A A A C
email
Todos os posts escritos por Roberta Vitagliano - Representante Rioeduca 7ª CRE
Retornando 50 resultados para o autor 'Roberta Vitagliano - Representante Rioeduca 7ª CRE'

Terça-feira, 19/09/2017

Mais Educação na E. M. Finlândia

Tags: 7ªcre, projetos.

 

Com atividades significativas e diferenciadas, o projeto Mais Educação na Escola Municipal  Fiinlândia está estimulando o aprendizado dos alunos.

 

A partir do Programa Novo Mais Educação, que amplia a jornada escolar das crianças e adolescentes em cinco horas semanais, a E. M. Finlândia elaborou uma proposta pedagógica dinâmica, alegre e cativante que tem como objetivo principal promover a integração entre as experiências dos alunos e a construção significativa dos conhecimentos. Uma das atividades propostas envolveu o aprendizado a partir do conhecimento da história dos cupcakes.

 

 Alunos confeccionaram o chapéu de mestre cuca para as atividades envolvendo o tema cupcake.

 

O processo de formação das turmas iniciou com uma reunião entre os Professores de Língua Portuguesa e Matemática que indicaram alunos, tanto com dificuldades cognitivas quanto aqueles que necessitam de maior apoio quanto à relação interpessoal.

Atualmente o projeto Mais Educação da Escola Municipal Finlândia tem 4 turmas com uma média de 20 alunos em cada. As atividades acontecem  com dois facilitadores indicados pela comunidade. O acompanhamento pedagógico ocorre com todo o planejamento e atividades elaboradas pela Equipe de Direção.

 

Proposta de Atvidade : Aprendendo a partir do cupcake

 

Como exemplo de atividade significativa, os alunos assistiram  ao vídeo da origem do cupcake, confeccionaram chapéu de Mestre Cuca e foram realizadas atividades interdisiciplinares envolvendo conteúdos relativos às faixas etárias atendidas. 

1ª Atividade: Assistir aos vídeos da origem do cupcake e confecção de chapéu de Mestre Cuca.

 

  Exibição dos vídeos sobre a origem dos cupcakes.

 

 

 

 

 

2ª Atividade: Confeitando o cupcake (Confeitando o bolinho individualmente e em grupo. Concurso)

 

Confeitando os cupcakes.

 

Concurso entre os alunos.

  

3ª Atividade: Desdobramento (Atividades interdisciplinares)

 

Realização de atividade escrita  a partir da origem dos cupcakes.

 

 

Atividade interdisciplinar  escrita sobre os cupcakes.

 

4ª Atividade: Relacionando preços (relacionando custos e trabalhando com o sistema monetário)

 

A partir dos ingredientes dos cupcakes, análise de preçós, custos e sistema monetário.
 

 

Os alunos do projeto Mais Educação na E. M. Finlândia são avaliados cotidiana e individualmente através da realização das tarefas, comunicação, comprometimento e envolvimento nas ações coletivas e atividades propostas. O desenvolvimento das atividades partem de situações concretas e das vivências de práticas que se desdobram em atividades interdisciplinares, de forma dialética. A leitura de mundo se mostra presente tanto nas vivências quanto nos registros. O aluno é levado a refletir intensamente sobre cada proposta de atividade. Os conteúdos nunca estão desassociados.

 

Direção: Ana Cristina Coutrim G.L. Marcelino e Michele Valois Resende
Professores de Língua Portuguesa: Eloisa Carreira de Oliveira, Jaqueline Aragão Vieira, Roberta
Preissler Marcolino
Professores de Matemática: Enrique José Orlean, Henrique de Lima Apolinario, Everton de Freitas
Godinho, Valter Jose Pereira.
Facilitadores: Brenda dos Santos Argollo e Muller Silva Dias

 

 

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

Em breve, estaremos apresentando mais atividades realizadas na E.M. Finlândia!

 

 

 

Para acompanhar a Escola Municipal Finlândia no Facebook:

Escola Finlândia

Para acompanhar a escola no seu canal do Youtube:

Escola Finlândia

Para acompanhar a escola no twitter:

Escola Finlândia

Contato da E.M. Finlândia:

emfinlandia@rioeduca,net

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 05/09/2017

Aprendendo a Fazer e Consumo Consciente

Tags: 7ªcre, projetos.

