A A A C
email
A Revolução Acontece: o blog da SME

Segunda-feira, 21/08/2017

C. M. Edna Lotte: Eu faço a diferença. E você, faz o quê?

Tags: 6ªcre, aqui é um lugar de paz, meio ambiente.

 

O projeto “Eu faço a diferença. E você, faz o quê?” foi realizado na Creche Municipal Edna Lotte durante todo o primeiro semestre do ano de 2017 e envolveu as turmas, professores e agentes de Educação Infantil.

 

Projeto desenvolvido com base no tema "Aqui é um lugar de Paz"

 

A unidade escolar fica localizada dentro da comunidade de Acarí, onde a violência é vivenciada no seu dia a dia. O projeto surgiu da necessidade de transformar o meio ambiente e social em que vivem os alunos. As atividades desenvolvidas tiveram por objetivo despertar nas crianças o sentido de preservação do patrimônio escolar e local, além de buscar soluções para a proteção destes ambientes. Outra preocupação dos professores e agentes de educação infantil foi proporcionar situações de aprendizagem que promovessem o resgate de valores e virtudes, do autoconhecimento, a fim de possibilitar uma melhor convivência social.

 

Plantio de sementes e preservação da natureza

 

Trabalhando a identidade e os valores

 

Através de experiências práticas foram trabalhados os seguintes temas: identidade, higiene, alimentação saudável, preservação e poluição do planeta Terra. Por meio dos livros “Pinóquio”, “ A Margarida Friorenta” e “Menina Bonita do Laço de Fita” valores como honestidade, igualdade, respeito, amizade, solidariedade, paz, ética e cooperação foram desenvolvidos. 

 

Trabalhando com a higiene bucal

 

Livro "A Margarida Friorenta"

 

Realização de experiência com a terra, a água e o ar

 

Uma cultura de paz se constrói assim, com ações que incentivam a cooperação entre toda a comunidade escolar, em busca de uma transformação humana e social que alcance a recuperação e a preservação do ambiente escolar. As soluções encontradas para os problemas apresentados no espaço físico da creche, mostraram que uma pequena mudança de atitude pode fazer uma grande diferença quando olhamos o todo.

Os professores estimularam as crianças a utilizar o diálogo para esclarecer conflitos e tomar decisões coletivas; a refletir sobre as implicações práticas de cada atitude; a compreender a importância das escolhas positivas pessoais e sociais; a identificar situações em que o preconceito acontece e que em todas as suas formas ele é prejudicial ao ser humano. 

Alunos e professores da Creche Municipal Edna Lotte estão fazendo a diferença na vida de toda a comunidade escolar. E você, está fazendo o quê? Conte-nos sua experiência!

 

Quer saber um pouco mais sobre o que a Creche Municipal Edna Lotte está fazendo para transformar o espaço em que se encontra? Entre em contato e conheça um pouco mais do trabalho destes professores e agentes de educação infantil de excelência! 

E-mail: cmelotte06@rioeduca.net


Telefone: 3372-3057 ou 3375-9551

 

Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Até a próxima semana!


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 18/08/2017

Ações pela Paz na E.M. Claudio Ignácio de Oliveira.

Tags: 5ªcre, ações, paz, escola, projeto.

 

Desde o início do mês de abril de 2017, a Escola Municipal Claudio Ignácio de Oliveira vem desenvolvendo diversas ações voltadas para a promoção da paz. Veja a seguir algumas dessas ações:

 

 

No dia 6 de abril de 2017, toda a comunidade escolar se reuniu para clamar pela Paz. O evento teve o seguinte roteiro:

 


 

  • Recepção dos responsáveis com a exibição de clipes de música relacionados ao tema: A Paz, Imagine, Depende de Nós e A Paz a Gente Faz.

 

Responsáveis

 

  • A direção da Unidade Escolar leu a carta do Secretário Municipal de Educação, Cesar Benjamin, e abordou alguns aspectos com a comunidade escolar.

 

Leitura da Carta do Secretário de Educação

 

Aspectos abordados com a comunidade escolar.

 

A direção esclareceu que a equipe de professores e funcionários conversou no dia anterior sobre toda a questão que vivemos hoje e a Unidade Escolar irá trabalhar o respeito à diferença, pois acredita ser o caminho para se chegar à Paz. Foi exibido o vídeo da apresentação da Banda Scorpions e da Filarmônica de Berlim, onde foi ressaltado o respeito às diferenças para o sucesso e houve a leitura da tradução da música Wind of Change. – Este vídeo foi apresentado pela Coordenadora da 5º CRE aos diretores das Unidades Escolas. A equipe da escola achou bastante apropriado para o momento.

