Rio Educa
A A A C
email
A Revolução Acontece: o blog da SME
Retornando 31 resultados para o mês de 'Dezembro de 2017'

Sexta-feira, 29/12/2017

No Mundo Animal

Tags: 10ªcre.

 

Professora e alunos do 1º ano realizam homenagem ao Dia Mundial dos Animais na Escola Municipal Robson Donato da Conceição

 

A E/CRE (10.19.084) Escola Municipal Medalhista Olímpico Robson Donato da Conceição está localizada à Avenida Cesário de Mello, 13510 – Bloco 4, Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro. A Unidade atende a 23 turmas, sendo 20 turmas em horário integral e 3 turmas em horário parcial, num total de 652 alunos, do 1° ao 6° ano do Ensino Fundamental. A Unidade Escolar tem como diretora, a professora Glaucia Valéria Menezes da Silva e como Coordenador Pedagógico, o professor Roberto Dana.

 

Parte da equipe da Unidade Escolar

 

No decorrer do 3º bimestre, conforme o conteúdo do caderno pedagógico do 1º ano, a professora Bárbara Dana, desenvolveu o projeto social e ambiental. A docente levou para sala de aula seu casal de Porquinhos da Índia, a fim de conscientizar sobre o zelo com os animais.

Os principais objetivos do projeto foram: organizar os diferentes tipos de reino animal (mamíferos, aves e répteis), diferenças entre animais domésticos e selvagens, diferentes formas de gestação, nascimento e alimentação.

O projeto foi executado na seguinte sequência:

1 – Apresentação do casal de Porquinhos da Índia e suas características.

 

Alunos observando os Porquinhos da Índia

 

2 – Os alunos falaram e desenharam seus animais de estimação e os cuidados que devemos ter com eles.

 

Desenho do aluno Arthur

 

3 – Elaboração de uma roda de conversa, onde cada aluno com uma máscara de animal falava sobre o que conhecia desse animal (lugar onde morava, como se reproduzia, tipo de alimentação).

 

Alunos com as máscaras dos animais

 

4 – Leitura do livro “A centopeia com 99 pernas” de Mônica Padilha, onde foi trabalhado uma mensagem positiva e encorajadora para crianças especiais, percebendo seu real valor e sua capacidade de ser igual aos outros.

— O interessante foi ver a curiosidade e surpresa nos olhos de cada criança, ao se deparar com animais que pouco conheciam. O trabalho proporcionou aos alunos a possibilidade de entenderem seu papel social na preservação e zelo com os animais – afirma o coordenador pedagógico Roberto

 

Quer saber mais sobre nossas aulas?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

 

E/CRE (10.19.084) E. M. Medalhista Olímpico Robson Donato da Conceição
Email: emconceicao@rioeduca.net

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 28/12/2017

E. M. Paulo Renato com a comunidade: Construindo relações sociais positivas

Tags: 9ªcre, ginasio, comunidade, socioemocional.

 

Os alunos da Escola Municipal Paulo Renato Souza viveram experiências que visavam melhorar atitudes e habilidades para além de suas aprendizagens no Ensino Fundamental II. A equipe de direção e professores, comprometidos em desenvolver competências socioemocionais, investiram nos projetos "Visita ao Abrigo Doce Morada" e "Contar e Recontar". Acredita-se que cuidar do próximo, ajuda a construir um mundo melhor, mais justo e menos violento.

 

A Escola Municipal Paulo Renato é um ginásio carioca situado em Cosmos, que atende a 13 turmas de 7º ao 9º ano. No cotidiano dos alunos o compromisso com as aulas de Língua Portuguesa, Matemática, Inglês, dentre outras. As aprendizagens cognitivas, tão importantes nesta fase, são desenvolvidas junto às competencias socioemocionais, imprescindíveis na formação humana. Acredita-se que as relações entre indíviduos, em diferentes da fase da vida humana - infância, adolescência, idade adulta, velhice - permeadas pela afetividade, empatia e a rapidez na socialização contribuem para relações sociais positivas e assim para a sociedade.

 

Visita ao Abrigo Doce Morada

 

 

Inicialmente, em abril deste ano, os professores solicitaram aos alunos que mobilizassem a comunidade em prol da arrecadação de itens para que levassem ao abrigo. Durante a reunião de responsáveis do 2º Bimestre, conseguimos mobilizar ainda mais a Comunidade, de modo que tivemos uma grande quantidade de doações. Estiveram envolvidos no projeto, o Diretor da escola Igaro Guimarães Gouveia, o Diretor-Adjunto Liverson Rodrigo Souza Freitas, a professora de Sala de Leitura Camila Cristina Ferreira da Costa e a professora de Geografia Diene Eiras Diniz.

