A A A C
email
Todos os posts escritos por Alexandre Roque de Araujo
Retornando 98 resultados para o autor 'Alexandre Roque de Araujo'

Segunda-feira, 30/04/2018

Wolbito, O Mosquito do Bem!

Tags: 1ªcre, eventos, projetos, saúde, pse, alfabetização.

 

Através de Atividade Lúdica, professores Alfabetizadores são chamados a participação na campanha “Aqui Mosquito não se cria 2018”.

 

Durante Encontro dos professores do Time de Alfabetizadores da 1ª Coordenadoria Regional de Educação, realizado no mês de Março, os participantes foram convidados, juntamente com seus alunos, a se engajarem na continuidade das ações de combate à Dengue, Zika e Chikungunya.

 

 


Através de atividades que uniram conhecimento e brincadeira, os professores participantes puderam aprender sobre o processo biotecnológico de modificação do mosquito Aedes Aegypti e sua transformação no “Wolbito”, o mosquito do bem, incapaz de transmitir o vírus das arboviroses. Transformação essa que ocorre no Aedes, quando o Wolbachia, um microorganismo que vive naturalmente nas células de alguns insetos, é inserido no mosquito, reduzindo sua capacidade de transmissão das doenças. Descoberto na Austrália e trazido para o Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz, é um método natural, seguro e autossustentável.

 

 

Professora Renata Ricoca, apresentando a proposta de atividade com o Wolbito

 


As atividades propostas aos professores, proporcionaram que os mesmos conhecessem as diversas etapas do processo: a transformação do Aedes em Wolbito, a importância dos viveiros e a participação da FIOCRUZ nesse processo.

 

 

 


Foi discutido também a importância e o papel da Rede Municipal de Educação no apoio e na divulgação para que a sociedade entenda e participe da campanha, assim como,  o papel da escola como difusora do conhecimento científico e como transformadora da realidade.


Temas como biotecnologia, impactos ambientais , cadeia alimentar, equilíbrio ecológico, dentre outros, foram levantados como temáticas que poderão ser trabalhadas com os alunos .

 

Professora Mônica, dinamizando a atividade com os professores.

 


Os professores também conversaram sobre a capacidade de multiplicação da informação e sua territorialização no mapa da 1ª CRE.


Nesse contexto, foi proposta a utilização das Redes Sociais para compartilhamento das ações de sucesso no desenvolvimento do trabalho nas unidades escolares, através da hastag #wolbitona1cre.

 


E você, está fazendo sua parte ?

 


Para Saber Mais:

Gerência de Educação

Telefone: 2233-4839

E-mail: gedcre01@rioeduca.net

 



 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 16/04/2018

Calculadora Sim! Por Que Não?

Tags: 1ªcre, projetos, matemática.

 

Professora de Matemática faz uso do app “calculadora” dos smartphones para que os alunos descubram que nem toda raiz é exata

 

 

 

 

Gisele Pinheiro Sátyro, Professora de Matemática do Ginásio de Artes Vicente Licínio Cardoso, localizado no bairro da Saúde, zona Portuária do Rio, adaptou a ideia retirada do Caderno Pedagógico do 8º ano.

 

 

 

 

O caderno mostra como utilizar a calculadora para realizar cálculos de raiz quadrada. A professora sugeriu que os alunos utilizassem o aplicativo do smartphone, fazendo uso das novas ferramentas tecnológicas a favor de aprendizagem.

 

 

 

 

Em sua atividade, a Gisele nos conta que, a partir da projeção da página do Caderno Pedagógico no quadro, utilizando datashow, os alunos abriram o aplicativo calculadora nos aparelhos. Ela os instruiu como utilizar a ferramenta e assim, os alunos realizaram os cálculos , preenchendo o quadro no caderno com os resultados encontrados, além de classificar os números como Racionais ou Irracionais.

 

 

 


Aparentemente simples, a atividade trouxe movimento, motivou e dinamizou a aula de matemática, ajudando a aproximar os alunos dos símbolos e funções através de operações computacionais, além de proporcionar um outro instrumento para análise e gabarito de atividades diversas.

