A A A C
email
Retornando 10 resultados para a tag 'ideb'

Terça-feira, 14/07/2015

Formação "1ª CRE em Ação", IDEB: Apenas um Número?

Tags: 1ªcre, eventos, formacaocontinuada, ideb.

 

 

 

A "Formação: 1ª CRE em Ação!", ação de capacitação continuada, proporciona  importantes momentos de reflexão aos diretores e coordenadores pedagógicos da 1ª CRE na busca de uma educação de qualidade para nossas crianças e jovens.


Em mais uma ação no último mês de junho, a 1ª Coordenadoria Regional de Educação reuniu gestores das unidades escolares do 1º ao 9º ano, para a palestra "IDEB: Apenas um Número?"

 

Diretores aguardando o início.

 

Reunidos durante toda a manhã do dia 10 de junho, os diretores e coordenadores pedagógicos foram contemplados com a presença do professor Natalino Pontual, responsável pelo NIEE - Núcleo de Informações Educacionais Estratégicas da Secretaria Municipal de Educação.


O evento foi aberto pela professora Rita Eliane Clemente de Carvalho, que falou da importância da formação oferecida aos gestores, e agradeceu ao professor Natalino a disponibilidade de estar reunido com os gestores durante aquela manhã.

 

Professora Rita , Coordenadora da 1ª CRE


Professora Valéria Jaconiano, gerente de educação, deu as boas-vindas a todos, falando da necessidade de melhor compreensão do IDEB para subsidiar as reflexões nas unidades escolares.

 

Professora Valéria Jaconiano, gerente de educação.


Começando a palestra, professor Natalino falou de todo o processo que é realizado pelo MEC e pela SME para que as escolas sejam avaliadas através do IDEB e do IDERIO.

 

Professor Natalino Pontual.


Apresentou aos professores presentes como se formam as notas padronizadas e os indicadores de rendimento das escolas, e como esses índices podem ser utilizados a favor da melhoria da qualidade do ensino oferecido as nossas crianças.

 


Os diretores e coordenadores ouviram e esclareceram dúvidas a respeito da composição do IDEB de suas unidades escolares.


Ao final, puderam responder a pergunta, afinal: IDEB: APENAS UM NÚMERO?


Quer saber mais sobre as ações da 1ª CRE?

É só entrar em contato com o Representante Rioeduca.net, através do e-mail alexandrearaujo@rioeduca.net.

 

"Professor, este espaço é seu! Queremos divulgar as ações de sucesso desenvolvidas por você e por sua escola. Entre em contato com o representante Rioeduca de sua coordenadoria e envie seus trabalhos para publicação.

 

Professor Alexandre Roque de Araujo

Representante Rioeduca.net da 1ª Coordenadoria Regional de Educação

alexandrearaujo@rioeduca.net

Twitter: @Alexandre_Roque

Whatsapp: 98733-1970

 

COMENTE E COMPARTILHE

 


 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 17/09/2012

E. M. Euclides Roxo, escola premiada pelo destaque no Ideb

Tags: 10ªcre, ideb, riodeleitores.

Tendo como título do seu PPP  “Ler é a maior viagem”, a Escola Municipal Euclides Roxo, da 10ª CRE, estabeleceu como metas, a apropriação da leitura e da escrita por todos os alunos, a qualidade do ensino e a melhoria do desempenho escolar.

 

 

 

Na foto acima, com alguns alunos participando de atividades de reforço escolar, aparecem (no sentido dos ponteiros do relógio): Maria Lenice, estagiária; Ziléa, coordenadora pedagógica; Tatiane, professora regente da Sala de Leitura; Rute, diretora e Greice, estagiária.

 

Com relação ao desempenho escolar, observando-se as notas da Prova Brasil e o Índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb), desde o ano de 2007, é possível constatar que a Escola Municipal Euclides Roxo vem superando, gradativamente, as metas previstas.

