auxiliou no reconhecimento das letras de seu nome e do nome dos colegas. Além disso, os pequenos puderam refletir, com o auxílio da professora Fátima, sobre quais e quantas letras usar e em que ordem elas se apresentam.

 

Essa atividade coloca em evidência o contexto de uso da escrita: é necessária, real e socialmente aceita como prática recorrente em nossa cultura. O nome, por si só, ao identificar a pessoa e servir de chamamento em várias situações discursivas cotidianas, tem contexto definido, claro e permanente.

 

Em sala de aula, o que se faz é tirar desse contexto situações para fazer avançar a aprendizagem do sistema de escrita. Ao serem trabalhados na sala de aula os nomes, que pertencem a contextos de uso frequente pela criança, viram objetos de aprendizagem.

 

A professora Fátima faz a leitura da letra e mostra a mesma aos alunos

 

Parabéns à professora Fátima e a toda equipe pedagógica do EDI Ana de Barros Câmara por ajudar seus alunos a adquirirem os conhecimentos essenciais que impulsionarão seu processo de alfabetização.

 

Quer ter o seu trabalho divulgado no portal Rioeduca? Entre em contato com a representante de sua Cre! Será um prazer ter você aqui!

 

Prof.ª Patrícia Fernandes – Representante do Rioeduca na 6ª CRE
Facebook: patrícia_pff@yahoo.com.br
E-mail: pferreira@rioeduca.net

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 23/02/2015

"Hands-on activites" com a Professora Fabíola Monteiro

Tags: 9ªcre, inglês.

 

 

A teacher Fabíola Monteiro Vazes desenvolve criativas atividades lúdicas em sua prática de ensino da língua para young learners, tornando as aulas muito mais divertidas e interessantes.

 

Professora da Rede desde 2011, a experiência de Fabíola foi aplicada das escolas municipais Henrique Dias e Castro Alves, através do programa Rio Criança Global e na Escola Municipal Virgulino Isaias de Oliveira, com o projeto Premier Skills.

Confira algumas atividades interessantes conduzidas pela professora Fabíola.

A guirlanda abaixo, de material reciclado, foi confeccionada pelos alunos do 4º ano. É feita de pregadores enfeitados com artigos de bijuteria e sobras de material de costura. Após o trabalho artístico dos alunos, os pregadores foram colocados em um círculo de papel para dar sustentação à guirlanda, podendo ser facilmente substituído por um CD. O material ficou em exposição na sala por apenas um dia, pois todos os alunos quiseram levar seus pregadores natalinos para casa.



A ideia de fazer fantoches surgiu a partir de um brinquedo elaborado pelos alunos do segundo ano. Não houve preparo prévio, uma vez que fui surpreendida pela brincadeira descontextualizada das crianças. O fantoche era feito de papel branco com furos na lateral para colocar os dedos no lugar do braço. Foi adaptado e colorido para montarmos o Zip. Cortamos os olhos de papel branco e cada aluno colou o seu. Para adaptar e fazer a Stella, basta desenhar a tranças na lateral.

 



A partir da ideia do projeto Smile sugerido pelo livro Zip from Zog 4B, foi confeccionada uma boca com o fundo de algumas garrafas PET e papel glacê.

 

 

Parte das garrafas foram doadas por alunos de outras séries durante a merenda da turma. Os alunos levaram escovas de dente velhas e pedaços de barbante. Colocamos massinha para simular impurezas nos dentes e alguns alunos "escovaram" e passaram fio dental na boca. Logo após, cada aluno desenhou o que mais gostou do projeto. A ideia é conscientizar o aluno a respeito da higiene e saúde bocal.

 

 

Aproveitando a chegada do natal e a necessidade de trabalhar com o tema, os alunos do segundo ano construíram uma árvore de natal com rolo de linha reciclada e pedaços de papel. Foi decidido pelos alunos três itens que toda criança deveria ter no natal de 2014. Estes itens foras escritos em inglês e desenhados no papel para serem colados na árvore, ficando em exposição na sala de aula.

 

 

A Equipe Rioeduca parabeniza a professora Fabíola Vazes pelas atividades realizadas e a iniciativa de compartilhar suas propostas, a fim de que outros professores de inglês possam ser beneficiados com sugestões enriquecedoras para a prática de ensino do idioma nos anos iniciais.

 

 

“Ludic activities, themselves, are constructive as they are actions, and we know from several theoretical traditions, human beings act while they are changing the world, they change themselves... Playing, to play, act out ludic activities, requires a total surrender of the human being, body and mind at the same time. Ludic activities do not allow division, and the own ludic activities lead us to the state of consciousness.” (LUCKESI, 2000, p.21-22)

 

Fonte:
Relatos da professora Fabíola Monteiro Vazes
Luckesi, C. C. org. (2000) Ludopedagogia Ensaios 01: Educação e ludicidade. Gepel. Salvador.