 

As turmas 1601 e 1602 do CIEP Dr. Adelino da Palma Carlos desenvolveram, nesse primeiro semestre, o tema Aprendendo a fazer e consumo consciente. Os alunos apresentaram no dia 12 de julho um desfile de roupas feitas com materiais reciclados  intitulado do lixo ao luxo  .

 

O projeto deste ano do CIEP Dr. Adelino da Palma Carlos está voltado à sustentabilidade. No primeiro bimestre foi trabalhado o tema: "Aprendendo a conviver" para que os alunos soubessem trabalhar em equipe, reconhecessem a importância do consumo consciente e tivessem conhecimentos para chegarem ao tema do segundo bimestre mais focados: "Aprendendo a fazer".

            As flores feitas de garrafas PET englobando os temas : Aprender a conviver e Aprender a fazer: SUSTENTABILIDADE
 

As turmas envolvidas no desfile de roupas foram as turmas 1601 e 1602 regidas pelas professoras Priscila Regina e Rosana Lúcia. E com assessoria da professora de artes Angélica.

 

Milena e João Pedro confeccionando os portas joias em formato de maçã com garrafas pet.

 

Turma 1601 participando da oficina de porta joia de maçã.

 

           Turma 1602 com as maçãs que fizeram para presentearem suas mães. 
 

Os objetivos principais foram:


- Sabendo conviver é possível em equipe,atingir os objetivos propostos sempre respeitando a opinião e a colocação do outro.
- Através da reciclagem podemos confeccionar objetos como : flores para enfeitar, porta joias em formato de maçã para presentar as pessoas mais queridas( como as mães) e por fim, confecionar as roupas em um trabalho de conscientização de reutilização.Onde foi possível a participação da família no projeto com os alunos.

 

Os alunos estiveram voltados neste primeiro semestre em diversas atividades, onde primeiramente foi necessário trabalhar a conscientização sobre reutilizar, reciclar e reaproveitar. Fizeram porta joias em formato de maçã , com garrafas PET para presentear as mães. E também construíram brinquedos como bilboquês e flores para enfeitar e também presentar. Tudo com materiais levados por eles mesmos. 

 

As alunas Raimunda, Milena e Suellen confeccionando os bilboquês. 

 

             Suellen, Gabriela, Daiane, Cláudia, Ruan, Israel, Adailton, Gustavo Henrique e João Pedro com os bilboquês de PET.                      

 

E por fim, no dia 12 de julho, os alunos apresentaram em um desfile: "Do lixo ao luxo " as peças criadas por eles, onde contaram com a participação de seus familiares.

Júri composto por professores e funcionários: Márcio e Mariana ( Inglês) , Adriana (Sala de leitura) , Simone ( diretora adjunta), Maria Célia ( merendeira readaptada e Angélica ( Artes). Em momento de premiação com os figurinos mais bem votados.
 

 

Parte superior:Looks finalistas: Rafael , Leandro, Raimunda, Kaylanne e Daianne e abaixo:Daianne, Milena, Grazielly, Vitória Conceição e Israel.

 

Primeiro lugar: Vitória Conceição
  

Milena: Segundo lugar (esquerda ) e  terceiro lugar: Raimunda (direita).

 

                     Foto maior:Alunas da turma 1601 nos bastidores aguardando para desfilarem.Camille, Adrycia, Isabelle, Gabriela, Maria Victoria e Samille.Na menor:Daianne e Gabriela com suas saias de guarda chuva.

 

Os alunos tiveram aproximadamente 1 mês e meio para criarem suas roupas. Foi um evento de grande alegria, onde toda a Unidade Escolar do CIEP Dr. Adelino da Palma Carlos pôde apreciar o resultado do esforço e dedicação destes alunos.

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

Contato do CIEP Dr. Adelino da Palma Carlos:

cieppalma@rioeduca.net

 

 

 


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 22/08/2017

Olimpíada de Matemática

Tags: 7ªcre, projetos.

 

A Escola Municipal Octavio Frias de Oliveira realizou nos dias 3, 4 e 5 de julho a Olimpíada de Matemática com a participação de todos os alunos da unidade escolar.