 

 

 

Para enriquecer - Leia postagem do site Olhar Digital:

 

8 razões para defender o uso do celular na sala de aula
 

O número de celulares se aproxima do número de habitantes do planeta. Segundo levantamento da União Internacional de Telecomunicações, até o final do ano, chegaremos bem perto dos 7 bilhões de aparelhos em funcionamento – o que representa 96% da população da Terra. Mas tem alguns lugares em que ele não é nada bem-vindo. E não estamos falando apenas do cinema... nas salas de aula o dispositivo continua proibido – pelo menos na maioria dos colégios.


Mas tem gente que discorda dessa proibição. Entre esses, ninguém menos que a ONU, por meio de sua agência para a educação, a UNESCO. No documento “Diretrizes de Políticas de Aprendizagem Móvel”, a Unesco defendeu o celular na escola, inclusive dentro da sala de aula como recurso didático e pedagógico.

 

A Unesco espalhou especialistas em todo o mundo para criar um guia sobre o tema. Mas, para especialistas em Educação, antes de defender o incentivo do uso de tecnologias móveis dentro da sala de aula, é preciso estabelecer regras claras de uso.

 

No documento, a Unesco também discute a necessidade de se treinar os professores para que eles lidem com a tecnologia dentro da sala de aula.


O problema é que no Brasil, na maioria dos casos, existe certa resistência por parte dos professores em incorporar novas tecnologias. Para muitos, sala de aula é lugar de desligar o celular e ponto final. (...) Mas, a agência o defende e até preparou uma lista com bons motivos para transformar cada vez mais o celular em ferramenta pedagógica. Eis alguns dos itens da lista:

 

1. Ampliar o alcance e a equidade em educação
2. Ajudar alunos com deficiência
3. Otimizar o tempo na sala de aula
4. Permitir a aprendizagem em qualquer hora e lugar
5. Aproximar o aprendizado formal do informal
6. Facilitar o aprendizado personalizado
7. Melhorar a comunicação e aprendizagem contínua
8. Maximizar a relação custo-benefício da educação


Disponível em : https://www.olhardigital.com.br/video/8-razoes-para-defender-o-uso-do-celular-na-sala-de-aula/45289
 

 

Parabéns Professora Gisele! Ideias aparentemente simples fazem a diferença e contribuem significativamente para a aprendizagem de nossos alunos!

 

Para Saber Mais:

Escola Municipal Vicente Licínio Cardoso (GEA)

Telefone: 2253-4643

E-mail: emvlcardoso@rioeduca.net

Diretor: Niverton Antunes

Diretora Adjunta: Lucimara Espíndola

Coordenadora Pedagógica: Ines Resende

Professor Responsável pela Atividade :Gisele Pinheiro Sátyro – PEF de Matemática

 


 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 02/04/2018

#SomosTodosRio

Tags: 1ªcre, eventos, projetos.

 

 

Escolas declaram seu amor ao Rio, no mês em que a Cidade completa 453 anos

 

O aniversário da Cidade Maravilhosa não passou em branco nas unidades escolares da 1ª Coordenadoria Regional de Educação.

 

 

 

"Valsa de uma Cidade", canção de Caetano Veloso, deu o tom inicial às comemorações da Escola Floriano Peixoto, em São Cristóvão. Reunidos no pátio da escola, alunos, professores e responsáveis entoaram esse belíssimo hino de amor à Cidade Maravilhosa.

 

 

Alunos cantando "Valsa de uma Cidade", na Escola Municipal Floriano Peixoto

 

 

Letras de música foram pretextos para trabalhos diversificados em sala de aula, com produções escritas, pesquisas e confecções de trabalhos plásticos.

 

 

Trabalhos dos alunos da Escola  Municipal Floriano Peixoto

 

Na escola Júlia Lopes, em Santa Teresa, que atende desde o 1º ao 6º Ano Experimental, os alunos realizaram trabalhos em grupo, analisando o mapa da cidade, identificando os diversos bairros e regiões de nossa cidade.