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 20/02/2015

Escolas da 5ª CRE e a Corações Unidos do CIEP Fazem o Carnaval 2015 da Rede Municipal

Tags: 5ªcre, carnaval2015.

 

Carnaval são os três dias de folia que precedem a quarta feira de cinzas. É uma palavra que tem origem no latim "carna vale" e que significa dizer "adeus à carne". A 5ª Coordenadoria Regional de Educação e a Corações Unidos do CIEP mostram que alegria do carnaval é o que não falta nos alunos da rede municipal.

 

Origem do Carnaval no Brasil


O carnaval chegou ao Brasil através das festas que ocorriam na Europa, principalmente na Itália e na França, no século XVII. As fantasias de pierrô e de colombina foram logo incorporadas ao carnaval brasileiro.

No início, as festas de carnaval aconteciam nas ruas com desfiles de fantasias, depois passaram a ser realizadas nos clubes onde eram tocadas as marchinhas, os sambas e os frevos preparados para os festejos.

Hoje algumas cidades se destacam nas festas de carnaval. No Rio de Janeiro são os desfiles das escolas de samba, em Salvador são os trios elétricos que tomam conta das ruas da cidade, no Recife o bloco "O Galo da Madrugada" que sai às ruas no sábado de carnaval, pelo centro da cidade e já entrou para o livro dos recordes, como o maior bloco de carnaval do mundo. Em Olinda, os bonecos gigantes desfilam pelas ladeiras da cidade Patrimônio da Humanidade.


5ª Coordenadoria Regional de Educação e Escolas no Carnaval 2015


Professores da 5ª CRE fizeram nas Unidades Escolares na semana que antecedeu ao Carnaval momentos de alegria, contagiando alunos com marchinhas carnavalescas e sambas enredos.

 

 


Escola Municipal 05.15.007 Francisco Frias da Mesquita

 

 

Escola Municipal 05.15.050 Paraná

 

 

Escola Municipal 05.14.003 Maestro Pixinguinha

 

 


Escola Municipal 05.14.027 Sebastião de Lacerda

 

 


Escola Municipal 05.14.028 Tarsila do Amaral

 

 

Desfile de Carnaval no Rio de Janeiro e a Escola de Samba Corações Unidos do CIEP


O mais popular desfile de carnaval acontece no Rio de Janeiro, Marquês de Sapucaí, Sambódromo.

A Secretaria Municipal de Educação abrilhanta os desfiles no Sambódromo, com a Escola de Samba Corações Unidos do CIEP, fundada em 1986.

GRCESM Corações Unidos do CIEP participa todos os anos do desfile oficial de escolas de samba mirins realizado desde 1999, que acontece na terça-feira de carnaval na Marquês de Sapucaí. Sua sede está localizada no CIEP que funciona ao lado do Sambódromo, sendo uma das duas únicas escolas mirins cariocas que não é ligada a outra principal. A outra se chama Golfinhos da Guanabara.

Este projeto está sob a responsabilidade da professora Marillene Monteiro, que, durante anos, vem orientando esse movimento pedagógico, orgulho da rede municipal de educação.

 

GRCESM Corações Unidos do CIEP


“Entre Curvas e Paixões, 450 anos de uma Cidade que continua Apaixonante e Apaixonada”.
 

 

 

 


Autoria: Oficina de Compositores
Intérprete: Matheus

 

O samba aqui no Rio se criou
E vem mostrar a sua cara na Avenida
Lá no passado seguiu a procissão
E hoje é festa, alegria e tradição
Nessa cidade envolvente, apaixonante,
Não tem quem não se encante
É alto astral, tem praia e sol, mulher formosa,
Berço do samba, cidade maravilhosa.

É nessa bossa que eu vou, ô ô ô,
Oh abre alas minha escola quer passar
A essas mulheres que lutaram por amor
O nosso carnaval vem homenagear.

Foi assim, desde os tempos que a princesa libertou
Buscou respeito, o direito e a igualdade,
Com alegria não perdeu a identidade
Um show nos palcos e na vida
Com essência de mulher
Pintou uma história, obra de arte colorida,
Leva um sorriso sempre na ponta do pé.

Corações Unidos vem cantar
Um traço feminino vai deixar
Em suas curvas derreti de paixão
Tu és a minha inspiração.

 

 

Siga  o Blog da CORAÇÕES UNIDOS DO CIEP
https://coracoesunidosdociep.wordpress.com/

Agradeço as escolas que gentilmente enviaram fotos do evento Carnaval, acontecido em suas Unidades Escolares.

Agradeço a atenção do professor José Henrique, sempre disposto a colaborar com as postagens que necessitam da colaboração da Gerência de Educação/5ªCRE. À ele, também, as informações e fotos da Coração Unidos do CIEP.

 

Professora Regina Bizarro

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share