 

A Olimpíada de Matemática da Escola Octavio Frias foi organizada pelos professores de Educação Física e teve como principal objetivo demonstrar que a matemática é prazerosa e é aplicada em várias situações cotidianas.

   Turmas dividias em cores para participar da Olimpíada de Matemática.

 

As turmas foram dividas em 4 bandeiras: verde, amarela, azul e vermelho. Essa divisão foi feita pelas professores regentes de cada turma. Cada grupo devia conter crianças com conceitos diferenciados em MB, B, R e I em matemática.

Foram realizados  três dias de atividades lúdicas envolvendo conceitos matemáticos. Como exemplo, a turma 1.301 competiu contra a 1.303 e assim por diante. Cada atividade teve uma pontuação. A turma que somasse mais pontos seria a vencedora daquela série na Olimpíada de Matemática.

As atividades da Olimpíada foram selecionadas e organizadas pelos professores de Educação Física: Célia Granja, Márcia Gaspar, Mauro de Almeida e Rosine Mello. Também contou com professores colaboradores durante a realização das atividades: Stefania Fontana, Karina Amorim, Fabiana Falcão e Adelle.

 

          Pelotão da Bandeira da Escola para cerimônia de abertura da Olimpíada.

 

    Hino Nacional cantado pelos alunos do 6º ano .

 

Para as atividades, foram utilizados os seguintes materiais:

- embalagem de iogurte;

- caixa de leite;

- caixa de suco;

- caixas de produtos alimentícios;

- latas de produtos alimentícios;

- embalagens de produtos de limpeza;

- embalagens de produtos de higiene pessoal;

- garrafa de refrigerante pet de vários tamanhos;

- embalagens vazias de kg e litro;

- 3 relógios de parede sem funcionar;

- TNT;

- EVA.

 

Atividades divididas pelos anos escolares

 

Educação Infantil

Conceitos matemáticos: contagem até 10, cores, dentro e fora, pequeno e grande, embaixo e em cima, formas geométricas, identificar números.

1- Boliche, derrubar a garrafa pet e reconhecer o numeral nela escrito.

2 - Desafio das formas.

3 – Polvo.

4 – Encontre o par de sapato.

 

        Apresentação da Educação Infantil.

 

   Atividade Polvo : contagem com pregadores.

 

Turmas do 1º ano

Conceitos Matemáticos: contagem até 20, cores, dentro e fora, pequeno e grande, embaixo e em cima, formas geométricas, identificar números. Resolver situações problema que envolvam os significados da adição (juntar e acrescentar) e da subtração (retirar, completar e comparar). Cubo, esfera, paralelepípedo, cilindro e cone: relacionar esses objetos com os objetos do cotidiano.

1 – Conteste de formas geométricas.

2 – Conteste de adição.

3 – Conteste de subtração.

4 – Conteste de conjunto de cores.

5 – Conteste de contagem. (1 à 20).

 

 

        Atividade com formas geométricas.

 

     Completando a sequência numérica.

 

Turmas do 2º ano

Conceitos Matemáticos: Contagem até 40, reta numérica, dezena e dúzia (1/2 e inteira), par ou ímpar contando nos dedos. Dinheiro de R$2,00 à R$10,00 sem centavos (reconhecimento das notas e caro e barato), dia e mês, litro e kilo (reconhecimento nos objetos diários), identificar características comuns entre as formas geométricas. Identificar formas geométricas nos objetos do cotidiano. Orientação: caminho, localização e movimentação de seres e objetos.

1 – Quebra cabeça.

2 – Contas simples.

3 – Formas geométricas.

 

           Dominó Gigante.

 

Turmas do 3º ano

Conceitos Matemáticos: soma, multiplicação, contagem de 1 à 50, reta numérica, dezena e dúzia (1/2 e inteira), par ou ímpar contando nos dedos. Dinheiro de R$2,00 à R$10,00 sem centavos (reconhecimento das notas e caro e barato), dia e mês, litro e kilo (reconhecimento nos objetos diários), identificar características comuns entre as formas geométricas. Identificar formas geométricas nos objetos do cotidiano. Orientação: caminho, localização e movimentação de seres e objetos. Dobro e metade.