 


Em 2007 a meta prevista pelo MEC foi 4.6, tendo a escola alcançado 5.3. Em 2009, a E.M. Euclides Roxo obteve um Ideb de 5.8, para a meta prevista de 4.9, e na última avaliação da Prova Brasil, do final de 2011, a escola ficou com a nota média padronizada de 7.11 e com o Ideb de 6.9, garantindo assim, a premiação do 14º salário, para professores e funcionários, pelo terceiro ano consecutivo.

 


Não há receitas nem conselhos, pois cada unidade escolar vive sua própria realidade, de acordo com as suas peculiaridades, mas o fato de a Escola Municipal Euclides Roxo, reforçar em seu Projeto Político Pedagógico, como uma das suas metas, a de possibilitar que todos os alunos desenvolvam de forma plena todo o seu potencial intelectual na aprendizagem, parece apontar como uma das respostas indicativas do sucesso naquela escola.

 


Todos os professores reconhecem a importância da leitura, e estão cientes de que, quanto mais o aluno lê, mais integrado ele estará ao ambiente escolar, ao seu bairro e ao mundo em que vive, daí a inclusão da apropriação da leitura e da escrita como uma das metas para assegurar a qualidade do ensino na Escola Municipal Euclides Roxo.

 

 


No dia 23 de agosto de 2012, quinta-feira, estive visitando a Escola Municipal Euclides Roxo pela segunda vez.

 


Recebido pela diretora Rute Pereira, pela diretora adjunta Ana Maria e pela coordenadora pedagógica Ziléa Fernandes Silva Paixão, pude observar, em cada turma visitada, a preocupação dos professores, no sentido de promover a inserção da leitura e da escrita em todas as atividades ali realizadas.

 


Como estávamos na semana dedicada ao Folclore brasileiro, as atividades, desde as turmas da educação infantil até ao 5º ano do ensino fundamental, haviam sido criteriosamente planejadas abordando temas da cultura popular.

 


Lendas, tradição oral, provérbios, manifestações artísticas e costumes preservados pelo povo, estavam sendo aproveitados pelos professores para ilustrar as aulas daquele dia 23 de agosto.

 


Na sala da turma 1301, tendo como regente o professor Lúcio Petterson Lima de Oliveira, cada aluno fazia a leitura de um livro previamente selecionado, abordando algum tema sobre folclore brasileiro.

 


Conversando com a professora Tatiane Souza da Rocha, regente da Sala de Leitura, fui informado de que todas as turmas receberam livros para complementação das atividades de leitura, com ênfase para assuntos relacionados à cultura popular.

 


A professora Sheila, regente da turma 1201, aproveitou os textos da apostila enviada pela Secretaria Municipal de Educação, e foram os alunos que, atendendo ao meu pedido, contaram as lendas do Curupira, do Saci-Pererê e da Iara.

 

 

 


Foi uma grande alegria constatar que todos queriam falar, contar um pouco de cada lenda, e assim comprovar mais uma vez a apropriação da leitura de forma tão prazerosa.

 


Tendo como preocupação fundamental a valorização da leitura e da escrita, a Escola Municipal Euclides Roxo também utiliza, além dos livros, diferentes fontes de informação e recursos tecnológicos para promover a construção do conhecimento junto aos seus alunos.

 

 

 

 

 


Na sala da turma 1501, tendo como regente a professora Cleide de Souza Moraes da Fonseca, tive a chance de acompanhar um pouco da aula baseada na Educopédia, com uso do projetor multimídia online.

 


Os alunos estavam muito felizes. Respondendo sobre os seus interesses pelo uso das novas tecnologias em sala de aula, acesso à Internet e participação em redes sociais, todos, indiscriminadamente, disseram que aprovam e participam. O Facebook foi o campeão, mas alguns poucos ainda disseram que possuem perfil no Twitter e outros no Orkut.

 

 

 

 Clique no link e veja um trecho da animada recreação, durante a aula de educação física na Escola Municipal Euclides Roxo, com a participação de professores e alunos, sob a coordenação da professora Janice Campos Teixeira, em 23 de agosto de 2012. http://migre.me/arMbr

 


Se a Escola Municipal Euclides Roxo sobressaiu-se com o melhor Ideb do primeiro segmento entre todas as unidades escolares da 10ª CRE, e, se a leitura e a escrita são os destaques para a garantia da excelente qualidade do ensino, tudo isso se explica pela coesão da equipe de profissionais, liderança da gestão e incentivo permanente de todos.

