A A A C
email
A Revolução Acontece: o blog da SMETodos os posts escritos por Renata Carvalho
Retornando 68 resultados para o autor 'Renata Carvalho'

Terça-feira, 07/11/2017

Resgatando as Tradições Folclóricas Brasileiras - Do Oiapoque ao Chuí.

Tags: 2ªcre, educaçãoinfantil, folclore.

 

Os alunos do EDI Casa da Criança estão estudando as tradições brasileiras e conhecendo mais sobre a cultura do nosso país.

 

A professora Michelli Guido, regente no Espaço de Desenvolvimento Infantil Casa da Criança, enviou ao portal Rioeduca um relato sobre as atividades desenvolvidas durante o projeto anual que tem como título “Resgatando as Tradições Folclóricas Brasileiras - Do Oiapoque ao Chuí”.

 

 

Encerramento do projeto no primeiro semestre.

 


Dentre os objetivos das atividades realizadas no projeto estão: resgatar a história da formação do povo brasileiro; reconhecer a diversidade cultural existente em nosso país bem como os costumes e tradições; conhecer as regiões brasileiras, abordando aspectos econômicos, geográficos, étnicos, culturais e históricos; perceber os diferentes modos de vida; destacar a importância e a necessidade de respeitar todas as culturas e conhecer os pontos turísticos das diferentes regiões do país.


A professora Michelli nos conta que a partir deste projeto a unidade escolar pretende levar o educando a conhecer o meio em que vivemos. E mostrar que isso é condição primordial para a promoção do desenvolvimento pessoal e das relações interpessoais, favorecendo a compreensão da contribuição de cada indivíduo para o coletivo. Este projeto tem por finalidade mostrar para as crianças que a cultura popular brasileira é plural, que o povo brasileiro é resultado de uma diversidade de sons, cores e valores que, ao se misturarem, formou este Brasil, um país, acima de tudo sincrético, miscigenado, com seu tempo e sua história.

 

Apresentação dos alunos. Ao fundo os murais com as atividades realizadas durante o projeto.

 

 


O projeto foi iniciou-se levando o aluno ao reconhecimento de si enquanto indivíduo inserido num meio social (Brasil) e das diferenças entre "nós" e o "outro".


E para alcançar estes objetivos os pequeninos da Educação Infantil têm participado de várias atividades lúdicas que agregam conhecimento sobre a cultura de nosso país.


Sobre as atividades realizadas durante o projeto podemos citar as rodas de conversas, contação de histórias e lendas típicas de cada região, observação do globo terrestre localizando o Brasil, apreciação de fotos e imagens sobre diversas culturas, trabalhos com artes envolvendo pinturas, colagem, sucatas, desenhos, vídeos sobre o assunto, apreciação de pratos típicos, danças e literatura dominante de cada região, pintura corporal, oficina de turbante, entre outras atividades relacionadas ao tema.

 

 

Apresentação dos alunos no encerramento do projeto no primeiro semestre.

 


No primeiro semestre, o encerramento do projeto foi uma grande festa cultural aberta às famílias. As crianças e as famílias demonstraram-se muito envolvidas durante o projeto, pois a cada dia aprendiam algo novo, mostravam-se ávidas para saber qual seria a novidade e a construção daquele dia. Aprender com significado é muito melhor!


Parabéns a toda comunidade escolar do EDI Casa da Criança e agradecemos por compartilhar esta rica experiência conosco.
 

O contato da unidade escolar é: cccrianca@rioeduca.net

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 10/10/2017

A História Sobe ao Palco

Tags: 2ªcre, literatura, paz.

 

A Sala de Leitura pode ser considerada o coração da escola. É o lugar onde os alunos se encontram com a literatura e podem viajar neste mundo mágico.

 

A professora Sandra Lopes, regente da Sala de Leitura da Escola Matta Machado, contou ao portal Rioeduca sobre o projeto “A História (a música, a poesia...) Sobe ao Palco”.


"O projeto é permanente na Sala de Leitura da unidade escolar e, no primeiro semestre de 2017, a temática foi a paz. Sendo assim, o foco do projeto foi o Amor. Porque onde há amor, há paz. Além deste objetivo existem outros embutidos nas apresentações como: respeito, autoestima, reconhecimento pelo trabalho dos colegas e postura para apreciar as apresentações". Relata a professora Sandra Lopes.

 

Professora Sandra Lopes e alunos do primeiro ano.

