A A A C
email
Todos os posts escritos por Professora Rute Albanita
Retornando 38 resultados para o autor 'Professora Rute Albanita'

Segunda-feira, 10/02/2014

Clubinho Literário 2013: Ler é Danado de Bom!

Tags: 1ªcre, projetos.

 

A Creche Municipal Sempre Vida Parque da Conquista está localizada na Comunidade Parque da Conquista, Caju, e atende a crianças de 2 a 4 anos. Em junho, inaugurou o Clubinho Literário 2013 com o tema: Ler é Danado de Bom!

 

O cotidiano da creche está imerso no mundo dos livros, nos contos de fada e na fantasia das histórias do faz de conta. Toda equipe trabalha com a finalidade de encantar as crianças contando e cantando diversas histórias, que vão da fábula à poesia. Tudo sempre mergulhado em gestos, fantoches ou músicas entoadas na voz de personagens que fazem a imaginação dos pequenos irem até as nuvens...

 

Clubinho Literário é o projeto de leitura para crianças e comunidade do Parque da Conquista. Nele “todo mundo pode ler.” O maior objetivo é atrair as famílias das crianças para formar pais leitores e contadores de histórias. 

 

Maria Eliane, da Clínica da Família do Caju, conta história para as crianças.
 

 

Como objetivos gerais, o clubinho visa, entre outras ações:

  • estimular a leitura entre pais e filhos;
  • promover atividades que desenvolvam o hábito de ouvir histórias;
  • integrar as famílias ao projeto de leitura da Creche;
  • propiciar momentos de prazer através de diversos tipos de literatura
  • promover Cafés Literários para incentivar os pais a cultivarem o hábito da leitura.

 

Além disso o projeto propicia à Comunidade Escolar oportunidade de ter contato com diversos tipos de livros: montáveis, manuseáveis, sensoriais e convidativos. Assim, pais, educadores, parceiros da creche e crianças vivenciam momentos de entretenimento, comoção, diversão e emoção através de leitura conjunta.

 

Policiais da UPP Caju , no espaço Cajueiro Encantado, escutam a história contada por Francisco, de 3 anos.

 

Ler é Danado de Bom!!!

 

O tema “Ler é Danado de Bom” foi escolhido pois o Projeto Pedagógico Anual da creche é “O Nordeste no Caju”, e a comunidade aprovou a escolha. Na inauguração, que durou 3 dias, recebemos diversas parcerias, realizamos exposição de autores, obras e utensílios nordestinos.

 

Alunos seguram o prato da tapioca que ajudaram a professora a fazer.

 

Além dos trabalhos confeccionados pelas crianças sobre o nordeste, região a qual a maioria dos pais da creche nasceu, houve comidas típicas, e receitas feitas com a ajuda dos próprios pequenos.  Espaços como "Cajueiro Encantado" e "De volta para o Meu Aconchego" também ganharam destaque no evento.

 

Crianças contam história para os trabalhadores da COMLURB.

 

Nos próximos meses, a comunidade irá participar de Oficinas Literárias, Saraus de Poesia e projetos como “História Vai, História Vem”, “Entre na Roda” e “Cafés Literários”

 

Crianças brincam com a Oficina de Fantasias e param para tirar foto com a UPP.

 

Conheça este e outros projetos acessando AQUI o blog da creche.

 

Os pequenos alunos brincam no espaço "De Volta para o Meu Aconchego".

 

* Professor, queremos conhecer e divulgar o blog e os projetos desenvolvidos por sua escola. Aproveite este espaço que é feito para nós! Entre em contato com o representante do Rioeduca em sua Coordenadoria e participe. *

 


Professora Rute Albanita
 Representante Rioeduca.net da 1ª Coordenadoria Regional de Educação
ruteferreira@rioeduca.net
Twitter: @Rute_Albanita

 

 

COMPARTILHE E COMENTE!

 

 

                              

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 03/02/2014

English is Everywhere na Calouste Gulbenkian

Tags: 1ªcre, projetos.

 

 

A E. M. Calouste Gulbenkian objetiva preparar cada aluno para ser um agente integrante da sociedade. Sua equipe se dedica a capacitar os estudantes para a vida produtiva, possibilitando o acesso ao conhecimento e a oportunidades futuras. Os projetos realizados buscam formar cidadãos éticos e responsáveis.

 

 

English is Everywhere

 

 

Alunos constroem cartazes após pesquisa feita em embalagens.