 


Rute, Ana Maria, Ziléa, Tatiane, demais professores e funcionários acreditam na possibilidade de mudança do comportamento dos alunos para a construção de uma sociedade bem melhor, a partir da leitura de livros que despertem novos interesses e os ajudam na transformação das s práticas de vida.

 


Contatos: sinvaldosouza@rioeduca.net – Telefone (21)3395-0206

 


Saiba quem foi Euclides Roxo

Euclides Roxo, defensor da reforma do ensino de Matemática é Patrono de uma escola municipal em Guaratiba.

 

http://www.rioeduca.net/blogViews.php?id=1129

 

 

 

                                      

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 07/09/2012

Evolução do IDEB 2011 na 5ª CRE

Tags: 5ªcre, ideb, entrevistas.

 

A evolução do IDEB 2011, segundo resultados gerais veiculado em agosto de 2012, através da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, foi muito satisfatória. Nesta publicação, conheceremos mais um pouquinho do IDEB, além de mostrarmos escolas que mais evoluíram na 5ª CRE e três que tiveram suas metas superadas.

 

 

IDEB - Índice de Desenvolvimento da Educação Básica 

 

 

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) foi criado em 2007 para medir a qualidade de cada escola e de cada rede de ensino. O indicador é calculado com base no desempenho do estudante em avaliações do INEP e em taxas de aprovação. Assim, para que o IDEB de uma escola ou rede cresça é preciso que o aluno aprenda, não repita o ano e frequente as aulas. O  IDEB é medido a cada dois anos e o objetivo é que o país, a partir do alcance das metas municipais e estaduais, tenha nota 6 [seis] em 2022 – correspondente à qualidade do ensino em países desenvolvidos.

Para que pais e responsáveis acompanhem o desempenho da escola de seus filhos, basta verificar o IDEB da instituição, que é apresentado numa escala de zero a dez. Da mesma forma, gestores acompanham o trabalho das Secretarias Municipais e Estaduais pela melhoria da educação.


A cidade do Rio de Janeiro está entre as cinco melhores capitais do País no Ensino Fundamental. Os avanços surgem dois anos após a implantação de programas para a melhoria do ensino nas escolas, como um intensivo e contínuo programa de Reforço Escolar, que vem corrigindo os déficits de aprendizagem, principalmente nos anos finais, com apoio incondicional dos professores da rede.

Nesta publicação, veremos algumas escolas que superaram suas metas, porém, na 5ª CRE e em toda rede municipal, muitas com este índice maior do que o projetado para 2022.

 

Escolas que mais evoluíram na 5ª CRE

 


Segundo os resultados gerais do IDEB 2011, as escolas que mais evoluíram na 5ª CRE, são:

 


 

 

A 5ª Coordenadoria de Educação está de parabéns.

Escolas e professores superando seus próprios desafios!

 

 

Superando Obstáculos

 

Três escolas se propuseram ser entrevistadas para relatar como superaram obstáculos.

São elas: E. M. Conde Pereira Carneiro, E. M. Albert Sabin e Rosa Bettiato Záttera.
 


Escola Municipal Conde Pereira Carneiro  

 

 Equipe da E. M. Conde Pereira Carneiro

 

 

O IDEB da escola em 2009 foi de 2.9 e em 2011 foi de 3.4.

 

Segundo a direção da escola, as dificuldades enfrentadas foram carência de professores, falta de compromisso dos alunos, ausência da família e falta do hábito de estudo.

"Conseguimos ampliar o quadro de professores com a chegada de novos concursados, trabalhamos a responsabilidade dos alunos através de simulados, premiação por frequência com passeios, e as reuniões de responsáveis aos sábados que trouxeram um maior número dos mesmos à escola. O empenho dos profissionais em garantir uma educação de qualidade foi o que nos levou a essa meta no IDEB/2011”, relata a direção.