 


As atividades envolveram os alunos do primeiro ao quinto ano e foram assim distribuídas: Amor aos Animais, Amor a Família, Amor a Natureza e Amor de Príncipe e Princesa. Os alunos participaram ativamente das atividades na Sala de Leitura da escola com leituras e preparação do material para apresentação no auditório da escola.


As várias leituras foram selecionadas de acordo com os temas citados acima, visando a sensibilização das turmas.


Vejamos abaixo como está a distribuição:


Turma 1.101 : Poema “O Rato Roque”, de Sergio Caparelli.
Turma 1.201: Poemas “O Galo Aluado”, de Sergio Caparelli e “A Aranha”, de Sandra Lopes.
Turma 1.202: Livro “De Olho no Olho”, de Sandra Lopes.
Turma 1.301: Música "Família" dos Titãs.
Turma 1401: Rap da Água.
Turma 1402: Poemas “A Árvore e a Garça”, de Sandra Lopes.
Turma 1501: Música “Linda Morena”.
Turma 1502: Música “Nosso Amor”.


Os professores regentes e os funcionários da escola auxiliaram na confecção das máscaras e cenários das apresentações.


O encerramento do projeto foi a apresentação das turmas literalmente no palco. Todos os poemas, histórias e músicas foram dramatizados para toda a escola, por todos os alunos. Os alunos demonstraram grande alegria e habilidade com a literatura infantil. Todas as turmas participaram deste momento, ora apresentando e ora como plateia apreciando o trabalho dos colegas.

 

Apresentação dos alunos do segundo ano.

 

Apresentação dos alunos do quinto ano.

 

A carreira literária da professora Sandra Lopes começou na mesma época em que ela se tornou regente da Sala de Leitura.

“Sou, antes de ser escritora, professora. Agradeço aos meus alunos pela troca e aprendizado nesta via de mão dupla.”. Relata a professora Sandra, que este ano publicou seu 15º livro, “Jardim de Bichinhos – Poemas para Bichos Carpinteiros”, no Salão do Livro para Crianças e Jovens.


Agradecemos a professora Sandra Lopes por compartilhar conosco relatos desta experiência de incentivo a leitura.

O contato da professora Sandra Lopes é: poeta.sandra@gmail.com

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 26/09/2017

Aqui É um Lugar de Paz – 2ªCRE

Tags: 2ªcre, paz.

 

As unidades escolares da 2ªCRE continuam realizando ações e participando ativamente da campanha “Aqui É um Lugar de Paz”.

 

A campanha “Aqui É um Lugar” de paz tem como objetivo promover ações que levem a comunidade escolar a uma reflexão sobre atitudes que tornem o ambiente escolar e o local onde se vive em um lugar de paz. Ao longo do primeiro semestre nossas escolas desenvolveram várias atividades sobre o assunto e podem ser conferidas clicando aqui. Estas ações continuam ativamente durante o segundo semestre.

A Escola Mario da Veiga Cabral procura sempre discutir junto a seus alunos o tema “Paz” em suas inúmeras possibilidades: a paz consigo mesmo, a paz com o outro, a paz com o planeta. Ao abordar esse tema, a unidade escolar procura incentivar reflexões e ações de promoção da paz que ganham forma nas brincadeiras, nas cantigas, na produção textual, na leitura, na relação com o outro. E assim, poder dizer que o espaço escolar “é um lugar de paz”.

 

Produção textual: "Eu promovo a paz quando..."

 

A Escola Panamá desenvolveu atividades sobre o tema reunindo as aulas de Educação Física, professora Nanci Pimenta, e Inglês, professora Michele Borges. Os participantes foram os alunos das turmas 1.401 e 1.501.

A atividade envolveu os responsáveis e os alunos das turmas em uma dinâmica de Jogos Cooperativos. Estes jogos buscam a união do grupo para vencer desafios propostos, além de propiciar situações de alegria e descontração.

O objetivo é experimentar uma vivência de respeito mútuo na proposição de soluções de atividades motoras de superação de obstáculos.

 

Professores e alunos durante os Jogos Cooperativos.

 

No mês de agosto,  alunos, professores, funcionários e responsáveis da Escola Pedro Ernesto, EDI Rubem Braga, Escola México e CIEP Presidente Agostinho Neto reuniram-se para dar um abraço a uma praça localizada no mesmo bairro das unidades escolares. Neste ato foi representando o desejo de paz não só dentro das escolas, mas também no ambiente onde vivem.

 

Abraço coletivo em busca da paz.

 

No dia 17 de agosto os alunos da Escola Prudente de Moraes, reuniram-se para apresentar um teatro com a peça “O Mágico de Oz”. A adaptação do texto foi feita pela professora Maria Izabel, da Sala de Leitura.

