A A A C
email
Retornando 77 resultados para o mês de 'Setembro de 2013'

Segunda-feira, 30/09/2013

“Você Quer? Você Pode” – A Linguagem Figurada e os Efeitos de Sentido na Propaganda

Tags: blogsderioeducadores, educopédia, mídias, especialistas, funções da linguagem, propaganda.

O presente estudo procura apresentar meios linguísticos usados em textos de propagandas para persuadir o público, analisando de que maneira tais artifícios influenciam os consumidores.


Uma das principais características encontradas nos textos das propagandas é o uso de recursos como a forma verbal no modo imperativo e a linguagem coloquial através do uso do pronome “você”, com o intuito de fazer com que o texto se aproxime do leitor e chame ainda mais atenção do público.

 

“Chegou a nova linha de espumas de barbear Bozzano. Nova fórmula. Novas embalagens. Novo acionador. Novo você.” (Revista Caras, abril de 2010)

 

 

Sorria mais. Coma menos. Nutricé Slim Shots completa a sua dieta”. (Revista Caras, março de 2010)

 

Os textos de propagandas se utilizam de meios linguísticos através das funções de linguagem. Cada função apresenta sua característica própria, que é utilizada com a intenção de provocar no leitor um interesse maior pela mensagem. E, a partir da propaganda, mostrar ao leitor que aquele produto é melhor, que aquela marca é a mais considerada e de melhor qualidade no mercado. Por fim, fazê-lo adquirir o produto.

 

 

Iogurte Molico. Nada de gordura. Tudo de sabor”. (Revista Claudia, março de 2002)

 

 

Apesar de as propagandas utilizarem as funções da linguagem, principalmente a conativa e a poética, é importante ressaltar que todos os textos propagandísticos apresentam a mesma função apelativa sobre o público. O que destaca ainda mais a grande importância dessa função na veiculação dessas mensagens.

 


Analisando as propagandas, podem-se perceber os principais meios persuasivos encontrados nestes textos, para que eles alcancem seu principal objetivo, que é atingir o público. As propagandas só atingem tais objetivos devido ao uso das funções de linguagem, pois auxiliam na aproximação entre a mensagem e seu receptor.

 


Através da utilização dos meios linguísticos presentes nos textos propagandísticos, a mensagem torna-se mais atraente, facilitando a comunicação entre a propaganda e o seu público.
 

______________________________________________

Referências Bibliográficas:
CHALHUB, Samira. Funções da Linguagem. 11. ed. São Paulo: Ática, 2002.
CITELLI, Adilson. Linguagem e persuasão. São Paulo: Ática, 1985.
JAKOBSON, Roman. Linguística e comunicação. 17. ed. São Paulo: Cutrix, 2000.
SANDMANN, Antônio. A linguagem da Propaganda. 5. ed. São Paulo: Contexto, 2001.

 

 

Karine Cabral de Faria de Moraes é graduada em Língua Portuguesa pela Universidade Estácio de Sá, Especialista em Língua Portuguesa pela FEUC e professora de Língua Portuguesa na rede municipal de Educação do Rio de Janeiro.

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 30/09/2013

Mostra Geração apresenta o seu Programa Internacional

Tags: escolasdoamanhã.

 

Olá, professor!

 


A Mostra Geração orgulhosamente apresenta uma ótima oportunidade para assistir a filmes do mundo inteiro, cuidadosamente escolhidos, dublados ao vivo ou legendados, sempre acompanhados de bons curtas brasileiros.

 

Veja a programação

 

Caso você queira agendar uma sessão para sua turma, entre em contato conosco.
Estamos à disposição para esclarecer qualquer dúvida.

Um abraço e até já,

FELICIA KRUMHOLZ
Curadoria da Mostra Geração/Festival do Rio
Tels: +55 21 3035 7108 ou final 7110 / +55 21 9872 0930

Blog: mostrageracao.blogspot.com.br
Facebook: Mostra Geração
Twitter: @MostraGeracao
YouTube: Mostra Geração 

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 30/09/2013

Educoteca, a Biblioteca Turbinada da Educopédia

Tags: 6ªcre, educoteca, educopédia.

A professora Maristela Porto, da Escola Municipal Paraíba, utlizou o livro digital A Raposa e as Uvas com os alunos do 1º ano com o objetivo de trabalhar os conteúdos planejados de forma dinâmica e inovadora.

 

TIC's, tecnologias de informação e comunicação. Cada vez mais, parece impossível imaginar a vida sem essas letrinhas. Entre os professores, a disseminação de computadores, internet, celulares, câmeras digitais, e-mails, mensagens instantâneas, banda larga e uma infinidade  de engenhocas da modernidade provocam reações variadas.