Como proposta de trabalho para superar a meta de 2009, a escola teve como pilares responsabilidade, assiduidade e participação de todos.

“O reconhecimento do trabalho realizado por toda a equipe da escola nos mostra que o caminho que escolhemos nos levará ao sucesso”, finaliza a direção da escola.

 

 

Escola Municipal Albert Sabin

 

 

 Diretora -  professora Maria Aparecida Fiocchi

 

 

Em entrevista concedida ao Portal Rioeduca, a diretora Maria Aparecida Fiocchi falou sobre propósitos de superação da E. M. Albert, que em 2009 atingiu o índice 6.1 e em 2011 o índice 6.6, chegando no percentual projetado pelo IDEB para 2022.


Rioeduca/5ª CRE: Quais as dificuldades enfrentadas ao longo deste processo de conquista? Como foram superadas?
E. M. A. S.: Uma das maiores dificuldades encontradas foi conseguir trabalhar o conteúdo na linguagem das questões da prova. É um desafio, porque o que percebemos muitas vezes é que o aluno sabe aquele conteúdo, mas erra por não entender a forma como foi solicitado. Já houve avanços nesse sentido.


Rioeduca/5ª CRE: A que se deve o desfecho de sucesso no IDEB? A escola criou alguma estratégia especial?
E. M. A. S.: Houve um investimento por parte de todos, mas principalmente pelos professores em se planejar para trabalhar o que era necessário.


Rioeduca/5ª CRE: Quais os pilares que a Escola teve como proposta de trabalho para conseguir ultrapassar a meta?
E. M. A. S.: Acreditar no potencial do aluno e do professor. Acredito que foi principalmente o investimento e dedicação do professor em fazer um bom trabalho, drioorizando o mais importante.


Rioeduca/5ª CRE: Como a equipe da Escola se sente ao saber do bom desempenho da unidade escolar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB?
E. M. A. S.: Ficamos felizes, ganhar o prêmio é muito bom e saber que seus alunos saíram-se bem é muito satisfatório. Fizemos questão de parabenizar cada professor e funcionário da escola para que todos se sintam parte deste processo.

 Blog da E. M.  Albert Sabin http://emsabin2011.blogsppot.com

 

 

Escola Municipal Rosa Bettiato Záttera 

 

Equipe da E. M.  Rosa Bettiato Záttera
 

 

Em 2009, a E. M. Rosa Bettiato Záttera  atingiu a meta no 5º ano = 4.2 e no 9º ano  = 3.1. Já em 2011, a meta foi elevada no 5º ano para 5.3 e no 9º ano para 3.8.


Percepção das dificuldades enfrentadas ao longo desse processo de conquistas e superação:

“Em primeiro lugar, o número de DR era muito grande, o que causava uma alta rotatividade de docentes, prejudicando a continuidade dos trabalhos. Hoje, praticamente, todos os professores são da Escola. Havia um desrespeito grande de horário e uso do uniforme por parte dos alunos. Entretanto, a violência não fazia parte do dia a dia da UE. Para tanto, foi necessário ganhar a confiança dos responsáveis, e fazer um trabalho de conscientização da Escola, como um todo, e investir mais no aluno, fazendo com que enxergasse a responsabilidade sobre o seu futuro. Outro fator grave foi - e continua sendo - a violência no entorno da Escola. Esta apresenta um crescimento, prejudicando a tranquilidade e o foco dos educandos na aprendizagem.


Desfecho de sucesso no IDEB e estratégia especial criada pela escola:

“Não criamos nenhuma estratégia especial visando ao IDEB. A nossa preocupação sempre foi a melhoria das nossas práticas diárias, melhorando-as e revendo-as continuamente”.


Pilares que a Escola tem como proposta de trabalho, visando ultrapassar a meta:

“Conscientização, União, Trabalho e Respeito mútuo”.