No pátio da escola também houve exposição de vários trabalhos realizados durantes as aulas e apresentação da música “A Paz”, grupo Roupa Nova, numa atividade integrada entre as aulas de Inglês e Educação Física. Os responsáveis foram convidados a participar e prestigiar o trabalho do professores e educandos.

 

Apresentação de teatro.
 

A equipe da Escola Shakespeare celebrou a Paz em um evento no dia 17 de agosto, aproveitando o plano anual que busca o resgate da infância através de brincadeiras, músicas e histórias infantis.

Assim, a equipe pedagógica levou os alunos para brincar de roda na praça próximo a escola. O entrelace das mãos remeteu a sentimentos de união sem discriminações raciais, culturais sociais ou religiosas.

Os alunos do 5º ano caminharam e auxiliaram nos cuidados com os pequenos da Educação Infantil. Entre as cantigas de roda, a escola trabalhou com os alunos a versão boa da música "Atirei o Pau no Gato", levando a uma reflexão sobre o amor e o respeito aos animais.

 

Atividades realizadas na praça próxima a escola.

 

Na Escola Abelardo Chacrinha Barbosa as atividades sobre o tema “Aqui É um Lugar de Paz”, foram realizadas com o auxílio da comunidade escolar e culminou em um evento com contação de história, presença dos responsáveis e produção de faixas produzidas com total empenho dos alunos, professores e funcionários.

A professora Francisca, regente na unidade escolar, enviou ao portal Rioeduca um relato da Agente Educadora, Sonia Licurgo da Silva, que conta em seu texto o movimento realizado na unidade escolar para o sucesso do projeto “Aqui É um Lugar de Paz”. Este relato pode ser conferido clicando aqui.

 

Ações da campanha "Aqui É um Lugar de Paz"

 

 

Agradecemos as unidades escolares que nos enviaram relatos das atividades realizadas.

 

Os contatos das unidades escolares são:

Escola Mario da Veiga Cabral  emvcabral@rioeduca.net

Escola Panamá empanama@rioeduca.net 

Escola Pedro Ernesto emernesto@rioeduca.net

EDI Rubem Braga jirbraga@rioeduca.net

Escola México emmexico@rioeduca.net

CIEP Presidente Agostinho Neto ciepaneto@rioeduca.net

Escola Prudente de Moraes empmoraes@rioeduca.net

Escola Shakespeare emshakespeare@rioeduca.net

Escola Abelardo Chacrinha Barbosa emchacrinha@rioeduca.net

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 15/08/2017

Projeto Identidade: Descobrindo quem Sou? Por que Sou? Com quem Sou?

Tags: 2ªcre, alfabetizacao, literatura.

Os alunos do terceiro ano da Escola Municipal Albert Schweitzer conheceram suas histórias através do projeto Identidade. Os educandos tiveram contato com a literatura e fizeram pesquisas.

 


A professora Viviane Lima, regente do terceiro ano da Escola Municipal Albert Schweitzer, enviou ao portal Rioeduca um relato contando sobre os objetivos e como o projeto Identidade foi realizado com os educandos.

O objetivo principal foi trabalhar a história dos alunos a partir do nome e da família, estabelecendo uma relação interdisciplinar com as estruturas curriculares e os descritores elencados para o 1º bimestre do ano de 2017 do 3º ano do Ensino Fundamental.

Na primeira atividade, cada aluno escreveu seu nome em uma folha de ofício. Logo após, a professora fez um bingo das letras do nome dos alunos. Esta atividade serviu para perceber a consciência fonológica e escrita do alfabeto, advinda do conhecimento de cada educando. Em seguida, a professora pediu para os alunos escreverem uma palavra iniciada por cada letra do nome, formando assim um acróstico. Depois, os alunos escolheram três das palavras escritas por eles para que produzissem frases.

Em um segundo instante, aconteceu a leitura do livro “A Família de Marcelo” de Ruth Rocha, pois o livro conta a história do menino e fala um pouco sobre sua família e amigos. A professora aproveitou para conversar sobre como era a família de cada um, onde eles expuseram os nomes de seus familiares e seus hábitos. Para casa, as crianças completaram a árvore genealógica, tendo como objetivo o estudo do substantivo, conforme foto abaixo.

 


 

Na mesma semana, a turma estudou a reta numérica marcando a idade de cada integrante da família, fazendo em seguida os exercícios, trabalhando o sistema de numeração, adição e subtração, par e impar e escrita por extenso.