 

A Professora Carolina Motta desenvolveu com a turma 1701 o projeto de inglês English is Everywhere. Este foi desenvolvido a partir das orientações curriculares para o 7º ano, que propõem que os alunos percebam a abrangência ou limitação do uso da língua estrangeira no contexto brasileiro, bem como a compreensão da função social e econômica do conhecimento de línguas estrangeiras no Brasil.

 

Um dos objetivos do trabalho era fazer com que os alunos percebessem como a língua inglesa está presente em seu cotidiano, como por exemplo, em rótulos e embalagens de produtos consumidos frequentemente.

 

O trabalho com a turma 1701 foi impulsionado a partir da observação da quantidade de lixo produzido pela festa do carnaval, uma vez que a escola fica localizada paralelamente ao Sambódromo. Uma das perguntas iniciais do projeto foi acerca de que materiais presentes naquele lixo poderiam ser utilizados para aprender uma língua estrangeira. No primeiro momento, o grupo não percebeu que vários daqueles produtos possuíam palavras em Inglês.

 

Professora Carolina Motta distribuindo embalagens para a pesquisa.

 

Após a pesquisa inicial, foi solicitado aos alunos que pesquisassem em casa produtos que faziam parte de seu consumo comum e observassem palavras em uma outra língua. Depois, levariam à escola para continuação do projeto.

 

Após algumas semanas, o grupo foi reunido na sala de leitura para a análise dos materiais recolhidos, e verificaram que muitos rótulos e embalagens traziam palavras em Inglês.

 

 

Projetos de Trabalho

 

A turma construiu um quadro de projetos de trabalho inspirado nas pesquisas de Fernando Hernández. O autor afirma que os projetos de trabalho contribuem para a formação dos discentes auxiliando na aprendizagem, pois passam a participar do processo de ensino-aprendizagem. Nesse sentido, ressalta:

"Os Projetos de Trabalho contribuem para uma resignificação dos espaços de aprendizagem de tal forma que eles se voltem para a formação de sujeitos ativos, reflexivos, atuantes e participantes" (HERNANDEZ,1998).

 

 

Alunos recebem produtos diversos para observação e pesquisa de palavras em inglês.

 

A análise das embalagens e a pesquisa das palavras foi realizada na sala de leitura, onde os alunos pesquisaram com o uso do de dicionários Inglês-Português. Em seguida, produziram as fichas de cada produto analisado.

 

Alunos pesquisam em dicionários palavras que encontraram nos produtos.

 

No final de maio foi realizada a culminância do projeto. Houve exposição com os cartazes confeccionados pela turma. A Learning Factory, representada pela Ana Gabriela, veio prestigiar o trabalho dos alunos, que ficaram muito felizes com o resultado.

 

 

 Conheça mais projetos da Escola, clicando no link abaixo:

 

http://emcalouste.blogspot.com.br/
 

 

* Professor, queremos conhecer e divulgar o blog e os projetos desenvolvidos por sua escola. Aproveite este espaço que é feito para nós! Entre em contato com o representante do Rioeduca em sua Coordenadoria e participe. *

 


Professora Rute Albanita
 Representante Rioeduca.net da 1ª Coordenadoria Regional de Educação
ruteferreira@rioeduca.net
Twitter: @Rute_Albanita

 

 

COMPARTILHE E COMENTE!

 

 

                              

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 27/01/2014

Alunos Voluntários da Paz

Tags: 1ªcre, projetos.

 

A Escola Municipal Alice do Amaral Peixoto está situada na rua Ébano, nº 187, no bairro de Benfica. A unidade atende 26 turmas de Maternal II, Educação Infantil, 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental, organizadas em dois turnos. A escola é gerida pela Diretora  Márcia Rossana Paixão Macedo.


A meta da escola é sempre o melhor atendimento e qualidade em educação. Assim, a equipe de professores e funcionários trabalham com garra e competência para que nenhum aluno fique de fora. Neste ano, a professora Rosana Melo realizou um projeto de conscientização e ação sobre cidadania, respeito ao próximo e amizade, que envolveu a turma do 3º ano e contagiou toda escola.

 

Alunos Voluntários da Paz

 

 

Alunos conversam com a professora sobre o projeto.