1 – Dezena e dúzia.

2 – Par / impar - contando nos dedos.

3 – Multiplicação simples.

4 – Divisão simples.

5 – Tangram.

6 – quebra cabeça.

7 – Dinheiro – 2,00 - 10.

8 – Identificar o que é litro, quilo.

 

       Embalagens vazias para identificar litro e kilo.

 

Turmas do 4º ano

Conceitos Matemáticos: contagem de 1 à 100, reta numérica, dezena e dúzia (1/2 e inteira, 1e1/2), par ou ímpar. Dinheiro de R$2,00 à R$100,00 com centavos (reconhecer das notas e caro e barato), dia e mês, ano, semestre. Litro e kilo (reconhecer nos objetos diários), identificar características comuns entre as formas geométricas. Identificar formas geométricas nos objetos do cotidiano. Orientação: caminho, localização e movimentação de seres e objetos. Dobro, metade e triplo, tabuada até 3. Horas inteiras, multiplicação.

1 - Tangram.

2 - Formas geométricas, com corpo.

3 - Dinheiro – 2,00.

4 - Tangram.

5 - Antecessor e sucessor.

 

    Montagem de quebra cabeça.

 

      Montagem de Tangram.

 

Turmas do 5º e 6º ano

Coceitos Matemáticos: contagem de 1 à 100, reta numérica, dezena e dúzia (1/2 e inteira, 1e1/2), par ou ímpar. Dinheiro de R$2,00 à R$100,00 com centavos (reconhecimento das notas e caro e barato), dia e mês, ano, semestre. Litro e kilo (reconhecimento nos objetos diários), identificar características comuns entre as formas geométricas. Identificar formas geométricas nos objetos do cotidiano. Orientação: caminho, localização e movimentação de seres e objetos. Dobro, metade e triplo, tabuada até 3. Horas inteiras e quebradas (analógico e digital), multiplicação, divisão. Tabuada até 5. Solução de problemas com cheia e quebrada 30min e 15 min. Adição e subtração com recurso e reserva. Ângulos agudo e reto, reconhecimento.

 

         Atividade de reconhecimento de litro e kilo em objetos do cotidiano.

 

       Identificando horas no relógio analógico.

 

Atividades em envelopes para serem respondidas e feitas pelos alunos:

 

Casa 1:

Verde - Marcos trabalha por hora, ele ganha R$12,00 por hora trabalhada. Ele trabalhou das 9h da manhã às 11h. Quantas horas Marcos trabalhou e quanto ele ganhou pelo serviço?

a) Vá até a caixa de dinheiro e pegue o valor que Marcos recebeu.

b) Corra a até a caixa de bastões e pegue o número de bastões referentes as horas trabalhadas.

Amarelo - Marcos trabalha por hora, ele ganha R$10,00 por hora trabalhada. Ele trabalhou das 8h da manhã às 13h. Quantas horas Marcos trabalhou e quanto ele ganhou pelo serviço?

a) Vá até a caixa de dinheiro e pegue o valor que Marcos recebeu.

b) Corra a até a caixa de bastões e pegue o número de bastões referentes as horas trabalhadas.

Azul - Marcos trabalha por hora, ele ganha R$11,00 por hora trabalhada. Ele trabalhou das 9h da manhã às 14h. Quantas horas Marcos trabalhou e quanto ele ganhou pelo serviço?

a) Vá até a caixa de dinheiro e pegue o valor que Marcos recebeu.

b) Corra a até a caixa de bastões e pegue o número de bastões referentes as horas trabalhadas.

Vermelho - Marcos trabalha por hora, ele ganha R$13,00 por hora trabalhada. Ele trabalhou das 9h da manhã às 13h. Quantas horas Marcos trabalhou e quanto ele ganhou pelo serviço?

a) Vá até a caixa de dinheiro e pegue o valor que Marcos recebeu.

b) Corra a até a caixa de bastões e pegue o número de bastões referentes as horas trabalhadas.

 

Casa 2: Volte 1 casa.

 

Casa 3:

Verde – João tem 10 anos, Maria é dois anos mais jovem que João e José tem o dobro da idade de Maria. Qual é a idade de João, qual a idade de Maria?