 

Para trabalhar o relógio (definição de hora e minuto, ponteiros pequeno e grande, diferença de relógio digital e analógico), a professora contou a história “Julinha Relógio”, que fala de uma menina que adorava relógio e até mesmo suas brincadeiras eram direcionadas às horas. Terminada a história, cada criança construiu um relógio analógico, utilizando material reciclável. Para que eles conhecessem a diferença das horas antes e depois do meio dia, foi realizada uma prova prática, onde cada criança utilizava seu relógio para responder a distinção de hora e minuto, quando questionados: Qual a hora do início das aulas? Qual a hora do término da aula? Que horas você almoça? Que horas você acorda? Qual a hora do recreio? Qual a hora do lanche? Que horas você dorme? (As perguntas foram feitas individualmente)

 


 

Os alunos fizeram também, o autorretrato com o objetivo de trabalhar as características físicas de cada um e para que percebessem que temos diferenças. A professora aproveitou esta atividade para trabalhar o versos e estrofes e a diferenciação da estrutura de um texto simples e um poema (as atividades foram apoiadas na poesia “Diversidade” de Tatiana Belinky). Terminado o trabalho, as fotografias foram expostas no mural com o poema bem ao centro.

 


 

A partir do trabalho do autorretrato, a professora conversou com a turma sobre diversidade e respeito, onde debateu-se sobre o tema. As crianças relataram alguns casos vividos por elas ou por pessoas que conheciam.

Como culminância, os alunos levaram fotos de pessoas de diversas características físicas para exposição na sala.


 

Os educandos fizeram também a maquete do bairro onde moram ou de algum lugar que gostavam, percebendo e entendendo as transformações sociais, espaciais, culturais e históricas existentes no local escolhido. Em seguida, cada aluno identificou e contextualizou oralmente para os colegas o espaço social que tinha feito. Foi um momento muito prazeroso, pois as crianças sentiram a importância de mostrar sua casa ou seu lugar preferido, sentindo-se valorizados, pois quando terminavam de falar sobre a maquete eram aplaudidos.

 

 

Com o objetivo de trabalhar o tema da produção textual “Ai que Medo!”, indicado pela SME para o 1º bimestre de 2017, aconteceu um debate na sala, onde os alunos relatavam seus medos de forma lúdica. Muitos diziam que tinham medo de monstros, de barata, da polícia, do irmão mais velho e etc.

A professora Viviane aproveitou então, o projeto “Vai e Vem” oferecido pela escola, onde pôde distribuir os livros “Voa João”, “As Pintas do Júnior” e “Hugo, o Monstro”, uma coletânea oferecida pela Multirio para a biblioteca da escola.

Os alunos puderam levar os livros para casa e recontar a história na sala de aula para os colegas, utilizando fantoches e o cenário que compõem a coleção.

Conforme as fotos abaixo, os alunos escolhiam os personagens e contavam as histórias encenando com os fantoches. Foi uma proposta didática muito bem aceita pelos educandos, onde foi notório que estes ficavam com os olhos fitados na apresentação dos colegas e ansiosos para que chegasse a vez.

A professora Viviane diz ter certeza que as crianças além de conhecerem novas histórias, poderão desenvolver suas produções textuais de forma estrutural, coerente, coesa e fazendo de modo bem articulado o uso da nossa língua materna.

 


 

Podemos dizer que identidade é o conjunto de padrões diferenciados de comportamentos, pensamentos, atitudes e emoções. É a característica que nos torna únicos e diferentes de todos os outros.

Com este trabalho, as crianças conseguiram traçar seu histórico e descobrir muitos significados que ainda não conheciam. Foi possível trabalhar a identidade de cada criança associando o tema ao programa lançado pela SME para o 1º bimestre de 2017.

Pude observar que quando a criança via a si ou aos seus, nas atividades, estas se mostravam mais interessadas e dispostas para desenvolvê-las. Consegui com êxito alcançar os objetivos propostos para este trabalho fazendo a junção de “saber sobre si” (conhecimento de cada aluno) e “saber direcionado” (conteúdo disciplinar proposto).

Enfim, cada criança no seu vasto mundo de saber, quando direcionada e apresentada ao saber de forma diferenciada, torna-se ser pensante na busca da aprendizagem.” Professora Viviane Lima, regente da turma 1.302.

 

Agradecemos a professora Viviane Lima por compartilhar conosco estas ricas experiências pedagógicas e desejamos sucesso.

 

O contato da professora Viviane Lima é: vivianelima@rioeduca.net

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net


 


   
           



Yammer Share