A A A C
email
Retornando 73 resultados para o mês de 'Junho de 2018'

Sexta-feira, 29/06/2018

Desmistificando a Matemática

Tags: cre10, 10ªcre.

 

Escola Municipal Francisco Caldeira de Alvarenga promoveu a Semana da Matemática com o intuito de despertar nos alunos o interesse pelo estudo da disciplina através de propostas diferenciadas.

 

A Escola Municipal Francisco Cadeira de Alvarenga está localizada a Rua Wilson de Souza Pinheiro, s/n° - Urucânia, zona oeste do Rio de Janeiro. A unidade atende a 16 turmas, com 584 alunos do 7° ao 9° ano e Projeto de Aceleração. Tem como diretora, a professora Kimie Serpa Lobato, como diretor adjunto, o professor Márcio do Nascimento e, como coordenador pedagógico, o professor Marcos Alves Pinto Junior.

 

Palestra sobre o Dia Nacional da Matemática (07/05) com os professores Renan e Rogério

 

A atual gestão investe diariamente na melhoria da qualidade do ensino das diferentes disciplinas ministradas aos discentes, baseada, entre outros fatores, no princípio de que a relação ensino-aprendizagem não precisa ser engessada. Todos acreditam que os estudantes são capazes de desenvolver suas habilidades e competências, por meio de atividades prazerosas durante o processo educativo, inclusive, o que para muitos é quase inacreditável, no ensino da Matemática.

 

Nos dias 7 a 11 de maio do ano letivo, a Unidade Escolar realizou a 1ª Semana da Matemática, a qual foi organizada pelo professor Renan da Silva Costa (Matemática), contou com a colaboração dos professores Rogério (Matemática), Bruno (Matemática), Sidney (Ciências), Nelson (Educação Física) e Marcelo (História), e coordenada pela equipe pedagógica da escola. O evento teve como principal objetivo despertar nos alunos o interesse pelo estudo da disciplina através de propostas diferenciadas: exposição de cartazes, jogos de tabuleiro, gincanas, oficinas, filmes e rodas de debates. Onze turmas participaram da Semana da Matemática (1701, 1702, 1703, 1801, 1802, 1805, 1901, 1902, 1903, 1902 e 8002), envolvendo aproximadamente 350 alunos.

 

Palestra sobre a importância do estudo da Matemática

 

O projeto envolveu, em sua fase inicial, palestras que visavam inserir a Matemática no cotidiano dos discentes. Os alunos puderam, durante essas palestras, relatar suas experiências com a disciplina, bem como identificar situações onde ela se encontra presente.

 

Durante muitos anos o ensino da Matemática se baseava na estratégia de fazer o aluno decorar tabuada e fórmulas; as questões eram muito objetivas e diziam claramente qual a operação matemática o discente deveria utilizar para chegar ao resultado. Também se observava que as questões não envolviam conteúdos de outras disciplinas. — afirma o professor Renan.

 

 

Professores Rogério e Renan com os alunos das turmas 1701 e 1702 

 

 

Estudos comprovam que a Matemática é uma das disciplinas mais odiadas, ou pelo menos temidas, pelos alunos em qualquer nível de ensino. Alguns afirmam que muitos conteúdos são desnecessários, pois não são aplicados no dia a dia e outros alegam que não basta somente a compreensão de determinado conteúdo, a ideia é existir uma prática através de lista de exercícios.

 

O avanço da tecnologia contribuiu para a ampliação da interdisciplinaridade e, atualmente, as avaliações apresentam questões contextualizadas, estratégia que aproxima o discente das situações vividas em nosso cotidiano, visando facilitar o processo de ensino-aprendizagem. — afirma o professor Rogério Marques.

 

 

Alunos realizando atividades relacionando a Matemática e fatos do cotidiano

 

A aplicação da Matemática em pequenas tarefas do dia a dia, além de levar o aluno a perceber que a disciplina está presente praticamente em tudo, contribui para o desenvolvimento do raciocínio lógico, melhora a atenção e concentração do discente, ajuda a afastar os fantasmas provenientes do seu contato com essa matéria, propiciando a eles uma aprendizagem prazerosa. — afirma a diretora Kimie.

 

Com o objetivo de demonstrar para os alunos que o raciocínio lógico é usado nas mais diferentes atividades do nosso cotidiano, o Professor Nelson, da disciplina Educação Física, reforçando a proposta de interdisciplinaridade, organizou e coordenou um torneio de damas.