Corra até a caixa de bastões e com os bastões faça os números referentes a idade de João e Maria.

Amarelo - João tem 8 anos, Maria é dois anos mais jovem que João e José tem o dobro da idade de Maria. Qual é a idade de João, qual a idade de Maria?

Corra até a caixa de bastões e com os bastões faça os números referentes a idade de João e Maria.

Azul - João tem 12 anos, Maria é dois anos mais jovem que João e José tem o dobro da idade de Maria. Qual é a idade de João, qual a idade de Maria?

Corra até a caixa de bastões e com os bastões faça os números referentes a idade de João e Maria.

Vermelho - João tem 13 anos, Maria é dois anos mais jovem que João e José tem o dobro da idade de Maria. Qual é a idade de João, qual a idade de Maria?

Corra até a caixa de bastões e com os bastões faça os números referentes a idade de João e Maria.

 

Casa 4: Aguarde uma rodada.

 

Casa 5:

Verde, Amarelo, Azul e Vermelho – Os participantes devem correr até a caixa de bastões e pegar o número de bastões referente a idade do mais alto do grupo.

 

Casa 6: Desafios matemáticos com palitos de fósforos:

Verde - Temos 3 triângulos formados por palitos de fósforo. Mova em apenas 2 palitos para formar 4 triângulos.

 

       Corredor de acesso à quadra enfeitado com conceitos matemáticos.

 

 Turma ganhadora do 3º ano com atividade diferente na escola,brincando na quadra.

 

 

As atividades realizadas na Olimpíada de Matemática da Escola Octavio Frias foram selecionadas a partir dos descritores de cada ano escolar e também com referência nos cadernos pedagógicos de matemática da rede municipal. As turmas foram premiadas por ano escolar e cada turma ganhadora foi premiada com uma atividade diferenciada na escola, como piquenique . 

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado !

 

Acesse a página da Escola para ver todas as fotos da Olimpíada:

Escola Octavio Frias

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

Contato da Escola Octavio Frias de Oliveira:

emooliveira@rioeduca.net

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 08/08/2017

Era uma vez...Um Ano de Existência de um Lugar Especial

Tags: 7ªcre, projetos.

 

O Rioeduca recebeu um email contando de uma forma diferente a comemoração de um ano de existência de uma de nossas unidades escolares. Leia o relato na íntegra e descubra também qual é a unidade escolar e um pouco da história desse lugar especial.

 

Era uma vez um lugar onde estudavam quase 900 alunos, dirigido por duas diretoras, Fernanda Barcellos e Elha Maria Aragão, com uma coordenadora, Mariana Fragale, onde ainda assim todos conviviam felizes e acreditavam que a educação era a salvação. Acreditavam também que o conhecimento era um bem maior, o qual ninguém seria capaz de tirar, e que nós somos os únicos responsáveis por aquilo que conquistaremos, cabendo também a nós o planejamento do nosso futuro.

 

Apresentação durante a comemoração da unidade escolar.
 

Nesse local, tal planejamento é realizado em dois tempos semanais nas aulas de Projeto de Vida e aquele bem maior, o estudo, é direcionado, levando os alunos a terem uma autonomia, através das aulas de Estudo Dirigido. Além disso, nesse local que não é encantado, os que nele estudam são induzidos a um Protagonismo que, ao contrário do que muitos pensam, não leva à desordem. Este leva a uma voz ativa que, na prática, os faz entender que isso é democracia, e gera responsabilidades, já que, segundo Fernando Sabino, “Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um”.

Dia 14 de abril, esse local... (tudo bem... iremos revelar...) essa escola: GINÁSIO CARIOCA ALEKSANDER HENRYK LAKS comemorou 1 ano de existência. A data foi comemorada no dia 26 de maio.

 

             De cima para baixo; da esquerda para direita: Jerson Laks, Renata Cebrian, Fernanda Barcellos (diretora do Ginásio), Mariana Grolla (coordenadora da 7ªCRE), Marcelo Arar e Herry. Convidados recebendo o carinho dos alunos.

