A A A C
email
A Revolução Acontece: o blog da SME
Retornando 53 resultados para o mês de 'Outubro de 2014'

Sexta-feira, 31/10/2014

Dia Nacional do Surdo no CIEP Augusto Pinheiro de Carvalho

Tags: 5ªcre, surdos.

O CIEP Augusto Pinheiro de Carvalho comemorou o Dia Nacional do Surdo! E a Língua Brasileira de Sinais, LIBRAS, foi o ponto forte desse dia, tendo como protagonistas alunos surdos orientados por professores da unidade e por um instrutor.

 

 

Imagem do banco de ilustração vetorial: Happy jumping kids.

 


Comemoramos o Dia do Surdo em 26 de setembro. Essa data é muito especial para a Comunidade Surda que conquistou o reconhecimento nacional da LIBRAS, Língua Brasileira de Sinais, como uma língua natural, registrada na Lei Nº 10.436, de 24 de abril de 2002, e Decreto Nº 5.626/2005, e respeitando os valores da Linguística e Cultura dos Surdos.

A LIBRAS é a primeira Língua dos surdos e a Língua Portuguesa, a segunda. Eles conquistaram também o direito por Escolas Bilíngues para Surdos.

Ao contrário do que muitos imaginam, a Língua de Sinais não é simplesmente mímica e gestos soltos utilizados pelos surdos para facilitar a comunicação. É uma língua com estruturas gramaticais próprias.

Atribui-se à linguagem de sinais o status de Língua, porque ela também é composta pelos níveis linguísticos: o fonológico, o morfológico, o sintático e o semântico.


 

 


O CIEP Augusto Pinheiro de Carvalho comemorou o Dia Nacional do Surdo com muitas atividades. Alunos surdos da Classe DA e alunos incluídos das turmas de 2º, 3º e 4º anos do ensino fundamental foram os protagonistas. Foi um dia rico em experiências e aprendizado, no qual os alunos puderam ter um contato maior com o instrutor Ramon Marques e com os diversos surdos da UE.

 

 

 

 


Os alunos puderam aprender diversos sinais em LIBRAS, tais como cumprimentos, sinais dos funcionários da UE, e vivenciar como é a vida de um surdo.


Na educação infantil foram feitas pequenas contações de histórias nas quais os surdos utilizaram a LIBRAS como comunicação.


No ensino fundamental, uma peça teatral mostrou as dificuldades de um surdo diante de uma população, em que uma pequena minoria sabe ou tem conhecimento da linguagem de sinais.

Conheça aqui alguns sinais da LIBRAS.

 

 


Brincadeiras envolveram os surdos e ouvintes.

Após a fala da professora Isabelle Thomaz (professora da turma de DA), a diretora Márcia Valença parabenizou o instrutor surdo Ramon Marques, as professoras dos alunos inclusos Mariana da Costa, Cátia Araújo e Mônica Oliveira, o intérprete Zaqueu Ribeiro e a professora da sala de recursos Rita de Cássia.

 

 

 

Todos os anos o Instituto Nacional de Educação de Surdos abre inscrições para seu acesso. Esse ano as inscrições ocorreram entre os dias 1 de setembro e 2 de outubro.


Conheça o portal do Instituto Nacional de Educação de Surdos.


Parabéns ao CIEP Augusto Pinheiro de Carvalho por esse belíssimo trabalho de inclusão, possibilitando aos alunos surdos e aos não surdos uma convivência harmônica.


Aos professores e apoiadores desse evento, nossos parabéns!

Agradeço a professora Cátia Araújo pela parceria com o portal Rioeduca através do relato desse trabalho, sem o qual não seria possivel essa publicação.

 



 

 

Regina Bizarro é Professora representante do Rioeduca/5ªCRE.

Acompanhe os Blogs das escolas e professores da 5ª Coordenadoria Regional de Educação, clicando aqui.

Curta, compartilhe e comente a página no Facebook Grupo Rioeduca/5ªCRE https://www.facebook.com/groups/rioeduca5cre/

 

 

                              

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 31/10/2014

Talento da Rede... Professora Antônia Muller

Tags: 10ªcre.

