A A A C
email
Retornando 516 resultados para a tag 'projetos'

Segunda-feira, 04/12/2017

#BonecaDeLata

Tags: 1ªcre, educaçãoinfantil, riodeleitores, projetos.


 

Professora da Gerência de Educação da 1ª CRE divide seu tempo entre as diversas demandas inerentes à função e as apresentações pedagógicas de uma personagem: a #BonecaDeLata.

 

 

Professora da Rede desde 1994, formada em Artes Plásticas, professora Silvana Huguenin assumiu, no ano de 2009, a Sala de Leitura da Escola Mário Cláudio. Nesse mesmo ano, durante a Maratona de Histórias organizada pela 1ª Coordenaria Regional de Educação no Galpão da Cidadania, Região Portuária da Cidade, a professora foi convidada para uma performance artística. Para tal apresentação, Silvana escolheu uma música de domínio público conhecida no nordeste brasileiro, na voz de Bia Bedran.

A apresentação foi um sucesso: Nascia a #BonecaDeLata, personagem que, a partir daí, seria figura presente em eventos diversos nas escolas em diversas CREs de nossa cidade.

Em suas visitas, a Boneca dança ao som de diversas músicas, realiza contação de histórias e leitura de livros infantis.

 

Apresentação em escolas da 1ªCRE

 

Mesmo após se desligar do trabalho em Sala de Leitura, a #BonecaDeLata voluntariamente continuou sua trajetória visitando escolas públicas e instituições privadas.


Com sua transferência para a Gerência de Educação, onde trabalha atualmente, Silvana trouxe a #BonecaDeLata, que agora tem como proposta atuar em ações pedagógicas e culturais nas escolas de abrangência da 1ª CRE.

 

Visitando as Unidades de Educação Infantil


Hoje, ao visitar as escolas e unidades de Educação Infantil, a #BonecaDeLata tem como objetivo principal o incentivo à leitura literária, levando para nossas crianças Cultura e Conhecimento, através da música e da literatura, colaborando assim para cada vez mais despertar nossos alunos para o infinito e mágico mundo da leitura.

 

#BonecaDeLata no Evento da 1ª CRE "Aqui é um Lugar de Paz", no MAR, ao lado das alunas e professores do Casarão dos Prazeres


 

#BonecaDeLata virou personagem fixo nas ações como os Encontros de Formação de professores, chás literários, feiras, livros e eventos diversos.


Ao longo do ano ela percorre as escolas, realizando apresentações cuja tônica é transportar nossas crianças para o mundo da Magia e Encantamento.

 

Momentos da #BonecaDeLata

 


Vida Longa à Nossa Boneca!

 

Minha boneca de lata bateu a cabeça no chão...

levou quase uma hora pra fazer a arrumação

Desamassa aqui, pra ficar boa...

Minha boneca de lata bateu o ombro no chão...

Levou mais de duas horas pra fazer a arrumação

Desamassa aqui, desamassa ali,

Desamassa aqui, desamassa ali pra ficar boa...

Minha boneca de lata bateu o outro ombro no chão...

levou mais de três horas pra fazer a arrumação

Desamassa aqui, desamassa ali

Desamassa aqui, desamassa ali

Desamassa aqui, desamassa ali pra ficar boa...

 

 


Para Saber Mais:

Silvana Maida Huguenin

Telefone: 2233-4839

E-mail: silvanahuguenin@rioeduca.net

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 28/11/2017

5 Sentidos de Tolerância e Paz

Tags: 7ªcre, projetos.

             

O EDI Medalhista Paralímpico Felipe de Souza Gomes desenvolveu, no mês de setembro, o projeto "5 Sentidos de Tolerância e Paz", que envolveu a questão da inclusão e deficiência.

Através da pedagogia de projetos, o EDI Medalhista Paralímpico Felipe de Souza Gomes desmembrou o seu projeto Anual (Plantar a semente e semear o futuro: trabalhar valores na educação infantil para a construção de uma consciência cidadã) em diferentes projetos desenvolvidos a cada mês.

 

 

No mês de setembro, o EDI trabalhou o projeto "05 Sentidos de Tolerância e Paz", que, a partir dos valores Paz, Tolerância e Igualdade, explorou os cinco sentidos com o objetivo de trabalhar a questão da deficiência e inclusão.

Através dos nossos sentidos percebemos mensagens, estímulos e sensações, podendo assim, a partir deles, fazer diversas leituras do mundo que nos cerca, bem como sobre nós mesmos. Além do objetivo central, o projeto teve como objetivos:

- trabalhar o autoconhecimento;

- trabalhar a alteridade;

- desenvolver e estimular os cinco sentidos;

- identificar, diferenciar e compreender o funcionamento dos sentidos;

- trabalhar a coordenação motora.