 

Nossa escola carrega o nome de uma pessoa muito especial: ALEKSANDER HENRYK LAKS, um polonês, sobrevivente do Holocausto, que escolheu o Brasil para viver e que carregou sua mensagem de luta pela vida e igualdade por muitos anos, como uma missão de vida.

 

                        De cima para baixo; da esquerda para direita: Renata, Suzan, Mariana Grolla, Herry, Marcelo Arar e alunos do grupo de dança "Somos Laks". Convidados aplaudindo o final da apresentação do grupo de dança "Somos Laks".
 

 

Aleksander dizia que “judeus, brasileiros, negros, brancos, indígenas não são de raças diferentes. Pertencem a uma só raça. E o nome dessa raça é raça humana”. A partir dessa premissa, nossa escola construiu o seu Projeto de Vida e embarcou nessa viagem, que levou as “doces abelhinhas”, forma carinhosa como Aleksander se referia as crianças, a serem encorajadas ao voo.

 

                       De cima para baixo; da esquerda para direita:Oficinas da Festa: QUIZ; Dobrando para não repetir a história; Pudim Laks; Conhecendo Aleksander.

 

Durante a festa, os alunos participaram de diferentes Oficinas, tais como: Língua Polonesa, Dobrando para não repetir a História, Campos de Concentração, Holocausto, Pudim Laks, entre outras. Além disso, assistiram ao espetáculo de dança sobre o Holocausto, apresentado pelo grupo de dança da escola, participaram da Banda Laks, cantando a música que conta a história de Aleksander e, ao final, fizeram uma grande homenagem ao patrono dessa escola, representado por seu filho, Jerson Laks. Cantaram a paz, pedindo por dias melhores, através do Coral Laks, coral formado pelos alunos da escola que participam de tal eletiva e ainda distribuíram os 1000 Tsurus confeccionados pelos alunos, com o intuito de pedir a paz para o mundo em que vivemos.

 

 

           Na foto superior a apresentação do Coral Laks. Na de baixo o aluno Jones e Jerson Laks, vestindo a camisa da escola.

 

Também estiveram presentes o Vereador Marcelo Arar, que sugeriu o nome da escola, um representante da comunidade judaica no Rio de Janeiro e representantes da Secretaria Municipal de Educação e da Sétima Coordenadoria Regional de Educação.

Festejamos a existência desse espaço, onde cada aluno passa sete horas de seu dia aprendendo a ser um cidadão de verdade. Brindamos à vida! Fizemos nosso grito de guerra diário, que deixou Jerson Laks imensamente emocionado, o presenteamos com a blusa da escola “Eu Sou Laks” e dividimos a esperança, através do olhar emocionado e feliz de cada uma daquelas crianças e adolescentes presentes que, juntos, cantaram um forte “parabéns”, não só à escola, mas a todos que fazem, dentro dos sacrifícios diários, ela existir. E o bolo? Hum... estava uma delícia!

Todas as personagens dessa história merecem um agradecimento especial: alunos, direção, coordenação, professores, agentes educadores, funcionários da limpeza, funcionários da merenda, familiares dos funcionários, convidados e mais aqueles todos que fazem parte dos bastidores. Afinal, cada um em seu papel, faz desse espaço um lugar mais que especial. A prova de que um sonho, quando sonhado junto, pode se tornar realidade.

 

                 Momentos de homenagem. Diretora adjunta: Elha Maria Aragão; ex-aluno: Matheus; Jerson Laks (filho do patrono); Herry (Presidente da FIERJ); Vereador Marcelo Arar; diretora: Fernanda Barcellos; coordenadora pedagógica: Mariana Fragale; Miguel, aluno do sétimo ano.
 

 

Ah, o final dessa história? Ainda não tem... é que ela está só começando! Mas acreditamos que vem por aí mais um"...viveram felizes para sempre”.

                                                                                                                                   Texto de Mariana Fragale

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 

GINÁSIO CARIOCA ALEKSANDER HENRYK LAKS

DIREÇÃO: FERNANDA BARCELLOS / ELHA MARIA ARAGÃO (ADJUNTA)
COORDENAÇÃO: MARIANA FRAGALE

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

Contato do Ginásio Carioca Aleksander Henryk Laks:

emalaks@rioeduca.net

 

 


   
           



Yammer Share