 

Antônia da Silva Muller, professora da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro desde 1985, demonstrou forte compromisso com o magistério desde o início da sua carreira profissional.

 

Professora Antônia da Silva Muller.

 


Formada em Letras pela Fundação Educacional Unificada Campograndense (FEUC), iniciou sua carreira como professora na Escola Municipal 10.19.002 General Gomes Carneiro, assumindo turma de Educação Infantil.


Em 1986, foi Diretora Adjunta da Escola Municipal 10.19.001 Professor Coqueiro.


Assumiu a direção da Escola Especial Municipal 10.19.029 Doutor Hélio Pellegrino em 1991, a convite da Diretora do 18º DEC, professora Marise Cerutti, com o objetivo de levar o grupo de profissionais existentes a uma melhoria nas relações interpessoais, uma vez que, inaugurada há apenas três anos, esta já seria a quarta indicação para ocupar o cargo em pauta.


À frente da direção da Escola Especial Municipal Doutor Hélio Pellegrino há 23 anos, Antônia construiu laços de amizade, respeito e admiração e, com o seu trabalho, conquistou o Prêmio Anual de Qualidade na Educação nos anos de 2010, 2012 e 2013.

 

Professora com os alunos da Escola Especial Doutor Hélio Pellegrino.

 


A diretora faz parte do sistema de educação da cidade e segue as normas e orientações da legislação vigente no município e tem, como orientador das práticas educacionais, o Instituto Helena Antipoff.


O espaço físico da sua escola é adaptado para acolher 50 alunos com múltiplas deficiências devido a síndromes diversas em idades variadas. Possui também 32 alunos em duas turmas de educação infantil com alunos deficientes incluídos, perfazendo um total de 82 alunos.

O atendimento da escola é dividido em dois turnos. Para desenvolver as atividades planejadas, possui 16 professores regentes distribuídos em 8 turmas de Classes Especiais (CE), 1 turma de atendimento domiciliar e 2 turmas de Educação Infantil, Educação Física, Educação Musical, Sala de Recursos e Sala de leitura. Os alunos atendidos pela Sala de Recursos são provenientes das turmas comuns da própria UE e de escolas municipais adjacentes.


A escola conta com um grupo de 17 profissionais de apoio. Funcionários que desempenham suas funções dentro da comunidade escolar participando de projetos e atividades educacionais da escola, no sentido real do desenvolvimento e exercício da cidadania.


Antônia priorizando ações com base no Projeto Político Pedagógico, no qual os objetivos são traçados com a participação da comunidade escolar e visam uma ação pedagógica voltada para a política pública de inclusão. Ou seja, uma educação de excelência que garanta qualidade, adaptabilidade e flexibilidade capaz de transformar a realidade existente, proporcionando uma maior qualidade de vida a todas as pessoas envolvidas.

 

 

 

Alguns momentos dos alunos da Escola Especial Doutor Hélio Pellegrino.

 

O seu trabalho foi reconhecido com o recebimento da Medalha de Honra ao Mérito Pedro Ernesto em 2011, prêmio dado pela Câmara dos Vereadores aos profissionais de destaque na cidade do Rio de Janeiro.


Sua maior alegria, entretanto, é constatar a felicidade das crianças, a união de sua equipe e a certeza de que: SER EDUCADORA É DESPERTAR SONHOS EM SEUS ALUNOS.

 


Suelen Corrêa
é Professora da Rede Municipal
e Representante do Rioeduca da 10ª CRE

Contato:
suelencorrea@rioeduca.net
twitter: @suelencorrea29



 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 30/10/2014

Luz, Câmera e Ação com o Professor Luiz Cláudio Motta Lima

Tags: 4ªcre, diadosprofessores.

 

 

O cinema tem função estratégica e pedagógica na sociedade e contribui para a politização dos indivíduos em formação. O cinema na escola aponta as possibilidades de seu uso e retrata positivamente o efeito que as mídias e novas tecnologias exercem no processo de aprendizagem dos alunos.