 

 

Alunos das turmas 1703 e 1805 jogando damas

 

A Unidade Escolar também realizou outras atividades: o professor Bruno ministrou oficina de Tangram, que além de contribuir com o desenvolvimento do raciocínio lógico, introduz o aluno no universo lúdico, propiciando-lhe o contato com noções básicas de algumas formas geométricas e o professor Renan solicitou aos alunos uma pesquisa acerca dos principais conteúdos matemáticos e que produzirem cartazes, os quais ficaram expostos na escola, com o objetivo de criar um maior interesse pela disciplina.

 

Além disso, foram exibidos alguns filmes, tais como: A Teoria de Tudo, Uma Mente Brilhante, Donald no País da Matemágica e Estrelas Além do Tempo. Os filmes foram exibidos não só pela relação direta com o mundo da Matemática, mas, também, pelo fato de exibirem diferentes conflitos nos quais as personagens principais se envolvem provenientes, muitas vezes, do preconceito, da intolerância, da dificuldade de se lidar com as diferenças, mas, sobretudo, sobre a sua capacidade de superação, apesar de todos os percalços por eles vividos.

 

 

Alunos assistindo filme

 

Para encerrar o evento, foi promovido um debate sobre o medo da Matemática com as turmas 1903 e 1904. O projeto tinha como objetivo inserir a Matemática no cotidiano do aluno; promover discussões sobre a Matemática; desenvolver o senso crítico do aluno, em relação à Matemática; identificar e classificar as figuras planas através de atividades lúdicas; contribuir para o desenvolvimento do raciocínio lógico do aluno; promover interatividade, competitividade, socialização e entretenimento no estudo da Matemática e ampliar e diversificar o estudo da Matemática na unidade escolar.

 

Foram utilizados como instrumentos avaliativos, a participação, o interesse, a iniciativa, a disciplina e os conhecimentos de Matemática dos alunos. Verificou-se um grande sucesso na realização das atividades. O entusiasmo dos alunos foi evidente e o esforço dos professores que participaram foi recompensador. O evento foi bastante dinâmico e os alunos demonstraram total comprometimento. — afirma o professor Renan.

 

Quer saber mais sobre o nosso trabalho?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.037) E. M. Francisco Caldeira de Alvarenga
E-mail: emalvarenga@rioeduca.net
Telefone: 3395-3417

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 29/06/2018

PROJETO COPA DO MUNDO NA E. M. CONDE AFONSO CELSO

Tags: copa do mundo, futebol, 5ªcre, projeto.

 

Aproveitando o tema "Copa do Mundo", a Escola Municipal Conde Afonso Celso desenvolveu o projeto que trabalha conceitos matemáticos, relacionando-os a confecção das bandeiras dos países, as pesquisas e curiosidades desse evento esportivo. Confira! 

 

 

 

A Copa do Mundo de Futebol de 2018 está sendo disputada na Rússia, o maior país do mundo, desde o dia 14 de junho e vai até o dia 15 de julho. O torneio tem a participação de 32 nações, incluindo o Brasil, com jogos em 11 cidades e 12 estádios. A Escola Municipal Conde Afonso Celso entrou com tudo na participação desse evento grandioso junto com as turmas 1601, 1602, 1701, 1801, 1802 e 1901 na disciplina de matemática.

 

 

 

 

 

No período de 21 a 29 de maio de 2018, a professora Karlla Ines Pollig (professora de matemática) desenvolveu o Projeto "COPA DO MUNDO NA  E.M. CONDE AFONSO CELSO" nas turmas em que leciona a disciplina, contando com o engajamento dos alunos nas atividades atraídos pelo interesse ao tema proposto.

 

 

 

Contou também com a colaboração do aluno Gabriel Silva, da turma 1902, com o desenho do mascote. O mascote da Copa do Mundo da Rússia é um lobo siberiano que, como o próprio nome diz, é um animal típico da Sibéria, região que ocupa quase 80% do território russo. Ele recebeu o nome de “Zabivaka”, que significa “aquele que marca um gol”. 

 

 

 

 

O projeto teve como objetivo trabalhar conceitos matemáticos na elaboração das bandeiras dos países participantes da copa do mundo e nas pesquisas sobre as curiosidades e dados sobre este evento esportivo. Foram trabalhadas atividades diferenciadas de acordo com os seguintes anos:

 

  • 6° e 7° ano: Incentivar a pesquisa e desenvolver o conceito do tratamento da informação com a elaboração de tabelas.

 

Para a montagem dos cartazes foi pedido aos alunos de 6° e 7° anos a pesquisa sobre curiosidades e principais estatísticas a respeito da copa do mundo, para serem expostas pelos corredores da escola. 

 

 

 

 

  • 8° e 9° ano: Desenvolver os conceitos de polígonos, retas paralelas e proporcionalidade.

 

As bandeiras foram entregues em miniatura para os alunos do 8° e 9° anos e solicitada sua ampliação para serem expostas no pátio de entrada da escola, utilizando os conceitos de proporcionalidade. 