 

 

Na manhã do dia 01 de novembro, foi realizada a visita ao Abrigo Doce Morada, localizado na Estrada Santa Veridiana, nº 936 A, Sepetiba, Rio de Janeiro, RJ. Os alunos, acompanhados das professoras Diene Eiras Diniz e Camila Cristina da Costa Ferreira, levaram as doações de roupas e sapatos, além de todo o amor e carinho para os 75 idosos que moram no local. Segundo a professora Camila, foi um momento muito emocionante, pois os idosos ficaram surpresos ao verem nossas crianças e houve uma interação entre as diferentes gerações, com muito bate-papo e trocas de experiências. A visita foi a culminância do Projeto que envolveu toda a Comunidade Escolar, por meio de doação de roupas e sapatos, de maneira espontânea e muito carinhosa.

 

 

Para a direção da unidade, o projeto é extremamente importante para estimular a caridade, o amor e a compaixão em nossa sociedade, atualmente marcada por tanta violência. Ajudando o próximo, estaremos construindo um mundo melhor, mais justo e menos violento.


Projeto Contar e Encantar

 

Desde Março, os alunos estavam sendo preparados para contar as histórias para as crianças. Depois que escolheram as histórias e se mostraram preparados para o contato com os menores, a visita ao EDI Bianca Rocha Tavares, que fica no mesmo terreno da escola, foi realizada. Estiveram envolvidas no projeto a Coordenadora Pedagógica da escola Gisele Cristine Pimenta dos Santos e a professora da Sala de Leitura Camila Cristina da Costa Ferreira. A Direção do EDI, composta pelas professoras Mônica Casal dos Santos Lopes e Zeliana Rosa de Oliveira Pacheco, deu total apoio e incentivo ao projeto.

 

 

No dia 31 de maio, os alunos da Escola Municipal Paulo Renato Souza, acompanhados da professora de Sala de Leitura, Camila Cristina da Costa Ferreira e da Coordenadora Pedagógica, Gisele Cristine Pimenta dos Santos, deram continuidade ao Projeto "Contar e Encantar" no EDI Bianca Rocha Tavares. O projeto consiste em levar os alunos do segundo segmento do Ensino Fundamental para as creches e EDIs para que eles possam contar histórias infantis para as crianças menores. Segundo a professora Camila, os alunos contam as histórias com tanto entusiasmo e personalidade que eles parecem até atores profissionais. Eles usam diversos artifícios, principalmente fantoches, para contarem as histórias com a maior realidade possível. Os alunos menores adoram o contato e a interação com os mais velhos.

 

 

De acordo com a Direção da unidade, o projeto é de fundamental importância, pois estimula o afeto e o respeito entre as crianças. Os maiores cuidam dos menores, dando-lhes incentivo à leitura e à imaginação.
 

Parabenizamos à equipe da E. M. Paulo Renato pelas aprendizagens oportunizadas aos alunos para a plena formação humana!

 

Quer saber mais sobre a unidade:

ESCOLA MUNICIPAL PAULO RENATO DE SOUZA

Endereço: R. Jacareúba, 283-487 - Cosmos, Rio de Janeiro - RJ, 23058-250

Telefone‎: ‎(021) 3384-2545

E-mail‎: ‎empaulorenato@rioeduca.ne

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 27/12/2017

Celebrando os 50 Anos da Tropicália no PET Presidente Médice

Tags: tropicália, pet, artes.

 

 No ano do cinquentenário do movimento Tropicália, o Centro de Pesquisa e Formação de Ensino Escolar de Arte e Esporte - PET Presidente Médici desenvolveu um projeto rico em sons, movimentos e histórias. Em uma impecável apresentação na II Mostra de Artes, alunos e professores demonstraram o quanto valeu a pena a dedicação na realização da proposta.

 

 

 

A Tropicália foi um movimento cultural que envolveu diferentes segmentos das Artes. Foi um momento único na história cultural do Brasil, onde artistas de diferentes áreas, através da experimentação, quebraram paradigmas e criaram uma forma inovadora de conceber o mundo.

Nas artes visuais temos a figura central de Hélio Oiticica, como criador do termo "Tropicália", que propunha a participação do público de maneira radical na obra de arte.

Na dança temos novas formas de conceber corpos e performances; na música temos artistas como Caetano Veloso e Gilberto Gil concebendo um movimento musical original que influenciou de forma contundente a música popular brasileira; no teatro temos a forma anárquica de conceber a encenação de José Celso Martinez. Tudo isso através do colorido da década de 1960 e das questões sociais e políticas vivenciadas no Brasil. 

 

 

O movimento Tropicália completa 50 anos de existência e foi o tema de diferentes propostas artísticas desenvolvidas com os alunos do Centro de Pesquisa e Formação de Ensino Escolar de Arte e Esporte - PET Presidente Médici.