Sensação da e equipe da Escola em relação ao bom desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB:

“Todos da Comunidade Escolar estamos muito gratificados por saber que trilhamos o caminho em direção às metas propostas desde que assumimos a UE, em 2009. Dentre elas, a de realizar uma Educação centrada na Excelência e Qualidade do Ensino. Além do mais, os Projetos implantados pela SME vieram ajudar-nos a consolidar mais ainda as nossas metas. Com isto ficamos certos de que as mudanças de mentalidade e de posicionamento - com uma boa dose de coragem para realizá-las - estão surtindo o efeito que desejamos atingir”.
Ainda relata a RBZ: “Como dizemos na abertura do nosso blog: A RBZ não quer ser “apenas” mais uma escola municipal, ensinando muitas coisas. Não. Voamos mais alto. Na RBZ há uma diferença: AQUI SE APRENDE A SER FELIZ!”.

Blog da E. M. Rosa Bettiato Záttera www.vitrinerbz.blogsbopt.com



 

Parabéns a todas as escolas que, mesmo com tantos obstáculos (às vezes diários), conseguem transpor barreiras difíceis de serem vencidas!

 

Que os vossos esforços desafiem as impossibilidades, lembrai-vos de que as grandes coisas do homem foram conquistadas do que parecia impossível.

Charles Chaplin
 

 

Fontes de pesquisa:

Resultados Gerais do IDEB 2011/SME/RJ http://200.141.78.79/dlstatic/10112/3066956/DLFE-248901.pdf/Divulgacao_IDEB2.0.1.1.paraosite.pdf

MEC http://ideb.inep.gov.br/resultado/

SME/RJ http://www.rio.rj.gov.br/web/sme/exibeconteudo?article-id=3066949

 

Professora Regina Bizarro _ Representante do Rioeduca na 5ªCRE

E-mail: reginabizarro@rioeduca.net

Twitter: @rebiza

Facebook: http://facebook.com/rebiza

 

   


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 03/09/2012

Leitura e Escrita Como Vivência Diária

Tags: 10ªcre, ideb, alfabetização, patrono.

Na Escola Municipal Tenente Renato César, da 10ª CRE, o Projeto Político Pedagógico – “Leitura e Escrita: Instrumento de Cidadania” é construído e vivenciado em todos os momentos  por todos os envolvidos com o processo educativo da escola.

 

Chego à Escola Municipal Tenente Renato César, na passagem do primeiro para o segundo turno. É hora do almoço. Professores e funcionários estão saindo do refeitório e os alunos se organizam no pátio interno para a entrada.

 

 


 

Em frente ao portão principal de acesso, alguns pais e responsáveis vão se despedindo dos seus filhos. Outros ainda aguardam a entrada em sala de aula para voltarem para suas casas.

 


Sou recebido com grande simpatia pelos funcionários e também pela diretora Dayse Gomes de Souza Bento.

 


 

 

Todos não se esforçam para me ajudar, deixando-me bem à vontade naquele ambiente prazeroso.

 


Sou apresentando aos alunos como o “Tio Sinvaldo do Rioeduca”. Atendendo o convite da diretora Dayse, acompanho a entrada dos alunos e, logo após, as palavras iniciais da gestora, que fala sobre as obras recém-concluídas dos banheiros  e presta homenagem aos aniversariantes com o “Parabéns para você!”

 


A professora Carla de Araújo Teixeira, coordenadora pedagógica, que também acompanha a entrada dos alunos do segundo turno, informa que aquele momento é especial, pois é a oportunidade que a direção tem para poder conversar com todos os alunos, repassar informações gerais e falar das atividades da semana e daquele dia. A ocasião também é propícia para ouvir o que cada um tem a dizer sobre a escola.

 


Nas salas de aulas, os professores já estão prontos para recepcionar seus alunos.

 


 

Em companhia da diretora Dayse, visito todas as turmas, converso com professores e alunos, faço registro fotográfico e conheço um pouco mais sobre o Projeto Político Pedagógico da escola que trata da “Leitura e Escrita como Instrumento de Cidadania”.