 

 

Acima, os alunos da Escola Municipal Júlia Lopes trabalhando com o mapa da Cidade.

 

 

Trabalhos dos alunos da Escola Municipal Júlia Lopes

 

Os alunos do segundo segmento do Ensino Fundamental também não ficaram de fora. Na Escola Orlando Villas Boas, os alunos puderam expressar seus sentimentos pelo Rio, declarando o que gostam e o que não gostam na Cidade Maravilhosa: A beleza natural, as praias e a camaradagem do povo da cidade encantam a todos. Entretanto, os estudantes mostram preocupação em relação a violência.

 

 

O Rio merece a Paz de presente! - E.M. Orlando Villas Boas

 

Já os pequenininhos se expressaram, através da expressão artística e plástica , todo seu amor e encanto com a nossa cidade, como podemos ver nos exemplos abaixo:

 

 

EDI Professor Simone Sousa Pimentel 

 

Creche Municipal Homero José dos Santos

 

Parabéns Rio! Nos Amamos Você!

 

Para Saber Mais:

Gerência de Educação

Telefone: 2233-4893

E-mail: gedcre01@rioeduca.net  

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 01/01/2018

Nossas Regiões

Tags: 1ªcre, eventos, projetos, interdisciplinalidade.

 

Feira Cultural encerra projeto de valorização das culturas regionais do país.

 

A E. M. Marechal Espiridião Rosas, que atende ao 1º Segmento no bairro da Caju, desenvolveu ao longo dos últimos quatro meses de 2017 um trabalho de identificação regional e cultural brasileira através de festividades nacionais, pratos típicos, danças e costumes do folclore regional, onde os alunos puderam conhecer um pouco mais das matrizes étnicas e culturais que formam a identidade nacional.

 


Através do Projeto “Nossas Regiões”, ações foram desenvolvidas englobando as diversas áreas de conhecimento, utilizando os materiais pedagógicos possíveis e os espaços disponíveis da unidade de ensino.

Textos de diversas tipologias foram apresentados e discutidos com os alunos, pesquisas com suporte de diversas mídias, como internet e livros, entrevistas, leitura e reescritas e lendas e mitos das regiões permearam o trabalho.

 

 

Os alunos tiveram também a oportunidade de confeccionar brinquedos e instrumentos musicais que retrataram as diversas regiões estudadas.

Os resultados dos trabalhos realizados foram apresentados a toda comunidade em uma Feira Cultural, onde os presentes puderam assistir apresentações folclóricas das diversas regiões do país.

 

 

Para o professor Marcos, "Mostrou-se uma ótima oportunidade de interagir com a comunidade”. Dona Raquel, mãe de aluno da unidade, diz que "foi muito bom e rico em informações".


"Hoje foi dia de prestigiar, a Feira Cultural, feita com muito carinho por todos da Escola Espiridião Rosas. Parabéns simplesmente arrasaram, estava tudo lindo e caprichado!", fala Tais Silva - mãe de aluno.


"Foi um prazer conviver com os alunos e responsáveis interagindo nesses 4 meses de projeto de sucesso e amor. Me sentido muito feliz!!! ,nos conta a diretora Maria Cristina.

 


"A integração entre escola e comunidade foi muito gratificante. Atingindo nossos objetivos de valorização e resgate da nossa cultura. O trabalho foi realizado de forma interdisciplinar e de maneira bem lúdica tornando o projeto mais prazeroso." - Coordenadora Pedagógica - Rose Catarina.

 

Professores e Equipe Gestora

 

Para Saber Mais:

Escola Municipal Espiridião Rosas

Diretora: Maria Cristina Negreiros

Adjunto: Ana Lúcia Alexandre

Coordenador Pedagógico: Rose Catarina

E-mail: emmrosas@rioeduca.net

Telefone: 3895-8578

 


 


   
           



Yammer Share