 

A professora Rosana Mello da turma do 3º ano oportunizou um trabalho voluntário dentro da própria escola com experiências de solidariedade e ajuda ao próximo vivenciadas pelos próprios alunos. O objetivo é refrear os impulsos agressivos verbais e físicos alimentados, muitas vezes, por uma sociedade injusta e permissiva. A ideia nasceu pela crescente necessidade de se trabalhar com a turma relações interpessoais, respeito e autocontrole.

 

Segundo a professora, seus alunos, com idade entre 8 e 9 anos, ainda estão em fase de formação da personalidade e não possuem maturidade suficiente para avaliar a gravidade dos seus atos. Desse modo, a escola entra com projetos e ações, afinal é um espaço de socialização, onde a criança precisa adaptar-se ao grupo, conquistar amigos e aprender a relacionar-se com pessoas diferentes.

 

Alunos em Ação

 

Grupo de alunos da turma debatem sobre as ações do projeto.

 

Na primeira etapa do projeto, a professora realizou rodas de conversa e leituras sobre o assunto. Assim, os alunos puderam se expressar e discutir sobre os conflitos dentro da turma. A reunião, registrada em ata, contou com a participação da diretora Márcia Rossana que apoiou a iniciativa do projeto.

 

Os Voluntários da Paz visitam o maternal.


Para o início do projeto, a professora contou com a colaboração de toda a turma, que contribuiu na escolha e confecção do nome do grupo indicado. As crianças fizeram um desenho para que fosse escolhido o slogan mais votado. Com isso, o símbolo e o nome foram escolhidos.


Na segunda etapa, com o objetivo de desviar e refrear as condutas agressivas, a professora sugeriu que os trabalhos voluntários fossem desenvolvidos dentro da própria escola. Foi acordado que as atitudes solidárias aconteceriam com as turmas de maternal duas vezes por semana no horário do recreio, dividindo os indicados em dois subgrupos. Eles formalizaram parcerias com as turmas do maternal, canalizaram energia para atitudes positivas no cotidiano escolar.

 

Ao longo do projeto, foram acontecendo encontros periódicos de avaliação das atitudes solidárias com o grupo Voluntários da Paz, abrindo um espaço para análise, conscientização e autoavaliação. Eles puderam ouvir depoimentos uns dos outros, com o objetivo de buscar a interação entre os membros do grupo. O grupo pôde perceber que, aos poucos, as implicâncias e necessidades de autoafirmação foram dando espaço para atitudes de solidariedade e interação.

 

Mesmo compreendendo que a sociedade moderna exige que pais e mães estejam simultaneamente inseridos no mercado de trabalho, tornando difícil a participação efetiva na vida de seus filhos, a professora Rosana, solicitando o apoio dos responsáveis na terceira etapa, demonstrou a importância do apoio da família integrado ao da escola, na construção da personalidade das crianças. Ainda há muito o que fazer, mas a semente de solidariedade, tolerância e amor ao próximo já foram plantadas. É preciso cultivá-las dentro e fora do espaço escolar, com a importante parceria da família.


A apresentação da peça “Bullyng, tô fora”, da Cia Teatral Ensino em Cena - RJ, veio endossar o trabalho realizado pela professora Rosana Mello, abordando com objetividade e delicadeza um tema tão polêmico quanto o bullying. Os alunos perceberam que o que eles acham engraçado e inofensivo na verdade tem nome.


O projeto na escola já é sucesso e apresenta resultados significativos. Os Voluntários da Paz prometem continuar nessa ação, que contribui para um presente feliz e um futuro mais cooperativo e solidário entre as pessoas.

 

* Professor, queremos conhecer e divulgar o blog e os projetos desenvolvidos por sua escola. Aproveite este espaço que é feito para nós! Entre em contato com o representante do Rioeduca em sua Coordenadoria e participe. *

 


Professora Rute Albanita
 Representante Rioeduca.net da 1ª Coordenadoria Regional de Educação
ruteferreira@rioeduca.net
Twitter: @Rute_Albanita

 

 

COMPARTILHE E COMENTE!

 

 

                              

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 20/01/2014

GEC Rivadávia Corrêa - Qualidade Comprovada

Tags: 1ªcre.

 

Mais uma vez o GEC Rivadávia Corrêa entra para o ranking das escolas com as melhores avaliações no IDEB e no IDERIO. Esse resultado comprova a qualidade e empenho de gestores, professores, famílias e alunos da unidade. Para celebrar essa vitória, o Rioeduca conta um pouco dessa escola de sucesso e relata como ela conseguiu estar entre as melhores colocadas na Rede Municipal de Educaçao Carioca.