 


De acordo com o texto introdutório, o PPP da Escola Municipal Tenente Renato César pretende resgatar a autoestima do aluno enquanto ser humano e cidadão, valorizando a sua visão cultural e cívica, bem como a sua identidade, sua história e seus laços familiares. A pretenção de PPP também é que cada aluno possa compreender que é parte integrante de uma comunidade que deve trabalhar aliada à escola, a fim de alcançar os objetivos propostos.

 

 

 

 

 

 

 

 


A Escola Municipal Tenente Renato César está localizada na Avenida Areia Branca nº 1510, fazendo esquina com a Estrada Vítor Dumas, bem em frente à Praça de São Benedito e à igreja paroquial do mesmo nome.

 


É uma escola de grande visibilidade, em razão do enorme fluxo de carros e circulação de pedestres. É, também, uma das escolas mais antigas da 10ª Coordenadoria Regional de Educação.

 

 

 

Fotografia original pertencente ao acervo do Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro.

 


Sobre o Patrono, Tenente Renato César, há extensa biografia na sala dos professores, que mantém um espaço de memória, com objetos e documentos que foram doados pela família por ocasião da fundação, em 1939.

 


Além de duas turmas de Educação Especial (Projeto Nenhuma Criança a Menos) e de duas turmas do 6º ano experimental, a Escola Municipal Tenente Renato César ainda conta com três turmas do 1º, do 3º, do 4º e do 5º anos e quatro turmas do 2º ano.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Como a minha visita coincide com a “Semana da Alfabetização”, tenho a oportunidade e o privilégio de acompanhar de perto o excelente trabalho realizado pela equipe da direção e professores da Escola Municipal Tenente Renato César.

 


A diretora Dayse, quando deu entrada aos alunos para as aulas do segundo turno, referiu-se àquela semana e lembrou do compromisso dos pais e responsáveis, falando do Pacto Carioca Pela Alfabetização, com reuniões, dinâmicas e conscientização da importância da parceria para o desenvolvimento das crianças.

 


Além da parte lúdica, com brincadeiras, músicas, soletrando, parlendas, as atividades da Semana de Alfabetização dirigidas aos alunos incluíram rodas de leitura no círculo montessoriano, oficinas de dramatização de poesias, uso da Educopédia e do Pé de Vento.

 

 

 

 

 


Para os professores que participaram, já na segunda-feira, dia 6 de agosto de 2012, das oficinas sobre letramento, a Semana de Alfabetização reservou intensa programação e intercâmbio de experiências bem sucedidas na alfabetização.

 


Acessando o site do Portal do Ministério da Educação para conferir os resultados e metas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica da Escola Municipal Tenente Renato César é possível constatar que, desde 2007, a escola vem superando as metas projetadas pelo MEC, inclusive em 2011, pois a escola ficou com 5.3 e a previsão do IDEB era de 5.2.

 


Considerando que a educação é a base para uma sociedade mais justa e mais consciente, a equipe da direção e professores da Escola Municipal Tenente Renato César, na definição dos objetivos do PPP, comprometeram-se a promover discussões com a comunidade, tornando-a mais participativa e integrada à escola e também se dispuseram a utilizar as mídias e novas tecnologias como aliados no processo de ensino.

 

 

 

 


 

Sobre novas tecnologias, redes sociais e apropriação dos programas da Secretaria Municipal de Educação, como a Educopédia, Pé de Vento e Educoteca, a E. M Tenente Renato César vem sendo um ótimo exemplo entre as escolas da 10ª CRE, com seus professores bastante interessados em aprender e utilizar todos os recursos disponíveis em suas aulas e atividades.

 


A Escola Municipal Tenente Renato César mantém um Blog e um site, onde podem ser conferidas as postagens mais recentes, com a programação atualizada da escola, e também com informações gerais sobre o Patrono, projetos em desenvolvimento, reuniões de pais e responsáveis, histórico da escola e muitas fotos registrando os acontecimentos mais importantes.

 Saiba mais sobre a Escola Municipal Tenente Renato César

A Escola Tenente Renato César inserida nas redes sociais

http://www.rioeduca.net/blogViews.php?id=2168
http://emtenente.blogspot.com.br  
 

 




 

 

 

 

                                      

 

 

 


   
           



Yammer Share