 

Qual desses sentimentos combina mais com o seu? Expectativa pela chegada de novos recursos? Empolgação com as possibilidades que se abrem? Temor de que eles tomem o seu lugar? Desconfiança quanto ao potencial prometido? Ou, quem sabe, uma sensação de impotência por não saber utilizá-los ou por conhecê-los menos do que os próprios alunos?

 

Se você se identificou com mais de uma alternativa, não se preocupe. Por ser relativamente nova, a relação entre a tecnologia e a sala de aula ainda é um pouco confusa e conflituosa. Precisamos colocá-la em ordem, buscando respostas a duas questões cruciais. A primeira delas: quando usar a tecnologia em sala de aula? A segunda: como utilizar estes novos recursos?

 

A pergunta inicial pode ser respondida estabelecendo um critério: só vale levar a tecnologia para a classe se ela estiver a serviço da aprendizagem. As dúvidas sobre o melhor jeito de usar as tecnologias serão respondidas a seguir, a partir de uma ação pedagógica realizada pela professora Maristela Porto, da Escola Municipal Paraíba.

 

Com o trabalho da professora Maristela Porto, veremos que ninguém aprende só, mas em contato com o outro. E que as novas tecnologias poderão nos auxiliar a compartilhar experiências e conhecimentos.

 

O vídeo Educação e Vida faz uma reflexão sobre as vantagens de se unir o velho ao novo para obtermos sucesso.

 

Lembre-se! Não há aprendizagem sem abertura! Ter uma mente aberta é ter escolhas!

 

 

Educoteca, a Biblioteca Turbinada da Educopédia

 

A professora Maristela Porto trabalha, desde 2011, na Escola Municipal Paraíba, em Anchieta. Este ano ela é regente de uma turma de 1º ano e tem o grande desafio de alfabetizar os pequeninos. Essa luta está sendo facilmente vencida com a ajuda das novas tecnologias e da competência e comprometimento da professora com a aprendizagem de seus alunos.

 

A professora Maristela Porto é uma educadora consciente de seu papel na era da informação e da comunicação. Ela tem o dom de perceber as potencialidades das  ferramentas que têm ao seu alcance e fazer uso delas para mediar o conhecimento. Desda forma, divide com seus alunos o palco da construção de um saber partilhado.

 

Maristela Porto  também atua como professora de Mídias para os alunos do primeiro segmento na FAETEC - RJ.

 

Ela faz uso da Educoteca -  Biblioteca Digital da Educopédia -  em suas aulas, que conta com vários livros interativos. O uso dessa tecnologia está ajudando a tornar seus alunos protagonistas do processo de ensino e aprendizagem.

 

Dentre os títulos disponíveis na Educoteca, a professora utilizou com os alunos do 1º ano o livro A Raposa e as Uvas. Essa fábula conta a história de uma raposa que, morta de fome, foi até um vinhedo. Ao ver a parreira carregada, ela lambeu os beiços. Só que sua alegria durou pouco, pois não conseguia alcançar as uvas. Cansada, acabou desprezando o que não conseguiu obter com facilidade.

 

O livro digital foi projetado na sala de aula com a ajuda do Datashow e, durante o trabalho, várias ferramentas foram utilizadas: seleção de partes do texto, inserção de notas, glossário, pintura das páginas, jogos interativos e etc.

 

A Educoteca oferece ferramentas para selecionar uma parte do texto e copiar, marcar ou inserir uma nota de texto e também uma nota da página. Ao encontrar uma palavra desconhecida, é possível usar o Glossário para ver seu significado. O Índice exibe todas as marcações, notas e pinturas que foram feitas pelo usuário naquele livro.

 

Você pode classificar o livro de uma a cinco estrelas, marcar um livro como favorito, comentar ou gostar de um livro. Também é possível compartilhar nas redes sociais. Alguns livros ainda trazem conteúdos extras, como jogos ou papéis de parede do livro, que podem ser transferidos para o computador.

 

A Educoteca é um Recurso Educacional Aberto (REA). Isso significa que qualquer professor pode utilizar os livros que estão disponíveis na plataforma com seus alunos sem nenhum custo.

 

Em seguida, os alunos aprenderam um pouco mais sobre a raposa através de uma apresentação no Datashow. Eles puderam conhecer algumas características da personagem principal do livro digital: seu habitat, suas características físicas, seu tempo de vida, seus principais e outras descobertas.

 

A professora Maristela ofereceu a cada aluno uma folha com uma parte da história do livro A Raposa e as Uvas para os alunos pintarem e identificarem nas palavras escritas - Raposa e Uvas - o quantitativo de sílabas e letras de cada uma.

 

Em seguida, os alunos receberam uma folha contendo o desenho de alguns animais mamíferos e outra com vários nomes. Cada aluno teve que procurar na sua lista de palavras aquela que correspondia ao nome dos animais mamíferos da folha e colá-los no desenho certo. Foi um excelente exercício de leitura e escrita!