O tema também foi discutido e estudado pelos professores em diversos centros de estudo e motivou visitas a centros culturais e a leitura de bibliografias.

Durante todo o ano o PET Presidente Médici se preparou para a sua II Mostra de Artes e o sucesso do projeto foi absoluto!

 

 

 

Oficinas que participaram da Mostra de Artes do PET Presidente Médici:

Música - Prof. Rodrigo Peçanha de Mello Virgilio

Dança - Prof.ª Simone Freitas Capote

Dança - Prof.ª Daniela Figueiredo Moreira Ferreira

Artes Visuais / Fotografia - Prof.ª Mariana Maia da Silva

Dança - Prof.ª Aline Gomes da Silva Castro

Artes ( moda / fotografia/vídeo)  - Prof.ª Camilla Tenório de Albuquerque

Teatro - Prof. Carlos Alberto da Silva Pimentel

Ginástica Artística  - Prof.ª Thayane de Medeiros Gomes

 

 

 

A Mostra de Artes do PET Presidente Médici foi na verdade um espetáculo de sensibilidade e muito talento!

Os alunos cantaram, dançaram e encantaram a plateia presente na Areninha Carioca Hermeto Pascoal. Um espetáculo impecável em poesia e cultura. Um pedaço da história do Brasil foi contado de uma maneira surpreendente!

 

 

O Rioeduca parabeniza o PET Presidente Médici pela realização do projeto Tropicália!

 

 

 

Entre em contato com o Rioeduca para compartilhar os projetos da sua escola. Participe!

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 27/12/2017

Pequeno Passeio às Influências Africanas

Tags: 10ªcre.


Alunos do GEC Princesa Isabel realizam trabalhos sobre escravidão e resistência dos negros para preservar sua identidade cultural religiosa.

 

O E/CRE (10.19.015) Ginásio Experimental Carioca Princesa Isabel está localizado na Travessa Boa Vista, 135 - Santa Cruz, zona oeste da cidade do Rio de Janeiro. Atende a 458 alunos, com 5 turmas de 7° ano, 4 turmas de 8° ano e 3 turmas de 9° ano do Ensino Fundamental, em horário integral. Tem como diretor, o professor Luiz Claudio de Souza e como diretora adjunta, a professora Cyntia Bulkool Gomes Brito.

Além das disciplinas curriculares tradicionais são oferecidas aos alunos outras disciplinas como Estudo Dirigido, Projeto de Vida e Eletiva. Cada uma oferece recursos significativos para a formação dos alunos. Além disso, a Unidade Escolar conta com o Protagonismo Juvenil, que é a participação do aluno em atividade que extrapolam âmbitos de seus interesses individuais. A ideia é que possa estimular a participação social dos jovens, contribuindo não apenas com o desenvolvimento pessoal dos jovens atingidos, mas com o desenvolvimento dos demais alunos da escola.

 

Trabalhos realizados pelos alunos

 

Durante o ano letivo, a professora Aldinea Sevilha realizou diversos trabalhos com os alunos utilizando materiais reciclados e, com a ajuda das professoras Ivane Silva da sala de leitura e Andreza Soares de Língua Portuguesa, foi realizado o evento: “Pequeno passeio às influências africanas”, uma exposição em homenagem ao dia nacional da Consciência Negra.

— O evento foi pensado com enfoque no exemplo de resiliência dos negros sofredores que, apesar de tudo, nos deixaram o legado de uma índole afetuosa, festeira e produtiva. Com esse trabalho, podemos colocar em prática a interatividade entre as disciplinas Língua Portuguesa, Artes e o trabalho realizado pela professora da Sala de Leitura. — afirma a professora Aldinea Sevilha.

 

Trabalho na exposição

 

Foram trabalhados diversos textos em sala de aula sobre o tema da escravidão e da resistência dos negros para preservar sua identidade cultural religiosa, principalmente, os textos “Navio Negreiro” e “A Canção do Africano”, de Castro Alves e exibição de vários filmes com foco nas questões sobre o preconceito racial. Houve encenação da lenda do “Negrinho do Pastoreio”, culminando com a exposição de trabalhos de pesquisa e artesanato com materiais reciclados, ligados à temática dos textos trabalhados: escravidão e a cultura de origem africana moldada em nossa brasilidade.

A exposição dos trabalhos ocorreu nos espaços do Centro Cultural de Santa Cruz entre os dias 21/11/2017 e 06/12/2017, com visitação aberta a toda comunidade escolar.

 

Máscaras produzidas pelos alunos

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.015) GEC Princesa Isabel
Telefone: 3395-1613
Email: empisabel@rioeduca.net

 


   
           



Yammer Share