Os materiais utilizados para a elaboração do projeto foram cartolina, papel cartão, caneta hidrocor, lápis de cor, giz de cera, lápis, borracha, régua, esquadro, compasso, calculadora, barbante.

 

 

 

 

Sobre a escola: 

Unidade Escolar: Escola Municipal Conde Afonso Celso
Diretora: MARIA DAS GRACAS LOPES COTTA
Endereço: Rua Ivinheima 15, Bento Ribeiro
Telefone: 3017-3047 | 3017-3256
E-mail: emcondec@rioeduca.net 

 

 


 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 29/06/2018

Resultado: Prêmio COMDEDINE de Pesquisa Escolar 25.ª Edição

Tags: prêmio comdedine, concurso.

 

Veja os ganhadores do Prêmio COMDEDINE

 

A Secretaria Municipal de Educação, por meio da Gerência de Projetos de Extensão Curricular, vem divulgar os trabalhos selecionados no Prêmio COMDEDINE de Pesquisa Escolar 25.ª Edição. O Prêmio COMDEDINE de Pesquisa Escolar, uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos do Negro, tem por objetivo fomentar, no âmbito da Rede Pública Municipal de Ensino, a discussão crítica sobre temas afro-brasileiros.

 

 

Os trabalhos selecionados ficarão expostos no Museu do Negro, no segundo andar da Imperial Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos, na Rua Uruguaiana, 77, Centro. A exposição poderá ser vista até o dia 2 de setembro, das 10h às 17h.

Essa iniciativa corrobora os preceitos da Lei n.º 10639, de 09/01/2003, e as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnicos-Raciais e para o ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Africana.

O Prêmio COMDEDINE recebeu 166 trabalhos, envolvendo alunos e professores do Sistema Municipal de Ensino. A Cerimônia de Homenagem será realizada no próximo dia 4 de julho de 2018, das 9 às 13 horas, no Consulado Geral de Angola (Av. Rio Branco, 311 – Centro – Edifico Brasília - Centro, Rio de Janeiro).

 

Resultado Final da Modalidade Imagem /Categoria A

Espaço de Desenvolvimento Infantil 04.30.808 Azoilda Trindade

Aluna: Alice Alves Siqueira de Santana

 

Resultado Final da Modalidade Imagem /Categoria B

Escola Municipal 04.11.014 João de Deus

Aluna: Ana Beatriz Barros Alves

 

Resultado Final da Modalidade Imagem/Categoria C

CIEP 01.01.501 Henfil

Aluno: Átila Melo de Araújo

 

• Resultado Final da Modalidade Texto/Categoria D

Escola Municipal 11.20.017 Capitão Fragata Didier Barbosa Vianna

Aluna: Júlio Cezar Santos de Souza

 

• Resultado Final da Modalidade Digital/Categoria E

Escola Municipal 02.08.012 Orsina da Fonseca

Aluno: Rhamyle Fabres de Oliveira

 

• Resultado Final da Modalidade Aula Digital (Professor)

Escola Municipal 01.03.001 Estados Unidos

Professor: Ricardo Luiz da Silva Fernandes

 

 

Enviado por:

Waleria de Carvalho

E/SUBE/GPEC


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 29/06/2018

Seminário Movimentos em Rede no dia 03 de Julho

Tags: seminário, movimentos em rede.

 

Professores da SME participam do Seminário Movimentos em Rede

 

Depois de uma série de encontros de dança em diálogo com outras linguagens, os professores da SME que participaram da Formação/ Residência Artística para a Mostra Municipal de Dança 2018 realizam, no dia 3 de julho, das 9h às 17h, o Seminário Movimentos em Rede, com oficinas, performances e roda de conversa, no Centro no Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, na Tijuca.

 

 

 

As inscrições para as três oficinas que ocorrerão simultaneamente, das 9h30 ao meio-dia, serão realizadas no local (30 minutos antes do seu início).

 

 

São elas: História da Dança e Danças Brasileiras, com Ana Paula Santiago e Mônica Ferreira Luquett, Dança do Ventre com objetos, ministrada por Andréia Vieira da Costa e Claudia Suellen Teixeira e Dança Afro Contemporâneo, com Marcia Victor.

 

A Residência Artística, sob a coordenação da professora Cláudia Petrina, da Gerência de Projetos de Extensão Curricular (GPEC), aconteceu de março a junho no Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, com a orientação de professores-bailarinos convidados, entre eles: Pedro Bárbara, Juliana Manhães, Giselda Fernandes, Maria Elvira Machado, Diego López, Veríssimo Junior e Cosme Galindo.

 

Enviado por:

Waleria de Carvalho

E/SUBE/GPEC


   
           



Yammer Share