 

Muitos educadores já perceberam o potencial das novas tecnologias e procuram levar novidades para a sala de aula, seja com uma atividade prática no computador, com videogame, tablets e até mesmo com o celular.

 

Os alunos de hoje aprendem com muita facilidade e rapidez, mas cansam-se facilmente das práticas repetitivas do ensino cotidiano. Num mundo em constante transformação, eles anseiam sempre por mais e mais novidades.

 

Cada aluno tem necessidades e dificuldades diferentes e, por isso, jogos e atividades lúdicas que integrem conteúdos podem ser apoios importantes para o professor no desenvolvimento e planejamento das aulas.

 

A alfabetização, período vivido pelos alunos da professora Maristela, é a fase em que se inicia o processo de formação intelectual e pessoal da criança. Por isso, esse período não deve ser caracterizado apenas como uma etapa da vida. As salas de aula devem sempre ter novidades para estimular os alunos. O professor deve ser dinâmico e inovador! Desse modo, será mais fácil trabalhar com as novas tecnologias, instrumento que serve para estimular o ensinar e o aprender.

 

A professora Maristela Porto é um exemplo para nós na utilização desse instrumento! No cotidiano de sua sala de aula, ela busca formas de ensinar visando tornar o ensino mais atrativo. E, como vimos, uma das alternativas usadas por ela foi aliar o prazer e o divertimento, o digital e o analógico.

 

Professora Maristela Porto, você é a peça chave desse processo! Através do seu trabalho, a aprendizagem de seus alunos é atrativa, dinâmica e contínua. É um prazer ter o seu trabalho no Portal Rioeduca! Conte sempre conosco! Parabéns!

 

Você quer ter o seu trabalho publicado no Portal Rioeduca? Entre em contato com a representante de sua Cre! Aproveite este espaço! Ele é meu, é seu, é nosso! Até a próxima semana!

 

Professora Patrícia Fernandes - Representante do Rioeduca na 6ª Cre

Twitter: @Paty_PFF

Facebook: patricia_pff@yahoo.com.br

E-mail: pferreira@rioeduca.net

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Domingo, 29/09/2013

Árvores e Poesias em Santa Teresa

Tags: 1ªcre, projetos.


 

O dia da árvore foi comemorado no Ginásio Experimental Olímpico de Santa Teresa com sementes, terra, amor e poesia. O contato com a natureza, tão própria do bairro, despertou ainda mais nos alunos a percepção do quanto é necessário que as novas gerações continuem lutando em defesa do meio ambiente.

 

O Ginásio Experimental Olímpico Juan Antônio Saramanch está localizado na rua Marcelo Prost, no charmoso bairro de Santa Teresa. Sua missão é formar alunos-atletas-cidadãos na rede pública municipal do Rio de Janeiro.

 

No dia 21 de setembro, comemora-se o Dia da Árvore. Essa data foi escolhida em razão da chegada da primavera, estação das flores, época em que as cidades ficam mais alegres devido às lindas cores das flores.

 

Turma 1.601 do GEO Santa Teresa.

 

Após conversarem sobre o dia 21 de setembro e a relevância do seu significado, a turma 1.601 foi para o pátio com mudas de árvores para realizar o plantio. No entanto, não foi um plantio comum. Enquanto uns plantavam, outros se inspiravam no tempo, no som, no vento, no verde. E entre uma palavra e outra a poesia surgia.

 

 

A seguir, selecionamos algumas poesias escritas pelos alunos:

 


Árvores tornam o mundo colorido
Tem árvores grandes, pequenas
Não importa se são feias
Ou bonitas
O que importa é que fazem parte da nossa vida
As árvores têm uma importância
Muito grande pelos frutos
De seus dias vividos

 

Autor: Alex de Paula

 

Aluno escreve poesia, enquanto colegas fazem plantio.

 

Árvore é ecologia
Árvore é história
Árvore é cultura
Árvore é vitória

Autor: Anna Carolina



O meio ambiente
Com sua fauna e sua flora
Duas coisas tão magníficas
Tão maravilhosas
Eu não sei o que dizer
Já não sei o que fazer
Pessoas desmatando as florestas
Isso é de aborrecer
Uma coisa sem sentido
Me deixa de coração partido
E eu vou só fazer um pedido
Pare com isso, pare com isso

Autor: Mateus Lemos

 

* Professor, queremos conhecer e divulgar o blog e os projetos desenvolvidos por sua escola. Aproveite este espaço que é feito para nós! Entre em contato com o representante do Rioeduca em sua Coordenadoria e participe. *

 


Professora Rute Albanita
 Representante Rioeduca.net da 1ª Coordenadoria Regional de Educação
ruteferreira@rioeduca.net
Twitter: @Rute_Albanita

 

 

COMPARTILHE E COMENTE!

 

 

                              

 

 

 


   
           



Yammer Share