 

 

"O filme é uma forma elástica, extremamente maleável e vigorosa, que não oferece resistência à expressão de novas ideias. É um meio de comunicação singelo, popular, que seduz as grandes massas [...]".

(Hauser)

 

 

 

 

A escola já não é mais o único local de aprendizagem e tampouco o professor é o único detentor do conhecimento ou da informação. Aspecto que revela a necessidade de uma ação pedagógica associada a uma linguagem comum do cotidiano dos alunos, dentre os quais se inclui o Cinema.

 

 

O talento aliado ao trabalho do professor Luiz Cláudio 
 

 

 

"É muito fácil falar de Luiz Cláudio Motta Lima. Professor de Geografia da Rede Municipal do Rio de Janeiro, ele vai além das salas de aula, demonstrando suas vivências por meio de sua criatividade e talento na arte do cinema.

Cineasta com importantes premiações no Brasil e no exterior, ele sabe encantar as pessoas com sua 'ALMA SUBURBANA', traduz a cultura do Rio na cadência de um 'POETA DO SAMBA'".

 

 

 

"Nosso professor Luiz, de valores exemplares, consegue romper as fronteiras ao levar seus alunos, do Núcleo de Arte Grécia, 'NO LIMITE DO HORIZONTE', usando os seus olhos como janelas de muitos desejos, envolvendo os seus amigos com a arte, no 'CASARTI'".

Texto e homenagem da professora Maria Amélia Rodrigues, Gestora do EDI Morro da Fé.

 

É possível afirmar  que o Cinema se faz presente também na vida particular de professores e alunos.  Assim, nada mais produtivo do que aliá-lo ao trabalho pedagógico realizado dentro da escola. É o que faz o professor Luiz, ao promover o Cinema como um amplo instrumento educativo, sobretudo dedicado a um público que se encontra mergulhado em imagens.
 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Postado por Ana Accioly Ver Comentários (7)

Quinta-feira, 30/10/2014

Spelling Bee na E. M. Dalila Tavares

Tags: 9ªcre.

 

 

 

A Escola Municipal Dalila Tavares realizou mais uma disputa de soletração em Inglês:    o Spelling Bee.

 



 

Para continuar o aperfeiçoamento da Língua Inglesa na Unidade Escolar, o Professor Cleverson vem dando um “Up Grade” no desenvolvimento da fala e da escrita dos alunos em suas aulas. Ele incentivou e treinou as crianças a participarem do Spelling Bee. Participaram alunos do 5º e do 6º ano.


A Diretora Cláudia de Fátima deu início ao Spelling Bee enfatizando sobre a importância das aulas, bem como a oportunidade de ampliar o vocabulário da Língua Inglesa com esse tipo de atividade.

Professora Cláudia de Fátima.


Os jurados foram o Professor Cleverson e a Professora Andreia Lúcia Fernandes, representando o Projeto Rio Criança Global da Empresa Learning Factory, responsável pela produção do material de Inglês “Zip from Zog”. O professor Cleverson, idealizador do projeto Spelling Bee na escola, falou sobre o sucesso das outras edições da competição e do aprimoramento de seus alunos ao longo desses anos.

 

Professor Cleverson e a Professora Andreia Lúcia.

 

Os participantes do 5º ano: Isabel (turma 1503), Aline (turma 1502) e Gabrielle (turma 1502).



Os participantes do 6º ano Patrick (1604), Gabrielle e Liriel (1603); Laiza, Leila, Fabrício e Ruan (1601) e Maria Luiza (1602) posaram orgulhosos para a foto com a Diretora Adjunta Rosane, a Professora Andreia Lúcia, a Diretora Cláudia de Fátima e o Professor Cleverson.

 

            "O verdadeiro significado das coisas é encontrado ao se dizer as mesmas coisas com outras palavras." (Charles Chaplin)

 

 Para ver mais trabalhos realizados pela escola, acesse o blog.

 


Professora Rita Faleiro
Representante Rioeduca da 9ª Coordenadoria Regional de Educação
E-mail: ritafaleiro@rioeduca.net
Facebook: www.facebook.com/rita.faleiro

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share