  • A professora de Sala de Leitura fez a leitura do livro “Eles que não se amavam” e conversou com os responsáveis sobre as questões que o livro aborda. Baseada na história do livro, a professora relembrou a tragédia vivia pelos nossos alunos na Escola Municipal Tasso da Silveira.
  • Apresentação dos alunos com as músicas: Quero te dar a Paz e Paz.

Professora de Sala de Leitura e apresentação de músicas

 

  • Apresentação do “coral artístico” da equipe da Escola Municipal Claudio Ignácio de Oliveira com a música Paz, paz de Cristo.

Coral Artístico

 

24/04 – COC - Foi apresentado o vídeo do Secretário da SME para todos os funcionários.

05/05 - Reunião com os diretores.

06/05 - Reunião com os Responsáveis. Diálogo com a Comunidade escolar com a leitura da carta-convite.

10/05 – Vídeo: “Aqui é um lugar de paz”. (A paz segundo alunos da Rede Municipal). Planejamento de estratégia de mobilização dos alunos para o Planejamento e desenvolvimento da campanha.

11/05 a 31/05 - Apresentação do vídeo “Aqui é um lugar de paz” aos demais atores da escola; 

 

yes Ações do Grêmio Estudantil, do segmento aluno do CEC e representantes de turma:

Grêmio Estudantil, segmento aluno do CEC e representantes de turma.

 

yes Ações na aula de Inglês:

 

Aula de Inglês

 

yes Ações da Educação Infantil:

 

Educação Infantil

 

Parabéns pelo reconhecido trabalho de qualidade da escola e pelo engajamento de toda a comunidade escolar na campanha "Aqui é um lugar de paz" da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro.

Sobre a escola:

Unidade Escolar: E/CRE(05.14.031) - Escola Municipal Cláudio Ignácio de Oliveira 
Diretor: CLAUDIA SUELY VIDAL ALVAREZ
Endereço: Estr. Coronel Vieira s/nº
Bairro: Irajá
Cep: 21220-310
Telefone: 2482-8553 | 2482-7637
E-mail: emignacio@rioeduca.net 

 

Gostou da publicação? Deixe seu comentário aqui, pois ele é muito importante para nós!

Sua escola realizou algum projeto interessante? Entre em contato com o Rioeducador da sua CRE:

 


      


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 17/08/2017

CIEP Gregório Bezerra – Projeto Arboviroses

Tags: 4ªcre, dengue, zica, chikungunya.

 

As escolas municipais do Rio de Janeiro continuam mobilizadas contra a dengue. Transmitida pelo mosquito Aedes aegypt, a Dengue é um problema que precisa ser tratado com muita seriedade e trabalho.

 

 

O CIEP Gregório Bezerra desenvolveu o Projeto Arboviroses com o objetivo de desenvolver ações de mobilização socioeducativas de modo que provocar mudanças de comportamento da comunidade escolar e local frente as condições necessárias para o controle do mosquito vetor, intervindo na manutenção da saúde local, buscando uma sensibilização social e física da comunidade escolar local sobre a importância da prevenção e combate dos criadouros do mosquito Aedes aegypti partindo do ambiente escolar para o ambiente comunitário.

 


Atividade realizada com a turma 192 pela professora Débora Lopes.

 

Essa era uma atividade de escrita que tinha por objetivo fazer uma diagnose da escrita dos novos alunos e também verificar os conhecimentos já construídos sobre o tema. A ideia era que os estudantes se colocassem no lugar (uma brincadeira) do mosquito Aedes aegypti e se defendessem frente à forte campanha de mobilização promovida pela Secretaria Municipal de Educação. Os textos construídos não sofreram intervenção da professora. A turma 171 fez um cartaz sobre o tema "Dengue" partindo da seguinte pergunta: "Qual a sua imagem, quando você ouve 'mosquito da dengue'? A atividade foi ministrada pela Profª. Maria Felícia.

 


O Projeto contou com diversas atividades realizadas pelos professores: roda de conversas e discussão oral dirigida nas salas de aula sobre os relatos dos alunos (Turma 172 – Prof: Cyntia); construção de cartazes preventivos de combate ao mosquito transmissor (Turma 191); palestra realizada pelo professor de ciências, Eduardo, sobre arboviroses com os alunos do PEJA II.