 

Durante todo o mês, cada um dos objetivos foi desenvolvido em diferentes atividades lúdicas. No dia 21 de setembro, dia da inclusão, revivemos as paralimpíadas.

E no dia 28 de setembro a Escola realizou uma linda culminância do projeto, onde cada ambiente do EDI se transformou em um espaço interativo e as turmas e seus responsáveis puderam sentir e explorar cada sentido trabalhado ao longo do mês.

 

Espaços Interativos - Os 5 sentidos

 

Espaço da Visão, desenvolvido pelas Professoras Ana Paula e Marcelle

 

Ambiente da visão desenvolvido pelas professoras Ana Paula e Marcelle.

 

Ambiente Olfato desenvolvidos pelas professoras Alessandra, Francisca,
Helena e Isabela Salerno.

 

Ambiente da Audição - Desenvolvido pela professora Marcia Mendes.

 

Ambiente do Paladar desenvolvido pelas professoras Elaine e Katury.

 

Ambiente sensorial - TATO, desenvolvidos pelas professoras Aurélia, Maria
Carolina, Marcia Borges e Patrícia.

 

As crianças do EDI Paralímpico Medalhista Felipe de Souza Gomes participaram de diversos espaços interativos: um ambiente sensorial estimulando o TATO; um ambiente degusta estimulando o PALADAR; um espaço da VISÃO com óculos 3d, telescópios, pinturas as cegas; um ambiente dos cheiros estimulando o OLFATO; e uma sala áudio visual estimulando a AUDIÇÃO através de diferentes instrumentos musicais.

 

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 

 

Contato do EDI Medalhista Paralímpico Felipe de Souza Gomes:

edimgomes@rioeduca.net

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 20/11/2017

Feira Cultural da Alice

Tags: 1ªcre, eventos, projetos, diversidade.

 

Escola de Benfica desenvolve projeto de valorização pessoal através do resgate da Cultura brasileira.


Situada no bairro de Benfica, a Escola Municipal Alice do Amaral Peixoto atende turmas em horário parcial, divididas em dois turnos, da Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental.

 

 

Ao longo do ano letivo, a Escola vem desenvolvendo vários projetos com o objetivo de desenvolver e fortificar a cultura de Paz na comunidade em que está inserida, numa ação voltada para a construção de valores, pautada no diálogo e integração entre todos os segmentos da Escola.

Dentre os projetos desenvolvidos pela Unidade Escolar ao longo do ano letivo, destacamos o Projeto “Valorizando a Vida Através do Resgate da Cultura Brasileira”, pensado por toda equipe com o objetivo de que, através do conhecimento da cultura do próprio povo, valorizar as ações de Respeito, Tolerância e Solidariedade entre as pessoas, além de ampliar o conhecimento dos alunos sobre as diferentes culturas que contribuíram para a formação do povo brasileiro.

 

 

Inicialmente, os professores propuseram pesquisas envolvendo História, Geografia, costumes, música, folclore, culinária, lendas, pontos turísticos, personalidades, enfim, as contribuições das regiões do Brasil para a formação da identidade do Povo Brasileiro.

Os professores I que atuam com as turmas foram responsáveis pelas apresentações das danças folclóricas típicas de cada região, favorecendo e enriquecendo o conhecimento dos alunos acerca das regiões estudadas.

Todo o resultado desse trabalho foi apresentado à Comunidade Escolar durante realização da “Feira Cultural da Alice”.

 

 


Para a Diretora da unidade, professora Rosana, “foi um momento riquíssimo, onde foram trabalhadas as cinco regiões do Brasil. Pais e responsáveis se identificaram culturalmente, contribuindo muito para a realização desse projeto, com pratos típicos e materiais para a exposição. Com isso, conseguimos resgatar a nossa riqueza cultural que se encontra adormecida: o nosso Folclore Brasileiro”.

 

 


“Os responsáveis gostaram muito da iniciativa da Feira Cultural, principalmente do stand da região Nordeste, haja vista que nossa U. E. em sua maioria é formada por filhos de nordestinos. Muitos responsáveis elogiaram o formato interativo da feira, onde puderam conhecer a riquíssima cultura brasileira, ver apresentação de danças típicas, participar da confecção de artesanatos e degustação da culinária de todas as regiões do Brasil....”  nos fala Rafaela, Coordenadora Pedagógica.

 

 


Para Saber Mais:

Escola Municipal Alice do Amaral Peixoto

Direção: Rosana Mello e Luana Leal

Coordenação Pedagógica: Rafaela Fernandes

Telefone: 3895-8645

E-mail: emapeixoto@rioeduca.net

 

 



 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 14/11/2017

Aqui É um Lugar de Aprendizado, Arte e Paz!