 

 

  O IDEB

 

 

Estudantes em aula de Artes.

 

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) foi criado em 2007 pelo INEP (Instituto Nacional de Estudos e de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e representa a iniciativa de reunir num só indicador dois conceitos de grande importância para a qualidade da educação, fluxo escolar e médias de desempenho nas avaliações. O Ginásio Experimental Carioca Rivadávia Corrêa está entre as 10 melhores do Rio, alcançando a 5ª colocação.

 

Alcançar a meta do IDEB não é tarefa fácil, requer trabalho, dedicação, estudo, comprometimento de toda equipe, parceria com as famílias e foco. No entanto, a comunidade escolar Rivadávia Correa, incentivados pela gestora Bárbara Portilho, não desanima diante das dificuldades e avança em direção a uma educação de qualidade ainda maior.

 

 

Uma Escola de Sucesso

 

 

Alunos do GEC em passeio cultural.

 

O ambiente é fator importante para o processo de aprendizagem e, no GEC, adolescentes têm um espaço organizado para produção de projetos e construção de conhecimentos. Laboratório de ciências, biblioteca e sala de vídeo são alguns dos ambientes que despertam no aluno a sede e o prazer de aprender. Nas aulas, os jovens têm o apoio da Educopédia, que traz dinamismo ao estudo. Os adolescentes também podem participar, falar e teclar, acessando a internet.

 

Outros fatores que influenciam no avanço da qualidade da unidade são: horário integral para professores e alunos, utilização de novas tecnologias educacionais, o sistema de ensino polivalente e a criação de novas modalidades de ensino como: estudo dirigido, protagonismo juvenil, projeto de vida e eletivas.



 1ª Coordenadoria Regional de Educação Celebra Vitória com o GEC

 


A Professora Claudia Reis, Assessora da Gerência de Educação da 1ª CRE, entende:

que seja muito importante o bom desempenho dos alunos. Contudo, a certeza do sucesso escolar é nossa preocupação principal. Os alunos do GEC Rivadávia Correa têm demonstrado esse sucesso cotidianamente, sobretudo quando se debruçam sobre seus projetos de vida, pensando no futuro e agindo sobre o presente.

Foi um orgulho para a Secretaria Municipal de Educação, ter esses jovens apresentando essa proposta atualizada de educação para os Líderes Cariocas que foram conhecer o GEC. Ficou claro para todos nós a importância do protagonismo juvenil e ouvir o orgulho deles contando as vitórias da escola. Isso só demonstra que a equipe está no caminho certo e que os frutos do trabalho são concretizados por todos."

 

O Professor José Luiz Pinheiro de Andrade, Ouvidor Adjunto da 1ª CRE, afirma:

“Acredito que o sucesso desta Unidade Escolar resida na gestão democrática e participativa, em que todos os atores envolvidos no processo educativo estão alinhados e atentos às necessidades do cotidiano. Tive o prazer de acompanhar a evolução e as mudanças que ocorreram nesta escola e percebo que tanto os alunos, quanto toda a equipe docente se orgulham deste espaço e buscam a excelência em todas as ações. Parabéns a todos os envolvidos e principalmente aos alunos, foco de nosso trabalho e dedicação!”

 

 

 

O segredo do Sucesso do GEC é o compromisso com o trabalho sério e perseverante. É também a dedicação e persistência em olhar pra cada menino e menina como pessoas únicas, especiais e mostrar para cada uma delas sua própria capacidade de intervir no mundo atual, com inovações geradas pelos talentos que lhes são próprios. O Ginásio Experimental Carioca é isso: uma inovação apaixonada e apaixonante onde educar é também um jeito de amar.

 

 

Conheça mais trabalhos do GEC, acessando o link abaixo:

 

http://gecrivacorrea.blogspot.com.br/

 

 

 

* Professor, queremos conhecer e divulgar o blog e os projetos desenvolvidos por sua escola. Aproveite este espaço que é feito para nós! Entre em contato com o representante do Rioeduca em sua Coordenadoria e participe. *

 


Professora Rute Albanita
 Representante Rioeduca.net da 1ª Coordenadoria Regional de Educação
ruteferreira@rioeduca.net
Twitter: @Rute_Albanita

 

 

COMPARTILHE E COMENTE!

 

 

                              

 

 

 


   
           



Yammer Share