 


 

Para o trabalho de elucidação foram realizadas palestras e roda de conversas, com uso do Data Show e vídeos sobre o ciclo de vida do Aedes aegypti (PEJA I – Bloco I).

Várias produções foram realizadas pelas turmas. O mural informativo sobre arboviroses e ações de combate foi um exemplo que alcançou a comunidade interna e externa ao CIEP, realizando um trabalho de divulgação da informação com bastante eficácia.

 

Parabéns à Equipe da escola pelo excelente trabalho realizado!

 

Sobre a escola:
Ciep Gregório Bezerra
EQUIPE
DIRETORA: Patrícia da Silva Pitta de Mattos
DIRETORA ADJUNTA: Eliane Simões Mendes
APOIA DIREÇÃO: Raquel Cruz Ventura Bueno
COORDENADORA: Carmen Lucia Barreiros Pereira
PROFESSOR ORIENTADOR:Luciano da Silva Moreira
PROFESSORES: Eduardo Allen de Araujo
Débora da Silva Lopes dos Santos
Fernando Pereira dos Santos
Maria Felícia de Freitas Filizzola
Cyntia Kelly Menezes da Silva Burguinhão
José Ricardo Carvalho Silva
Sandra Maria Jardim Serra Pires
Rogério Silva dos Santos
Camila Regina Soares da Silva
Endereço:Rua Plinio de Oliveira s/nº Penha, Rio de Janeiro - RJ, CEP:21070-040
Telefone: (21) 3885 8591
Email: ciepbezerra@rioeduca.net
Texto enviado por: Luzanira Scalercio – E/SUBE/CEDGEJA

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 16/08/2017

Escolas vão celebrar a paz na quinta-feira, dia 17

Tags: encontro pela paz.

 

Com brincadeiras, teatro, música e jogos, alunos e professores da rede municipal promovem encontros pela paz em diversos locais do Rio de Janeiro



Na próxima quinta-feira, dia 17, 650 mil estudantes da rede municipal têm encontro marcado com a tolerância, com a solidariedade, com a harmonia, com o companheirismo, ao promover, ao lado de seus professores e funcionários das escolas, atos pela paz em diferentes regiões da cidade correspondentes aos distritos das 11 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs).

Os encontros descentralizados fazem parte da mobilização da comunidade escolar pela campanha Aqui é um lugar de Paz, que vem sendo desenvolvida desde maio nas unidades e apoiada pela Secretaria Municipal de Educação. Os atos ocorrem em substituição ao Encontro pela Paz que aconteceria no dia 2 de julho no Aterro do Flamengo, mas acabou cancelado por conta do mau tempo.

Por meio de atividades lúdicas, esportivas e culturais, as escolas querem mostrar à sociedade, convidada de primeira hora aos atos descentralizados, que a paz nas escolas é possível e imprescindível para a formação de crianças e jovens. Equipamentos importantes da cidade, como o Museu de Arte do Rio (Mar), Engenhão, Parque Olímpico, Lona Cultural João Bosco (Vista Alegre), Arena Carioca Jovelina Pérola Negra (Pavuna) e a Cidade das Crianças (Santa Cruz), entre outros, serão territórios de paz para as brincadeiras e jogos da garotada.

Iniciada há dois meses e sem data para acabar, a campanha Aqui é um lugar de Paz se insurge contra a violência que já resultou na perda prematura das jovens Vanessa dos Santos e Maria Eduarda, alunas das escolas José Eduardo de Macedo Soares e Jornalista e Escritor Daniel Piza, respectivamente, e expõe centenas de vidas ao risco de morte diariamente. A violência já provocou o fechamento de 381 escolas desde o início do ano, deixando 130.468 mil alunos sem aulas.

O movimento das escolas conta as a parceria dos escoteiros, das superintendências da Prefeitura, das unidades de Saúde, Conselho Tutelar e Assistência Social. Vem mobiliando todas as unidades e setores da Rede de Ensino. Nas escolas a palavra paz vem sendo trabalhada de diferentes formas, seja como braços de projetos políticos-pedagógicos, seja no desenvolvimento de trabalhos especiais de arte, música, canto, poesia e teatro. Nessa caminhada pela paz juntaram-se órgãos e secretarias municipais. A campanha também conta com o apoio de entidades como a Unicef, Fiocruz, Unesco, Observatório das Favelas e a Rede Maré, entre outras.

 

Acesse aqui a programação

 

 

Fonte: Assessoria de comunicação - SME


   
           



Yammer Share