Tags: 7ªcre, projetos.

 

A turma 1302, da Escola Municipal Átila Nunes Neto, trabalhou o tema PAZ sob várias perspectivas e escolheu o origami como uma das formas de representação.

 

No dia 11 de novembro é comemorado o Origami Days (Dia Mundial do Origami no Japão) e o tsuru (dobradura em forma de ave) é um simbolo da paz mundialmente conhecido.

A professora Marianna Alcântara desenvolveu, com os alunos da turma 1302, atividades envolvendo o tema Aqui é um lugar de Aprendizado, Arte e Paz durante o segundo semestre. A campanha "Aqui é um lugar de paz", iniciada há alguns meses, vem movimentando todas as unidades e setores da Rede de Ensino. Nas escolas a palavra paz vem sendo trabalhada de diferentes formas, seja como braços de projetos político-pedagógicos, seja no desenvolvimento de trabalhos especiais de arte, música, canto, poesia e teatro.

 

     Alunos aprenderam a dobradura tsuru .
 

A violência está incrustada no dia a dia de todos, nos simples gestos, como uma falta de respeito ao próximo, como um ato de racismo, um preconceito, uma agressão, dentre tantas outras situações que nos deparamos no cotidiano.

Então, como queremos uma escola sem violência de nenhum tipo, e queremos que todos se sintam bem, na 1302 da Escola Municipal Átila Nunes Neto, esse tema foi tratado sob várias perspectivas, com filmes, músicas, rodas de conversa, debates sobre o mundo em que vivemos e como gostaríamos que ele fosse, inclusive dentro da sala de aula (e da escola), e o que cada um pode fazer para mudar essa realidade.

 

      Confecção do fundo do cartaz, em forma de um “mosaico”, da Turma 1302 da Escola Municipal Átila Nunes Neto.
 

E então chegou o momento de expressar em forma de trabalho, para apresentação, tudo o que foi desenvolvido na sala de aula. Os alunos queriam algo bem colorido, então sugeri algo parecido com um mosaico cultural (que é uma técnica de criação destinada à ornamentação que serve como metáfora para descrever uma realidade humana). 

 

Alunas iniciando a pintura do mosaico da paz.

 

       Mosaico pronto com o tema paz.

 

Segundo a professora Mariana: - Já tínhamos então nosso mosaico bem colorido, como fundo, e, para passar a imagem da paz que havia sido debatida, resolvemos fazer Origamis (arte tradicional japonesa de dobrar o papel, criando representações de determinados seres ou objetos com as dobras geométricas de uma peça de papel, sem cortá-la ou colá-la.). Mas por que Origamis?"

 

     Início da preparação dos origamis da Turma 1302 da Escola Municipal Átila Nunes Neto.
 

As figuras representadas no origami têm diferentes significados para os japoneses. O Origami é tão importante para eles que tem até dia especial para comemorá-lo. Dia 11 de novembro é comemorado o Origami Days (Dia Mundial do Origami no Japão). Mas por que escolheram essa data? Dia 11 de novembro foi a data em que o “tsuru” (dobradura do grou) foi oficialmente reconhecido como símbolo da paz. E também foi nessa data que foi declarada o fim da Primeira Guerra Mundial que ocorreu no ano de 1918. Em outros lugares, como EUA e Europa, a celebração vai dos dias 24 de outubro à 11 de novembro, onde as comunidades mundiais de origami se mobilizam e executam o maior número de ações possíveis, para divulgar a milenar arte de dobrar papel, suas utilizações e seus benefícios para a coordenação, disciplina e criatividade.

 

Finalização do cartaz com a colagem das dobraduras.

 

E diante desse simbolismo tão marcante e de todos os benefícios para os próprios alunos, fizemos origamis de Pombas da Paz, em que cada aluno registrou seu nome no seu origami como forma de dizer que aquele símbolo ali representado eram as intenções de Paz de cada membro da turma para o mundo.

 

 Cartaz pronto com o tema paz .

 

A professora Mariana conta que "foi com muito amor e dedicação que finalizamos esta parte da nossa proposta de contribuir com uma mensagem de Paz para a turma, a escola, a comunidade e o mundo de uma maneira geral. Uma parte, pois esse assunto não pode se perder nunca, tem que ser sempre falado, debatido e posto em prática."

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

Contato da E.M. Átila Nunes Neto:

emaneto@rioeduca.net

Contato da professora Marianna;

marianna.alcantara@rioeduca.net

 

 

 


   
           



Yammer Share